Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

REVISTA VEJA NÃO APURA DIREITO A REPORTAGEM E ASSOCIAÇÃO DE JUÍZES TEM DE CORRIGIR A PRECARIEDADE JORNALÍSTICA

Associação dos Juízes Federais corrige mais um erro crasso da Revista Veja:

 

NOTA PÚBLICA – Ajufe corrige informação divulgada pela revista Veja


A Associação dos Juízes Federais do Brasil – AJUFE, entidade de âmbito nacional da magistratura federal, vem a público esclarecer que não é verdadeira a afirmação contida em reportagem publicada na edição desta semana (2103) da revista “Veja”, sob o título “Sem Limites”, segundo a qual “[h]á uma vertente importante que deve ser apurada sobre a famosa Satiagraha – o consórcio formado entre a polícia, o Ministério Público e Justiça. As ilegalidades da operação podem acabar livrando da cadeia um vilão do calibre de Daniel Dantas. Por causa disso o juiz do caso, Fausto De Sanctis, está sob investigação da corregedoria da Justiça Federal”.

Não é verdade. O juiz Fausto De Sanctis não está sob investigação da corregedoria por suposto “consórcio” com a polícia e o Ministério Público. O Corregedor-Geral da Justiça Federal da Terceira Região investigou o juiz por supostamente ter-se recusado a fornecer informações ao tribunal acerca da existência de procedimento investigatório relativo ao banqueiro Daniel Valente Dantas, em habeas corpus impetrado em favor deste por seus advogados, bem como por suposto desrespeito a decisões do Supremo Tribunal Federal.

A AJUFE discorda veementemente da atitude do corregedor, que, por razões ainda não explicadas, tem tomado tais atitudes contra o magistrado, ainda que não tenha havido qualquer representação por parte de quem supostamente teria sido desrespeitado. Além disso, em todos esses casos o corregedor extrapolou sua atividade administrativa e tratou de matéria exclusivamente jurisdicional, o que é vedado pela lei.

A AJUFE patrocina a defesa do juiz Fausto De Sanctis e acredita firmemente na rejeição da proposição do corregedor pelo Órgão Especial do Tribunal Regional Federal da Terceira Região.

Portanto, a revista “Veja” errou ao fazer afirmação de que o juiz Fausto De Sanctis está sob investigação da Corregedoria da Justiça Federal por integrar um consórcio formado entre a polícia, o Ministério Público e Justiça (Operação Satiagraha). Isso não corresponde à verdade dos fatos.

Brasília, 10 de março de 2009.

Fernando Cesar Baptista de Mattos
Presidente da AJUFE

 

Leia também em Educação Política:

NASSIF: GILMAR MENDES É SUSPEITO DE CÚMPLICE COM REVISTA VEJA EM PROVÁVEL FARSA DO GRAMPO

FERNANDO MEIRELLES QUE SE CUIDE, A REVISTA VEJA NÃO DEVE PERDOÁ-LO POR ENTREGAR SEU PRÊMIO AO JUIZ FAUSTO DE SANCTIS

NASSIF: CASO IVO CASSOL E REVISTA VEJA; JORNALISMO NO FUNDO DO POÇO

NASSIF: TUDO LEVA A CRER QUE GILMAR VAZOU DOCUMENTO RESERVADO PARA REVISTA VEJA

 

5 Respostas para “REVISTA VEJA NÃO APURA DIREITO A REPORTAGEM E ASSOCIAÇÃO DE JUÍZES TEM DE CORRIGIR A PRECARIEDADE JORNALÍSTICA

  1. Pingback: NASSIF: TODAS AS REPORTAGENS DA REVISTA VEJA QUE FORAM CONFRONTADAS COM PROVAS ERAM MANIPULAÇÃO « Educação Política

  2. Pingback: ALTAMIRO: CONFERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO É GRANDE DESAFIO PARA GOVERNO LULA « Educação Política

  3. Pingback: REVISTA VEJA É A FACE ATUALIZADA DE 500 ANOS DA DESIGUALDADE ECONÔMICA E SOCIAL DO BRASIL « Educação Política

  4. Pingback: UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA « Educação Política

  5. Pingback: REVISTA VEJA MENTE, DETURPA, INVENTA, DESRESPEITA E SERVE DE LOBBY PARA EMPRESAS, MOSTRA NOTA DA ASSOCIAÇÃO DE ANTROPÓLOGOS « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: