Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

PARA O BRASIL MELHORAR, JOVENS DEVEM ESTUDAR MAIS, ATÉ OS 25 ANOS, E SÓ DEPOIS ENTRAR NO MERCADO DE TRABALHO

País ganha com os jovens que estudam mais

Certa vez vi uma palestra do economista Márcio Pochmann (foto) na televisão em que ele dizia que os países estavam se dividindo em dois modelos: os países que planejam (investem na educação do seu povo) e os países que executam (oferecem mão de obra barata e sem estudo). Qual lado o Brasil quer estar?

Se optar pela primeira e mais promissora, que é a opção dos países desenvolvidos, terá de mudar a cultura do jovem e da sociedade. Os jovens, por exemplo, vivem uma grande pressão para o trabalho em busca de mercadorias oferecidas pela publicidade, mas o país só se desenvolverá com jovens ganhando tempo de vida com os estudos para depois trabalhar e colocar em prática seus conhecimentos. É essa a idéia de Pochmann em matéria do Repórter Brasil. Veja abaixo.

Pochmann recomenda aumento de idade mínima para trabalhar

Do Repórter Brasil

O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, destacou a necessidade de “elevar a idade mínima” legalmente estabelecida (16 anos) para o início das atividades laborais “frente à sociedade que estamos construindo hoje, a pós-industrial”.

A recomendação foi feita durante a abertura do 3º Seminário Nacional sobre Trabalho Infanto-Juvenil, realizado em São José dos Campos (SP).

“As mudanças demográficas nos levam a postergar o ingresso dos jovens no mercado de trabalho para depois dos 20 anos de idade, ao contrário do que se via na era agrícola no século XIX, que obrigava a criança a trabalhar com apenas cinco anos, em média”, sustentou, em palestra nesta quinta-feira (11), o economista.

Autor de mais de 20 livros sobre inclusão social, desenvolvimento econômico e políticas de emprego, Márcio insiste que, na atual “sociedade do conhecimento” em que vivemos, não há justificativa técnica para que as pessoas comecem a trabalhar antes dos 25 anos de idade.

O presidente do Ipea ressalta que filhos de famílias ricas raramente começam a trabalhar efetivamente antes dos 25 anos de idade, depois de muito invvestimento e tempo dedicado à formação. Enquanto isso, salienta o professor do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (Cesit) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), filhos de pais pobres são condenados a começar a trabalhar cedo, não conseguem evoluir em termos de formação e acabam ocupando postos de baixa qualificação e mau remunerados que compõem a base do mercado de trabalho. (Texto integral no Repórter Brasil)

Leia mais em Educação Política:
EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM
FARMACÊUTICA EMS E UNESP DESENVOLVEM TECNOLGIA CAPAZ DE LIBERAR MEDICAMENTO DE FORMA CONTROLADA NO ORGANISMO DO PACIENTE
GOVERNO PRECISA FAZER UM PAC DO MEIO AMBIENTE, COM INCENTIVOS PARA INVESTIMENTO EM PROJETOS SUSTENTÁVEIS SOCIAL E AMBIENTALMENTE
PESQUISA CNA/IBOPE SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR PROVA QUE GOVERNO PRECISA INVESTIR MAIS EM REFORMA AGRÁRIA

5 Respostas para “PARA O BRASIL MELHORAR, JOVENS DEVEM ESTUDAR MAIS, ATÉ OS 25 ANOS, E SÓ DEPOIS ENTRAR NO MERCADO DE TRABALHO

  1. Pingback: PSDB QUIS VENDER E MUDAR O NOME DA PETROBRAS, MAS AGORA É UMA DAS MARCAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO « Educação Política

  2. Pingback: CARTA MAIOR: BOLSA FAMÍLIA MANTÉM ALUNO NA ESCOLA E DIMINUI O TRABALHO INFANTIL « Educação Política

  3. Pingback: AUSÊNCIA DE BIBLIOTECAS NO BRASIL MOSTRA O DESLEIXO E O DESCASO DE ESTADOS E MUNICÍPIOS COM A EDUCAÇÃO « Educação Política

  4. Pingback: INTERNAUTA: O PROFESSOR SOFRE E ESTÁ SEMPRE ERRADO « Educação Política

  5. Pingback: PESQUISA DA UERJ DESMITIFICA MUITAS DAS QUESTÕES LIGADAS ÀS POLÍTICAS AFIRMATIVAS DE ACESSO À UNIVERSIDADE « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: