Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Mensais: julho 2008

AMORIM: PRINCÍPIO DA LEI PARA ADVOGADO CORRUPTO JÁ MATOU DIRETORA DE PRESÍDIO

RESTRIÇÃO A GRAMPO JÁ MATOU UMA DIRETORA DE PRESÍDIO

O jornalista do núcleo de reportagens especiais da TV Record, especialista em assuntos de segurança, Percival de Souza, foi um dos entrevistados do programa Entrevista Record, da Record News, na última terça-feira, dia 29. Paulo Henrique Amorim perguntou a Percival de Souza o que ele acha da Lei do Grampo, que o Governo quer mandar o mais rápido possível para o Congresso.

A Lei do Grampo impedirá que a Justiça use como prova o resultado de uma interceptação de uma conversa entre o acusado e seu advogado. Percival de Souza lembrou o caso de Sidneya Santos de Jesus.

Sidneya Santos era diretora do presídio de Bangu I e gravou uma conversa entre Fernandinho Beira Mar e seus advogados. Nessa conversa, Fernandinho Beira Mar combinava com seus advogados a execução de Sidneya Santos. A diretora do presídio levou, então, as gravações à Justiça, que considerou o grampo ilegal.

No dia 05 de setembro de 2000, Sidneya Santos levou três tiros. Dois tiros a acertaram: um na cabeça e outro no pescoço. Sidneya Santos tinha 46 anos e foi assassinada quando chegava em casa, na Ilha do Governador, no Rio, dentro do carro.

Reportagens da época dizem que Sidneya Santos era destemida e passou a ser ameaçada de morte por implantar um sistema rígido de segurança no presídio de Bangu I e cortar mordomias dos chefes do crime. Ainda segundo essas reportagens, Sidneya Santos era incorruptível e chegou a recusar uma oferta de propina no valor de R$ 50 mil (clique aqui).

Leia entrevista inteira

Leia também

PROJETO FARÁ DE LULA O PAI DA CORRUPÇÃO

JOSIAS DE SOUZA: GILMAR MENDES SOLTA ACUSADOS DE HOMICÍDIO

STF manda soltar deputados acusados de homicídio

De volta das férias, o presidente do STF, Gilmar Mendes, deferiu pedido de habeas corpus em favor de dois deputados estaduais de Alagoas.

O primeiro se chama Antonio Ribeiro de Albuquerque. O outro, Cícero Ferro. A dupla é acusada de homicídio.

Presidente da assembléia alagoana, Antonio Ribeiro foi arrancado da cadeira por decisão do Tribunal de Justiça do Estado.

O mesmo tribunal determinou o afastamento do colega Cícero Ferro. (Josias de Souza)


Leia mais sobre Gilmar Mendes

NASSIF: DIOGO MAINARDI E VEJA CADA DIA MAIS ENROLADOS

A confissão de Mainardi

Por Luiz Nassif

De modo surpreendente, no seu podcast de hoje (29/07) Diogo Mainardi acabou entregando o jogo em que se meteu no caso Opportunity. leia aqui ou ouça aqui:

“Li que a procuradora Anamara Osório cuida do caso Kroll, a empresa contratada por Daniel Dantas para espionar a Telecom Italia. Nesse caso, antes de me acusar de maneira absurdamente leviana, ela deveria ter se informado a meu respeito com a antiga diretoria da Telecom Italia, aquela que combateu a Kroll. Isso teria evitado que ela quebrasse a cara de um jeito vexaminoso. Paolo dal Pino, o presidente da Telecom Italia na época da batalha contra Daniel Dantas, é meu amigo fraterno. Nossa amizade sempre me impediu de considerá-lo uma fonte. Mas ele acompanhou de perto meu trabalho. E me apresentou a uma penca de dirigentes da Telecom Italia. Com o tempo, esses dirigentes se tornaram minhas fontes, e me ajudaram a entender o que ocorria no setor de telefonia, fornecendo-me documentos e testemunhos diretos do envolvimento da companhia com o governo. Daniel Dantas? Daniel Dantas era o inimigo dessa gente toda. O inimigo de minhas fontes.”

O curioso é que, no ataque que fez contra mim na Veja, Mainardi me acusa de trabalhar para a Telecom Itália – o mesmo grupo que ele admite, no podcast, ser sua fonte através do seu fraterno amigo, dal Pino. Em todo esse período joga com a confusão para obter álibis. Chega a hora em que a esperteza acaba por comer o esperto – para usar um provérbio mineiro.

Em “O Caso de Veja”, no capítulo “O quarteto de Veja” (escrito meses e meses atrás) situo claramente o momento da adesão de Veja e Mainardi a Daniel Dantas.

Em meados de 2005, provavelmente entre maio e junho, a relação se amplia. 18 de maio de 2005 é a data do último ataque (de Veja) a Dantas; 15 de junho de 2005 o início ostensivo da mudança de rota.

No dia 28 de abril de 2005 foi anunciado o acordo entre a Telecom Itália e Daniel Dantas, amplamente noticiado na imprensa.

Leia aqui na “Folha”:

A paz entre o banco Opportunity e a Telecom Italia foi selada ontem. O acordo custou 341 milhões, cerca de R$ 1,2 bilhão, aos italianos e a renúncia do Opportunity ao controle da Brasil Telecom, operadora de telefonia fixa da região Centro-Oeste.

Ou seja, quando Mainardi entrou de cabeça no jogo, ao contrário do que ele tenta passar, Telecom Italia e Opportunity já tinham se tornado aliados. E o mentor da aliança, do lado italiano, foi justamente seu fraterno amigo Paolo dal Pino. Sua  outra fonte, conforme ele próprio já admitiu, era Daniel Dantas.

Na época, Mainardi fazia o jogo de Dantas; e fazia o jogo da Telecom Italia. E fazia porque a Telecom Italia passou a fazer o jogo de Dantas.

No recente episódio do Inquérito italiano, e sua tentativa de influenciar o Inquérito da Kroll, no Brasil, o jogo só tinha um lado interessado, Daniel Dantas, já que a parceria com os italianos se encerrou há tempos e eles só estão envolvidos no inquérito que corre na Itália.

Não sei se por pânico ou o quê mais, por desespero atrás de um álibi qualquer, Mainardi acabou entregando-se de bandeja, jogando com datas e imaginando que o engodo passaria em branco.

O ESTADO DE DIREITO A SERVIÇO DA CENSURA

O Estado de Direito é tão propalado pelos liberais justamente pela sua possibilidade de manipulação e controle pelo poder econômico; mas não pela sua capaciade de trazer justiça.

As medidas judiciais impedindo a Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) de avaliar e divulgar produtos que fazem mal à saúde é uma forma bem clara de como o Estado de direito pode estar a serviço da censura e do autoritarismo.

O mais interessante é que essa censura prévia só se torna notícia de grande repercussão nacional quando afeta uma grande empresa de comunicação. Leia matéria abaixo publicada pelo Ecoagência.

Empresas de agrotóxicos tentam impedir reavaliações de produtos pela Anvisa com medidas judiciais

Várias ações judiciais de empresas que produzem ou comercializam agrotóxicos no país foram deflagradas contra a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nos últimos meses. O objetivo é impedir o andamento da reavaliação de 99 produtos, iniciada em fevereiro, à base de 14 princípios ativos considerados prejudiciais à saúde humana: cyhexatina, acefato, lactofen, triclorfom, paration metílico, carbofuran, forato, endossulfan e paraquate, estes proibidos pela União Européia, mais glifosato, abamectina, metamidofós, fosmet e tiram.

As reavaliações podem resultar em restrições à aplicação do produto, exigência de mais segurança para o trabalhador e proibição total de uso do agrotóxico, diz o gerente geral de toxicologia da Anvisa, Luiz Cláudio Meirelles. Porém, duas ações dos fabricantes conseguiram êxito, até agora. Uma decisão judicial de abril, por ação impetrada pela empresa Arysta, proíbe publicar o resultado sobre o acefato, bem como aplicar qualquer restrição ou proibição aos produtos à base deste ingrediente ativo.

Cancelado nos Estados Unidos

Outra ação, do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola (Sindag), obteve liminar, dia 1º de julho, impedindo a Anvisa de aplicar qualquer restrição ou cancelamento aos produtos à base de tricloform, paration metílico, metamidofós, fosmet, carbofuran, forato, endossulfam, paraquate e tiram. Este último, segundo a Anvisa, sofreu tantas restrições de uso pela Usepa (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos) que teve o registro cancelado voluntariamente pela empresa Taminco, a única que tinha o registro do produto naquele país.

A Anvisa ainda não recebeu o comunicado oficial da Justiça, ”mas a Agência tentará reverter a decisão (com recurso judicial) no prazo mais breve possível”, antecipa Meirelles. Atualmente, informa o órgão, existem 1.174 agrotóxicos registrados no país. O registro é concedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), porém, precisa antes passar por avaliações de impacto à saúde e ao meio ambiente elaborados pela Anvisa e Ibama, respectivamente.

Relatos de intoxicações
Uma reavaliação pode ser decidida em função de novos estudos científicos, alertas internacionais ou relatos de intoxicações que chegam às autoridades de saúde. Segundo o gerente de toxicologia, o programa de reavaliações da Anvisa prioriza ingredientes ativos com alta toxicidade aguda, que possam causar intoxicações, câncer, alterações hormonais e má-formação fetal, entre outros efeitos danosos à saúde humana.

Desde que as reavaliações começaram, em 2001, dois anos depois da criação da Anvisa, foram proibidos cinco ingredientes ativos (monocrotofós, heptacloro, lindane, pentaclorofenol, benomil), responsáveis pela fabricação de mais de 80 agrotóxicos, outros oito  severas restrições de uso e 19 sofreram restrições menores. Saiba mais clicando aqui. (Por Ulisses A. Nenê, para a EcoAgência)

PROJETO FARÁ DE LULA O PAI DA CORRUPÇÃO

O presidente Lula se tornará o Pai da Corrupção no Brasil se o projeto elaborado pela presidência da República contra o escuta telefônica for aprovado. Tarso Genro, que virou a casaca nas últimas semanas, será a Mãe da Corrupção no Brasil.

O projeto confere aos advogados privilégio de assumirem os principais postos de comando nas organizações criminosas, visto que as escutas telefônicas de criminosos com seus advogados não servirão mais como provas. Assim, o lobby do “Gomes”, Luiz Eduardo Greenhaldt, estará amparado legalmente. Ele alegou que estava fazendo um trabalho como advogado para Daniel Dantas.

Será a maior aberração jurídica da história e um privilégio inconstitucional para uma categoria profissional. Imagina. Como que ficarão os administradores de empresa corruptos, os jornalistas corruptos, os políticos corruptos? Todos os corruptos das outras profissões estão sendo prejudicados.

Há no Brasil cerca de 400 mil quebras judiciais de sigilo telefônico. Para os corruptos e seus advogados, esse volume é muito alto. Para nós, é muito baixo. Imagina. Somente 400 mil interceptações autorizadas num dos países mais corruptos do mundo. É muito pouco.

Mais que isso, o governo mandou (leia) o projeto para a análise de Alberto Zacharias Toron, advogado criminalista, membro do Conselho Federal da OAB. Toron colocou seu nome na história do Brasil recente com sua frase sobre pretos, pobres e putas. Ele afirmou: Decreta-se a prisão temporária, a Polícia Federal exibe o preso como um troféu, algema-o desnecessariamente e o exibe em horário nacional. É um ‘escracho’. O que se fazia, antes, contra preto, pobre e puta é feito com outros presos. E há quem aplauda”.

Essa pérola expressa a consciência moral de uma parcela do Brasil.

PROJETO PARA ADVOGADO CORRUPTO É INCONSTITUCIONAL, AFIRMA JUIZ

Procuradores e juízes são contra inviolabilidade absoluta de escritórios de advogados

Marco Antônio Soalheiro
Repórter da Agência Brasil

No comando de uma campanha contra a sanção do projeto de lei que proíbe o cumprimento de mandados de busca e apreensão em escritórios de advocacia, representantes de entidades do Ministério Público e da magistratura disseram após se reunirem com o ministro da Justiça, Tarso Genro, que a proposta extrapola as garantias necessárias ao trabalho dos advogados.

“Essa modificação pode dar ao escritório de advocacia uma inviolabilidade muito maior do que a do domicílio do cidadão. Isso é mau para um bom advogado, e não será bom para a sociedade brasileira, no momento em que estamos lutando para combater a impunidade do país”, afirmou o presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), José Carlos Cosenzo.

“A legislação existente já protege a relação entre o cliente e o seu advogado. O que não se pode fazer é estabelecer uma imunidade absoluta, que não tem respaldo na Constituição”, reforçou o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Fernando de Mattos.

O presidente da República ainda não decidiu se irá sancionar o projeto de lei que amplia a inviolabilidade dos escritórios de advocacias.

Na visão da Ajufe, a eventual sanção do projeto aprovado no Congresso Nacional implicaria em mais riscos ao exercício profissional da defesa.

“Serviria como instrumento de pressão sobre os bons advogados, porque os criminosos passariam a tentar se valer da inviolabilidade dos escritórios para esconderem provas”, alertou de Mattos.

Pelas normas vigentes, as buscas e apreensões em escritórios de advocacia podem ser feitas pela polícia se amparadas por despacho do juiz responsável pelo inquérito.

O presidente, que tem até o dia 11 de agosto para a sanção, aguarda a conclusão de estudos sobre o tema feitos pelo Ministério da Justiça, para tomar uma decisão.

OLHA A DECLARAÇÃO DA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Incrível, o avanço na legislação que cria o piso mínimo para professor é desdenhado pela secretária da Educação de São Paulo, Maria Helena Guimarães de Castro, do governo José Serra do PSDB. A secretária insinua que não vai cumprir a lei.

Isso porque a lei, além de criar o piso mínimo,  exige que o professor seja remunerado em 1/3 fora da sala de aula, de forma que ele ganhe também para a preparação das aulas e correção de provas. Vale lembrar que São Paulo é o estado mais rico da federação. (Leia abaixo matéria que mostra que o Acre paga mais que São Paulo para o professor).

Ao contrário, na mesma entrevista ao Estadão, a secretária mostra a sua grande idéia para a pasta, que é dar prêmio para os funcionários e professores, mas somente se a escola tiver bom desempenho no Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo).

Essa é a mentalidade educacional made in PSDB. Ela pode ser traduzida assim: “Nós não vamos dar condições para que o professor seja preparado, mas os funcionários e professores deverão se virar para alcançar o prêmio”. Qual o pensamento que pode se incentivar na escola com essa “política”?  Um cursinho preparatório para as provas do Idesp. Claro, professor não é bobo. Não é apenas a questão financeira para o professor; a auto-estima  estará diretamente ligada ao desempenho da escola.

Veja trechos da entrevista:

Estadão: A lei do piso salarial, que aumentou também o período em que o professor tem para atividades extraclasse e que vai tirar R$ 1,4 bilhão do orçamento da educação, pode comprometer o bônus?
Maria Helena: Não temos de onde tirar dinheiro para cobrir esse problema das atividades extraclasse, que eu considero inconstitucional. Vamos ter que contratar mais professores ou aumentar a jornada dos atuais. Se essa lei de fato vingar, o que eu não acredito, não vamos poder mais incorporar mais nenhuma gratificação.

Estadão: O que fazer com o absenteísmo?

Maria Helena: Se um professor tiver um numero de faltas acima das estabelecidas pela lei (12 mais licenças), ele será penalizado. O critério vamos fechar semana que vem. Queremos estabelecer um número acima do qual o professor não terá direito a receber nada, independente de toda a sua escola ter feito um ótimo trabalho.

Leia na íntegra, comprove você mesmo!

Leia também:

AÉCIO E SERRA (PSDB) PAGAM PARA PROFESSOR A METADE DO QUE PAGA BINHO MARQUES (PT)

PSDB: DEMOCRATA NO NOME, MAS ‘CORONÉ’ NA PRÁTICA

JÁ SABEMOS COMO MELHORAR A EDUCAÇÃO DO BRASIL

EDUCAÇÃO: NOSSA UTOPIA

EM NOME DA JUSTIÇA, PELUSO DEVERIA SE AFASTAR DO JULGAMENTO DE DANTAS

Em agosto, a segunda turma do Supremo Tribunal Federal, formada por Eros Grau, Celso de Mello, Ellen Gracie (que impediu a abertura do disco rígido do Dantas), Cezar Peluso e Josaquim Barbosa, julgará em definitivo o habeas corpus do banqueiro.

O ministro do Supremo, Cezar Peluso, deveria se julgar impedido de votar, visto que os advogados de Dantas já anunciaram seu voto. É a favor de Daniel Dantas. Aliás, por que teriam facilidades no Supermo? Essa poderia ser mais uma investigação a ser feita pela Polícia Federal.

Não é possível o Supremo Tribunal Federal já se comportar como um jogo de cartas marcadas.

Em nome da Justiça, Peluso deveria se afastar dessa votação.

Leia sobre a ação dos Advogados de Dantas

AMORIM: A JUSTIÇA BRASILEIRA É A MÃE DA IMPUNIDADE

CORRUPÇÃO: O PROBLEMA É A JUSTIÇA

Paulo Henrique Amorim

Máximas e Mínimas 1322

. A edificante contribuição do Supremo Presidente Gilmar Mendes à fuga do quadrilheiro Daniel Dantas teve um grande mérito.

. Escancarou para todos os brasileiros – a começar pelo meu amigo Medina, clique aqui para ler – que a Justiça no Brasil é para os ricos.

. A Procuradora Ana Luzia Amaral, que cogita seriamente de entrar com uma ação de impeachment contra o Supremo Presidente, fez um levantamento que comprova que o Supremo Presidente tem o hábito de dar habeas corpus a rico.

. É uma estatística irrefutável.

. Clique aqui para ler na Folha (da Tarde *) deste domingo.

. O Supremo Presidente gosta de rico.

. É uma singularidade, assim como a singularidade da rapariga loura do Eça era roubar.

. Gilmar Mendes gostar de soltar rico.

. Como diz Walter Maierovitch na Carta Capital desta semana – clique aqui para ler –, com uma lógica irretorquível: se rico vai ao Supremo e consegue habeas corpus, assim, rapidinho, numa boa, para que servem as instâncias inferiores ?

. A excelente repórter Sônia Filgueiras com Vannildo Mendes publicou neste domingo, no Estadão, reportagem esclarecedora.

. Clique aqui para ler “Maioria das ações da PF resulta em denúncia contra investigados – os entraves acontecem na etapa judicial dos processos, dizem procuradores da República”.

.  “A procuradora regional Silvana Batini, do Ministério Público Federal do Rio, dedica seu doutorado ao estudo dos entraves na tramitação das ações e diz: ‘há uma banalização do uso do habeas corpus. Com esse instrumento, é possível levar muito rápido um processo às instâncias superiores’”.

(. Se o criminoso for rico, é claro.)

. É como conclui a reportagem de Filgueiras.

(. Como faz bem à saúde ler uma reportagem e, não, editorial travestido de reportagem, como fazem usualmente o Estadão, seus “jornalistas” e os congêneres do PiG.)

. Ou seja, a PF prende, o Ministério Público indicia e a Justiça solta.

. Ou segura o processo.

. Ou dá habeas corpus.

. A impunidade no Brasil tem um nome: a Justiça !

. A impunidade no Brasil tem um nome: Supremo Tribunal Federal !

. Não me surpreenderei se o João Pedro Stédile, do MST, fizer o que o STF e o Supremo Presidente não fizeram : justiça.

. Clique aqui para ler sobre a invasão de uma fazenda de gado, no Pará, debaixo das barbas da Governadora do PT, que Daniel Dantas “comprou” sem poder comprar, porque se trata de terra pública.

Em tempo: sinto muita falta das informações do “colonista” da seção “Mercado Aberto” (?), Guilherme Barros, aquele que deu o furo na primeira página da Folha (da Tarde *), de fora a fora, com a criação da “BrOi”. Por que será que ele não fala mais do assunto ? Procuro, procuro todo dia e ele não publica mais uma solitária linha sobre a rumorosa transação. Logo agora que suas informações seriam tão úteis …

Em tempo 2: o colonista de Livros da Folha ( da Tarde *) e do Globo, Elio Gasapari, fez um “rolando o lero” neste domingo. Clique aqui para ler. Escreveu uma colona para defender a privatização de Sergio Motta e recomendar que o presidente Lula, aquele que tem medo, desfaça a patranha da “BrOi”. Gaspari acha que Motta cometeu erros “pontuais” na privatização. O que quer dizer isso, “pontuais” ? “Errinhos” ? “Coisa pouca” ? “Deixa isso pra lá”? Quer dizer que o Farol de Alexandria e seu “trator” fazem uma privatização sem instituições públicas que a controlem – e isso é uma coisa “pontual” ? Uma privatização feita com, por e para Daniel Dantas ? Uma privatização em que o Ricardo Sérgio de Oliveira, que foi caixa de FHC e do presidente eleito José Serra, dizia “isso vai dar m…” ? “Pontual”, meu ? Por que será que o citado colonista não fala em Daniel Dantas ? Por que Dantas financiou a empresa da filha do Serra ? Será por isso ? Clique aqui para ler sobre a empresa “Decidir.com Inc.”, registrada em Miami.

Em tempo 3: Sobre a aflição do Diogo Mainardi com a iminência de ir para a cadeia, por causa dos serviços que prestou a Daniel Dantas, veja como ele gaguejou na televisão: http://www.youtube.com/watch?v=Ho4KAV29YIM
(*) Já estava na hora de a Folha tirar os cães de guarda do armário e confessar, como fez a Folha, que foi “Cão de Guarda” do regime militar. Instigado pelo Azenha – clique aqui para ir ao Viomundo – acabei de ler o excelente livro “Cães de Guarda – jornalistas e censores do AI-5 à Constituição de 1989”, de Beatriz Kushnir, Boitempo Editorial, que trata das relações especiais da Folha (e a Folha da Tarde) com a repressão dos anos militares. Octavio Frias Filho, publisher da Folha (da Tarde), não quis dar entrevista a Kushnir.

Leia também:

Entre no blog para defender Protógenes

ONG organiza protestos contra Mendes

A prova do pudim é na hora de comer

MP-DF: a “BrOi” é uma “mera possibilidade”

Deixar Dantas solto é um perigo

“Gomes” sobre Dilma: “quadro está mantido”

Dantas se preocupou com destino de Dilma: podia atrasar a “BrOi”

A propina da “BrOi” vai para o “caixa dois” de Dilma ?

SDC, o Sistema Dantas de Comunicação

Falta alguém no mensalão: Dantas

Cadê as provas ? Sumiram!

YouTube: Cadê as provas ?

Alcatel + BrT: os Fundos e o Citi estão nessa?

Pegasus, a mãe de todas as BrOi

Juízes ignoram Mendes e divulgam “lista suja”

Gangsters italianos aprendem com Dantas

Lula quer que PF apague a “BrOi” do relatório

Opportunity insinua corrupção na Anatel

Os Dantas esperam Mendes assumir STF para voltar

Dantas nasce no ventre de FHC

Radiografia do PiG: Attuch, Jadim, Mainard, Guilherme Barros

O Golpe tirou férias

Mino: “este rasgão não se pode cerzir”

A Folha (da Tarde *) descobre a biografia de Dantas

Por que Queiroz se lembrou de Sobral Pinto ?

Mendes deu outro Golpe. E os outros ministros do Supremo ?

MPF apura se PF cometeu crime de obstrução

Cidadão Cícero Rôla vai ao Senado pelo impeachment de Mendes

Dantas: o câncer metastático

Quem manda no Protógenes ?

Cacciola e Dantas: as duas faces de FHC

O PiG descobriu Dantas (tarde)

Dilma não falou, ainda, da sacanagem

Se a ABIN sabia, Lula sabia

O Presidente que tem medo está com medo?

Quanto custa a opinião do Conversa Afiada ?

Estadão confessa: quer uma lei para a elite branca

PF não pode esconder o que estava atrás da parede falsa

Gilmar Mendes ganhou todas

Os Ministros da Justiça que Lula poderia nomear

Lei Fleury = Lei Dantas

Governo Lula tenta abafar Caso Dantas

Secretário do Supremo contesta Conversa Afiada

Presidente da Ajufe explica apoio a De Sanctis

Lula e Genro jogam para a elite e Estadão aplaude

Dantas tem um trânsito “ferrado” no STJ e no supremo

Lista parcial de quem aplicou (ilegalmente) com Dantas

O Dr. Queiroz sabe tudo do Dirceu

Pai de Suzane von Richthofen era “caixa” do PSDB

Dantas: “A gente já vendeu a BrT para a Telemar”

A Folha tinha uma matéria “sob encomenda” para Dantas

PSDB, PFL, PT, “BrOi”, BNDES, cuidado ! O Dr. Queiroz vem aí

Corrêa é o chefe de polícia do Governo Gilmar Mendes

Dantas, “BrOi”, Mendes – é porque Lula tem medo

E os outros 10 ministros do STF, vão continuar de férias ?

Mendes É o golpe: juízes e procuradores protestam

Mendes quer destruir De Sanctis e dá fuga a Dantas

Mirza e a plêiade de advogados de Dantas

Dr. Queiroz precisa dar um pulinho na “BrOi”

Jogue o PiG fora: leia Mino Carta

Uma batalha da guerra para desmoralizar a Satiagraha

Por que só Tralli vai depor ?

“BrOi”: Dantas usa Greenhalgh para convencer Rousseff

Queiroz dá drible da vaca em Mendes

Dantas soube antes que ia ser preso

Quero os 89 nomes que estão no disco rígido de Dantas

Lula, Genro e Corrêa: não toquem em Queiroz

Dantas tinha medo da Polícia Federal: não tem mais

Gilmar Mendes instala o Golpe de Estado

Cuidado, presidente Mendes, a Globo jogou Dantas às feras – II

Mendes está a um grau de separação de Dantas

Presidente Mendes, o Medina está de olho

Mendes já disse que Cacciola pode ter HC

Dantas: presidente Mendes dá golpe de Estado

Presidente Mendes: MPF responde duro; Tarso, não

Os interesses de Gilmar Mendes se conflitam

Gilmar Mendes, Ministro sem recato

Gilmar Mendes é candidato a Presidente

Gilmar Mendes já se comporta como um Tartufo

Gilmar Mendes e os Marinho: em família

FALTARÁ PROFESSOR DE SOCIOLOGIA, FILOSOFIA E MÚSICA

Número de professores especializados precisa ser 20 vezes maior para cumprir lei

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Congresso Nacional aprovou, no primeiro semestre, duas leis que incluem novas disciplinas nos currículos da educação básica: filosofia, sociologia e música. Especialistas em educação comemoraram a inclusão, que garante a crianças e adolescentes uma formação mais integral. Mas a novidade também coloca o dedo em um antiga ferida da educação brasileira: a falta de professores para disciplinas específicas.

De acordo com um estudo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes), órgão que agora responde pela formação de docentes para a educação básica, o Brasil tem, hoje, 31.118 profissionais atuando como professores de filosofia, sendo que, desse total, apenas 23% têm formação específica. Na sociologia, são 20.339 professores atuantes, sendo 2.499 licenciados (12%).

Estimativa da Capes aponta que serão necessários 107.680 docentes, em cada uma das disciplinas, para atender aos 24.131 estabelecimentos de ensino médio. A oferta será obrigatória nos três anos desse nível de ensino.

Segundo o diretor de educação básica da Capes, professor Dilvo Ristoff, para atender à nova demanda seria necessário aumentar em 20 vezes o número de professores formados por ano, que hoje é de 2.884 em filosofia e 3.018 em sociologia.

“Como não houve obrigatoriedade do oferecimento dessas disciplinas nos últimos anos, isso também desestimulou a formação de professores nessas áreas nas universidades”, disse Ristoff, em entrevista à Agência Brasil.

A demanda foi calculada considerando uma carga horária de 20 horas semanais para cada professor, em turmas de 30 alunos. “Se a gente levar em conta que 50% dos que se formam tendem a exercer outras profissões, a gente chega ao dramático número de 40 vezes mais graduados por ano”, estimou.

Ainda não há um estudo específico sobre o impacto da obrigatoriedade do ensino da música na educação básica. Os dados existentes são sobre os professores de educação artística, área em que há profissionais formados em número suficiente para atender a demanda. Ainda assim, a maioria não atua no magistério.

“Certamente haverá um impacto, é uma demanda de outra natureza, não só de docentes, mas de ambientes específicos, professores com teoria, professores com prática, instrumentos musicais e a própria carga horária”, avaliou Ristoff.

Leia mais sobre educação

MIMO: UM CABEÇÃO COM GRAÇA E SENSIBILIDADE

A peça Mimo, do grupo holandês Muganga, é poesia singela e bela. O espetáculo, que tem no palco apenas Carlos Lagoeiro, um brasileiro que fundou o grupo há 21 anos na Holanda, é uma mistura de tecnologia e criatividade em proveito da arte.

Mas o grupo não precisou de muita tecnologia: um dos momentos mais belos da peça, uma dança amorosa que povoa o cabeção do Mimo, é feito apenas com um retroprojetor. É um momento sublime. O grupo teve várias apresentações no Brasil.

Como diz o próprio site do grupo, o espetáculo é um casamento entre o teatro e as artes plásticas:“Mimo é um espetáculo solo de Carlos Lagoeiro, diretor artístico/ator do Teatro Munganga e Marion Hoekveld, artista plástica. Trata-se de um encontro entre o teatro e as artes visuais em um espetáculo sem texto”

GREENPEACE EM DEFESA DAS BALEIAS, DOS OCEANOS E DO PLANETA

GREENPEACE FAZ FICÇÃO QUE MOSTRA PORQUE HÁ TANTOS CRIMES LIGADOS À TERRA NO BRASIL

GREENPEACE CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL

A partir de uma sugestão de um leitor do Blog, Yuri Kropotkin, de mostrar um vídeo do Greepeace, vamos mais além e mostrar uma série de vídeos em defesa da vida e do planeta.

CARTA CAPITAL FOI A ÚNICA QUE NOTICIOU AS FALCATRUAS DE DANTAS

Carta Capital publicou matéria sobre a cobertura da imprensa

Viva o Jornalismo Investigativo

O jornalismo “investigativo” brasileiro manifesta-se, em todo seu esplendor, nestes dias posteriores à Operação Satiagraha. Os bravos repórteres dedicam-se à estafante tarefa de recortar e colar partes do relatório parcial da Polícia Federal – ou reproduzir informações assopradas de afogdilho por alguma fonte com acesso privilegiado às investigações.

Análise, interpretação dos trechos truncados? Seria demais esperar isso, como seria demais que se dessem ao simples trabalho de checar se determinados “furos” já não são de conhecimento até do mundo mineral.

Algumas das tantas “reportagens” que brotam na extensa cobertura da chamada “grande imprensa” foram relatadas em várias edições de CartaCapital em passado não tão longíquo. Era o auge do escândalo do “mensalão” e o dito jornalismo investigativo andava mais preocupado com o dinheiro na cueca de um assessor parlamentar no Ceará e os supostos dólares de Cuba.

Para facilitar o trabalho deste time de investigadores da imprensa, agora heróis da liberdade e da apuração exaustiva, a revista lista a seguir as edições onde eles podem achar mais informações para enriquecer seu trabalho. Bom proveito.

Edição 348, de 29 de Junho de 2005 – A reportagem O orelhudo tá nessa, a partir da página 28, narra a participação de Daniel Dantas no Valerioduto e conta como petistas, entre eles Sílvio Pereira, Delúbio Soares e José Dirceu, defenderam interesses do Opportunity no governo. O nome do advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, vulgo Kakay, amigo de Dirceu, é apresentado como intermediário entre Dantas e o ex-ministro da Casa Civil. Atenção jornalistas investigativos, um executivo do Citibank contou a CartaCapital um diálogo com Dantas. O banqueiro brasileiro disse à turma do Citi que havia pagado 5 milhões (não disse se dólares ou reais) a Kakay para resolver seus problemas no governo.

Edição 354, de 10 de agosto de 2005 – Em A Conexão Lisboa, CartaCapital conta os objetivos da viagem do publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza a Portugal. O resto da imprensa atribuiu a viagem, da qual também participou Emerson Palmieri, tesoureiro do PTB, como lobby pela privatização do IRB, a empresa de resseguros do governo. Marcos Valério teria se apresentado como “representante do governo” na ocasião. A revista revelou que o motivo da viagem foi discutir a venda da Telemig Celular à Portugal Telecom. O plano de Dantas era negociar a empresa de telefonia celular mineira com os portugueses e usar o dinheiro para comprar a Brasil Telecom dos demais sócios (Citi e Telecom Itália), mantendo os fundos de pensão como minoritários. O problema era a oposição destes fundos. O mais firme opositor era Sérgio Rosa, presidente da Previ (fundo dos funcionários do Banco do Brasil). A idéia era demover Rosa da presidência da fundação e agir para que Henrique Pizzolatto assumisse o posto. Pizzolatto recebeu dinheiro do Valerioduto e agiu a favor de DD neste episódio. Uma auditoria da Brasil Telecom apontou mais tarde que o Opportunity provocou prejuízos de 600 milhões de reais à operadora, ao usar a estrutura e dinheiro da companhia em proveito próprio.

Edição 363, de 12 de outubro de 2005 – A reportagem Segredos do Brasil conta a expectativa de autoridades quanto à abertura e o conteúdo do disco rígido dos computadores do Opportunity (os dados do HD são um dos sutentáculos da Operação Satiagraha). Relata-se ainda a pressão que o então ministro José Dirceu teria exercido sobre o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e a Polícia Federal a favor de Dantas. Conta-se, por fim, as tentativas de desqualificação de Edson Vidigal, então ministro do STJ, que deu decisões desfavoráveis ao Opportunity.

Edição 377, de 25 de janeiro de 2006 – Na quarta-feira, 16, a Folha de S. Paulo revela aos seus leitores ter tido acesso a um documento que CartaCapital publicou com detalhes mais de dois anos atrás. Em A agenda e a crise, descreve-se os encontros de Humberto Braz, à época presidente da Brasil Telecom Participações e atualmente preso por tentar corromper um delegado federal que atuou na Satiagraha, com figuras centrais do chamado “mensalão”. Estão lá, além de Marcos Valério, Ivan Guimarães, Duda Mendonça, Kakay, Cristiano Paes, entre outros. Braz também se reuniu 15 vezes com Eduardo Rascovisky, lobista carioca que tentou corromper o marido da juíza Márcia Cunha, segundo relato da própria magistrada. Titular da 2ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Márcia Cunha tinha tomado decisões contrárias aos interesses do Opportunity na disputa pelo controle das empresas de telefonia. Como o suborno não funcionou, a juíza passou a ser alvo de ataques. Um dossiê contra ela foi parar na imprensa. Márcia Cunha respondeu a um processo administrativo no tribunal e a quatro pedidos de suspeição feitos por advogados de Dantas.

Edição 395, de 31 de maio de 2006Dantas e os petistas expõe as relações de próceres do PT com Dantas, a partir da estranha reunião na casa do senador Heráclito Fortes após a divulgação, por Veja, de contas falsas do presidente Lula, ministros e autoridades. A revista do grupo Abril atribuiu o dossiê a Dantas. Na casa de Fortes, e na presença do ministro Márcio Thomaz Bastos (Justiça) e dos deputados petistas Simaringa Seixas e José Eduardo Cardozo, o banqueiro negou ter sido autor do dossiê (acabou indicado, no ano passado, por calúnia). CartaCapital contou como Cardozo havia defendido interesses do Opportunity ao solicitar uma investigação da venda da CRT, operadora do Rio Grande do Sul, à Brasil Telecom. Essa operação serviu para Dantas encobrir os reais motivos da contratação da Kroll para bisbilhotar desafetos e concorrentes.

Edição 396, de 7 de junho de 2006A Fábrica de Dossiês revelou há dois anos o que O Estado de S. Paulo acaba de descobrir: Dantas mandou espionar juízes. É uma longa lista de documentos apreendidos por conta da Operação Chacal, em 2004. Nos dossiês há referências a tucanos, petistas, policiais federais, magistrados e empresários nacionais e estrangeiros.

Carta Capital

GILMAR MENDES SAIRÁ MORALMENTE IMPUNE DOS HABEAS CORPUS DADOS A DANTAS

Será que o Ministro Gilmar Mendes sairá moralmente impune dos dois habeas corpus dados ao banqueiro Daniel Dantas?  Veja abaixo notícia sobre as manifestações.

Manifestantes em São Paulo pedem impeachment de Gilmar Mendes

Elaine Patricia Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – Manifestantes fizeram sábado, em São Paulo, um protesto pedindo o impeachment do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Além do protesto, eles assinaram um manifesto que pretendem encaminhar ao Senado Federal pedindo a saída do presidente do STF. O manifesto, que já tem cerca de 10 mil assinaturas segundo a coordenação do movimento, pode ser lido e assinado em um blog internet.

Segundo o comerciante Eduardo Guimarães, coordenador do movimento, em todo o Brasil e principalmente na capital paulista, a idéia da manifestação surgiu assim que o ministro Gilmar Mendes concedeu dois habeas corpus ao banqueiro Daniel Dantas, preso pela Polícia Federal durante a Operação Satiagraha.

“Quando começou a se materializar a inconsistência jurídica que havia no habeas corpus é que as pessoas começaram a se dar conta de que alguma coisa precisava ser feita. A mim, como cidadão, gerou uma sensação de muita insegurança porque eu não teria jamais esse benefício”, disse Guimarães, em entrevista à Agência Brasil.

Para ele, há, no Brasil, três tipos de justiça: “a dos banqueiros, que nunca ficam presos; a da classe média, que pode ir para a prisão dependendo do ‘clamor das ruas’; e a dos pobres, que sempre ficam na cadeia, sem qualquer tipo de julgamento”.

COMO FHC CRIOU DANIEL DANTAS E PORQUE O PSDB ESTÁ TÃO QUETINHO QUANTO O PT

[…] Como surgiu Dantas?

Reproduzo abaixo um diálogo, interceptado pela PF, ainda no tempo de FHC, entre Ricardo Sérgio, diretor do BB, e um ministro de Estado, o Luiz Carlos Mendonça de Barros:

“Mendonça de Barros – Está tudo acertado. Mas o Opportunity está com um problema de fiança. Não dá para o Banco do Brasil dar?

Ricardo Sérgio – Acabei de dar.

Mendonça de Barros – Não é para a Embratel, é para a Telemar [nome de fantasia da Tele Norte Leste].

Ricardo Sérgio – Dei para a Embratel, e 874 milhões para a Telemar. Nós estamos no limite da irresponsabilidade.

Mendonça de Barros – É isso aí, estamos juntos.

Ricardo Sérgio – Na hora que der merda, estamos juntos desde o início.

*
E assim Dantas, com dinheiro emprestado pelo BNDES e fiança do Banco do Brasil, iniciou seu império no mundo das telecomunicações. Lembrem que, nesta época, o setor telefonico estava às margens de profunda revolução tecnológica. As empresas que receberam, de bandeja, o patrimônio comunicacional braileiro, ganharam uma mina de ouro virgem, ainda não explorada.

Quem sabia disso? Quem sabia que o setor de telecomunicações viveria uma revolução, com a entrada dos celulares e das novas tecnologias de fibra ótica e aparelhos sem fio? Alguns figurões do governo sabiam, e mesmo assim venderam nosso patrimônio a preço de banana. Não sou contra a pritazação da telefonia brasileira, mas ela poderia ter sido feita com exigências de contra-partidas que promoveriam importantes lucros sociais ao país. […]”

Texto completo no site ÓIeo do Diabo, de Miguel do Rosário

UMA ANÁLISE DA MÍDIA NO CASO SATIAGRAHA

O professor Idelber Avelar mostra como que mocinhos viram bandidos e bandidos viram vítimas na mídia brasileira.

“É oficial: Protógenes Queiroz e o Juiz Fausto de Sanctis viraram réus. O inacreditável aconteceu. Uma operação policial que revirou os intestinos da maior quadrilha do capitalismo brasileiro se transformou numa novela sobre como Protógenes usa o subjuntivo (Johnson estava errado; o último refúgio do canalha não é o patriotismo: é a gramática); sobre se houve vazamento ou não; sobre se deveria haver filmagem ou não; sobre se De Sanctis desrespeitou o STF ou não; sobre se Dantas pode ser algemado ou não. Revirem as manchetes dos jornais. Procurem informações sobre o conteúdo do que as investigações revelam sobre Dantas, a privatização das teles e seus bilionários negócios. Não há.

Protógenes vai fazer um “curso” e De Sanctis vai tirar férias. A conclusão é inevitável: o lado de lá, a corja, venceu. Em parte, pela covardia do governo Lula, que incrivelmente escala um Ministro da Justiça para dizer que o afastamento de Protógenes era um ato de “rotina”. Calculou errado, por medo da avalanche da mídia, que só quer saber da parte em que a maracutaia respinga no PT. Quando se deram conta de que a opinião popular já não se pauta pela mídia — coisa que o governo Lula deveria ter aprendido com sua própria vitória em outubro de 2006 –- tentaram voltar atrás e era tarde demais.

Nélio Machado, o advogado de Dantas, agora pauta a Folha de São Paulo. É inaudito: as frases do advogado de um criminoso sobre o Presidente da República ganham primeira página nos jornais. Deve ser inédito na história da imprensa brasileira. Até manchete com ameaças de Nélio Machado ao PT foram publicadas. Aliás, é boa coisa que meu caríssimo e admirado Mário Magalhães tenha abandonado a função de ombudsman do jornal antes do estouro deste escândalo. Porque a lama da Folha neste episódio ultrapassa os limites do ombudsmanizável.

Sim, estou estuprando a língua portuguesa, em homenagem aos cães de guarda que enfiam vírgulas entre sujeito e predicado e escrevem matérias zombando do “português truncado” de Protógenes.

Sou de família de advogados. A minha paixão pelo Direito é antiga, apesar de eu ter escolhido Letras. Fucem por aí: juízes federais, procuradores da república etc. O que mais tem é Avelar. Nunca li um relatório policial em que o português não fosse “truncado”. Jamais me incomodou. Agora, de repente, o uso do subjuntivo num relatório policial que desvenda a maior quadrilha do capitalismo brasileiro virou tema de comoção na mídia nacional. E o conteúdo do relatório sumiu. Ninguém diz nada.

As gravações reveladas nesta semana demonstram claramente duas coisas: as de Dantas mostram um bandido que quer chegar a Lula, quer atingir Lula (maior êxito aqui, menor êxito acolá). As gravações da PF mostram um grande brasileiro – Protógenes Queiroz – seguindo à risca, rigorosamente, uma tarefa na qual ele sabe que está cercado de inimigos por todos os lados. Mesmo assim, o governo Lula não teve a coragem de dizer: Truco! Querem colocar todas as cartas na mesa? Querem revelar tudo? Vamos fritar toda a bandidagem, de todos os partidos, mesmo sabendo que a mídia escolherá a fritura que mais lhe convém? O governo Lula não apostou no discernimento da população brasileira neste episódio. Quando se deu conta disso, Inês já era morta”. (Idelber Avelar – Biscoito Fino)

IMPRENSA FAZ ASSESSORIA DE IMPRENSA A CONSÓRCIO DO BURACO DO METRÔ

A grande imprensa do Brasil, praticamente sem exceção, fez serviço de assessoria de imprensa para o Consórcio Via Amarela, que foi responsabilizado em laudo do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) da USP e pelo Ministério Público de ser o responsável pela gigante cratera do Metrô. O acidente, ocorrido em Janeiro de 2007, causou a morte de sete pessoas, além de engolir automóveis e destruir casas.

A grande imprensa deu em destaque a notícia (?) de que o Consórcio Via Amarela contesta o laudo do IPT e do Ministério Público. Um dos princípios básicos da notícia é a sua improbabilidade. Ora, notícia seria se o Consórcio tivesse assumido a culpa. “Sim, nós somos o culpado!”. Que o Consórcio iria fazer um laudo para isentar sua culpa com consultores “independentes”, isso todo mundo já sabia. Não é notícia.

Veja matéria sobre laudo do IPT na Folha Online

JORNALISTAS PRECISAM DIFERENCIAR INOCENTE DE ACUSADO

Inocente, acusado e condenado.

Os jornalistas precisam estar atentos, caso desejem fazer um bom trabalho, aos conceitos de inocente, acusado (indiciado) e condenado. A defesa de criminosos tenta a todo custo igualar o acusado ao inocente, mas há aqui uma diferença muito grande e que precisa ser esclarecida.

É óbvio que o acusado pela justiça não pode ser considerado condenado, mas igualmente não pode ser considerado inocente. Não se pode colocar na mesma balança um indivíduo que tem dez acusações, que foi investigado durante anos pelo Ministério Público e pela Polícia e outro que nunca foi acusado de absolutamente nada, ainda que ambos não tenham sido condenados. Se sobre um indivíduo pesa uma ou uma série de acusações, ele deixa de ser inocente. Ele só será inocente novamente quando for inocentado pela justiça, assim como só será condenado quando for sentenciado pela justiça.

Inocentes são pessoas que nunca foram acusadas formalmente, isentos de malícia, singelos, cândidos, puros. Daí se diz que uma criança é inocente. Acusado já é algo bem diferente. O acusado é suspeito, denunciado, perdeu a inocência; é réu em um processo cível ou criminal. Obviamente, somente o acusado pode ser condenado. Se o jornalista trata o acusado como inocente, como fazem os advogados de criminosos, está colocando todo o trabalho, às vezes de anos da justiça, sob suspeição.

HUMOR: DETENTOS QUEREM O TELEFONE DE GILMAR MENDES

Humor do site Abundacanalha

A pergunta poderia ser também: “a que horas Gilmar Mendes vai despachar?”

DESALENTADOR: BRASIL É PARAÍSO PARA ADVOGADOS DE CRIMINOSOS

A entrevista do Juiz Fausto Martin De Sanctis (foto) à imprensa ontem mostra uma realidade desalentadora no Brasil. É exatamente o que está acontecendo no país depois que o PT começou a negociar com a parte podre da política brasileira.

Hoje não há mais um grande partido político, uma grande frente nacional capaz de empurrar o país em um processo democrático, como ocorria nos anos 70, 80 e 90.

Veja a situação de José Dirceu, José Eduardo Cardozo e Luiz Eduardo Greenhalgh (“Gomes”) nessa situação vexatória do caso Dantas.

Hoje, a indignação vem de juízes, de procuradores e até de delegados. O Psol, que poderia ser uma frente carregada de novas utopias, é um fiel parceiro do DEM (Ex-PFL) nas votações do congresso.

O Brasil permitiu o surgimento de Dantas e, com as novas amarras à Justiça, as práticas de que o banqueiro foi acusado ficarão mais fáceis de se fazer e de se defender.

Veja trechos da entrevistas na ótima reportagem de Deh Oliveira, para a Folha Online:

As alterações no Código de Processo Penal, algumas já aprovadas no Congresso, vão afetar a atuação da Justiça, dificultar a ação da Polícia Federal e a prisão de envolvidos em crimes de colarinho branco. A avaliação é do juiz da 6ª Vara Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara Criminal Federal, que expediu dois pedidos de prisão contra o banqueiro Daniel Dantas, investigado na Operação Satiagraha, da Polícia Federal, por suposta prática de crimes financeiros.

Em tom de desabafo, durante entrevista nesta quinta-feira, De Sanctis afirmou: “Muitos juízes estão desiludidos com a carreira. Eu estou falando com grande certeza que a desesperança dos juízes é preocupante”.

Segundo o magistrado, algumas leis que estão prestes a entrar em vigor dificultarão, entre outras coisas, o pedido de prisão preventiva dos suspeitos. “Só pode ser decretada, mesmo com a possibilidade de fuga da pessoa, se oito medidas forem tomadas antes pelo juiz”.

De Sanctis citou entre essas “medidas” o comprometimento do investigado de comparecer em juízo ou de não se ausentar da comarca para evitar fuga.

A prisão preventiva também poderá ser substituída pela prisão domiciliar noturna, outra medida que deverá ser levada em conta pelo juiz. “Mas prisão domiciliar noturna, de certa forma, todos nós temos. Todo mundo à noite vai [para casa] e dorme”, afirmou.

(…)

“Parece que toda vez que algo começa a funcionar neste país, não estou falando só da Justiça, e está desagradando alguém, tenta-se acabar com o instrumento que faz a coisa funcionar”, criticou De Sanctis.

Outra crítica do magistrado refere-se a um novo dispositivo que permite ao advogado pedir suspensão da audiência “havendo motivo justificado”. Atualmente, a legislação estabelece que, em caso de não comparecimento da defesa, o juiz pode estabelecer um novo defensor e seguir a audiência.

Na avaliação de De Sanctis, o dispositivo pode levar a protelar várias vezes as audiências e, caso o motivo alegado não seja aceito para o juiz, servir de instrumento para impugnar a decisão. “É um prato cheio para um HC [habeas corpus] e parar tudo”, disse.

O trabalho de investigação também pode ser prejudicado com as mudanças no Código de Processo Penal, na avaliação do juiz. Um dos pontos criticados pelo magistrado é a lei que veda buscas em escritórios de advogados.

“Meu gabinete é passível de busca e eu espero que seja assim. Se eu tiver alguma coisa errada, o tribunal que determinar a busca tem de se valer desse instrumento sim. O gabinete do presidente da República é passível de busca sim. A casa de qualquer ser humano é passível de busca”, disse De Sanctis

Segundo o magistrado, ele chegou a alertar sobre o impacto da mudança ao ministro Tarso Genro Justiça. “Eu falei: ‘vejam bem o que vocês estão fazendo, porque existem organizações criminosas no país, que estão nos presídios, que constantemente estão se valendo do uso de advogados”.

O juiz disse não costuma determinar investigação em escritórios de advocacia, mas que já houve caso em que atuou em que o advogado passava aos réus informações de todas as operações da Justiça Federal. Uma busca no escritório apreendeu um documento de inteligência da polícia, segundo ele.

(leia notícia completa na Folha Online)

SÁBADO SERÁ DE MANIFESTAÇÕES CONTRA GILMAR MENDES

ONG ORGANIZA PROTESTOS CONTRA MENDES

A ONG MSM (Movimento dos Sem Mídia) organiza no próximo dia 19, às 10h, um conjunto de manifestações contra o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Gilmar Mendes. Os protestos devem ocorrer em São Paulo, no MASP, e em outras capitais brasileiras, como Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

O presidente da ONG MSM Eduardo Guimarães disse em entrevista ao Conversa Afiada nesta terça-feira, dia 15, que o ato vai pedir o impeachment do Ministro Gilmar Mendes.

“(Será) um ato público de repúdio a essa atitude e talvez até pelo impeachment do Ministro, que tomou a lei em suas mãos e está usando a Suprema Corte para favorecer amigos, aliados… É uma manifestação onde várias correntes dos que estão descontentes vão protestar. Eu acredito que o Ministro Gilmar Mendes não tem mais condições de presidir o Supremo Tribunal Federal”, disse Guimarães. (Do Conversa Afiada)

AÉCIO E SERRA (PSDB) PAGAM PARA PROFESSOR A METADE DO QUE PAGA BINHO MARQUES (PT)

Esse site tem procurado mostrar diferenças entre PT e PSDB, que são os principais partidos políticos do Brasil. O PT continua se saindo melhor porque de dentro dos seus quadros (apesar de lá conter José Dirceu e Luiz Eduardo Greenhalgh e suas atitudes “dantescas”) você consegue extrair compromissos claros com a educação do Brasil. Sem educação, não existe país sério nem processo democrático.

Um exemplo claro é o governo de Binho Marques(PT), que paga no Acre o melhor piso salarial do Brasil para professores da rede pública. Algo em torno de R$ 1.550,00 para 20 horas semanais. Isso, mesmo, leia de novo.

Estados mais ricos, governados pelo PSDB, como São Paulo (Serra) e Minas Gerais (Aécio), pagam a metade, cerca de R$ 850,00. Isso sem contar que essa metade é recheada de abonos e complementações que não se estende, por exemplo, a aposentados. Em Minas, há até neologismo, o governo criou um novo nome: “piso remuneratório”. Ou seja, o piso é bem menor, mas o professor acaba recebendo complementos. No ano passado, Aécio Neves pagou R$ 328 para os professores que receberam o piso. Isso mesmo, R$ 328 !!!. Lembre-se, 2007 não foi ano de eleição.

Aécio Neves e José Serra querem ser presidente do Brasil. Esse é o compromisso deles com a Educação: pagar medade do salário do Acre. Tanto no PT quanto no PSDB há adminstradores ruins, mas é no PT que conseguimos ver alguma atitude concreta em favor da educação.

Veja abaixo um comparatido de salário feito no ano passado, que não foi ano de eleição. Esses dados são importantes porque mostra o compromisso do governador com a educação e não seu compromisso com a eleição, como ocorre este ano.

Remuneração do Magistério Público Estadual – Jornada de 20 horas
Salário  inicial – licenciatura plena

Levantamento feito pelo Conselho Nacional das Secretarias de Educação, em 2007

Acre                           R$ 1.498,00
Alagoas                      R$   550,40
Amazonas                   R$   950,95
Bahia                         R$   648,79
Distrito Federal            R$   827.42
Goiás                         R$   542,34
Maranhão                   R$ 1.201,11
Mato Grosso               R$   723,31
Mato Gross do Sul       R$   814,60
Minas Gerais               R$    328,88
Pará                          R$     370,79
Paraíba                      R$     450,84
Paraná                       R$     665,23
Pernambuco                R$    369,60
Piauí                          R$     369,81
Rio de Janeiro             R$    540,65
Rio Grande do Norte    R$     578,66
Rio Grande do Sul       R$     504,20
Rondônia                   R$     518,62
Roraima                     R$     644,89
Santa Catarina            R$     579,28
São Paulo                   R$     863,84
Sergipe                       R$    818,40
Tocantins                    R$ 1.010,00

Leia Também sobre educação:

Veja outras notícias neste site

Veja na Carta Escola entrevista com relator do projeto de piso salarial de R$ 950


ASAS, DA CIA DOS PÉS, É TEATRO LIVRE E POÉTICO

Lindo, lindo, lindo. Essa é a sensação que se tem ao ver o espetáculo Asas, da Cia. dos Pés de São José do Rio Preto. O grupo, que montou um espetáculo com rapel e escalada, faz de Asas uma poesia no espaço, um espaço sem gravidade e em cores leves, com movimentos suaves, mas com a densidade própria do teatro. O espetáculo foi apresentado durante o Festival Internacional de Teatro de Rio Preto e segue para festival na Espanha. Para quem gosta de um teatro plástico, Asas é um sonho poético. Veja o site do Festival de Rio Preto e veja mais fotos.

UNE FAZ MANIFESTO E PROTESTO EM FRENTE AO STF

A Une (União Nacional dos Estudantes) faz vigília no STF (Supremo Tribunal Federal) e lança manifesto contra a impunidade. Veja abaixo trecho do manifesto da Une.

 

CONTRA IMPUNIDADE

Direitos iguais a todos os brasileiros!

Pela volta à prisão de Daniel Dantas e sua quadrilha.

A União Nacional dos Estudantes faz coro aos milhares de brasileiros que se indignaram com as recentes notícias envolvendo decisões do poder judiciário.

É revoltante ver que acusados de grandes crimes financeiros, envolvendo interesses e recursos da União, como no caso da participação do Banco Opportunity de Daniel Dantas no processo de privatização da telefonia no Brasil, recebam tratamento diferenciado pelo STF.

É gritante a disparidade com que o Poder Judiciário brasileiro trata ricos e pobres. Enquanto os Srs. Dantas, Nahas e Pitta gozam de liberdade graças à presteza da resposta deste Tribunal aos pedidos de Hábeas Corpus, contra a população carente todo tipo de abuso e ilegalidade são cometidos diariamente. É corriqueiro no Brasil acompanharmos casos de presos que não recebem assistência judiciária pública, homens e mulheres que amargam anos na prisão aguardando o julgamento de seus processos ou pedidos de Hábeas Corpus.

Mais grave ainda é notar a acelerada tendência de criminalização dos Movimentos Sociais por parte desse mesmo Poder Judiciário. Enquanto grandes criminosos do colarinho branco são soltos, criminalizam a luta daqueles que querem construir um Brasil melhor e mais justo para todos, proibindo a realização de atos e passeatas e expedindo mandatos de prisão a lideres de entidades políticas. Na mesma medida e rapidez com que a Justiça proíbe a realização de atos e passeatas legítimas da sociedade civil organizada, concede a liberdade a criminosos de grandes quadrilhas organizadas em situações que causam revolta e perplexidade aos cidadãos brasileiros. Lembramos a celeridade com que o STF concedeu hábeas corpus ao banqueiro criminoso Salvatore Cacciola, após a prisão deste pela Polícia Federal, para mais tarde assisti-lo fugir do país confessando assim a autoria dos crimes de que era acusado. A criminalização dos movimentos sociais opera um movimento de deslegitimação dos sujeitos coletivos, querendo igualar ao crime manifestações em defesa da educação ou pelo direito a terra.

A INDIGNAÇÃO DO PRESIDENTE DO SUPREMO, MINISTRO GILMAR MENDES

Ministro Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes do Supremo não expressou sua indignação diante das câmeras da grande mídia em relação ao assassinato do garoto João Roberto Amorim Soares, de 3 anos, morto pela polícia do Rio de Janeiro no último dia 6.

O ministro também não se indignou com o fato de militares do Exército terem entregue três jovens a traficantes para serem mortos.

O ministro não se indigna quando a polícia, instituição submetida ao poder Judiciário, comete erros ou graves crimes.

Mas o ministro do Supremo Gilmar Mendes se indignou (Assim como o ex-deputado José Dirceu) quando algemaram Daniel Dantas, acusado pela Polícia Federal por vários crimes financeiros.

Nós, brasileiros, estamos realmente indignados.

JUÍZES FAZEM PROTESTO HOJE ÀS 17H EM SÃO PAULO

População dever comparecer ao protesto de juízes que acontece hoje às 17h.

Os juizes federais de São Paulo fazem nesta terça-feira, às 17h, um ato de desagravado em solidariedade ao juiz Fausto De Sanctis, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, que decretou a prisão do banqueiro Daniel Dantas, dono do Grupo Opportunity. O ato ocorrerá em frente ao Fórum Criminal de São Paulo, na Rua Ministro Rocha Azevedo. (leia mais no IG)

EDUCAÇÃO POLÍTICA ATINGE 4 MIL VISUALIZAÇÕES

 O blog Educação Política atingiu 4.000 visualizações em 75 dias.

Veja abaixo os bons comentários dos parceiros internautas que ajudaram a fazer esse blog.

creusa ramos smith
Meu jovem ,mal sei navegar na internet, mas mesmo assim quero lhe dizer ;parabens pelos artigos publicados, precisamos de JORNALISTAS que não sejam COMPRADOS como vem acontecendo nos meios de comunicação. De SOBRE O AUTOR, 2008/07/14 at 2:59 PM

 

  Luís Mello

Enfim, a identidade de Sua Majestade, o Rei, é revelada: Daniel Dantas, herdeiro legítimo do ex-Imperador do Brasil, o falecido Antônio Carlos Magalhães, suserano de metade do Congresso (?) Nacional (???), finalmente usufrui do PODER MODERADOR para forçar o Retentor Real, Lorde Gilmar Mendes, limpar Seu Traseiro Real com a Magna Carta da Terra Brasilis, a Constituição Federal ‘88. “Vida longa ao Rei!” – assim clamam, em silêncio, os vassalos políticos de Sua Majestade.  De CADÊ O PT? CADÊ O PSDB? TÁ TODO MUNDO QUIETINHO!!!, 2008/07/14 at 12:29 AM

 

   INDIGNADO!
O que esse cidadão, Gilmar Mendes, acabou de fazer foi, no mínimo, uma apologia ao crime. Explico-me: ao mandar soltar esses bandidos, Daniel Dantas e comparsas, o Ministro está deixando claro que o crime compensa para àqueles que detêm o poder econômico. Que vergonha Ministro! Mas, pensando bem, issso já era de se esperar! Afinal, o Ministro teve um Q.I- quociente de indicação – alto para poder ocupar o atual cargo. De GILMAR MENDES TRANSFORMOU O SUPREMO EM UTI DO COLARINHO BRANCO, DIZ JUIZ, 2008/07/13 at 11:45 AM

 

    rita de cassia
Deve ser uma palhaçada pois já ganhamos R$ 830 por 40hs vai aumentar R$ 120. De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/12 at 7:24 PM

 

   Adilson
É uma vergonha e muito “suspeita” a atitude do ministro do STF em brigar para conceder liberdade a um milionário que está sendo investigado por subornar delegado da PF.
O sistema judiciário do Brasil precisa de reforma e para começar, extinguindo a justiça do trabalho. De GILMAR MENDES TRANSFORMOU O SUPREMO EM UTI DO COLARINHO BRANCO, DIZ JUIZ, 2008/07/12 at 5:40 PM 

jocelia a. r.s.
como fica o salario de quem já é concursado para 40 horas, ou será que nos que temos 20 horas receberemos a metade deste. Tudo está muito confuso gostaria de resposta. De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/12 at 12:29 PM

 

  Cristina
Ótima definição. De GILMAR MENDES TRANSFORMOU O SUPREMO EM UTI DO COLARINHO BRANCO, DIZ JUIZ, 2008/07/12 at 10:22 AM

 

    antonio martini neto
Estou de pleno acordo com o juiz aposetnado, até porque o referido Ministro já foi Ministro no governo FHC e pode ter ligações, também, com o banqueiro gatuno. É hora e vez de impeacheament. De MAIEROVITCH: GILMAR MENDES MERECE IMPEACHMENT, 2008/07/12 at 8:04 AM

 

   Robert
Ora! Se sem esta bagagem…
“Se o presidente Lula tivesse sido governador de São Paulo antes, não resta dúvida que ele teria uma bagagem maior para administrar o país.”
…fez o que fez, com a bagagem de seus dois mandatos de Presidente do Brasil, que é muito mais complexo, que um cargo de Governador, agora num Terceiro mandato, será ( já é ), o maior Estadista que o Brasil já teve, ou do Mundo.
Claro só estou dentro desta linha de pensamento. De LÚCIA HIPÓLITO OU PORQUE A REDE GLOBO PERDE AUDIÊNCIA, 2008/07/12 at 12:52 AM

Angelo http://www.modafinil.wordpress.com

Realmente isso é uma verdade, espero que agora com a carta dos juizes isso se reverta. De GILMAR MENDES TRANSFORMOU O SUPREMO EM UTI DO COLARINHO BRANCO, DIZ JUIZ, 2008/07/12 at 12:24 AM

 

     Mesaque Ferreira da costa
Sinceramente este salário baseado em 40 horas deixa muito a desejar,eu leciono 40 horas e ganho R$ 667,50, que para atingir o nivel do piso pouco falta. A inda continuo dizendo os professores continuam na mesma. O correto seria o piso de R$ 950,00 para 20/25 horas, assim haveria motivo de abrir um pequeno sorrisso no rosto. De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/11 at 7:09 PM

  Cleber Tiago
Eu, sinceramente não vejo essa tal melhoria na questão salarial para professores na educação básica, pois o municipio em que leciono, o salário já está além do fundeb…E aí eu penso: será que meu salario vai congelar…?
Essa questão deveria ser colocada de maneira mais clara para a população, pois sabemos que a maioria dos professores têm carga horária de 20/25 horas, e os concursos atuais são feitos em cima de 25 horas e não de 40 horas…Por isso não vejo lágica falarem num piso baseado em 40 horas semanais… Isso não nos leva a crêr, que, um professor com carga horaria 25 irá receber proporcional ao novo piso, ou seja, R$ 593.75 (Salario Bruto), que para mim e alguns colegas de profissão não é um bom salário para se pagar a uma pessoa que estudou e estuda bastante…? ANALISEM DIREITINHO…. De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/11 at 6:27 AM

 

    EFREM GONÇALVES BARBOSA
Como será adpatdo este plano em cidade em que os professores trabalham somente 20 horas aulas e como também será fiscalizado? Sabemos que certos gestores dificultam o acesso, onde podemos acessar para que possamos está atento? De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/10 at 5:09 PM

 

   Luís Mello
Parece que o Dantas já foi solto pelo STF. Acho que nem Maluf tem tantos “amigos” na (in)Justiça quanto Dantas – o banqueiro bateu o recorde. De DANIEL DANTAS NA CADEIA; QUANDO O SUPREMO VAI SOLTÁ-LO?, 2008/07/10 at 3:51 AM

 

    Mariana Dorigatti
http://mdorigatti.blogspot.com

com certeza é o Reinal Azevedo, um formador de opiniões muito arrogante e que deixa clara a sua posição ao citar no site do Nassif o seguinte: “Eu não tenho tempo de sentir dó de mim nem de ninguém. Desde os 18 anos, ganho bem mais do que preciso para pagar as contas”. De QUEM VAI PROPOR A LEI PARA QUE SOMENTE POBRE SEJA ALGEMADO?, 2008/07/10 at 1:11 AM

 

    Angelina
O problema maior de nosso país não está só no fato do piso salarial do professor, mas sim a valorização e o respeito pelo mesmo.
O país só se transformará a partir do momento que nós (prodessores) nos valorizarmos e nos respeitarmos, pois infelizmente nossa categoria não é unida e nem respeitosa com o próprio colega, por isso temos o salário tão baixo.
PROFESSORES PENSEM NISSO. De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/09 at 2:23 AM

 

  Inez
Há tantos anos esperando algo decente como piso e vê-se que nós,professores de 20/25 horas,ficaremos de fora do piso nacional. Gostaria de saber a causa do benefício específico para professores de 40 horas. Deveria haver proporcionalidade,já que,aqueles que já o são,logicamente já recebem por tal. De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/07 at 4:54 PM

 

   Mariana Dorigatti
olha só, que honra eu aqui!
E olha a coincidencia, tambem postei sobre a legislação para a Internet!
Até mais. De AUTOMÓVEIS E A CAPITAL PAULISTA, 2008/07/07 at 4:53 PM

 

    jussara
Quero muito saber como ficará a situação do professor de 20h, realidade da maioria dos profissionais do Brasil. De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/07 at 4:41 PM

neto
bom seria se: r$ 950 – 20hs e r$1900 – 40hs De ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950, 2008/07/07 at 4:07 PM

PROCURADORES PREPARAM IMPEACHMENT DE GILMAR MENDES

Último Segundo do IG dá notícia sobre a preparação do impeachment de Gilmar Mendes

 

Procuradores da República em São Paulo estão preparando um pedido de impeachment (impedimento) do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, em protesto contra a decisão de Mendes de ter concedido a suspensão da prisão preventiva do banqueiro Daniel Dantas. Segundo procuradores, que disseram “estar indignados” em entrevista ao Último Segundo, o presidente do STF efetuou o erro jurídico da “supressão de instância” mesmo tendo proferido dezenas de decisões contra esse tipo de falha

Os procuradores, que entre as responsabilidades constitucionais têm função de zelar pela ordem jurídica, alegam que Gilmar Mendes, ao conceder um habeas corpus (HC) soltando Daniel Dantas, desrespeitou a seqüência natural de julgamento – porque a defesa, para reverter a prisão preventiva decretada pelo juiz federal Fausto De Sanctis, teria que recorrer primeiramente ao Tribunal Regional  Federal (TRF) de São Paulo, e depois ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Leia Mais

%d blogueiros gostam disto: