Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA

INDÚSTRIA NAVAL ACORDA NO GOVERNO LULA

Alguns dados importantes mostram as diferenças entre o governo do presidente Lula (PT) e de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Na seara política, o importante é a análise de dados para se saber a eficiência de cada governo. Políticos gostam de discursar, mas são os avanços no país e as análises de especialistas que podem nos informar qual é o melhor governo.

O Programa de Modernização e Expansão da Frota e de Embarcações de Apoio da Petrobrás, lançado esta semana pelo presidente Lula, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, é considerado o maior plano de contratação de embarcações do gênero já realizado no país, e deverá ter 70% de nacionalização, ou seja, 70% das embarcações deverão ser produzidos no Brasil e com mão-de-obra brasileira. Vale lembrar que desde o primeiro ano do governo Lula, em 2003, houve a decisão de investir na indústria naval, via Petrobrás, com o claro objetivo de gerar empregos. Um fato importante no governo anterior, de Fernando Henrique, foi a tentativa de vender da Petrobrás e a quebra na indústria como se vê nos dados.

Ao lado: A indústria naval tem grande quebra em 2000, resultado da falta de política para o setor, ameaça de venda da Petrobrás e a farra do dólar provocado pela reeleição de Fernando Henrique. O gráfico mostra a quantidade de empregos no setor. No final do governo consegue se recuperar e deslancha no governo Lula.

Abaixo: A falta de investimento do BNDES, através do Fundo de Marinha Mercante, no governo FHC até 2002. Em 2003, já no governo Lula, uma soma elevada de recursos busca recuperar a indústria.

As fontes são Sinaval e BNDES

Por glaucocortez

Blog Educação Política