Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 3 setembro, 2008

A CONTA DA PARCERIA PSDB-ALSTON CONTINUA SAINDO CARA PARA OS PAULISTAS

Comentário:

Trenzinho do PSDB
Afinal, quando o Brasil vai deixar de investigar quem investiga quem comete crime e investigar quem pratica crime ou são suspeitos de praticar crimes? Isso com certeza é uma pedra no processo democrático brasileiro. Quando vamos ter CPI da Alstom ao invés da CPI do grampo? Veja matéria abaixo.

Trenzinho do PSDB

Trenzinho do PSDB

Metrô nega superfaturamento em contrato com Alstom para compra de novos trens

Elaine Patricia Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O Metrô de São Paulo negou hoje (3) que tenha havido superfaturamento na compra de trens no contrato aditado com a empresa francesa Alstom. A resposta do metrô contesta apuração feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontou que o Aditivo 11, assinado em maio do ano passado, subiu o valor do contrato em R$ 70 milhões.

Para o TCE, o acréscimo desse aditivo provocou prejuízo ao Metrô de São Paulo, que poderia ter optado por uma licitação para tentar obter vantagens e preços melhores. “Ainda não está claramente elucidada a razão de interesse público que levou a companhia a optar por este vultoso aditamento a um contrato celebrado há mais de 15 anos”, afirmou o conselheiro do tribunal Eduardo Bittencourt Carvalho. Além disso, o TCE viu erros na conversão de cruzeiros, moeda em que o contrato foi firmado em 1992, para reais. “Houve expurgo da expectativa inflacionária”, disse Carvalho no processo. (Leia mais na Agência Estado)

DEPOIS DA POLÍCIA FEDERAL, DANTAS AGORA ESTÁ NA ABIN

Do blog do Josias de Souza

Novo diretor da Abin trabalhou para Daniel Dantas

O governo escolheu a dedo o substituto de Paulo Lacerda na Abin. Chama-se Wilson Trezza.

Deve-se à repórter Fernanda Odilla (só para assinantes da Folha) a revelação de que Trezza já trabalhou para Daniel Dantas.

Sim, exatamente, ele mesmo: o suspeito-geral da República, preso e solto duas vezes na Operação Satiagraha.

Entre fevereiro de 2002 e março de 2003, o novo mandachuva da Abin bateu ponto na Fundação Brtprev. Era diretor de Seguridade.

Geria os planos de benefícios dos colaboradores da Brasil Telecom, empresa submetida à época ao controle de Daniel Dantas. (Leia mais em Josias de Souza)

%d blogueiros gostam disto: