Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 25 novembro, 2008

ARGENTINA, MÉXICO, CUBA E ATÉ O PARAGUAI DÃO DE DEZ A ZERO NA EDUCAÇÃO DO BRASIL

Entre países da América Latina, Brasil ocupa a décima posição em relatório da Unesco

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Já pensou essa torcida defendendo a educação do Brasil?

Já pensou essa torcida defendendo a educação do Brasil?

Brasília – Em relatório divulgado hoje (25) pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o Brasil fica atrás de dez países da América Latina no cumprimento de metas para melhoria da educação.

Cuba lidera o ranking dos países que tem melhorado aspectos como a expansão da educação na primeira infância, a garantia do ensino de qualidade e o aumento das  taxas de alfabetização de adultos. Os dados são referentes a 2006. Essas metas foram estabelecidas pelo compromisso Educação Para Todos, firmado durante a Conferência Mundial de Educação em Dacar, no ano 2000.

O Brasil, assim como a maioria dos países da América Latina e do Caribe, está no grupo “intermediário”, entre aqueles classificados como “longe de atingir as metas” e “perto de atingir as metas”. A lista é feita a partir do cálculo do Índice de Desenvolvimento do Educação para Todos (IDE), que varia de 0 a 1. Apesar de deficiências no ensino, o relatório diz que o Brasil deve cumprir o acordo até 2015. Confira o ranking.

1.Cuba
0,981
2.Uruguai 0,963
3.Argentina / México
0,956
4. Panamá
0,941
5. Paraguai
0,935
6. Venezuela
0,934
7. Peru
0,931
8. Equador
0,919
9. Bolívia
0,915
10. Colômbia
0,905
11. Brasil
0,901
12. Honduras
0,887
13. El Salvador
0,867
14. República Dominica
0,824
15. Guatamela
0,819
16. Nicarágua
0,799

* Chile e Costa Rica não foram avaliados em 2006

Veja também em Educação Política:

PARANÁ, SANTA CATARINA, MATO GROSSO DO SUL, RIO GRANDE DO SUL E CEARÁ NÃO QUEREM VER A EDUCAÇÃO DO BRASIL MELHORAR

O BRASIL PRECISA DE UMA NOVA IDEOLOGIA: A IDEOLOGIA DA EDUCAÇÃO

SINDICALISTAS CRITICAM SECRETÁRIOS DE EDUCAÇÃO QUE ARTICULARAM CONTRA PISO PARA PROFESSORES

LUCRO DO PETRÓLEO NA EDUCAÇÃO; ESSA DEVE SER UMA BANDEIRA DOS EDUCADORES

OLHA A DECLARAÇÃO DA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO

DEVERÍAMOS TER A EDUCAÇÃO EM PRIMEIRO LUGAR, MAS ALGUNS SÓ QUEREM A SELEÇÃO DE FUTEBOL

Unesco mostra que situação da educação no Brasil é lastimável. Veja matéria abaixo.

Brasil ocupa 80ª posição em ranking da Unesco que avalia melhorias na educação

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Em um ranking elaborado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para monitorar o cumprimento de metas pelos países para melhorar a educação, o Brasil ocupa a 80ª posição em uma lista de 129 países estudados. Fica atrás de países latino-americanos como o Paraguai, a Venezuela e Argentina, além do Kwait, Azerbaijão, Panamá e outros. O Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos foi lançado hoje (25), em Genebra, pela instituição. O compromisso Educação Para Todos, firmado durante a Conferência Mundial de Educação em Dacar, no ano 2000, estabelece metas que devem ser cumpridas pelos países até 2015. Entre elas estão expandir e melhorar a educação na primeira infância, garantir ensino de qualidade e melhorar em 50% as taxas de alfabetização de adultos. Segundo o relatório, o Brasil está no grupo dos países intermediários que caminham para atingir as metas. Entres os países da América Latina e do Caribe, da Argentina, do México e Uruguai estão no grupo “perto de cumprir as metas”. Entre os problemas do Brasil, o relatório destaca as altas taxas de reprovação, a evasão escolar, o analfabetismo e o baixo desempenho dos alunos brasileiros em avaliações internacionais. “A América Latina e do Caribe são responsáveis por 3,5% das crianças do mundo inteiro que estão fora da escola. O Brasil é o único país com mais de 500 mil crianças fora da escola”, aponta o estudo. Todavia, o relatório afirma que esse problema não impedirá o país de cumprir as metas até 2015. “Acho que tivemos evolução e vamos cumprir as metas. Nós temos hoje um Plano de Desenvolvimento da Educação [PDE] que é muito estruturado e que tem inclusive suas próprias metas. A situação está melhorando”, avaliou a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Maria do Pilar.

%d blogueiros gostam disto: