Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 16 setembro, 2008

PROFESSORES REAGEM CONTRA SECRETÁRIOS DE EDUCAÇÃO QUE NÃO VALORIZAM A EDUCAÇÃO

Professores de 11 estados fazem paralisação pela lei do piso nacional do magistério

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Dois meses após a sanção da lei que estabelece o piso nacional para professores da rede pública, docentes de pelo menos 11 estados resolveram paralisar hoje (16) suas atividades em mobilização pela implantação da proposta. A lei que estabelece o piso de R$ 950 para a categoria vem sendo questionada por alguns estados que alegam não ter dinheiro para arcar com os custos. Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), a lei tem pontos inconstitucionais.

“Essa mobilização acontece, principalmente, por conta da campanha de alguns governadores contra a implementação do piso, com alegações incabíveis, dizendo que os estados irão à falência [com o pagamento dos salários], o que não é verdade”, defende Roberto Leão, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Segundo ele, Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais são os principais estados “contra” a lei do piso.

O movimento organizado pela CNTE prevê atos públicos, passeatas e manifestações em todo o país. O texto da lei estabelece que o novo piso seja implantado gradualmente a partir de janeiro de 2009. O principal questionamento dos estados é com relação a um artigo que aumenta de 20% para 33% a carga horária de atividades extraclasse dos professores, o que exigirá a contratação de novos profissionais para atuar em sala.

Segundo Leão, essa é uma posição política para “manter uma educação barata para a população pobre”. “Os estados tiveram 11 meses para se manifestar, o piso foi amplamente debatido no Brasil inteiro. Agora eles [governadores] baixaram um pouco o discurso por causa do período eleitoral, mas nós estamos pressionando também os prefeitos para que assumam o compromisso de estar ao nosso lado no cumprimento da lei”, defende.

Leão afirma que há um “receio real” entre os professores de que a lei não saia do papel. “Há uma expectativa porque a reação contra veio de três grande estados. O receio é de que uma coisa que foi conquistada com tanto sacrifício exija ainda mais sacrifício para ser concretizada. Mas estamos dispostos a lutar por isso”, frisa.
No fim do dia a CNTE deve divulgar um balanço das ações realizadas nos estados.

Leita também:

OLHA A DECLARAÇÃO DA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETÁRIOS DE EDUCAÇÃO QUEREM AFUNDAR UM DOS MAIORES AVANÇOS NA EDUCAÇÃO DO BRASIL

AÉCIO E SERRA (PSDB) PAGAM PARA PROFESSOR A METADE DO QUE PAGA BINHO MARQUES (PT)

JÁ SABEMOS COMO MELHORAR A EDUCAÇÃO DO BRASIL

ÓTIMA NOTÍCIA: PROFESSORES TERÃO PISO NACIONAL DE R$ 950

LUCRO DO PETRÓLEO NA EDUCAÇÃO; ESSA DEVE SER UMA BANDEIRA DOS EDUCADORES

EDUCAÇÃO: NOSSA UTOPIA

SORRIA! VOCÊ ESTÁ SENDO MANIPULADO!

Produtora cria curso para uma leitura crítica da mídia e para evitar que o cidadão seja manipulado pelos interesses da grande indústria da comunicação. Veja abaixo informações sobre o curso.

As inscrições do Workshop “Sorria! Você está sendo manipulado!” foram prorrogadas até o próximo sábado (20/setembro) . As inscrições podem ser feitas via o email: oficinas@campinas. sescsp.org. br.

Workshop de vídeo:  SORRIA! VOCÊ ESTÁ SENDO MANIPULADO!
Podemos acreditar em tudo o que vemos na TV? Os meios de comunicação de massa, sem dúvida, se tornaram mediadores das relações sociais, escolhendo as informações que devem ou não ser transmitidas. A oficina de caráter teórico-prático pretende promover a desconstrução das relações entre sistemas de comunicação, mídia e poder, oferecendo elementos gerais para a leitura crítica e um contato inicial com a gravação e edição de vídeo.

Com Camará Comunicação e Educação Popular.
INSCRIÇÕES PELO EMAIL: oficinas@campinas. sescsp.org. br (20 vagas)
Dias 20 e 27 – Sábados, das 10h às 17h – Sala de Atividades 1.
R$2,50 (comerciários e dependentes)
R$ 5,00 (estudantes, usuários e professores da rede pública de ensino)
R$ 10,00 (inteira)

ALTAMIRO: A COBERTURA DA MÍDIA SOBRE A TENTATIVA DE GOLPE NA BOLÍVIA

Comentário:

A Unasul (União das Nações Sul-americanas), criada em boa hora, pode mudar a história da América do Sul. Em apenas 4 meses, a organização já se torna importante e mais um obstáculo aos abusos norte-americanos na região.

A história nos diz que quando os Estados Unidos estão insatisfeitos com uma democracia na região, eles organizam a derrubada do governo e financiam a ditadura, sempre como o complacente apoio da grade mídia. Foi assim no Chile, Brasil, Argentina e outros. A Bolívia aprendeu com a história e expulsou o embaixador norte-americano. Veja abaixo texto sobre a mídia brasileira no caso.

Mídia acoberta terroristas da Bolívia

Altamiro Borges
Carta Maior

É repugnante a cobertura que o grosso da mídia hegemônica tem dado aos trágicos confrontos na já sofrida Bolívia. Miriam Leitão, que esbanjou valentia ao sugerir que o governo brasileiro retirasse o nosso embaixador de La Paz e enviasse tropas às fronteiras quando da estatização do petróleo, agora é toda afável com a oligarquia racista deste país.

“Se precisar, vai ter sangue. É preciso conter o comunismo e derrubar o governo deste índio infeliz”.
Jorge Chávez, líder da oligarquia racista de Tarija.

“Não vejo razão pela qual se deve permitir o Chile se tornar marxista pela irresponsabilidade de seu povo”. Henry Kissinger, secretário de Estado do EUA, poucos dias antes do golpe de 11 de setembro de 1973 que derrubou Salvador Allende.

É repugnante a cobertura que o grosso da mídia hegemônica tem dado aos trágicos confrontos na já sofrida Bolívia. Os serviçais da TV Globo tratam os chefões golpistas como “líderes cívicos” e “dirigentes regionais”. Miriam Leitão, que esbanjou valentia ao sugerir que o governo brasileiro retirasse o nosso embaixador de La Paz e enviasse tropas às fronteiras quando da estatização do petróleo, agora é toda afável com a oligarquia racista deste país. Outros “colunistas” bem pagos da mídia chegam a insinuar que a culpa pelos violentos conflitos, que já causaram oito mortes, é do presidente Evo Morales, “um radical e populista” que instigou o separatismo regional.

A manipulação é grotesca até na terminologia. No caso das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que há décadas enfrentam as oligarquias paramilitares e que foram excluídas violentamente da luta institucional no país, os guerrilheiros são estigmatizados como terroristas, narcotraficantes, bandidos. Já os bandos terroristas da Bolívia, organizados e armados pela elite racista que desrespeita o voto popular, são tratados como “comitês cívicos” e “grupos rebeldes”. O embaixador estadunidense Philip Goldberg, que acaba de ser expulso da Bolívia por estimular abertamente a divisão do país, é apresentado pela mídia subserviente como “negociador”.

A triste lembrança do Chile
O que está em curso na Bolívia é um golpe fascista organizado pela oligarquia local e teleguiado pelos EUA. Seus métodos terroristas lembram o ocorrido no Chile, em setembro de 1973, noutro golpe sangrento orquestrado pelo “império do mal”. Visam desestabilizar e derrubar o governo democraticamente eleito de Evo Morales, confirmado em agosto num referendo. Poucos são os veículos midiáticos e os “colunistas” que denunciam esta conspiração, talvez porque torçam pela derrota do que FHC chamou num paper ao governo Bush de “esquerdização da América Latina”. Como verdadeiro “partido da direita e do capital”, a mídia burguesa não tolera a democracia!

Uma das raras exceções foi o lúcido artigo de Clóvis Rossi, que há muito estava adormecido por seu rancor antiesquerda. “O que está em andamento na Bolívia é uma tentativa de golpe contra o presidente Evo Morales. Segue uma linha ideológica e táticas parecidas as que levaram ao golpe no Chile, em 1973, contra o governo de Salvador Allende, tão constitucional e legítimo quanto o de Evo Morales. Os bloqueios agora adotados nos Departamentos são uma cópia dos locautes de caminhoneiros que ajudaram a sitiar o governo Allende… Nem o governo nem a oposição no Brasil têm o direito ao silêncio”, escreveu, relembrando sua perspicácia e coragem do passado.(Texto Completo)

Leia Também:

OAB, SUPREMO, VEJA: SETORES DA SOCIEDADE BRASILEIRA ESTÃO HISTÉRICOS COM A DEMOCRACIA

O VOTO É O MOMENTO MAIS EMBLEMÁTICO E MAIS ENGANOSO DA DEMOCRACIA

DANIEL DANTAS: O MAIOR GOLPE À POLÍTICA BRASILEIRA DESDE 64

NÃO EXISTE DEMOCRACIA, MAS PROCESSO DEMOCRÁTICO

%d blogueiros gostam disto: