Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

GILMAR MENDES CONSEGUIU: ADVOGADO AGORA TRIPUDIA A JUSTIÇA E PROCURADORES REAGEM

A justiça brasileira, depois da investida de Gilmar Mendes, virou uma zorra! Advogado de Daniel Dantas desqualifica a justiça. Veja abaixo nota da Associação Nacional dos Procuradores da República contra o advogado Nélio Machado.
A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) protocolou hoje (11/9) representação disciplinar contra o advogado do banqueiro Daniel Dantas, Nélio Machado, perante o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A Associação requer a abertura de processo disciplinar em face de o advogado ter declarado à imprensa que o procurador da República Rodrigo de Grandis agiu com má-fé na condução de processo referente ao bloqueio de um fundo de investimento pertencente ao banqueiro.
Para o presidente da ANPR, Antonio Carlos Bigonha, o advogado de Dantas assumiu uma postura antiética e ilegal, cometendo infração disciplinar prevista no Estatuto da OAB. “A postura do nobre advogado é incompatível com o exercício da advocacia, pois desconsidera a urbanidade e o mútuo respeito que devem nortear o relacionamento entre magistrados, procuradores e advogados”, explica.
O procurador da República Rodrigo de Grandis atua no estrito cumprimento de seu dever funcional e de sua competência constitucional e tem agido como defensor da coletividade. “O pedido de seqüestro de R$ 535,8 milhões tem base em rastreamento do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, unidade do Ministério da Fazenda que detecta movimentações atípicas no sistema bancário”, afirma Bigonha.
Segundo o presidente da ANPR, desde que foram iniciadas as investigações contra o banqueiro Daniel Dantas, tem-se notado uma tentativa de desacreditar a integridade da atuação de procuradores, magistrados e policiais. “Temos observados com cautela as discussões sobre supostos excessos de membros do Ministério Público Federal, juízes federais e policiais”, comenta Bigonha. “Mas agora não podemos mais aceitar discursos que extrapolam o debate jurídico e enveredam na crítica pessoal: nada acrescentam ao engrandecimento das instituições”, completa.
Veja a representação completa, em pdf.
Leia também:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: