Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 13 novembro, 2009

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS FAZ CRÍTICA À CONDIÇÃO DOS NEGROS E DOS INDÍGENAS NO BRASIL

Afro-brasileiros e indígenas estão “atolados” na pobreza, diz alta-comissária da ONU

Paula Laboissière
Repórter da Agência Brasil

A alta-comissária da ONU para Direitos Humanos, Navanethem Pillay, e o Capitão Potiguar

Brasília – A alta-comissária da Organização das Nações Unidas (ONU) para Assuntos de Direitos Humanos, Navanethem Pillay, voltou a criticar hoje (13), em seu último dia de visita ao Brasil, a situação de negros e indígenas no país. Ambas as populações, segundo ela, estão “atoladas” na pobreza, além de não ter acesso aos serviços básicos e nem a oportunidades de emprego.

Durante entrevista coletiva, Pillay se referiu à questão dos povos indígenas como invisível e lembrou que, de todos os funcionários federais e estaduais que conheceu durante a visita, nenhum deles tinha origem indígena. Para a alta-comissária, o fato serve como um indicativo de uma contínua marginalização.

“A maior parte dos povos indígenas do Brasil não está se beneficiando do impressionante progresso econômico do país e está sendo retida na pobreza pela discriminação e indiferença, expulsa de suas terras na armadilha do trabalho forçado.”

Em relação aos negros, Pillay ressaltou que a violência aparece como uma das principais causas de morte no grupo. Ela insistiu que há, no Brasil, uso excessivo de força tanto de agentes policiais quanto de milícias. “Até que isso mude, a situação vai prejudicar o progresso do Brasil em muitas outras frentes.”

Comentário:

Eis aí uma boa crítica ao governo Lula que a oposição poderia investir. O problema é que essas questões não interessam à oposição.

Leia mais em Educação Política:
OPOSIÇÃO FECHA OS OLHOS PARA O PIOR DO GOVERNO LULA E CRITICA O QUE HÁ DE BOM; A OPOSIÇÃO NÃO ESTÁ SEM RUMO, ESTÁ SEM CHÃO
EM SOLIDARIEDADE AO JORNALISTA LUIS NASSIF, JÁ ESTÁ NA HORA DE UMA CPI DA REVISTA VEJA E DE UMA CAMPANHA CONTRA A BAIXARIA DA IMPRENSA
PROFESSORA: CORRUPÇÃO É A TORTURA DA SOCIEDADE BRASILEIRA
HUMOR DO PÂNICO NA TV: LULA DESABAFA APÓS VIDA SOFRIDA

PSDB É PARECIDO COM NOVELA DA GLOBO, COMEÇA GRANDIOSO E TERMINA ESQUISITO, DIZ FILÓSOFO

Serra e educação: a falta de capricho no final

Por Paulo Ghiraldelli Jr. filósofo

A Rede Globo sempre começa uma novela de modo grandioso e termina de modo pífio. Falta capricho no final. Todos que assistem são unânimes em dizer, “ah, o final foi esquisito”, “ah, podia ser bem melhor” etc. A pressa em acabar e já começar a outra novela sem perder o “ibope”, o comercialismo em exagero, acaba com os grupos de interpretação da Globo. O PSDB, tanto com Fernando Henrique quanto com José Serra, é bem parecido com a Globo nisso. Os tucanos às vezes, começam bem, impressionam mas, no decorrer das últimas ações, perdem o capricho. Saiba mais

%d blogueiros gostam disto: