Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA

MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES HÉLIO COSTA E OPERADORAS DE TELEFONIA TENTAM MELAR PLANO DO GOVERNO DE LEVAR BANDA LARGA PARA TODOS OS BRASILEIROS

Ministro tenta boicotar plano para lever internet para toda população
Hélico Costa: nada de internet banda larga, povão tem de assistir à Globo

Não é fácil governar o Brasil. O presidente Lula que o diga. Na tentativa de fazer apenas uma estrutura de internet banda larga para toda população, o presidente enfrenta resistência dentro do próprio governo. Hélio Costa, conhecido como Hélio Globo (PHA), ministro das Comunicações, já está minando a proposta do governo, o que inegavelmente vai beneficiar as grandes operadoras de telefonia e de TV a cabo que cobram uma fortuna por um serviço esdrúxulo.

Veja só os trechos dessas notícias:

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, em reunião hoje com os presidentes de todas as operadoras de telefonia, fixa e móvel, pediu sugestões de participação delas no Plano Nacional de Banda Larga, que está sendo elaborado pelo governo. “Sem as empresas é absolutamente impossível enfrentar esse grande desafio. Nós vamos precisar da infraestrutura delas e de todos os recursos que elas possam ter”, disse. Ele prevê a necessidade de investimentos da ordem de R$ 10 bilhões nos próximos dois anos para implementação do plano. (Lúcia Berbert, Tele Síntese)

Ham ham. Hélio costa se reuniu com as operadoras de telefonia fixa. O que será que elas disseram. Será que sé algo assim:  “boicote o plano ministro, nós vamos perder dinheiro, não dá para levar internet para preto e pobre”.

Em outra notícia, o ministro pula fora:

O esforço do governo em desenhar um Plano Nacional de Banda Larga sofreu uma grande reviravolta nesta quinta-feira, 8. Após chamar os presidentes das concessionárias e operadoras móveis, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, declarou que pretende criar uma versão alternativa ao projeto em parceria com as empresas. Mas, nos bastidores, a informação é que o Minicom já se desligou dos dois subgrupos criados na Casa Civil para tratar do assunto. (Mariana Mazza, Pay-TV)

Hélio Globo conversou com as operadoras e saiu fora do plano. Ele quer melar o plano mesmo.  Deve ser uma boa alternativa a do ministro: deixa tudo como está e vamos ver como é que fica.  Pobre não precisa de internet, tem a Rede Globo, tem de assistir televisão.

O presidente da Oi, Luiz Eduardo Falco, disse que as operadoras podem apresentar ao governo, em 30 dias, um projeto exequível e que garanta a sua sustentabilidade, sem que o governo precise investir mais em infraestrutura de banda larga. “O foco do governo deve ser educação”, disse. Em sua opinião, os recursos já anunciados para o Plano Nacional em elaboração, de R$ 3 bilhões, incluindo a implantação da última milha é uma equação que não fecha.  Segundo ele, para se chegar com banda larga nos domicílios o investimento é de R$ 1,5 mil por cada, então a conexão de 15 milhões de domicílios, por exemplo, representa em torno de R$ 25 bilhões. (Lúcia Berbert, do Tele Síntese)

Ham ham. As operadoras e o ministro estão com o mesmo discurso. Parece até que combinaram: “Vamos melar o plano do governo. Vamos falar que é inviável. A gente cede um pouquinho para as escolas e o presidente Lula fica contente. Assim a gente continua arrancando o coro da população, ganhando muito dinheiro e sem investir nenhum tostão”. É um bom plano para eles, não para o Brasil.

Leia mais em Educação Política:
ESTADÃO NÃO QUER INTERNET BANDA LARGA PARA OS BRASILEIROS; JORNAL PUBLICA MATÉRIA FALSA, DIZ VIRGÍLIO FREIRE
BANDA LARGA QUE GOVERNO LULA PRETENDE IMPLANTAR DEVE SER UMA REDE NEUTRA, APENAS A ESTRUTURA FÍSICA
O PRESIDENTE LULA ACORDOU PARA A QUESTÃO DA INTERNET, MAS ESTÁ DIFÍCIL MELHORAR OS SERVIÇOS DE BANDA LARGA NO BRASIL
QUE PAÍS É ESSE? NA COMPRA DE COMPUTADOR, EMPRESÁRIO PAGA TAXA DE JURO DE 4,5% AO ANO ENQUANTO PROFESSOR PAGA 26,4%

8 respostas em “MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES HÉLIO COSTA E OPERADORAS DE TELEFONIA TENTAM MELAR PLANO DO GOVERNO DE LEVAR BANDA LARGA PARA TODOS OS BRASILEIROS”

[…] Elas monopolizam toda estrutura de internet, prestam péssimo serviço e cobram preços caríssimos não só para o consumidor, mas para as pequenas e médias empresas que queiram usar a estrutura de transmissão. As empresas de telefonia já se articularam com Hélio Costa, ministro das Comunicações, e tentam melar o plano de banda larga do governo. […]

Curtir

Estou com o Lula, você já viu o valor da fatura da Telefônica/Telemar , etc. É um roubo. Na época das Estatais não tinha assinatura não, o valor da conta era baixinho. O povo perdeu muito com isso, ele paga muito com o telefone fixo e muito com o celular. A Telefônica, Telemar, Tim, Vivo etc estão rindo SOZINHAS…Tem que reativar a Telebrás sim, fui no interior da Bahia (de férias) e cadê a Banda Larga? Tinha que pagar uma fortuna no 3G (via TIM/VIVO) ou nada. E o 3G lá é uma me*da, dá medo, cai toda hora (sem sinal).

Curtir

O que acontece no Brasil e uma vergonha e quando se fala no interior do Maranhao o telefone fixo e internet nao existe, aqui para voce entender passo 30 minuto para acessar a internet e ai vai as vezes desisto fico indignada com a situaçao faço este esforço tentando trabalha para ganhar o pao de cada dia, agora eu nao acreditava que o Presidente LULA sairia do governo sem que resolvesse a parte da comunicaçao, pois esse pais a falta de comunicaçao e um dos motivos de enterrar o desenvolvimento.
Por favor
Resolve
Ministro Helio

Curtir

São Bernardo, que precisava de metáforas concretas para ser entendido por todos, disse que caluniar equivalia a subir ao alto de uma torre e de lá despejar um saco de penas em dia de vento. Ao caluniado restaria a tarefa de juntar todas as penas. Como pode um sugeito (SIC), sem noção, distorcer as informações desta forma ? Só pode estar a serviço do Aécio.

Curtir

DEFENDENDO A MATA ATLÂNTICA E TENTANDO SER SUSTENTÁVEL VENHO SUGERIR A ENTEREÇADOS A SERRA DO MANDU NO PONTO MAIS ALTO DA REGIÃO DE CARANDAÍ MG E OUTRAS CIDADES PARA COMUNICAR SUAS TORRES A LONGA DISTÂNCIA . VENHAM CONHECER.
GRATO
CÉSAR
32 3361 3621

Curtir

Comentários encerrados.