Categorias
O MELHOR REMÉDIO

HUMOR DA BLOGOSFERA: JOSÉ SERRA E ARNOLD SCHWARZENEGGER NUMA CENA DO EXTERMINADOR DO FUTURO DE VOLTA NO TEMPO EM PERNAMBUCO

Vi no site Conversa Afiada

Veja mais em Educação Política:
O MAL-ESTAR DA GRANDE MÍDIA
O ENIGMA DO PANETONE: VEJA SÓ ONDE ESTÁ O PROBLEMA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL E EM TODO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO DE GILMAR MENDES É GRANDE O ROTEIRISTA DOS VÍDEOS DO GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, JOSÉ ROBERTO ARRUDA
VEJA COMO É A REFORMA AGRÁRIA DO PSDB E DO DEM, PARTIDOS DE JOSÉ ROBERTO ARRUDA, KÁTIA ABREU E JOSÉ SERRA: TIRA DO POBRE E DÁ AO RICO
SE A POPULAÇÃO BRASILEIRA SOUBER DISSO, O PSDB VAI SUMIR DO MAPA NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES

Por glaucocortez

Blog Educação Política

3 respostas em “HUMOR DA BLOGOSFERA: JOSÉ SERRA E ARNOLD SCHWARZENEGGER NUMA CENA DO EXTERMINADOR DO FUTURO DE VOLTA NO TEMPO EM PERNAMBUCO”

A IMPUNIDADE, 32 DIRETORES DE ESCOLA PROCESSADOS, EX DIRIGENTE IMPUNE, SUPERVISORES IMPUNE E ATUAL DIRIGENTE É REJEITADA MAS CONTINUA NO CARGO POR FORÇA POLITICA DO DEPUTADO TUCANO.
Governo Edinho: oito anos de transformações em Araraquara
Em janeiro de 2009, Edinho Silva entregou a prefeitura de Araraquara ao seu sucessor depois de dois mandatos e oito anos de realizações. Um trabalho reconhecido pela população que, através de uma pesquisa realizada pelo Ibope, garantiu 61% de aprovação.

Um trabalho que marcou profundamente todos os setores de Araraquara e possibilitou, nos últimos anos, uma presença maciça do Governo Federal que investiu mais de R$ 200 milhões em projetos em praticamente todos os setores do município.

Com isso, a cidade teve argumentos para negociar também com o governo estadual, que repassou mais de R$ 10 milhões em convênios para Araraquara. Estes apoios foram fundamentais para a consolidação das marcas do governo Edinho, entre elas a habitação, que incluiu a construção de mais de 4.000 moradias, sendo que aproximadamente 400 unidades foram construídas através do sistema de mutirão, beneficiando famílias que ganham menos de um salário mínimo; o projeto de retirada dos trilhos, que integrará o Centro e a Vila Xavier; a incorporação do complexo esportivo da Ferroviária ao patrimônio da prefeitura e a recuperação de todo o Parque Aquático da Ferroviária e a reforma do estádio; as obras de asfalto; os projetos de saneamento realizados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC); a construção de novos postos de saúde; a construção do pronto-socorro mais moderno do interior do Estado; a criação do Parque dos Museus; a reforma do Teatro Municipal, entre outras. A educação e o desenvolvimento econômico foram as grandes marcas da administração Edinho Silva em Araraquara.

O resultado do trabalho e qualidade da equipe do governo Edinho Silva trouxe muitos benefícios para o município de Araraquara, uma cidade que hoje, tem muito mais oportunidades, participação e cidadania.

Oito anos de desenvolvimento

Edinho Silva assumiu a prefeitura de Araraquara sem o tradicional processo de transição e seu primeiro desafio foi dar conta da expectativa que a campanha e as propostas de mudança tinham gerado na população.

Após formar seu secretariado, Edinho Silva anunciou o plano de cem dias de governo, que incluía o combate a dengue, a recuperação da frota de veículos, tapa-buracos e outras medidas de manutenção da cidade. Já no primeiro mês de mandato seu governo tomou a iniciativa de mudar a Lei de Loteamento, que proibiu a comercialização de loteamentos sem a instalação de toda a infra-estrutura necessária (energia elétrica iluminação pública, rede de captação de esgoto e asfalto) e combatendo a especulação imobiliária.

O planejamento estratégico, criado para governar a cidade de Araraquara, tinha como objetivo três eixos fundamentais: cidade inclusiva, com foco nos processos de inclusão social; cidade moderna, que traduzia a retomada do desenvolvimento econômico e social, a modernização da gestão do município e a recuperação e valorização do patrimônio histórico; e cidade democrática que remetia para a criação dos instrumentos de democratização e controle social como a Coordenadoria de Participação Popular.

Durante os primeiros cem dias foi lançado o Orçamento Participativo (OP) e criado o programa das Frentes da Cidadania. Um projeto criando a Secretaria de Cultura, a Coordenadoria de Participação Popular e alterando a estrutura de várias secretarias foi enviado para a Câmara. Montou-se uma equipe de Participação Popular, que mostrou muita capacidade de absorver informações e de dirigir os processos de participação.

No ano de 2002, as obras começaram a ser executadas, e a prioridade foi o asfalto, já que muitos bairros criados a partir da década de 50 não possuíam pavimentação. Nos oito anos de governo foram mais de 1.800 quarteirões asfaltados e outros recapeados, com a implantação e ampliação das redes de galerias pluviais.

Em 2002, a criação das plenárias temáticas do OP, dirigidas para mulheres, negros, pessoas com deficiência, jovens e idosos fizeram com que a cidade se mobilizasse e começasse a decidir os benefícios para a população, além da temática da cidade, que discutia os benefícios para a cidade como um todo.

Saúde para todos

A grande marca do primeiro Governo de Edinho Silva foi a saúde. Em quatro anos, foram construídas seis novas unidades de saúde. Também se investiu muito na educação.

A necessidade da construção de novas escolas nos bairros apareceu com muita força nas plenárias do Orçamento Participativo.

A inclusão digital também foi apontada no OP como um desejo da população. Assim, foram criados 8 portais do saber no primeiro Governo, onde estudantes e a comunidade passaram a ter acesso gratuito à Internet no espaço das bibliotecas de escolas municipais.

Nas demais áreas, os destaques foram os projetos de habitação, iniciando um programa habitacional arrojado de construção de moradias populares, os trabalhos de inclusão social, com novidades nas ações voltadas para as crianças e adolescentes e para os assentamentos rurais, além da implantação de políticas inéditas para as mulheres, para os negros e para os deficientes.

No transporte, a meta de não deixar nenhum bairro da cidade sem acesso ao transporte coletivo foi atingida com sucesso.

Na Cultura, as oficinas foram importantes para a democratização no setor. Já esporte, a reestruturação das escolinhas, transformando-as em um grande projeto de inclusão social, a presença do Município garantiu a retirada de milhares de crianças das ruas e a melhoria no desempenho escolar, pois a Secretaria de Esportes trabalhou em conjunto com a de Educação e a de Saúde.

A aprovação do primeiro Governo de Edinho Silva veio no ano de 2004, quando toda a oposição se unificou para disputar as eleições. As pesquisas de opinião apontavam entre 45 a 47% de ótimo/bom para a Administração de Edinho. A vitória por apenas cinco pontos percentuais de vantagem para seu oponente, mostrou a força acumulada nos quatro anos governando a cidade de Araraquara.

Os destaques do segundo mandato de Edinho Silva mostram o aprofundamento das transformações na cidade. Foram criadas a Assessoria Especial de Combate à Discriminação Racial, a Coordenadoria de Mulheres, a Assessoria Especial de Juventude, a Semana da Diversidade Sexual foi instituída com o objetivo de aprofundar direitos e orientar para as doenças sexualmente transmissíveis, também foi implantado Plano Diretor, resultando em uma nova cultura de aprovação de projetos urbanos. Através da boa relação com o governo do presidente Lula, a cidade foi muito beneficiada, com o início da retirada dos trilhos, os investimentos na recuperação do estádio da Ferroviária, a inauguração do novo Pronto-Socorro e a incorporação da Gota de Leite pela Santa Casa, diminuindo os riscos para mães e filhos durante os partos.

No mapa abaixo você pode visualizar as 150 principais obras do Governo Edinho Silva.

http://edinhopt.com.br/edinho/prefeito/
Maria Rita Alves Marcondes

Curtir

Comentários encerrados.