Categorias
ESTADO DA ARTE MORO NA FILOSOFIA

O TEATRO PODE APARAR NOSSAS ARESTAS DA IMBECILIDADE

Cena da peça Café com Queijo

O teatro pode aparar nossas arestas da imbecilidade.
Ele nos coloca diante de nossas angústias por meio da arte,
por meio da cultura, da música, da construção dos gestos.
A beleza da luz, a beleza do momento em que há apenas penumbra.
O sorriso nas pessoas na plateia, a arte do corpo no ator.

O pensamento é levado, domado, dirigido por um sonho que
nos acorda de nossa própria banalidade cotidiana.
Vivemos entre a mesquinharia de nossa própria sorte em preocupações insanas.
Tudo para sustentar uma razão produtiva, uma razão sem finalidade utópica.
Eu estive em outros mundos, o mundo do teatro e lá havia luz
A luz que num fluxo cotidiano me faz esvair de minha própria e insistente bestialidade.

(Um texto para a peça Café com Queijo, do Lume Teatro, de Campinas)

Leia mais em Educação Política:

O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: AMY WINEHOUSE EM YOU KNOW I´M NO GOOD
UMA HISTÓRIA ENFADONHA, DE ANTON TCHEKHOV, É DE UMA BELEZA SINGULAR E ATEMPORAL
NOEL ROSA, POETA DA VILA, É UM FILME QUE APOSTOU NA MÚSICA E NO AMOR INCONSEQUENTE DO GRANDE MÚSICO CARIOCA DOS ANOS 30

Por glaucocortez

Blog Educação Política

12 respostas em “O TEATRO PODE APARAR NOSSAS ARESTAS DA IMBECILIDADE”

Comentários encerrados.