Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Mensais: março 2010

REVISTA VEJA É A FACE ATUALIZADA DE 500 ANOS DA DESIGUALDADE ECONÔMICA E SOCIAL DO BRASIL

Uma das inúmeras críticas gráficas à revista na internet

Você pode se perguntar por que o Brasil se transformou no país mais desigual do mundo? Parece difícil de entender isso. É um processo histórico complexo, mas a revista Veja, da Abril, pode ajudar a entender essa cultura da desigualdade e da (leia mais)

PAC 2 DEIXA DE FORA INVESTIMENTO DO ESTADO EM INFRAESTRUTURA DA INTERNET BANDA LARGA E ISSO NÃO É NADA BOM PARA A ECONOMIA

Cerimônia de lançamento do PAC 2, sem internet

O ministro das Comunicações Hélio Costa e as empresas de telecomunicações (que oferecem internet banda larga no Brasil) são os grandes vencedores do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) do governo Lula. É uma vitória política das teles justamente porque o investimento em infraestrutura para a universalização da internet e barateamento dos preços ficou de fora. Ou seja, as empresas conseguiram fazer com que tudo continue como está: monopólio, serviço ruim e preço alto.

Praticamente todos os países do mundo estão estabelecendo planos de universalização da Internet banda larga, com alta velocidade, porque é isso que vai dar competitividade para as economias nas próximas décadas. Aqui, apesar das tentativas do governo Lula, há fortes interesses na manutenção das desigualdades e esses interesses são provenientes das empresas de telefonia e da grande mídia, que tem interesses acoplados.

Talvez  isso explique porque ninguém tenha criticado o governo pela ausência de projetos para investimento do Estado na infraestrutura da internet banda larga. É capaz de elogiarem a ausência desse investimento.

Veja mais em Educação Política:
OS R$ 7 BILHÕES DO FUNDO DE TELECOMUNICAÇÕES (FUST) DEVERIAM SER APLICADOS TOTALMENTE NO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA
PIRAÍ, NO INTERIOR DO RIO DE JANEIRO, COLOCA INTERNET DE GRAÇA PARA ALUNOS E MELHORA A EDUCAÇÃO E A SAÚDE DA POPULAÇÃO
VEJA SÓ COMO É O LIBERALISMO NAS TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL: CAPITALISTAS NÃO GOSTAM DE CAPITALISMO, PARA ELES
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA
MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, DO HÉLIO COSTA, VIRA PETIT COMITÉ DAS TELES; ELAS QUEREM TUDO EM TROCA DA BANDA LARGA PARA O POVO

REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS

Feira de alimentos produzidos em assentamento

Em uma esclarecedora entrevista com Miguel Carter, professor da Amercian Universty, nos Estados Unidos, Paulo Henrique Amorim mostra que os ruralistas levam do povo brasileiro 25 vezes o valor em dinheiro que o governo investe em cooperativas de assentados. Até aí tudo bem, mas o que os ruralistas fazem com o dinheiro da população brasileira? Como o governo fiscaliza esse dinheiro? Por que a revista Veja só faz reportagem questionando verbas enviadas para o MST se os ruralistas levam 25 vezes mais?

Matematicamente falando, se houver um desvio de 10% nas verbas enviadas para os ruralistas, eles já teriam desviado 2 vezes e meia o total que o governo envia para a produção de todas as cooperativas de assentamentos, que em grande parte, produzem os alimentos que impedem a inflação de subir e entram na mesa do brasileiro.

Outro absurdo. Se o governo aumentar em 100% o repasse de verbas para cooperativas de assentados, esse valor não chegaria a 10% do valor repassado para entidades ruralistas. É estarrecedor! Se o governo quadruplicar o valor repassado para assentamentos, ainda seria uma miséria, uma esmola.

Veja abaixo trecho da entrevista de Paulo Henrique Amorim.

PHA – O capítulo se chama “Luta na terra, o MST e os assentamentos” –  é esse ?

MC – Exatamente. Há uma parte onde eu considero sete recursos internos que o MST desenvolveu para fortalecer sua atuação, nesse processo de fazer a luta na terra, de fortalecer as suas comunidades, seus assentamentos. E aí tem alguns detalhes, alguns números interessantes. Porque eu apresento dados do volume de recursos que são repassados para entidades parceiras por parte do Governo Federal. Eu sublinho no rodapé dessa mesma página o fato de que as principais entidades ruralistas do Brasil têm recebido 25 vezes mais subsídios do Governo Federal (do que o MST).  E o curioso de tudo isso é que só fiscalizado como pobre recebe recurso público. Mas, sobre os ricos, que recebem um volume de recursos 25 vezes maior que o dos pobres, (sobre isso) ninguém faz nenhuma pergunta, ninguém fiscaliza nada. Parece que ninguém tem interesse nisso. E aí o Governo Federal subsidia advogados, secretárias, férias, todo tipo de atividade dos ruralistas. Então chama a atenção que propriedade agrária no Brasil, ainda que modernizada e renovada, continua ter laços fortes com o poder e recebe  grande fatia de recursos públicos. Isso são dados do próprio Ministério da Agricultura,  mencionados também nesse capítulo. Ainda no Governo Lula, a agricultura empresarial recebeu sete vezes mais recursos públicos do que a agricultura familiar. Sendo que a  agricultura familiar emprega 80% ou mais dos trabalhadores rurais.

PHA –  Qual é a responsabilidade da agricultura familiar na produção de alimentos na economia brasileira ? Saiba mais

O RETRATO DO PAI

Ela já estava bem velha,
num estilo para poucos amigos,
sem cores nos cabelos, xales pelos ombros.
Mantinha o seu ofício de escrever,
e brincava com cachorros ao fim do dia.


Sem luxo, sem excessos materiais,
livros escorriam sobre a escrivaninha.
Alguns bem velhos, outros jogados.
Mas bem ali no meio da bagunça
o impecável retrato do pai.

Um pai ainda jovem, alinhado.
Um retrato que captou o esplendor
da beleza da juventude.
Livros escuros faziam sombra
sobre a luz do olhar daquele pai, meu pai.

Um pai moço sobre a escrivaninha
de uma velha senhora.

Depois de tanto tempo,
depois de tantos amores,
depois de tantos amigos,
o retrato do jovem pai.


No fim da vida,
uma filha sob o olhar do pai,
ao lado do pai.

Leia mais em Educação Política:

O TEATRO PODE APARAR NOSSAS ARESTAS DA IMBECILIDADE
LUC FERRY: A FILOSOFIA NO PASSADO, PRESENTE E FUTURO E SUA RELAÇÃO COM O ESTOICISMO
A BICICLETA
A GAROTINHA, A MÃE, A TELEVISÃO E A PUBLICIDADE QUE NOS FAZ ESQUECER

VEJA A CONSTRUÇÃO DO TELESCÓPIO QUE O BRASIL DESENVOLVEU JUNTO A ESTADOS UNIDOS E CHILE

A COLOCAÇÃO DA GRANDE MÍDIA SOB SUSPEIÇÃO PODE SER UMA ESTRATÉGIA EFICAZ PARA LULA ELEGER DILMA ROUSSEFF NO PRIMEIRO TURNO

Mídia vai tentar azedar a candidatura de Dilma a qualquer custo

Parte da grande mídia brasileira, atrelada a interesses conservadores e que sustentam a desigualdade cultural, econômica e social do país, fará de tudo para derrubar a candidatura de Dilma Rousseff. O PSDB sozinho parece não ter mais condições de derrotá-la, visto que não tem programa, não tem política e não tem idéias, quiçá utopia para a construção de um país. O grande desafio da minsitra Dilma é vencer a grande mídia, principalmente a ala mais retrógrada, liderada pela Globo e revista Veja.

É bom lembrar que Dilma não é Lula e mesmo com a participação ativa do presidente, todo e qualquer factóide será transformado em escândalo.

A mídia não é contra a ministra Dilma Rousseff como presidenta, mas é a favor do controle econômico e midiático que há 100 anos vem desfrutando e, como resultado, mantendo o Brasil com o título de campeão da desigualdade.

A única alternativa para os partidos progressistas é estabelecer uma estratégica de enfrentamento desde já, mostrando os interesses econômicos e a manipulação da informação, assim como valorizando em campanha publicitária a infinidade de blogs sérios existentes na internet. Lula parece já ter percebido que sem um enfrentamento direto não será possível vencer as eleições (matéria no Vermelho), apesar da ministra hoje ter grandes chances, segundo aponta a trajetória das pesquisas eleitorais.

Ao colocar a mídia durante meses sobre suspeição, as manipulações grosseiras poderão ser amortecidas, abrindo caminho para uma consolidação de votos na ministra de forma consistente. E esse papel é, inequivocamente, do presidente Lula, sustentado por sua popularidade.

Leia mais em Educação Política:

A MÍDIA ESTÁ NUA: FOLHA DE S.PAULO JÁ VÊ NASSIF COMO CONCORRENTE DE PESO NO MERCADO EDITORIAL BRASILEIRO
GRANDE MÍDIA PROMOVE O JORNALISMO DO MEDO E A MELHOR REPORTAGEM DEVERIA GANHAR O TROFÉU REGINA DUARTE
ESTADÃO SENSACIONAL: INVESTIGAÇÃO DE TORTURADOR, DEMOCRACIA NA MÍDIA E TAXA SOBRE GRANDE FORTUNA É RADICALISMO
REPÓRTER COM SENSO CRÍTICO LIMITADO OFENDE ENTREVISTADA E TOMA COMO RESPOSTA UM BANHO DE INTELIGÊNCIA E EDUCAÇÃO

ESTADÃO: JOSÉ SERRA É UM PERIGO PARA A LIBERDADE DE IMPRENSA; SETOR DE EDUCAÇÃO DO GOVERNO PAULISTA CENSURA ESCOLAS EM GREVE

Qual o compromisso de José Serra com a liberdade de imprensa?

Matéria do Estadão mostra que o possível candidato à presidência pelo PSDB,  José Serra, é um perigo para a liberdade de expressão e, consequentemente, para a democracia brasileira.

Segundo reportagem, “pelo menos 77 escolas estaduais da zona leste de São Paulo foram orientadas a não dar informações para a imprensa sobre a greve dos professores. A iniciativa partiu da Diretoria de Ensino da Região Leste 3, em comunicado enviado por e-mail aos diretores das escolas no início do mês. A região leste 3 compreende os distritos de Cidade Tiradentes, Guaianases, Iguatemi, José Bonifácio, Lajeado e São Rafael”. (Texto integral no Estadão)

Essa é mais uma prova de que a campanha presidencial de José Serra está toda montada sobre o marketing político com o apoio da mídia. Veja: Serra acha que pode ganhar com o apoio da grande mídia na reta final.

Em um post no Nassif, comentarista mostra que o leitor da grande mídia recebe mais informações sobre a greve da França do que sobre as greves no Brasil. E diz: Essa preocupação da imprensa nacional com a greve francesa é de comover!

Leia mais em Educação Política:
JOSÉ SERRA VAI APRESENTAR O NADA NA CAMPANHA PRESIDENCIAL; PRÉ-CANDIDATO DO PSDB ENFRENTA PROTESTO NO ESTADO EM QUE GOVERNA
ALTERCOM PODE SER O EMPURRÃO QUE FALTA PARA O INÍCIO DE UM PROCESSO DE DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA NO BRASIL
EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM
BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO

SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES LANÇA LIVRO SOBRE AS MULHERES TORTURADAS DURANTE REGIME MILITAR

Convite de lançamento

O governo federal lança o livro “Luta, Substantivo Feminino – mulheres torturadas, desaparecidas e mortas na resistência à ditadura”, na próxima quinta-feira, dia 25 de março, das 9 às 11 horas, na PUC-SP, rua Monte Alegre, 984 – Prédio Novo – Sala 239.

O lançamento, organizado pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, conjuntamente com a Secretaria Especial de Direitos Humanos e a Caros Amigos Editora, contará com a presença de:

  • Ministro Paulo Vannuchi.
  • Ministra Nilcéa Freire.
  • Professor Dirceu de Mello – Reitor PUC-SP.
  • Professor Marcelo Figueiredo – Diretor da Faculdade de Direito PUC-SP.
  • Professora Silvia Pimentel – Vice-presidente do comitê da ONU para a eliminação de discriminação contra a mulher.
  • Professora Flavia Piovesan – Direito da PUC-SP.
  • Professora Rosalina Santa Cruz – Serviço Social da PUC-SP.
  • Desembargador Antonio Malheiros, da Comissão Justiça e Paz.
Leia mais em Educação Política:
ALTERCOM PODE SER O EMPURRÃO QUE FALTA PARA O INÍCIO DE UM PROCESSO DE DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA NO BRASIL
PRESTE ATENÇÃO NO DISCURSO: LULA TEM UMA FALA DE ESTADISTA QUANDO SE REFERE AO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA
BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO
LEGISLAÇÃO QUE OBRIGASSE GOVERNOS A DETALHAR E SIMPLIFICAR PROJETO EXECUTIVO DE OBRA PÚBLICA EVITARIA MUITA CORRUPÇÃO
BOA NOTÍCIA: PROGRAMA DE DILMA ROUSSEFF PREVÊ MAIOR REGULAÇÃO DO ESTADO NA ECONOMIA

JOSÉ SERRA VAI APRESENTAR O NADA NA CAMPANHA PRESIDENCIAL; PRÉ-CANDIDATO DO PSDB ENFRENTA PROTESTO NO ESTADO EM QUE GOVERNA

Protesto de professores na Avenida Paulista

O candidato (ou não candidato) do PSDB à presidência da República enfrenta protestos que pipocam pelo estado de São Paulo. Durante a semana foram os professores na região metropolitana da Capital e no final de semana foram os servidores da área de saúde, em Ribeirão Preto.

Não há nada de novo no governo Serra em São Paulo. Até na publicidade oficial do estado, o que se vê são políticas feitas durante o governo Mário Covas e prolongadas durante anos. As mudanças, todas de tons autoritários e conservadoras,  só geraram conflitos e insatisfação da população e de servidores públicos que chegaram a entrar em greve.

A única novidade socialmente interessante na linha legalista é a proibição do fumo em locais fechados por preservar o direito dos não fumantes. José Serra vai apresentar o nada na campanha presidencial.

Pelo jeito, o governador aposta todas as fichas na mídia para ludibriar o eleitor. Isso se nota quanto afirma que os movimentos  grevistas em São Paulo “não significam nada”. Ou seja, não significam nada porque não terão cobertura da mídia.

É provável que Serra tenha um grande plano de mídia já definido com os empresários do setor. Mas qual será esse plano? Serão as matérias com acusações de doleiros sem provas como as da revista Veja? Ou será que há algo com um jornalismo melhor?

Veja trecho da matéria do Estadão:

“Sob protestos de professores e de funcionários da área da Saúde, o governador de São Paulo, José Serra, voltou a minimizar hoje a greve dos docentes da rede estadual de ensino, durante visita a Ribeirão Preto (SP). “Não tem greve, isso é um movimento que não significa nada”, disse Serra após cerimônia que marcou a inclusão do setor de reabilitação do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade de São Paulo (USP) na rede Lucy Montoro.” (Texto integral no Estadão)

Leia mais em EducaçãoPolítica:
ONU DIZ QUE GOVERNO LULA REDUZIU POPULAÇÃO EM FAVELAS E ISSO É UMA EFICIENTE POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E EDUCAÇÃO
ÓTIMA NOTÍCIA: CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA (CONFEA) ENTRA NA LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO EM OBRAS PÚBLICAS
LEGISLAÇÃO QUE OBRIGASSE GOVERNOS A DETALHAR E SIMPLIFICAR PROJETO EXECUTIVO DE OBRA PÚBLICA EVITARIA MUITA CORRUPÇÃO
BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO
EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM

O TEATRO PODE APARAR NOSSAS ARESTAS DA IMBECILIDADE

Cena da peça Café com Queijo

O teatro pode aparar nossas arestas da imbecilidade.
Ele nos coloca diante de nossas angústias por meio da arte,
por meio da cultura, da música, da construção dos gestos.
A beleza da luz, a beleza do momento em que há apenas penumbra.
O sorriso nas pessoas na plateia, a arte do corpo no ator.

O pensamento é levado, domado, dirigido por um sonho que
nos acorda de nossa própria banalidade cotidiana.
Vivemos entre a mesquinharia de nossa própria sorte em preocupações insanas.
Tudo para sustentar uma razão produtiva, uma razão sem finalidade utópica.
Eu estive em outros mundos, o mundo do teatro e lá havia luz
A luz que num fluxo cotidiano me faz esvair de minha própria e insistente bestialidade.

(Um texto para a peça Café com Queijo, do Lume Teatro, de Campinas)

Leia mais em Educação Política:

O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: AMY WINEHOUSE EM YOU KNOW I´M NO GOOD
UMA HISTÓRIA ENFADONHA, DE ANTON TCHEKHOV, É DE UMA BELEZA SINGULAR E ATEMPORAL
NOEL ROSA, POETA DA VILA, É UM FILME QUE APOSTOU NA MÚSICA E NO AMOR INCONSEQUENTE DO GRANDE MÚSICO CARIOCA DOS ANOS 30

PESQUISADORAS DA UNICAMP DESENVOLVEM PROCESSO CONTRA APAGÃO, COMO O OCORRIDO EM 15 ESTADOS DO BRASIL EM NOVEMBRO PASSADO

Uma luz contra apagões

Vanessa Sensato/Jornal da Unicamp

Apenas prédios com geradores ficaram iluminados durante apagão de novembro passado

Pesquisadoras da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp (FEEC) desenvolveram um novo processo que, se levado à indústria, poderá ser um aliado no combate à ocorrência dos apagões de energia elétrica. A professora Maria Cristina Dias Tavares e a pesquisadora Patricia Mestas desenvolveram um procedimento que permite o religamento das linhas de transmissão do sistema elétrico em um intervalo de tempo menor do que o usual, resultando em sobretensões muito menores, evitando que ocorram efeitos em cascata, como no último apagão ocorrido em novembro no país, que atingiu pelo menos 15 estados, causando perdas em diversos setores.

A Agência de Inovação Inova Unicamp deu entrada a um pedido de patente nacional para a tecnologia, por meio do INPI, e internacional por meio do Patent Cooperation Treaty (PCT), acordo internacional que garante a propriedade intelectual de um invento em 142 países signatários por um período de até 18 meses.

Maria Cristina, professora responsável pelo grupo de pesquisa e uma das autoras da patente, explica que as linhas de transmissão de energia elétrica no Brasil são trifásicas. “A tecnologia para religamento trabalha com as três fases simultaneamente”, disse. Segundo a professora, no último apagão vários eventos ocorreram simultaneamente.

Para ela, a grande incidência de descargas elétricas não deveria colocar o sistema em perigo, mas em razão das descargas houve uma elevação muito alta da tensão. “O que nós acompanhamos no Seminário Nacional que aconteceu em novembro de 2009 em Recife é que provavelmente houve um defeito no nível de proteção da subestação, que estava atuando muito mais baixo. Portanto, uma perturbação que não era tão severa acabou tirando o sistema”, colocou a professora. (Texto Integral no Jornal da Unicamp)

Leia mais em Educação Política:
EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM
FARMACÊUTICA EMS E UNESP DESENVOLVEM TECNOLGIA CAPAZ DE LIBERAR MEDICAMENTO DE FORMA CONTROLADA NO ORGANISMO DO PACIENTE
GOVERNO PRECISA FAZER UM PAC DO MEIO AMBIENTE, COM INCENTIVOS PARA INVESTIMENTO EM PROJETOS SUSTENTÁVEIS SOCIAL E AMBIENTALMENTE
PESQUISA CNA/IBOPE SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR PROVA QUE GOVERNO PRECISA INVESTIR MAIS EM REFORMA AGRÁRIA

PARA O BRASIL MELHORAR, JOVENS DEVEM ESTUDAR MAIS, ATÉ OS 25 ANOS, E SÓ DEPOIS ENTRAR NO MERCADO DE TRABALHO

País ganha com os jovens que estudam mais

Certa vez vi uma palestra do economista Márcio Pochmann (foto) na televisão em que ele dizia que os países estavam se dividindo em dois modelos: os países que planejam (investem na educação do seu povo) e os países que executam (oferecem mão de obra barata e sem estudo). Qual lado o Brasil quer estar?

Se optar pela primeira e mais promissora, que é a opção dos países desenvolvidos, terá de mudar a cultura do jovem e da sociedade. Os jovens, por exemplo, vivem uma grande pressão para o trabalho em busca de mercadorias oferecidas pela publicidade, mas o país só se desenvolverá com jovens ganhando tempo de vida com os estudos para depois trabalhar e colocar em prática seus conhecimentos. É essa a idéia de Pochmann em matéria do Repórter Brasil. Veja abaixo.

Pochmann recomenda aumento de idade mínima para trabalhar

Do Repórter Brasil

O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, destacou a necessidade de “elevar a idade mínima” legalmente estabelecida (16 anos) para o início das atividades laborais “frente à sociedade que estamos construindo hoje, a pós-industrial”. Saiba mais

ONU DIZ QUE GOVERNO LULA REDUZIU POPULAÇÃO EM FAVELAS E ISSO É UMA EFICIENTE POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E EDUCAÇÃO

Favelas: onde o Estado não chega

Segundo matéria da BBC Brasil, relatório divulgado pelas Organização das Nações Unidas (ONU) afirma que o Brasil reduziu em 16% a população de habitantes de favelas na última década. “Cerca de 10,4 milhões de pessoas deixaram este tipo de habitação. A fatia de pessoas que moram em favelas diminuiu de 31.5% para 26,4% em dez anos devido a adoção de políticas econômicas e sociais e a diminuição da taxa de natalidade”, diz a notícia .

Isso não significa simplesmente redução da pobreza ou melhora na qualidade de vida, mas também e principalmente, uma política integrada de segurança pública, saúde e educação.  Segurança Pública porque a melhora das condições habitacionais facilita a chegada do Estado e dificulta o entrincheiramento de organizações criminosas. Além disso, permite melhores condições de saúde com saneamento básico e postos de saúde próximos e, por fim, melhores condições de educação, se o “desfavelamento” for planejado conjuntamente com áreas para escola e lazer para a população.

A redução das favelas pode ser uma eficiente política integrada dos principais problemas brasileiros: segurança, saúde e educação.

Mais um crédito para o governo atual, do presidente Lula, com diz o site do Paulo Henrique Amorim, onde vi essa notícia.

Leia mais em Educação Política:
BRASIL CONTINUA CAMPEÃO EM DESIGUALDADE SOCIAL, DIZ ESTUDO DA COMISSÃO ECONÔMICA PARA A AMÉRICA LATINA (CEPAL)
MUI AMIGO: CUBA, QUE SOFRE EMBARGO DOS EUA HÁ 50 ANOS, É MAIS RICA QUE A COLÔMBIA, PARCEIRA ESTRATÉGICA DOS IANQUES, DIZ THE ECONOMIST
MINISTÉRIO DA FAZENDA DEVERIA REDUZIR OS JUROS PARA COSNTRUÇÃO DE IMÓVEIS QUE TENHAM NO PROJETO AQUECIMENTO SOLAR
INCRÍVEL, ATÉ OS FAZENDEIROS NÃO AGUENTAM MAIS A PEQUENEZ DE RACIOCÍNIO DA BANCADA RURALISTA

OS R$ 7 BILHÕES DO FUNDO DE TELECOMUNICAÇÕES (FUST) DEVERIAM SER APLICADOS TOTALMENTE NO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA

O Brasil pode dar um salto tecnológico e já tem recursos: só falta decisão política

Os R$ 7 bilhões do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) deveriam ser aplicados integralmente no Plano Nacional de Banda Larga. Não faz mais o mínimo sentido investir em telefonia; a banda larga contém telefonia.

O governo deve esquecer qualquer outro uso deste dinheiro porque, com acesso à Internet banda Larga, não há mais necessidade de investimento específico em telefonia. A internet banda larga coloca a população com acesso à informação diversificada, telefonia, correspondência, aprendizado e uma infinidade de outros usos que a internet permite.

A grande dificuldade é vencer o lobby das empresas que querem continuar ganhando com os caros e péssimos serviços e às custas do atraso tecnológico do Brasil. O investimento em banda larga é estratégico para o desenvolvimento do país. Mas tem quem ganha com o atraso. (Veja matéria na Caros Amigos)

Por meio de programas como o Skype, por exemplo, duas pessoas de qualquer lugar do Brasil poderiam se falar gratuitamente via internet, basta ter um microfone e a caixa de som que atualmente já estão presentes em todos os computadores.

Esses recursos do Fust poderiam financiar uma grande estrutura nacional, com empresários,  estados e municípios fazendo investimentos na ponta para conectar todas as cidades. Seria uma grande revolução na informação e na telefonia.

É uma questão de decisão política, estratégica para o país. Está na mão do governo e do Congresso permitir que o Brasil dê um salto de tecnologia. Já temos até os recursos financeiros.

O projeto de Lei 1481/07 que amplia o uso do Fust (Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações) deverá ser votado , no plenário da Câmara, até a próxima semana.

Leia mais em Educação Política:
PIRAÍ, NO INTERIOR DO RIO DE JANEIRO, COLOCA INTERNET DE GRAÇA PARA ALUNOS E MELHORA A EDUCAÇÃO E A SAÚDE DA POPULAÇÃO
VEJA SÓ COMO É O LIBERALISMO NAS TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL: CAPITALISTAS NÃO GOSTAM DE CAPITALISMO, PARA ELES
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA
MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, DO HÉLIO COSTA, VIRA PETIT COMITÉ DAS TELES; ELAS QUEREM TUDO EM TROCA DA BANDA LARGA PARA O POVO
GOVERNO LULA E CASA CIVIL TENTAM LEVAR CAPITALISMO PARA INTERNET BANDA LARGA, MAS TELES E MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES QUEREM OLIGOPÓLIO

FRANÇA BUSCA SOLUÇÃO PARA O ENSINO MÉDIO QUE ESTÁ ANACRÔNICO COMO MOSTRA O FILME “ENTRE OS MUROS DA ESCOLA”

Os franceses não perdem tempo e buscam uma solução para o ensino médio. O filme Entre os muros da escola, de 2008, baseado em fatos reais, mostrou como a escola está anacrônica. Enquanto isso, em São Paulo, José Serra e Paulo Renato de Souza reforçam cada vez mais o anacronismo da educação.

Há quase 16 anos governando o estado de São Paulo, PSDB foi incapaz de fazer qualquer mudança que se quer tocasse no paradigma educacional do século XIX. Pelo contrário, reforçam o modelo ao praticar mudanças por decretos.

Veja abaixo o trecho da matéria de Cíntia Cardoso, publicada na Folha de S.Paulo, sobre a educação na França.

“A constatação de que o ensino francês está em crise e precisa ser reformulado é consenso entre governo e sindicato de professores. Apesar das divergências sobre a melhor maneira de solucionar o problema, para o Ministério da Educação, o caminho passa pela reforma do sistema de ensino médio, que começa no início do próximo ano letivo, em setembro.
Na grade escolar, será incluída uma série de “disciplinas de exploração”, com uma carga horária de 54 horas por ano. O objetivo é abrir “novos horizontes intelectuais” para os estudantes e adaptar a escola à época atual. Outro ponto vai ser a obrigatoriedade do ensino de economia para todos os secundaristas -na França, o ensino médio é dividido entre científico, com ênfase em matemática, química e física, e literário (ciências humanas e sociais).
Outra medida vai tentar diminuir o índice de repetência, que hoje está em 12,2%.
Pesquisa divulgada pelo instituto CSA mostra que 77% dos pais são favoráveis à reforma. Já os sindicatos de professores, que fizeram greve na última sexta-feira, afirmam que o pacote da educação é incompatível com os cortes de pessoal anunciados pelo governo.
Cerca de 16 mil postos de trabalho no ensino deverão ser cortados em 2010, totalizando 50 mil em cinco anos”. (texto integral na Folha, para assinante)

Leia mais em Educação Política:
O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE
DEPOIS DAS ENCHENTES, DE AÉCIO NEVES E DE JOSÉ ROBERTO ARRUDA, JOSÉ SERRA ENCARA AGORA UMA GREVE DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL

MINAS GERAIS TEM AS PIORES ESTRADAS E OS PIORES SALÁRIOS NA EDUCAÇÃO, MAS AÉCIO INAUGURA OBRA SUNTUOSA E MARKETEIRA DE R$ 1 BILHÃO
PIRAÍ, NO INTERIOR DO RIO DE JANEIRO, COLOCA INTERNET DE GRAÇA PARA ALUNOS E MELHORA A EDUCAÇÃO E A SAÚDE DA POPULAÇÃO

O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE

Filme ganhou Palma de Ouro em Cannes

O filme Entre os muros da escola (França, 2008), dirigido por Laurent Cantet, foi muito divulgado como um filme que trata da dificuldade de uma escola pública da periferia de Paris em lidar com seus indisciplinados alunos filhos de imigrantes.

Nada mais falso para quem assiste ao filme. Os alunos estão mais para inteligentes e críticos em relação à escola do que para indisciplinados, ainda que a indisciplina esteja presente.

Mas a grande questão do filme não é essa, não é a indisciplina e a imigração. Essa é uma visão eurocêntrica e elitista que não é evidente na narrativa. Pelo contrário, o filme deixa claro, explicitamente, a incapacidade da escola em resolver os seus próprios problemas. A escola lida com alunos globalizados (provenientes de culturas diversas) do século 21 da mesma forma que lidou com os alunos provincianos (monoculturais) do século 19.

Entre os muros da escola há um diretor empolado, professores fúteis, discussões inúteis e reuniões tão enfadonhas que até o público do filme não aguenta. O filme mostra que a escola transformou-se em um tribunal, em um espaço de jugo e não de pensamento. Ela se isolou em uma fortaleza de conceitos retóricos e ineficientes. Daí talvez porque o título do filme fale sobre os muros.

O diretor Laurent Cantet diz mais do que pode nos parecer, mas o enredo deixa claro que, mesmo nos países do primeiro mundo, a escola foi abandonada pelo Estado, está isolada e ilhada entre muros de uma tradição que não dá conta da realidade.

Leia também sobre o sensacional Sicko, de Michael Moore.


Leia mais em Educação Política:
CANTORA REJANE LUNA COLOCOU 12 MÚSICAS PARA BAIXAR DE FORMA LEGAL NO SITE PALCO MP3
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: AMY WINEHOUSE EM YOU KNOW I´M NO GOOD

UMA HISTÓRIA ENFADONHA, DE ANTON TCHEKHOV, É DE UMA BELEZA SINGULAR E ATEMPORAL
NOEL ROSA, POETA DA VILA, É UM FILME QUE APOSTOU NA MÚSICA E NO AMOR INCONSEQUENTE DO GRANDE MÚSICO CARIOCA DOS ANOS 30
LÓKI, DOCUMENTÁRIO SOBRE ARNALDO BAPTISTA MOSTRA A IMPORTÂNCIA RADICAL DE UM MÚSICO EXTRAORDINÁRIO

AGÊNCIA NORTE-AMERICANA DIZ QUE ETANOL BRASILEIRO EMITE MENOS 61% DE DIÓXIDO DE CARBONO DO QUE A GASOLINA

Etanol brasileiro emite 61% menos gases estufa que gasolina, diz
agência ambiental dos EUA em norma final para biocombustíveis

Bias Arrudão/Inovação

Etanol brasileiro é menos poluente

A Agência de Proteção Ambiental (Environmental Protection Agency, EPA) dos Estados Unidos, em documento divulgado no dia 3 de fevereiro, anunciou que o uso de etanol produzido a partir de cana-de-açúcar reduz a emissão de dióxido de carbono (CO2) em 61% em relação ao uso de gasolina e, portanto, qualifica-se como “combustível avançado”. O documento é a versão final do National Renewable Fuel Standard (Norma de Combustíveis Renováveis), chamada de RFS2. Em maio de 2009, a agência havia apresentado a minuta do documento, em que já destacava as qualidades do etanol de cana frente ao etanol de milho. Os EUA e o Brasil são os maiores produtores do mundo de etanol.

A análise final da EPA abre caminho para o Brasil exportar, até 2020, entre 15 e 40 bilhões de litros de etanol para o maior mercado consumidor de combustíveis do mundo. A União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), que reúne o setor sucroalcooleiro nacional, influiu no resultado que consta do RFS2 por meio de documento enviado à agência durante a fase de consultas. Com a decisão da EPA, o esforço do setor deve agora se concentrar na remoção da tarifa de importação de US$ 0,54 por galão (cerca de R$ 0,25 por litro) que o etanol exportado pelo Brasil paga para entrar nos EUA.

Até 2022

A classificação do etanol está contida nas revisões finais do RFS2, que definiu a produção e o uso de biocombustíveis nos Estados Unidos e estabeleceu metas de consumo de 2010 até 2022 para o país. O vasto e exaustivo documento ― só a Análise Final do Impacto Regulatório tem 1.120 páginas ― estudou detalhadamente biocombustíveis celulósicos, diesel produzido a partir de biomassa e os chamados combustíveis avançados. (Texto integral no Inovação Unicamp)

Leia mais em Educação Política:
O BRASIL INTEIRO PODERÁ PAGAR O MESMO PREÇO AMBIENTAL QUE HOJE OCORRE EM SANTA CATARINA
PARATY: 500 ANOS DE HISTÓRIA E NADA MUDOU; CAIÇARAS DA PRAIA DO SONO E VILA ORATÓRIA SÃO OPRIMIDOS PELA GANÂNCIA DA ELITE BRASILEIRA
BRASIL PRECISA INVESTIR PESADO EM PESQUISA SOBRE A BIODIVERSIDADE PARA SE TRANSFORMAR EM POTENCIAL AMBIENTAL
EUA E CHINA INVESTEM PESADO EM ENERGIA EÓLICA; BRASIL PRECISA TER ENERGIA LIMPA E BARATA

ALTERCOM PODE SER O EMPURRÃO QUE FALTA PARA O INÍCIO DE UM PROCESSO DE DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA NO BRASIL

Imagine uma nova associação de empresários e jornalistas de perfil mais democrático em busca de espaço midiático, audiência e capaz de brigar política e economicamente com os grandes grupos de mídia. Isso seria um empurrão na porta da democratização da mídia no Brasil.  É isso o que imagino que pode vir a ser a Altercom (Associação Brasileira de Empresas e Empreendedores de Comunicação). Há uma esperança democrática no ar.

O que o Brasil precisa é pluralidade de mídia, diálogo e contra-argumentação para que possamos escapar desse pensamento monolítico (como dizia Otávio Ianni) presente na mídia brasileira. Veja abaixo trecho da entrevista de Venício de Lima ao Instituto Humanitas Unisinos  sobre essa nova associação.

Há cerca de 15 dias, empresários e empreendedores da área de comunicação, representantes de pequenas mídias, ou mídias alternativas, reuniram-se para efetivar um projeto pensado durante o processo da 1º Conferência Nacional de Comunicação. A Associação Brasileira de Empresas e Empreendedores da Comunicação – Altercom é uma associação feita para representar aqueles que estão por trás das produções das mídias alternativas e que não têm interesses defendidos por outras organizações semelhantes, como a Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER) e a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert). Saiba mais

A MÍDIA ESTÁ NUA: FOLHA DE S.PAULO JÁ VÊ NASSIF COMO CONCORRENTE DE PESO NO MERCADO EDITORIAL BRASILEIRO

Luis Nassif vira concorrente da Folha de S.Paulo

O que está por trás da matéria da Folha de S. Paulo contra Luis Nassif é a possibilidade de novos concorrentes no mercado editorial brasileiro. O Portal de Luis Nassif e outros tornaram-se grandes âncoras críticas dos jornais brasileiros, principalmente a Folha.

A Folha já enxerga Nassif como concorrência na disputa por recursos do Estado, mas pode também se dar indiretamente por recursos da própria iniciativa privada.

Sempre houve um acordo tácito entre os jornais. Ninguém fala de ninguém e cada um fica no seu canto. Assim, é uma concorrência morna porque se sabe dos percalços do concorrente, mas se omite. A situação de grandes sites como o do Nassif mudou esse plano de acomodação midiática dos jornais.

A maior ofensa (!) de Nassif à Folha de S.Paulo foi retirá-la de sua capacidade de mediação social (link sobre mediação do portal Vermelho) e colocá-la como um ator político em vários momentos de suas matérias e edições. A mídia ficou nua. A própria matéria da Folha comprova que a empresa usou do mesmo expediente de contratação com o governo de São Paulo (leia-se José Serra)  feito pela EBC com Luis Nassif.

Leia mais em Educação Política:
GRANDE MÍDIA PROMOVE O JORNALISMO DO MEDO E A MELHOR REPORTAGEM DEVERIA GANHAR O TROFÉU REGINA DUARTE
ESTADÃO SENSACIONAL: INVESTIGAÇÃO DE TORTURADOR, DEMOCRACIA NA MÍDIA E TAXA SOBRE GRANDE FORTUNA É RADICALISMO
O MAL-ESTAR DA GRANDE MÍDIA
MILLÔR FERNANDES ACUSA REVISTA VEJA DE PIRATARIA: DEFENSORES DOS DIREITOS AUTORAIS NÃO GOSTAM DE PAGAR DIREITOS AUTORAIS

PRESTE ATENÇÃO NO DISCURSO: LULA TEM UMA FALA DE ESTADISTA QUANDO SE REFERE AO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA

Veja abaixo o discurso de Lula, feito recentemente no Rio Grande do Sul; é uma discurso de estadista. Não pelo tema da banda larga, da internet, mas pelo conteúdo, pelo reconhecimento do que realmente é um Estado.

O Estado precisa regular, intervir, melhorar o sistema, seja ele qual for. Se a iniciativa privada faz bem feito, ótimo, não precisa fazer nada. Mas se a iniciativa privada se omite, suga o Estado, o governo precisa reagir e melhorar o sistema. Se não, o país não anda.

É essa linha de pensamento que o povo espera de seu governante. Quantos governantes você já viu e ouviu questionando péssimos serviços da iniciativa privada e tomando atitudes para resolver?

Não precisa estatizar nada, exceto em momentos muito graves da nação. Estatizar supermercado, isso é uma bobagem. O Estado precisa regular, evitar monopólios, oligopólios, permitir a competição, fomentar a competição entre empresas.

Se o Estado vê que não é possível surgir do próprio mercado a regulação, o Estado pode criar uma empresa para competir com as grandes empresas privadas. Isso é receita de capitalismo, mas os capitalistas monopolizados não gostam de capitalismo.

Pode ser que as teles façam de tudo para melar o Plano Nacional de Banda Larga, que impeçam o governo de agir, mas a função do governo não é se calar diante do problema, é preciso enfrentar. As teles oneram o Custo Brasil (ou seja, deixam o país menos competitivo porque cobram muito caro de empresas e da população). Isso só para citar um argumento econômico.

Vi o vídeo no Paulo Henrique Amorim

Leia mais em Educação Política:
PIRAÍ, NO INTERIOR DO RIO DE JANEIRO, COLOCA INTERNET DE GRAÇA PARA ALUNOS E MELHORA A EDUCAÇÃO E A SAÚDE DA POPULAÇÃO
VEJA SÓ COMO É O LIBERALISMO NAS TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL: CAPITALISTAS NÃO GOSTAM DE CAPITALISMO, PARA ELES
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, DO HÉLIO COSTA, VIRA PETIT COMITÉ DAS TELES; ELAS QUEREM TUDO EM TROCA DA BANDA LARGA PARA O POVO

LEANDOR FORTES: FOLHA DE S.PAULO DÁ ESPAÇO PARA SOCIÓLOGO CHAMAR SEUS PRÓPRIOS JORNALISTAS DE DELINQUENTES

Repórteres no pelourinho

Por Leandro Fortes/Brasília Eu Vi

Folha: os negros são responsáveis pela escravidão?

A direção da Folha de S.Paulo, simplesmente, autorizou a um elemento estranho à redação (mas não aos diretores), o sociólogo Demétrio Magnoli, a chamar de “delinquentes” dois repórteres do jornal, autores de matéria sobre a singular visão do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) da miscigenação racial no Brasil. Vocês, não sei, mas eu nunca vi isso na minha vida, nesses 24 anos de profissão. Nunca. Por tabela, também o colunista Elio Gaspari, que desceu a lenha no malfadado discurso racista de Demóstenes Torres, acabou no balaio da delinquencia jornalística montado por Magnoli.

Das duas uma: ou a Folha dá direito de resposta aos repórteres insultados (Laura Capiglione e Lucas Ferraz), como, imagino, deve prever o seu completíssimo manual de redação, ou encerra as atividades. Isso porque Magnoli, embora frequente os saraus do Instituto Milleniun, não entende absolutamente nada de jornalismo e confundiu reportagem com opinião. A matéria de Laura e Lucas nada tem de ideológica, nem muito menos é resultado de “jornalismo engajado” (contra o DEM, na Folha??). A impressão que se tem é que houve falha nos filtros internos da redação e deixaram passar, por descuido ou negligência, uma matéria cujas conseqüências aí estão: o senador Torres, sujeito oculto da farsa do grampo montada em consórcio entre a Veja e o STF, virou, também, o símbolo de um revisionismo histórico grotesco, no qual se estabelece como consensual o estupro de mulheres negras nas senzalas da Colônia e do Império do Brasil.

Saiba mais

DEPOIS DAS ENCHENTES, DE AÉCIO NEVES E DE JOSÉ ROBERTO ARRUDA, JOSÉ SERRA ENCARA AGORA UMA GREVE DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL

Mobilização seria o pior para José Serra

Depois das enchentes, de Aécio Neves e de José Roberto Arruda, o governador de São Paulo, José Serra, poderá enfrentar agora uma longa greve dos professores da rede estadual de ensino.

Se os professores estiverem satisfeitos com as condições de trabalho, será uma greve fácil de administrar, mas se estiverem insatisfeitos, os sindicatos poderão convencer os professores a parar para negociar com o governador.

Veja abaixo comentário enviado por Alexandre Pierre

A Assembleia Geral da Educação, realizada hoje, 05/03, na Praça da República, com representantes de todas as regiões do estado decretou a Saiba mais

LUC FERRY: A FILOSOFIA NO PASSADO, PRESENTE E FUTURO E SUA RELAÇÃO COM O ESTOICISMO

“Vivemos continuamente na dimensão do projeto, correndo atrás de objetivos postos num futuro mais ou menos distante e pensamos, ilusão suprema, que nossa felicidade depende da realização completa de fins medíocres ou grandiosos, pouco importa, que estabelecemos para nós mesmos. Comprar o último MP3, uma poderosa câmera fotográfica; ter um quarto mais bonito, uma moto mais moderna; seduzir, realizar um projeto, montar uma empresa de qualquer tipo que seja: cedemos sempre à miragem de uma felicidade adiada, de um paraíso ainda a ser construído, aqui ou no além.

Esquecemos que não há outra realidade além da que é vivida aqui e agora, e que essa estranha fuga para adiante nos faz com certeza falhar. Assim que o objetivo é alcançado, temos quase sempre a experiência dolorosa da indiferença, ou mesmo da decepção. Como crianças que se desinteressam do brinquedo no dia seguinte ao Natal, a posse de bens tão ardentemente desejados não nos torna nem melhores nem mais felizes do que antes. As dificuldades de viver e o trágico da condição humana não são modificados e, segundo a famosa expressão de Sêneca, “enquanto se espera viver, a vida passa”. (Luc Ferry, filósofo francês)

Leia mais em Educação Política:
VELHOS POEMAS
ARTE BRUTA
CAMINHONEIRO FILÓSOFO: “TUDO O QUE SEI É QUE NADA SEI”
A GAROTINHA, A MÃE, A TELEVISÃO E A PUBLICIDADE QUE NOS FAZ ESQUECER

EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM

Será o fim do monólogo da velha mídia?

Os empresários estão saindo do cabresto da mídia. A decisão de Abílio Diniz de votar em Dilma Rousseff (PT) é apenas uma parte visível desse processo que já vem acontecendo há algum tempo.

Os interesses de parte da grande mídia brasileira estão mais ligados a uma guerra por recursos do Estado, ou seja, aos próprios interesses da mídia e também aos interesses de grandes grupos internacionais.

A aposta de parte da grande mídia em apoiar José Serra ou qualquer candidato do PSDB é uma afronta à inteligência do empresariado, visto que o governo Lula foi infinitamente melhor em termos de ganhos econômicos e estabilidade para o empresariado, desde o pequeno até o grande, do dono da padaria ao dono da rede de hipermercados.

Os interesses de parte da grande mídia podem coincidir com os interesses de empresários, mas nem sempre. E os empresários estão começando a buscar independência de informação.

Uma prova concreta desse movimento é a pesquisa CNT/Sensus, da Confederação Nacional do Transporte, ou a pesquisa CNI/Ibope, da Confederação Nacional da Indústria. Essas confederações não estavam satisfeitas com as pesquisas realizadas pela grande mídia. Buscaram a informação direto na fonte; querem ser produtoras de informação. Provavelmente esses empresários já perderam muito dinheiro acreditando nas pesquisas da grande mídia.

Veja artigo sobre Abílio Diniz no Doladodelá.

Leia mais em Educação Política:
ÓTIMA NOTÍCIA: CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA (CONFEA) ENTRA NA LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO EM OBRAS PÚBLICAS
BOA NOTÍCIA: PROGRAMA DE DILMA ROUSSEFF PREVÊ MAIOR REGULAÇÃO DO ESTADO NA ECONOMIA
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA
PODER JUDICIÁRIO É QUEM MAIS DESRESPEITA A CONSTITUIÇÃO E LIBERA SALÁRIOS ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL

HABEAS CORPUS DE JOSÉ ROBERTO ARRUDA NO STF: JOSÉ DIAS TOFFOLI É O GILMAR MENDES PIORADO?

Toffoli seria um Gilmar Mendes do presidente Lula?

Se há uma decisão em que o presidente Lula errou nesses anos na presidência, com certeza foi na escolha dos ministros dos Supremo Tribunal Federal. Não no todo, visto que o ministro Joaquim Barbosa honra o presidente operário na suprema corte ao tomar sempre decisões bem fundamentadas, como foi o seu relato contra o habeas corpus do governador do DEM do distrito federal, José Roberto Arruda.

Mas o que chamou a atenção nessa votação foi o voto do último ministro que Lula colocou no Supremo,  José Dias Toffoli. Contrariando a todos, Toffoli  votou a favor da liberdade para Arruda, mesmo diante de todas as evidências apontadas pela procuradoria e pelo excesso de vídeos, provas e testemunhas.

Até o Gilmar Mendes votou a favor da manutenção da prisão de Arruda.  Que situação a do novo ministro José Dias Toffoli.

Leia mais em Educação Política:
EDUCAÇÃO NO BRASIL É PIOR DO QUE NO PARAGUAI, BOLIVIA E EQUADOR, DIZ UNESCO; MAS EDUCAÇÃO É A GRANDE INFRAESTRUTURA DE UM PAÍS
ARGENTINA, DA PRESIDENTE CRISTINA KIRCHNER, MOSTRA QUE INDEPENDÊNCIA DO BANCO CENTRAL É UM ATENTADO À DEMOCRACIA
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL

MINAS GERAIS TEM AS PIORES ESTRADAS E OS PIORES SALÁRIOS NA EDUCAÇÃO, MAS AÉCIO INAUGURA OBRA SUNTUOSA E MARKETEIRA DE R$ 1 BILHÃO

Aécio torra R$ 1,2 bilhão em obra pública para marcar governo

O choque de gestão do PSDB (você fica chocado) não é exclusividade de São Paulo. Em Minas Gerais, Aécio Neves inaugura uma “Cidade Administrativa” de R$ 1,2 bilhão e mantém um estado com as piores estradas e os mais baixos salários na educação da rede pública de ensino. Pior, o estado foi um dos que apoiaram uma ação na justiça contra a medida do governo federal de estabelecer um piso salarial para os professores de escola pública, mesmo não assumindo publicamente.

O que tem de novo nessa obra do Aécio Neves?

Resposta:  nada além de uma marca, um marketing para a gestão do governador mineiro. Uma obra cara e desnecessária em um estado que poderia investir melhor seus recursos.

A obra é uma extravagância do governador para eternizar sua gestão e homenagear o avô, Tancredo Neves. Aécio não é nada original, imita JK ao fazer Brasília com Niemeyer, mas a segunda versão da história é sempre uma farsa.

Veja a situação da educação em Minas Gerais, em pesquisa realizada pela Apeoc.

Veja trecho da matéria do Estadão:

A obra foi contratada por R$ 949 milhões pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig), mas seu custo final, incluindo reajustes e intervenções complementares, como obras complementares no entorno, já passou de R$ 1,2 bilhão em recursos públicos. Outro montante significativo foi gasto na contratação de serviços. Somente com mobiliário e divisórias foram desembolsados R$ 78,6 milhões. Quando da apresentação do projeto, em julho de 2004, o gasto global estava estimado em cerca de R$ 500 milhões. (Texto integral no Estadão )

Leia mais em Educação Política:
BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO
LEGISLAÇÃO QUE OBRIGASSE GOVERNOS A DETALHAR E SIMPLIFICAR PROJETO EXECUTIVO DE OBRA PÚBLICA EVITARIA MUITA CORRUPÇÃO
ÓTIMA NOTÍCIA: CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA (CONFEA) ENTRA NA LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO EM OBRAS PÚBLICAS
ENTIDADES DEVERIAM LEVAR PERSEGUIÇÃO AO JUIZ FAUSTO DE SANCTIS ÀS CORTES INTERNACIONAIS

BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO

Justiça sobre si mesma: se roubar pode receber sem trabalhar

O Brasil incentiva juízes à corrupção. O prêmio para juízes corruptos é ter aposentadoria integral. É isso o que pode acontecer de pior para um juiz que embolsa dinheiro público ou privado: ficar sem trabalhar e ganhar salário integral, que não é pouco.

Mesmo um juiz honesto pode ficar tentado a essa premiação. Se cometer um deslize poderá passar férias na Europa em qualquer mês ano. Olha que maravilha. Não precisa mais aguentar os colegas de trabalho, as pressões da profissão, as determinações superiores, etc. É só ir ao banco e sacar algumas dezenas de salários mínimos dos cofres públicos, legalmente.

Agora se o juiz é incorruptível, este tem de trabalhar até a idade mínima para se aposentar.

É uma situação absurda que só pode ser explicada pelo poder político da categoria e pelo histórico de privilégios que a elite brasileira mantém para si mesma.

O problema político do Brasil hoje não está na corrupção de políticos, mas no poder judiciário que incentiva a corrupção  interna e é incapaz de punir os políticos. Recentemente um juiz ganhou na justiça o direito de receber R$ 1 milhão dos cofres públicos, mesmo tendo sido condenado por assassinato. Parabéns para a Justiça. É a lei.

Veja matéria da Folha sobre corrupção no Judiciário. Juiz foi condenado a se aposentar.

Leia mais em Educação Política:
ENTIDADES DEVERIAM LEVAR PERSEGUIÇÃO AO JUIZ FAUSTO DE SANCTIS ÀS CORTES INTERNACIONAIS
PODER JUDICIÁRIO É QUEM MAIS DESRESPEITA A CONSTITUIÇÃO E LIBERA SALÁRIOS ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL
SOUSA SANTOS E A CONTRA-REVOLUÇÃO JURÍDICA: ATIVISMO CONSERVADOR DO JUDICIÁRIO COLOCA JUÍZES PROGRESSISTAS NA DEFENSIVA
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL

PIRAÍ, NO INTERIOR DO RIO DE JANEIRO, COLOCA INTERNET DE GRAÇA PARA ALUNOS E MELHORA A EDUCAÇÃO E A SAÚDE DA POPULAÇÃO

É difícil colocar internet de graça para a população? Não, basta ter vontade política e enfrentar quem deveria fazer o serviço e não faz. Piraí, no interior do RJ, fez isso. O Brasil agradece. Veja matéria abaixo.

Primeira cidade a oferecer internet gratuita, Piraí terá laptops para todos os alunos

Bruno Bocchini/ABr
Enviado especial

Piraí transforma internet em um direito social

Piraí (RJ) – A primeira cidade a distribuir internet banda larga gratuita aos moradores, a pequena Piraí, no sul fluminense, terá, até o final do mês de março, todos os 6,2 mil alunos da rede pública equipados com computadores portáteis. Segundo a prefeitura, será uma das únicas cidades brasileiras onde cada aluno terá um laptop.

A distribuição gratuita dos computadores portáteis – com conexão à rede mundial de computadores – aos estudantes amplia o programa de inclusão digital da cidade, que já disponibilizava internet grátis em todas as escolas e em todos os prédios públicos. A rede cobre uma área de 520 quilômetros quadrados, praticamente todo o município, que tem cerca de 22 mil habitantes. Saiba mais

GRANDE MÍDIA PROMOVE O JORNALISMO DO MEDO E A MELHOR REPORTAGEM DEVERIA GANHAR O TROFÉU REGINA DUARTE

Contra o medo não há argumento

Uma parte da grande mídia brasileira resolveu apostar no jornalismo do medo. É o jornalismo que tem pouca relação com os fatos e com a realidade, mas serve para expor uma visão de mundo que tem interesses econômicos e financeiros bem sólidos. O jornalismo do medo é o representante na imprensa do marketing político que a atriz Regina Duarte fez a favor de José Serra em 2002  e contra a campanha de Lula à presidência. (Veja vídeo no final do texto)

Apesar de estar presente em muitos meios de comunicação, esse jornalismo do medo é mais presente hoje na revista Veja, Rede Globo e Bandeirantes. Tudo parece muito assustador. Hugo Chavez, MST, internet, reforma agrária, democracia na mídia, congresso do PT, blogs, estatais, Estado forte etc.  Até a reunião que formou o bloco de países latinos e caribenhos assusta já que, segundo o Jornal Nacional, o bloco formado é uma organização “esquerdista”. Vai entender…

O medo, já se sabe historicamente, é muito eficiente porque sempre trabalha com algo que não pode ser explicado, dito, racionalizado. É algo que pode acontecer, mas está escondido, ninguém vai revelar, mas pode existir. Não há argumento contra o medo. Tem-se medo, é perigoso, ninguém sabe o que pode acontecer etc.

Depois que o medo já não faz mais efeito, a estratégia muda para desqualificação. Assim aconteceu com o presidente Lula e com muitos dos candidatos petistas e de partidos à esquerda nas últimas décadas. Durante anos, o PT era radical, perigoso, comunista, etc. Depois virou “igual aos outros”, “rouba igual aos outros”, “é a mesma coisa”.

Provocar o medo na população é a melhor estratégia quando não se tem argumento a favor da maior desigualdade social, da impunidade, da superlotação de presídios, do controle da informação, da ausência de projetos de distribuição de renda, da falta de investimento na educação, da incapacidade de se construir um país mais justo e digno depois de 500 anos de luta e opressão.

É assim ainda. Mas hoje está mais difícil porque o controle da informação não está tão oligopolizado, há grandes empresas de mídia menos sujeitas a essas bobagens que no fundo tem uma matriz nazifeudalista, mas que estão intimamente ligadas aos privilégios de grupos econômicos que se sustentam sugando o próprio Estado. E nesse caso qualquer mudança é sempre perigosa.

Para o melhor jornalismo na editoria do medo deveríamos estabelecer o prêmio Regina Duarte de Jornalismo

Leia mais em Educação Política:
ESTADÃO SENSACIONAL: INVESTIGAÇÃO DE TORTURADOR, DEMOCRACIA NA MÍDIA E TAXA SOBRE GRANDE FORTUNA É RADICALISMO
REPÓRTER COM SENSO CRÍTICO LIMITADO OFENDE ENTREVISTADA E TOMA COMO RESPOSTA UM BANHO DE INTELIGÊNCIA E EDUCAÇÃO
JORNAL NACIONAL, QUE JÁ FOI SÍMBOLO DE PODER POLÍTICO, NA ERA DO DIRETOR DE JORNALISMO, ALI KAMEL, PERDE IMPORTÂNCIA POLÍTICA A CADA ANO
O MAL-ESTAR DA GRANDE MÍDIA
%d blogueiros gostam disto: