Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Mensais: abril 2010

PESQUISA MOSTRA QUE BRASILEIRO NÃO LÊ PORQUE PREFEITOS NÃO INVESTEM EM BIBLIOTECAS

É muito comum se ouvir que o brasileiro não lê, mas quantas bibliotecas o atual prefeito da sua cidade construiu? Quantos bibliotecários contratou? Quantos livros comprou?  Pois é, o brasileiro não lê porque não há investimento em bibliotecas. Há hoje no Brasil uma biblioteca (quando funciona) para  cada 50 mil habitantes.

Uma pesquisa do Ministério da Cultura, encomendada à Fundação Getúlio Vargas, vem para comprovar isso. Chamada de 1º Censo Nacional das Bibliotecas Públicas Municipais, a pesquisa mostra que 79% dos municípios brasileiros possuíam ao menos uma biblioteca aberta, o que corresponde a 4.763 bibliotecas em 4.413 municípios. Em 13% dos casos, as BPMs ainda estão em fase de implantação ou reabertura e em 8% estão fechadas, extintas ou nunca existiram. Considerando aquelas que estão em funcionamento, são 2,67 bibliotecas por 100 mil habitantes no país. A pesquisa, que foi feita no ano passado, traz outras informações. Veja a seguir texto sobre a pesquisa. Saiba mais

HERANÇA DA DITADURA, TORTURA PRATICADA POR POLICIAIS É LEGITIMADA PELO SUPREMO

Supremo pode absolver torturadores

A violência policial é muito presente na vida dos brasileiros em todas as classes sociais. Ninguém escapa, mas é a população negra e que mora em favela ou na periferia que sente na pele a herança da ditadura militar. Os exemplos saltam nos jornais todos os dias. Veja o mais recente caso de tortura e morte praticado por policiais em São Paulo.

A violência e tortura policial, que ainda resiste após 20 anos de democracia, mostram que esse legado da ditadura está consolidado como prática constante no Brasil. Acontece com jovens que fazem pequenos furtos, mas a maioria dos torturados e mortos é de trabalhadores sem passagem pela polícia, inocentes. Há uma cultura, gerada pelos torturadores da ditadura militar no Brasil, que é a cultura do temor à autoridade, temor policial.

A pacificação gerada pela Lei da Anistia é uma grande falácia. A violência dos torturadores militares ou a serviço de militares durante a ditadura escapou ao controle do Estado e da sociedade. Claro que não são todos os policiais, assim como não foram todos os militares que torturaram. É preciso saber quem são e puni-los.

O Supremo Tribunal Federal, ao legitimar a Lei da Anistia, acabou por legitimar a tortura que acontece atualmente no Brasil.

Se historicamente não punimos torturadores, continuaremos a ser lenientes com essa prática horrenda.

Leia mais em Educação Política:
GILMAR MENDES: UMA DAS PIORES HERANÇAS DO PSDB PORQUE É UM LEGADO NA CÚPULA DO PODER JUDICIÁRIO E VITALÍCIO
BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO
PODER JUDICIÁRIO É QUEM MAIS DESRESPEITA A CONSTITUIÇÃO E LIBERA SALÁRIOS ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL

PSDB QUIS VENDER E MUDAR O NOME DA PETROBRAS, MAS AGORA É UMA DAS MARCAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO

P-36, símbolo do governo FHC

O desastroso governo de FHC/Serra (PSDB) planejou a venda da Petrobras e pagou cerca de R$ 700 mil (dinheiro do população brasileira) para uma empresa de publicidade mudar o nome para Petrobrax.  Segundo os tucanos, Petrobrax seria um nome mais vendável para as petrolíferas norte-americanas e europeias. Isso é só um detalhe da história tucana na presidência do Brasil, mas não se pode esquecer do afundamento da P-36.

O Brasil resistiu e a Petrobras não foi vendida. O governo Lula/Dilma (PT), com Sérgio Gabrielli na presidência da empresa, mudaram o rumo e transformaram a empresa. Hoje é uma das maiores empresas do mundo, está entre as dez maiores petrolíferas do mundo, e agora tem uma das marcas mais valiosas, segundo notícia do Estadão.

Segundo o texto do Radar Econômico, “a Petrobras entrou para o ranking “2010 BrandZ Top 100”, da Millward Brown Optimor, que apresenta as cem marcas mais valiosas do mundo. A empresa estréia na 73ª posição, com sua marca avaliada em US$ 9,7 bilhões”. (Texto integral no Estadão).

Leia mais em Educação Política:
FAZENDEIROS GANHAM DINHEIRO COM GOVERNO LULA, MAS LIDERANÇAS RURALISTAS ESTÃO LIGADAS AO PSDB
PAC 2 DEIXA DE FORA INVESTIMENTO DO ESTADO EM INFRAESTRUTURA DA INTERNET BANDA LARGA E ISSO NÃO É NADA BOM PARA A ECONOMIA
REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS
PARA O BRASIL MELHORAR, JOVENS DEVEM ESTUDAR MAIS, ATÉ OS 25 ANOS, E SÓ DEPOIS ENTRAR NO MERCADO DE TRABALHO
ONU DIZ QUE GOVERNO LULA REDUZIU POPULAÇÃO EM FAVELAS E ISSO É UMA EFICIENTE POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E EDUCAÇÃO

BELO MONTE É NECESSÁRIA PARA O BRASIL NÃO FICAR NO ESCURO, MAS É INADIÁVEL UM GRANDE PROJETO PARA INCENTIVAR ENERGIA MAIS LIMPA

Energias mais limpas podem ficar mais baratas

A usina hidrelétrica de Belo Monte é necessária para o Brasil crescer com um custo barato e para fazer com que o país não tenha o apagão de 2001 durante o desastroso governo de Fernando Henrique, do PSDB.  FHC  governou  sete anos (95 a 2001) antes do apagão, teve bastante tempo de resolver o problema, mas sucumbiu ao mercado e à incapacidade administrativa. Ou seja, em sete anos ele criou o apagão.

Até hoje os brasileiros pagam caro nas contas de energia elétrica pela incompetência do PSDB no governo.  Veja: o governo de FHC/PSDB foi marcado por apagão, pagamento de usinas termoelétricas poluidoras que não chegaram a funcionar e aumento do custo da energia para facilitar a privatização do sistema. Em resumo: caos e apagão que foram anunciados pelo jornalista Aloisio Biondi com dois anos de antecedência.

Mas Belo Monte traz dois grandes riscos: os índios e o meio ambiente do entorno. É preciso fazer uma obra que não tenha a mínima chance de acontecer o que aconteceu com o metrô de São Paulo, onde houve o acidente com um buraco gigantesco.

As empresas precisam cumprir com bastante rigor os procedimentos de segurança da obra. Além disso, é preciso evitar a devastação no entorno e o assédio às populações indígenas na região. Isso pode ser garantido tanto pelos governos quanto pelas ONGs que hoje atuam contra a usina.

Mas essa polêmica sobre a usina deve fazer o Brasil olhar para o futuro e investir pesado para baratear os custos da energia limpa. O governo pode fazer um grande projeto de desoneração fiscal e incentivo financeiro para investimento em tecnologias para produção de energia mais limpa, seja eólica, solar ou biodiesel.

Esse projeto verde pode atingir toda a cadeia que preserva o meio ambiente, dos catadores de papel reciclado aos empresários. Isso deve ser feito até o momento em que a energia alternativa fique mais barata do que as outras matrizes energéticas.

Leia mais em Educação Política:
GOVERNO PRECISA FAZER UM PAC DO MEIO AMBIENTE, COM INCENTIVOS PARA INVESTIMENTO EM PROJETOS SUSTENTÁVEIS SOCIAL E AMBIENTALMENTE
MINISTÉRIO DA FAZENDA DEVERIA REDUZIR OS JUROS PARA COSNTRUÇÃO DE IMÓVEIS QUE TENHAM NO PROJETO AQUECIMENTO SOLAR
INCRÍVEL, ATÉ OS FAZENDEIROS NÃO AGUENTAM MAIS A PEQUENEZ DE RACIOCÍNIO DA BANCADA RURALISTA
BRASIL TEM DIFICULDADE DE BANIR AGROTÓXICOS DANOSOS À SAÚDE

GILMAR MENDES: UMA DAS PIORES HERANÇAS DO PSDB PORQUE É UM LEGADO NA CÚPULA DO PODER JUDICIÁRIO E VITALÍCIO

Um legado sem prazo de validade

Leia abaixo o texto de Leandro Fortes sobre o ex-presidentedo Supremo, ministro Gilmar Mendes, que foi colocado na corte suprema do Brasil pelo PSDB na terrível era de Fernando Henrique Cardoso.

Gilmar Mendes com certeza é uma das piores heranças que o partido dos tucanos deixará para a história brasileira, porque extendeu a calamidade política para o judiciário, e pior, em um cargo vitalício. Merece registro histórico o excelente texto abaixo.

Idade Mendes

Por Leandro Fortes

No fim das contas, a função primordial do ministro Gilmar Mendes à frente do Supremo Tribunal Federal foi a de produzir noticiário e manchetes para a falange conservadora que tomou conta de grande parte dos veículos de comunicação do Brasil. De forma premeditada e com muita astúcia, Mendes conseguiu fazer com que a velha mídia nacional gravitasse em torno dele, apenas com a promessa de intervir, como de fato interveio, nas ações de governo que ameaçavam a rotina, o conforto e as atividades empresariais da nossa elite colonial. Nesse aspecto, os dois habeas corpus concedidos ao banqueiro Daniel Dantas, flagrado no mesmo crime que manteve o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda no cárcere por 60 dias, foram nada mais que um cartão de visitas. Mais relevante do que tudo foi a capacidade de Gilmar Mendes fixar na pauta e nos editoriais da velha mídia a tese quase infantil da existência de um Estado policialesco levado a cabo pela Polícia Federal e, com isso, justificar, dali para frente, a mais temerária das gestões da Suprema Corte do País desde sua criação, há mais cem anos. Saiba mais

A GUERRA DO FIM DO MUNDO, DE VARGAS LLOSA, É UMA SIMPLIFICAÇÃO DE OS SERTÕES DE EUCLIDES DA CUNHA, DIZ PESQUISADORA

Walnice Galvão, professora de Teoria Literária

No mês de março passado, a Revista E, do Sesc, publicou uma entrevista com Walnice Nogueira Galvão, que é professora de Teoria Literária e Literatura Comparada da Universidade de São Paulo. A professora é uma estudiosa da obra Os Sertões, de Euclides da Cunha.

Walnice, em uma das respostas, afirma que A Guerra do Fim do Mundo, de Vargas Llosa, não passa de uma  simplificação de Os Sertões, de Euclides. Veja esse trecho bastante interessante da entrevista.

Revista: Por que um livro como Os Sertões, escrito no início do século passado, suscita uma homenagem como a feita pelo peruano Mario Vargas Llosa em A Guerra do Fim do Mundo, escrito em 1981 (a Alfaguara Brasil tem uma edição de 2008)?

Walnice: Não penso que tenha sido uma homenagem. Ele [Vargas Llosa] pegou Os Sertões, uma obra de arte, um monumento, uma coisa complexíssima, e transformou num best-seller, tirando toda essa complexidade, tornando uma coisa banal, e vendeu montanhas. O imperdoável é que ele tenha colocado Euclides, enquanto personagem de seu livro, como um jornalista míope e que perde os óculos na guerra. Isso é demais! É fácil proceder a uma análise psicanalítica: penso que ele tinha tanta inveja de Os Sertões que diminuiu o autor, tornando-o simbolicamente um míope sem óculos. (Texto integral na Revista E)

Leia mais em Educação Política:
LEVANTE CULTURA: GOVERNO DO DR. HÉLIO (PDT) EM CAMPINAS É UM VERDADEIRO DESASTRE PARA ÁREA CULTURAL DA CIDADE
O TEATRO PODE APARAR NOSSAS ARESTAS DA IMBECILIDADE
O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE
UMA HISTÓRIA ENFADONHA, DE ANTON TCHEKHOV, É DE UMA BELEZA SINGULAR E ATEMPORAL

FESTIVAL LATINO AMERICANO DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE LIVRE ACONTECEU HOJE (24/04) EM 270 CIDADES DO BRASIL

Ubuntu é fácil de usar

Esta é a primeira publicação que faço no blog por meio do programa operacional Linux. Já tinha em meu computador instalado o sistema Ubuntu-linux, mas não conseguia acessar a internet. Acabei de passar no Flisol Campinas e tive a ajuda para dos organizadores.

Segundo o site da organização de Campinas, O Flisol (Festival Latino Americano de Instalação de Software Livre) está acontecendo hoje em 270 cidades no Brasil e é o maior evento de divulgação de Software Livre da América Latina. Ele acontece desde 2005 e seu principal objetivo é promover o uso de software livre, apresentando sua filosofia, seu alcance, avanços e desenvolvimento ao público em geral.
Com esta finalidade, Campinas entrará nessa maratona pelo quinto ano consecutivo, instalando gratuitamente e totalmente legal, softwares livres nos computadores levados pelos participantes. Também, paralelamente, são oferecidas apresentações, palestras e oficinas, sobre temas locais, nacionais e latino americanos a respeito do Software Livre, com toda sua variedade de expressões: artística, acadêmica, empresarial e social.

E para que trabalhar com software livre (programas de computador sem direito autoral). Um dos principais motivos é que os programas são gratuitos, além de serem mais seguros e muito mais rápidos do que o Windows. Mas sempre há alguns probleminhas que aos poucos vão diminuindo. Por exemplo, não estou conseguindo colocar o ponto de interrogação. Mas acho que vou dar um jeito.

Leia mais em Educação Política:
OFERTA DE BANDA LARGA PELO GOVERNO É LEGÍTIMA E PODE INCENTIVAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS
PAC 2 DEIXA DE FORA INVESTIMENTO DO ESTADO EM INFRAESTRUTURA DA INTERNET BANDA LARGA E ISSO NÃO É NADA BOM PARA A ECONOMIA
OS R$ 7 BILHÕES DO FUNDO DE TELECOMUNICAÇÕES (FUST) DEVERIAM SER APLICADOS TOTALMENTE NO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA
VEJA SÓ COMO É O LIBERALISMO NAS TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL: CAPITALISTAS NÃO GOSTAM DE CAPITALISMO, PARA ELES

VÍDEO MOSTRA ARTISTAS DE CAMPINAS EM MANIFESTAÇÃO CONTRA A FALTA DE POLÍTICA CULTURAL DO PREFEITO HÉLIO DE OLIVEIRA SANTOS

GRANDE MÍDIA QUER BOTAR A MÃO NO DINHEIRO QUE HOJE VAI PARA INFRAESTRUTURA E NO COMBATE A DESIGUALDADE SOCIAL

Por que a grande mídia se arrisca tanto na defesa de um candidato?

O cavaleiro da grande mídia a caminho do tesouro nacional

Com certeza não é por ideologia, ainda que esteja mais afinada com a candidatura de José Serra (PSDB). A grande mídia sabe que corre certo risco porque ela se distancia da capacidade mediadora da mídia e passa a ser estigmatizada como excessivamente parcial.

Mas esse é o risco que esses empresários preferem correr. Eles preferem o risco de serem taxados de parciais ao risco de competir em um sistema capitalista mais competitivo que o governo Lula tem mantido e desenvolvido. As empresas de mídia não querem competição capitalista, mas o direito de continuarem atreladas ao dinheiro fácil do Estado.

A grande mídia se arrisca tanto em apoiar Serra (notícias falsas e erros contra Dilma Roussef, matérias bajuladoras para Serra, etc) porque querem o dinheiro do povo brasileiro. Hoje esse dinheiro está indo para empresários que investem em infraestrutura e um pouquinho para diminuir a miséria e a desigualdade social.

Os empresários que se organizem. Se José Serra ganhar, empresas da mídia poderão ter acesso aos cofres públicos de forma mais benevolente e diminuirá o dinheiro para os investimentos em infraestrutura.

Isso deve acontecer porque nenhum capitalista é tão burro de colocar seu negócio em risco sem a chance de ganhar muita grana mais tarde. E bota grana nisso. Além disso, há um benefício incalculável: continuar dando as ordens graças ao poder político concentrado em poucos grupos de mídia. É, com certeza, tentador manter-se no poder com dinheiro público.

Vale a pena ler um post de Paulo Henrique Amorim, “Só Serra salva as empresas do PIG“.

Leia mais em Educação Política:
REDE GLOBO USA CONCESSÃO PÚBLICA DE TELEVISÃO PARA FAZER PROPAGANDA SUBLIMINAR DE JOSÉ SERRA, CANDIDATO DO PSDB
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
REVISTA VEJA É A FACE ATUALIZADA DE 500 ANOS DA DESIGUALDADE ECONÔMICA E SOCIAL DO BRASIL
ESTADÃO SENSACIONAL: INVESTIGAÇÃO DE TORTURADOR, DEMOCRACIA NA MÍDIA E TAXA SOBRE GRANDE FORTUNA É RADICALISMO

ENQUANTO A REVISTA VEJA DA EDITORA ABRIL COPIA, O BRASIL CRIA E DESENVOLVE TECNOLOGIA

Um país que cria ou um país que copia?

Time fez jornalismo; Veja faz campanha

A revista Veja não consegue ser original nem para tirar uma fotografia como mostram as imagens abaixo. Isso é que é ter autenticidade. O pior não é isso, não basta copiar.  Repare que a Time só deu o presidente Obama na capa após a vitória dele com a famosa frase: “E o vencedor é…”. Time fez jornalismo, ao narrar um fato. Já a Veja, além de não ter originalidade, fez campanha política, assim como fez com Geraldo Alckmin em 2006. A revista copia (macaqueia) do jeito mais torpe o jornalismo norte-americano.

A Veja foi criada dentro do ambiente da Abril, que sempre teve a cultura de copiar as publicações norte-americanas e implantá-las no Brasil.  Deu certo, mas até hoje a empresa não conseguiu se livrar dessa cultura, o que gerou um complexo de inferioridade. A cultura da revista Veja idolatra a vassalagem.

As imagens da Time e da Veja apareceram no site do Paulo Henrique Amorim ao lado de uma outra matéria, sobre um empresário brasileiro que criou um poste de iluminação pública com energia eólica e solar. É sensacional porque mostra no fundo o que está em jogo nas próximas eleições: um país que copia ou um país que cria e transforma.

Veja agora a tecnologia criada pela empresa de Fernando Ximenes, do Ceará.

Tecnologia desenvolvida no Brasil: iluminação sem fio permite até soltar pipa

Como funciona o poste eólico e solar

Leia mais em Educação Política:
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
O CONCEITO DE DEMOCRACIA NA MÍDIA BRASILEIRA É TÃO SÓLIDO QUANTO PUDIM DE LEITE
REVISTA VEJA É A FACE ATUALIZADA DE 500 ANOS DA DESIGUALDADE ECONÔMICA E SOCIAL DO BRASIL
GRANDE MÍDIA PROMOVE O JORNALISMO DO MEDO E A MELHOR REPORTAGEM DEVERIA GANHAR O TROFÉU REGINA DUARTE

COMPARAR NÃO OFENDE: VEJA DIFERENÇAS ENTRE GOVERNOS DO PSDB E DO PT E SAIBA PORQUE EDUCAÇÃO POLÍTICA É UM BLOG COM ISENÇÃO

Afinal, comparar realizações de cada partido ofende?

A política não deve ser analisada pelas promessas e intenções, mas pelas realizações. Não se pode  julgar um político na hora de votar com o coração (símbolo das campanhas vitoriosas de Paulo Maluf), mas com a cabeça. O que faz um político não é o futuro e nem o passado de questões pessoais, mas o passado de realizações políticas.

Dilma Rousseff participou ativamente de quase 8 anos do governo Lula, que estabeleceu políticas diferenciadas em relação ao governo anterior, de FHC. Os resultados podem ser vistos abaixo. É por isso que esse blog, Educação Política, é um blog isento ao mostrar essas diferenças.

Não é possível o jornalismo ser acrítico com relação às incapacidades administrativas de políticos. Se o partido PSDB e José Serra fizeram muito pouco, eles não podem ter um tratamento jornalístico igual ao político e partido que realizaram. É preciso mostrar que o PSDB no governo não fez praticamente nada e, por isso, serviu adequadamente aos grandes interesses que desejam continuar usufruindo das benesses do poder e sustentando a desigualdade social que perdura 500 anos.

O governo do PT/Lula e  Dilma Rousseff com certeza poderia ser melhor, mas foi absurdamente superior ao governo do PSDB, como qualquer um pode observar nos números abaixo, recebidos de uma amiga navegante.  Enquanto não surgir uma nova força política (de sustentação popular) com utopia necessária para desbancar o PT, agrade ou não, é o que o Brasil tem para obter melhores resultados.

Portanto, não se tem bola de cristal, mas mostrar que a possibilidade de um  governo Dilma Rousseff ser muito superior ao de seu principal adversário,  José Serra, é uma imposição ética do jornalismo. É por isso que o blog Educação Política tenta mostrar a política pelos fatos.

Os órgãos da grande imprensa que só mostram o lado bom de políticos ruins não são simplesmente tendenciosos, mas lobistas de interesses econômicos e financeiros próprios, porque ninguém é tão estúpido. Veja os dados clicando a seguir e desconfie da estupidez. Saiba mais

REDE GLOBO USA CONCESSÃO PÚBLICA DE TELEVISÃO PARA FAZER PROPAGANDA SUBLIMINAR DE JOSÉ SERRA, CANDIDATO DO PSDB

Veja abaixo esse comercial da Rede Globo de domingo,ontem. É uma propaganda com mensagem subliminar ( mensagem que trabalha disfaçadamente e atinge o inconsciente dos indivíduos) em defesa do candidato José Serra, do PSDB. A empresa está usando uma concessão pública para passar mensagens subliminares, a fim de eleger o candidato que lhe interessa economicamente. Em um país decente, a propaganda seria motivo para multa e até retiraria a emissora do ar por algum período.

A empresa usa de texto parecido com o slogan de Serra, Brasil Pode Mais, e relaciona como seus 45 anos (número do candidato tucano). Os barões da mídia e seus leões devem estar felizes pelo feito e dizendo: “vamos engambelar o povo direitinho, hehehe”. É um acinte.

Veja o excelente artigo de Eduardo Guimarães, que vai entrar na justiça contra possível a campanha política que está sendo feita pela mídia via instituto de pesquisa.

Disse em texto recente que desta vez a grande mídia não vai querer perder a eleição; os barões da mídia já estão fazendo de tudo e estão mais organizados.

Leia mais em Educação Política:

PARCERIA ENTRE O PSDB E A GRANDE MÍDIA INCLUI AÇÃO NA JUSTIÇA PARA GERAR PAUTA E COBERTURA JORNALÍSTICA
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
O CONCEITO DE DEMOCRACIA NA MÍDIA BRASILEIRA É TÃO SÓLIDO QUANTO PUDIM DE LEITE
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?

LÁGRIMAS NO CANTEIRO

À espera da noite, a janela do carro foi invadida, em todo o seu quadro, pelo choro incontrolável de Luíza. De repente, como se fosse o vento, o choro adentra e toma conta do meu rosto, do meu corpo.

Viro-me de repente para ver de onde vem aquele vento triste, aquele som interno, bruto.

A vi agachada no meio do canteiro da avenida, um canteiro estreito de grama, um metro talvez. Entre suas lágrimas abundantes a regar aquela terra infértil, os carros apressados, dos dois lados, num vai e vem incessante. A cidade e suas máquinas alucinadas no fim do trabalho, com pressa, como uma ordem, como uma regra, como um castigo.

O rosto de Luíza sobre o ombro de sua mãe, que também agachada e encolhida no meio do canteiro da avenida, observava os carros com um olhar de quem se pergunta perplexa por que nada mais para, nada mais é sagrado, nada mais é lento. Carros e ônibus as faziam sumir do campo de visão de qualquer lado. Vum, vupt, vum, vupt.

A um metro de distância, o pai de Luíza estava em pé no canteiro a aguardar o momento em que o choro acalmasse. Ali, atônito e ansioso, acreditava que em algum momento ela pararia de soluçar e soltar aqueles grunhidos de dor interna e inadiável.

E tudo isso não demorou mais do que um segundo. Ao voltar a cabeça para o para-brisa, aponta aquela mancha de sangue na pista, bem em frente às lágrimas, como se fosse uma estrela de sangue, vermelha, com respingos por todos os lados. Passei por cima e já não vi mais nada. Apenas no retrovisor Luíza sumia rapidamente e seu choro silenciava pela distância.

Leia mais em Educação Política:
CAMINHONEIRO FILÓSOFO: “TUDO O QUE SEI É QUE NADA SEI”
A GAROTINHA, A MÃE, A TELEVISÃO E A PUBLICIDADE QUE NOS FAZ ESQUECER
A BICICLETA
ALMOFADINHA DO AUTOMÓVEL
O ASNO MOTORISTA 1

DEBATE ENTRE INSTITUTOS DE PESQUISA COMO DATAFOLHA E SENSUS SÓ FORTALECE A DEMOCRACIA BRASILEIRA

Institutos de pesquisa no centro da democracia

A discussão entre os institutos de pesquisas que captam a intenção de voto para as eleições presidenciais de 2010 fortalece ainda mais a democracia brasileira. Diferente da voz única da grande mídia, os institutos recentemente iniciaram uma briga sobre a qualidade dos resultados das pesquisas.

No centro da disputa estão Datafolha, Vox Populi e Sensus. Datafolha apostando em uma recuperação de José Serra. Os outros mantendo o mesmo cenário dos últimos meses.

Em vários períodos, desde a eleição de Erundina em 1989 até a vitória de Gilberto Kassab, na última eleição para prefeito da capital paulista, os institutos colhem acertos, erros e também suspeitas de manipulação.

É difícil acreditar que um candidato mantém a liderança até a última semana do pleito e nos últimos dias cai acentuadamente.  Ao final da eleição, o instituto diz que acertou, pois a última pesquisa apontava vitória do candidato que foi o vencedor, enquanto as dezenas de pesquisas anteriores mostravam o contrário.

Essa disputa entre institutos é um ótimo momento para debater e refinar critérios de pesquisa e servir como um autocontrole sobre os resultados. Para a democracia, isso é bom porque coloca uma pluralidade de idéias e vozes na disputa eleitoral.

Leia mais em Educação Política:
PARCERIA ENTRE O PSDB E A GRANDE MÍDIA INCLUI AÇÃO NA JUSTIÇA PARA GERAR PAUTA E COBERTURA JORNALÍSTICA
ATO FALHO DO PSDB: O POVO FEDE, A ELITE É LIMPINHA
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?

JUIZ QUE SOLTOU O SERIAL KILLER DE LUZIÂNIA AGIU DE ACORDO COM O QUE SEMPRE PRECONIZOU O MINISTRO GILMAR MENDES

Acusar o  juiz Luís Carlos de Miranda, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal (DF), é o que de mais infame a grande mídia e a sociedade brasileira pode fazer. A mídia dando voz para políticos fazerem discursos caça-votos, discursos da violência como solução para a criminalidade e se aproveitando da situação politicamente. Isso é lamentável.

O pior é ouvir as bobagens que diz Boris Casoy na rádio Bandeirantes. São nos comentários de final de tarde da rádio que você conhece o verdadeiro jornalista que deprecia o trabalho dos lixeiros e expõe sua sustentação sobre a desigualdade social. É a voz da extrema-direita no Brasil.

É essa mídia que se calou e se submete às atitudes burlescas do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes. O ministro soltou o banqueiro condenado pela justiça, Daniel Dantas, duas vezes em menos de 24horas. Depois tentou desqualificar o rigoroso juiz Fausto De Sanctis e, pior, preconizou que ninguém deveria ser preso nem algemado sem a decisão final da justiça. Ou seja, sem apelar até o último momento. Isso pode demorar 20 ou 30 anos no Brasil. Mesmo condenado nas primeiras instâncias, o réu deve gozar a vida livremente como o faz Daniel Dantas.

E depois reclamam do juiz que cumpriu não só a lei, como se pode ver em matéria do Estadão, como também seguiu as orientações de Gilmar Mendes, ou seja, ninguém deve ser mantido na cadeia se pode ainda ficar em liberdade.

O problema que está por trás de tudo isso é que a elite e a grande mídia ainda não conseguiram ordenamentos jurídicos para embasar a construção de duas justiças, uma para pobres (sem tolerância e direitos de defesa, dente por dente) e outra para ricos (com todas as liberdades e facilidades nas instâncias superiores, sem algemas, mas com piscina, ar-condicionado etc).

Leia mais em Educação Política:
BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO
ENTIDADES DEVERIAM LEVAR PERSEGUIÇÃO AO JUIZ FAUSTO DE SANCTIS ÀS CORTES INTERNACIONAIS
PODER JUDICIÁRIO É QUEM MAIS DESRESPEITA A CONSTITUIÇÃO E LIBERA SALÁRIOS ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO DE GILMAR MENDES É GRANDE O ROTEIRISTA DOS VÍDEOS DO GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, JOSÉ ROBERTO ARRUDA

PARCERIA ENTRE O PSDB E A GRANDE MÍDIA INCLUI AÇÃO NA JUSTIÇA PARA GERAR PAUTA E COBERTURA JORNALÍSTICA

Dilma sobe e Serra estaciona

O PSDB decidiu entrar com uma representação até contra um instituto de pesquisas, o Sensus, por publicar uma pesquisa que indica empate técnico entre Dilma Rousseff e José Serra. Há uma acordo implícito nas ações do PSDB.  O partido entra com uma ação e a grande mídia faz a cobertura, procurando gerar um fato negativo para a campanha de Dilma. No limite, vão tentar levar a disputa para o tapetão.

O PT parece atônito diante disso ou talvez com a certeza de que Dilma Rousseff ganhará as eleições. Talvez. Apesar de ter sido derrotada em 2006, quando a grande mídia entrou em peso na campanha de Geraldo Alckmin, dessa vez  ela está mais organizada e com novos veículos afoitos, como a Folha de S. Paulo. Não se deve duvidar do poder da grande mídia. Se não houver um controle por parte da Justiça, ela poderá eleger José Serra. Veja a seguir um texto de Eduardo Guimarães sobre esse tema. Saiba mais

LEVANTE CULTURA: GOVERNO DO DR. HÉLIO (PDT) EM CAMPINAS É UM VERDADEIRO DESASTRE PARA ÁREA CULTURAL DA CIDADE

Artistas foram às ruas

O governo do prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos (PDT), foi e continua sendo um total desastre para a cultura de Campinas. A cidade, com certa de 1 milhão de habitantes no interior de São Paulo, é um centro teatral e de dança, reconhecido pela população e pelas políticas do governo federal ao financiar Pontos de Cultura.

O governo do Dr. Hélio, como é conhecido o prefeito, simplesmente abandonou qualquer política cultural. O patrimônio, sejam museus ou teatros, estão caindo aos pedaços.

Para se ter uma ideia da importância da área cultural para o prefeito, basta dizer que durante o primeiro mandado, ele manteve um secretário de Cultura interino e importado de outra cidade. Sim, interino por anos e anos.

Insatisfeitos com o descaso, artistas se organizaram e agora promovem um levante cultural contra a falta de política cultural do município. Os organizadores do movimento, veja Blog Levante Cultura, estão reunindo fatos em um Dossiê sobre o descaso. Nele, constarão, por exemplo, falta de pagamento para artistas que prestaram serviços, burocracia e cobranças de taxas abusivas para o uso do solo para manifestação artística.
Veja a seguir texto do Levante Cultura Saiba mais

REPÓRTER BRASIL: A CONCENTRAÇÃO DE RENDA NA ÁREA RURAL DO BRASIL É UMA DAS MAIORES DO MUNDO

Veja abaixo trecho de matéria publicada pelo Repórter Brasil:

A concentração de renda dos domicílios rurais brasileiros, aferida segundo o índice de Gini, atinge 0,727. Guardadas as devidas particularidades e apenas a titulo de comparação em termos de grandeza, no mundo todo, somente a Namíbia, com 0,743, apresenta índice maior, segundo o Relatório de Desenvolvimento Humano 2009 das Nações Unidas. Quanto maior o índice (que vai de 0 a 1), maior a concentração.

Países com concentração acima 0,6 se enquadram nos “níveis extremamente altos de desigualdade social”. Além da Namíbia, apenas Comores (0,643) – formada por três ilhas entre a Costa Oriental de África e Madagascar – e Botsuana (0,61) fazem parte do grupo. O Brasil como um todo é o décimo da lista e faz parte das nações com “níveis muito altos de desigualdade social” (entre 0,5 e 0,6, no contexto internacional), atrás apenas dos três países africanos já citados e de Haiti (0,595), Angola (0,586), Colômbia (0,585), Bolívia (0,582), África do Sul (0,578) e Honduras (0,553).

“A questão da concentração do patrimônio rural no Brasil precisa ser resolvida. O fortalecimento da democracia implica distribuir melhor esse patrimônio”, comentou Brancolina Ferreira, coordenadora de Desenvolvimento Rural da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc) e uma das autoras da publicação. “Grande parte da mídia demoniza os movimentos sociais que lutam pela reforma agrária. Eles contribuíram muito para a democratização no campo, que ainda tem um longo caminho a percorrer”, completou. (Texto integral no Repórter Brasil).

Leia mais em Educação Política:
FAZENDEIROS GANHAM DINHEIRO COM GOVERNO LULA, MAS LIDERANÇAS RURALISTAS ESTÃO LIGADAS AO PSDB
REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS
VEJA COMO É A REFORMA AGRÁRIA DO PSDB E DO DEM, PARTIDOS DE JOSÉ ROBERTO ARRUDA, KÁTIA ABREU E JOSÉ SERRA: TIRA DO POBRE E DÁ AO RICO
TERRAS QUILOMBOLAS SÃO REGULARIZADAS OU PORQUE O BRASIL DE LULA ESTÁ CONSEGUINDO REDUZIR A DESIGUALDADE SOCIAL

ATO FALHO DO PSDB: O POVO FEDE, A ELITE É LIMPINHA

POLÍTICAS EFETIVAS DE REFORMA AGRÁRIA E DISTRIBUIÇÃO TERRITORIAL PODERIAM EVITAR TRAGÉDIAS COMO AS DO RIO DE JANEIRO

Publico abaixo o comentário do internauta, Rafael Brandão, que faz uma ótima relação entre as tragédias provocadas pelas chuvas e a reforma agráriria.

Por Mauro Brandão

Na verdade, as tragédias em São Paulo e no Rio de Janeiro (leia-se tragédia como o resultado para as vidas e o sofrimento humano – os outros animais não estão incluídos neste termo) são consequências do fenômeno climático e as políticas públicas insanas que residem em nosso país a séculos.

Este modelo concentrador de renda em grandes centros, a ausência de uma reforma agrária e outras políticas de distribuição territorial de pólos econômicos faz com que o movimento migratório concentre desordenadamente a população. Aí, quando vem as chuvas, que estão fora do controle do homem, faz este arraso todo, assim como nós fazemos com as formigas quando aplicamos inseticidas, ou com as baratas, quando as esmagamos com aquela pisada nojenta. Mas as formigas e as baratas são mais sabias do que nós, tolos humanos. As formigas, por exemplo, não constroem formigueiros em áreas de inundação.
Que nós, pobres humanos, feitos à imagem e semelhança de Deus(hahahaha), possamos aprender com os bichos asquerosos, as baratas, os morcegos, os ratos, os escorpiões e as cobras. Eles são mais sensatos do que nós.
E a Veja, deveria ser entregue às baratas e às traças. Terão mais utilidade para eles. Para nós, mandemos para o lixo (reciclável, logicamente).

Leia mais em Educação Política:
PAC 2 DEIXA DE FORA INVESTIMENTO DO ESTADO EM INFRAESTRUTURA DA INTERNET BANDA LARGA E ISSO NÃO É NADA BOM PARA A ECONOMIA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
PESQUISA VOX POPULI SOBRE ELEIÇÕES LEVA A CRER QUE DATAFOLHA FORJOU PESQUISA PARA LEVANTAR O ÂNIMO TUCANO
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?

UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA

A Revista Veja chama seus leitores de memória curta e idiotas sem cerimônia. Na verdade, ela acredita que não tem leitores, mas rebanho. Você duvida? Então continue lendo.

As capas das revistas de 10 de fevereiro deste ano e a deste final de semana são um acinte. Em menos de dois meses, a revista culpa a chuva em São Paulo para proteger a incompetência de José Serra (PSDB) e Gilberto Kassab (PFL-DEM) e os negócios que têm com o governo de São Paulo.

Já no Rio de Janeiro, a chuva virou culpa da “política criminosa”, ou seja, dos políticos (políticos que não têm negócios com a Veja).

Veja que interessante (perdoe o trocadilho), na segunda capa da Veja, a revista afirma: “culpar as chuvas é demagogia“. Ou seja, a revista diz: “fazemos um jornalismo demagógico”.

Vi essas as imagens no blog: Onipresente .

Você acha pouco?  Então veja só o que disse uma estudante entrevistada pela Revista em matéria feita exclusivamente para criticar universidades brasileiras. A manipualão não fica só na linha editorial, mas também na redação e produção das reportagens.

“A estudante Camila Primerano Evangelista, apresentada na matéria como uma dentre os muitos estudantes descontentes com a UFABC e relatando uma alta evasão de alunos, veio até este e espontaneamente deixou o seguinte comentário:

“Olá, eu sou uma das alunas da UFABC que, infelizmente, apareceu na foto da reportagem. Infelizmente por que realmente eles conseguiram destorcer absolutamente TUDO o que declaramos. Além de nos fazer a mesma pergunta inúmeras vezes, talvez para ver se mudávamos de opinião sobre a universidade, também nos proibiram de sorrir ao tirar as fotografias. Outro absurdo que só entendemos quando lemos a reportagem publicada. Na hora das fotos, o fotógrafo dizia-nos: ‘Sorria apenas com os olhos!’, e se abríssemos um sorriso eles nos mandava ficar sérias. Portanto, para mim está mais do que comprovado que esta mídia não é nada confiável, além de totalmente tendenciosa. E o pior mostra a nação como se trabalha sem nenhuma Ética. Um total absurdo…” (texto publicado no portal Vermelho)

Leia mais em Educação Política:
REVISTA VEJA É A FACE ATUALIZADA DE 500 ANOS DA DESIGUALDADE ECONÔMICA E SOCIAL DO BRASIL
GRANDE MÍDIA PROMOVE O JORNALISMO DO MEDO E A MELHOR REPORTAGEM DEVERIA GANHAR O TROFÉU REGINA DUARTE
MILLÔR FERNANDES ACUSA REVISTA VEJA DE PIRATARIA: DEFENSORES DOS DIREITOS AUTORAIS NÃO GOSTAM DE PAGAR DIREITOS AUTORAIS
REVISTA VEJA NÃO APURA DIREITO A REPORTAGEM E ASSOCIAÇÃO DE JUÍZES TEM DE CORRIGIR A PRECARIEDADE JORNALÍSTICA

CARTA MAIOR: O QUE REPRESENTA A CANDIDATURA DEMOTUCANA DE JOSÉ SERRA?

Um tucano, um lobo, um cordeiro ou um blefe?

Por Saul Leblon/Carta Maior

Qual a pele da candidatura Serra?

A candidatura Serra representa o estuário do que há de pior no conservadorismo brasileiro. Um verdadeiro cavalo-de-tróia pintado com palavras de um difuso ‘progressismo’ para edulcorar o verdadeiro projeto por trás das rédeas: derrotar o avanço popular obtido a duras penas com o governo Lula nos últimos anos, mas sobretudo agora no segundo mandato; trazer a direita de volta ao comando do Estado brasileiro (de onde nunca saiu, mas perdeu a hegemonia absoluta da era FHC). E, estrategicamente, impedir que a continuidade desse processo possa aprofundar a democracia social no país.

A mídia conservadora bateu bumbo nos últimos dias na tentativa de tornar o lançamento oficial da candidatura de José Serra pela coalizão demotucana um fato político novo no cenário nacional. Notável, sobretudo, o esforço de pintá-lo com as cores de um ‘progressismo palatável’; adepto da ‘indução estatal sem Estado forte’, seja lá o que isso significa. Um verdadeiro bambolê ideológico. Tudo para conciliar a imagem de um candidato oferecido pelo marketing como ‘popular’ –ancorado na história passada de presidente da UNE– mas cercado ao mesmo tempo de um núcleo de campanha derivado da cepa mais reacionária da política nativa, do qual constam nomes como os de José Agripino, Paulo Bornhausen, Arthur Virgílio, José Carlos Aleluia entre outros.
O malabarismo é típico de quem quer engrossar o glacê da narrativa para ocultar o azedo do recheio. A verdade é que não importa o que Serra diz que pensa em seu discurso de candidato oficial; não importa o que seus amigos pensam que ele pensa; objetivamente, a candidatura Serra lançada em Brasília neste sábado representa o estuário do que há de pior no conservadorismo brasileiro. Um verdadeiro cavalo-de-tróia pintado com palavras de um difuso ‘progressismo’ para edulcorar o verdadeiro projeto por trás das rédeas: derrotar o avanço popular obtido a duras penas com o governo Lula nos últimos anos, mas sobretudo agora no segundo mandato; trazer a direita de volta ao comando do Estado brasileiro [de onde nunca saiu, mas perdeu a hegemonia absoluta da era FHC]. E, estrategicamente, impedir que a continuidade desse processo, representada por Dilma Rousseff, possa aprofundar a democracia social no país. Serra reúne os ingredientes para essa investida ainda que não seja o candidato ideal da direita por seu ”desenvolvimentista de boca’, como diz Maria da Conceição Tavares.

O alardeado ‘progressismo desenvolvimentista’, na verdade, resume-se à prática de um fiscalismo autoritário que se harmoniza com a sua outra face, esta sim, muito apreciada pela coalizão que o apoio: o arraigado anti-sindicalismo; a aversão doentia à negociação com os movimentos populares que cobram a democratização efetiva do poder, que passa necessariamente pela maior participação nas decisões sobre onde, como e quando investir os fundos públicos. Por exemplo, quanto investir na remuneração de funcionários públicos que prestam serviços essenciais à população? (Texto integral na Carta Maior)

Leia mais em Educação Política:
FAZENDEIROS GANHAM DINHEIRO COM GOVERNO LULA, MAS LIDERANÇAS RURALISTAS ESTÃO LIGADAS AO PSDB
PESQUISA VOX POPULI SOBRE ELEIÇÕES LEVA A CRER QUE DATAFOLHA FORJOU PESQUISA PARA LEVANTAR O ÂNIMO TUCANO
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?
REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS

PT QUER CIRO GOMES FORA DA DISPUTA À PRESIDÊNCIA PORQUE APOSTA QUE DILMA ROUSSEFF PODE GANHAR NO PRIMEIRO TURNO

PT acredita em vitória no primeiro turno sem Ciro Gomes na disputa

A insistência do PT em fazer com que Ciro Gomes desista de concorrer à presidência é uma aposta de que Dilma Rousseff, candidata petista, possa vencer no primeiro turno. Isso porque com menos candidatos, os votos ficam mais concentrados.

No primeiro turno, a coligação com o PMDB e outros partidos fará com que a candidata do presidente Lula tenha grande espaço televisivo em detrimento do principal concorrente, José Serra. Já no segundo turno, os tempos de televisão tornam-se iguais.

Além disso, há a participação da grande mídia (Globlo, Veja, Folha, Estadão etc) fazendo de tudo para levar José Serra à vitória. Outra vantagem estratégica é que no primeiro turno a cobertura da mídia fica mais diluída e, no segundo, concentrada nos dois candidatos.

Leia mais em Educação Política:
FAZENDEIROS GANHAM DINHEIRO COM GOVERNO LULA, MAS LIDERANÇAS RURALISTAS ESTÃO LIGADAS AO PSDB
PESQUISA VOX POPULI SOBRE ELEIÇÕES LEVA A CRER QUE DATAFOLHA FORJOU PESQUISA PARA LEVANTAR O ÂNIMO TUCANO
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?

REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS

A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA

O maior desafio de Dilma Rousseff são os meios de comunicação

Será que a população brasileira vencerá a mídia nas próximas eleições presidenciais no final do ano? Essa é uma grande questão diante dos últimos acontecimentos.

Em 2006, a população “pela primeira vez na história desse país” , diria Lula, venceu setores da grande mídia (Leia-se principalmente Rede Globo, Veja e outros órgãos).  Isso ocorreu mesmo diante de toda a campanha a favor de Geraldo Alckmin (PSDB), inclusive tendo a Rede Globo deixado de noticiar a queda do avião da Gol para mostrar imagens do dinheiro dos “aloprados do PT”   no Jornal Nacional.

Mas em 2010 é outra história.  Nas próximas eleições, o candidato da mídia é José Serra, mais conhecido do que Alckmin e o concorrente não é Lula, mas Dilma Rousseff.

A presidente da ANJ (Associação Nacional dos Jornais) e executiva da Folha de S.Paulo, Maria Judith Brito, afirmou que o PSDB é um partido morto, mas poderá ser ressuscitado pela grande mídia. Textualmente, ela disse: “Obviamente, esses meios de comunicação estão fazendo de fato a posição oposicionista deste país, já que a oposição está profundamente fragilizada”.

Essa declaração junto com um encontro promovido por um tal Instituto Milenium (que é na verdade um  instituto criado pelas próprias empresas de comunicação mais assustadas com a democracia. O objetivo é claro, ou seja, organizar a grande mídia para derrotar Dilma Rousseff nas próximas eleições). Isso porque, provavelmente julgam os executivos dos  meios de comunicação, não conseguiram eleger Geraldo Alckmin em 2006 por falta de um trabalho conjunto e orquestrado.  A reunião do Instituto Milenium foi a oficialização da parceria político-partidária da grande mídia. (o ingresso para participar custava R$ 500!)

Se Dilma Rousseff vencer as próximas eleições será a segunda vitória consecutiva da população brasileira em confronto com a grande mídia. Ou seja: a população se recusaria novamente a aceitar o cabresto midiático.

Ora, isso não implica em grandes mudanças estruturais no país. É apenas uma eleição, mas tem um significado especial para a democracia brasileira. A vitória de Dilma seria o reconhecimento dos limites do poder político dos executivos das  grandes empresas de comunicação e, em tese, o fortalecimento da política tradicional frente à mídia.

Leia mais em Educação Política:
PESQUISA VOX POPULI SOBRE ELEIÇÕES LEVA A CRER QUE DATAFOLHA FORJOU PESQUISA PARA LEVANTAR O ÂNIMO TUCANO
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?
A COLOCAÇÃO DA GRANDE MÍDIA SOB SUSPEIÇÃO PODE SER UMA ESTRATÉGIA EFICAZ PARA LULA ELEGER DILMA ROUSSEFF NO PRIMEIRO TURNO
ESTADÃO: JOSÉ SERRA É UM PERIGO PARA A LIBERDADE DE IMPRENSA; SETOR DE EDUCAÇÃO DO GOVERNO PAULISTA CENSURA ESCOLAS EM GREVE

FAZENDO MÉDIA: TRAGÉDIA NO RIO DE JANEIRO É O RESUMO DA ÓPERA DO INTERESSE PRIVADO SOBRE O INTERESSE PÚBLICO

Sobre mídia, poder e amor

Por Marcelo Salles/Fazendo Média

A tragédia que desabou nesta segunda-feira (5) no Rio de Janeiro não é apenas uma manifestação da natureza e sua força devastadora, indomável e por vezes incompreensível. É também a revelação do caráter criminoso de sucessivas administrações públicas voltadas para o enriquecimento privado. A história dos governos estaduais do Rio é uma história de crimes contra o povo. À exceção de Brizola, nenhum outro governante se preocupou, nos últimos 30 anos, em priorizar o uso da máquina pública para o seu dono verdadeiro, que é o conjunto da sociedade.

O mesmo vale para os prefeitos da capital, que nos últimos 20 anos pertenceram, e ainda pertencem, ao escopo neoliberal PSDB-DEM-PMDB. Eduardo Paes, que já passou por esses três partidos, é o melhor resumo dessa história. Ele declarou à imprensa que a Prefeitura não tem responsabilidade, a culpa é do excesso de chuva.

No morro da Mangueira, os cidadãos que durante o carnaval alegram a cidade, o país e boa parte do mundo, receberam o singelo aviso desses governantes: “Deixem suas casas”. Em Niterói, onde casas esfarelaram, avenidas inteiras ficaram intransitáveis e cidadãos levaram até 12 horas para irem do trabalho à casa, quem manda é a Patrimóvel. Essa elege prefeitos, controla vereadores e comercializa imóveis.

Quanto mais arranha-céus na cidade, mais nas alturas vão as contas bancárias de seus donos. Em compensação, mais o sistema de esgoto é sobrecarregado, mais automóveis entopem as ruas, mais lixo é produzido e mais graves são as conseqüências de tragédias como a deste terrível 5 de abril, que já levou a vida de mais de 70 seres humanos. (Texto Integral no Fazendo Média)

Leia Mais em Educação Política:

ÓTIMA NOTÍCIA: CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA (CONFEA) ENTRA NA LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO EM OBRAS PÚBLICAS
GOVERNO PRECISA FAZER UM PAC DO MEIO AMBIENTE, COM INCENTIVOS PARA INVESTIMENTO EM PROJETOS SUSTENTÁVEIS SOCIAL E AMBIENTALMENTE
O BRASIL INTEIRO PODERÁ PAGAR O MESMO PREÇO AMBIENTAL QUE HOJE OCORRE EM SANTA CATARINA
SANTA CATARINA: A CONTA PELO DESCASO COM O MEIO AMBIENTE JÁ ESTÁ CHEGANDO PARA O BRASIL

FAZENDEIROS GANHAM DINHEIRO COM GOVERNO LULA, MAS LIDERANÇAS RURALISTAS ESTÃO LIGADAS AO PSDB

Foto: Sam Beebe/ creative commons

Ruralistas ganham com governo petista, mas fazem oposição

O representante de uma classe (ou categoria social) necessariamente não representa os interesses dessa classe. Isso parece ser o caso dos fazendeiros e seus representantes ruralistas. O temor histórico e ideológico das lideranças ruralistas as impedem de enxergar os benefícios levados a classe toda pelo governo petista.

Durante o governo Lula, os fazendeiros foram beneficiados em todos os sentidos, incluindo financiamentos e refinanciamentos intermináveis para produção, política setorial, investimento em infraestrutura, liberação do contrabando de sementes transgênicas e agora com uma briga com os Estados Unidos na OMC (Organização Mundial do Comércio) que pode gerar mais dinheiro para os fazendeiros. Veja matéria do Estadão.

Apesar desses ganhos, lideranças ruralistas são os ativistas mais radicais contra esse governo e contra as liberdades impostas pela democracia brasileira. Em algum momento os fazendeiros vão se perguntar: afinal, essas lideranças estão defendendo o interesse do setor ou apenas interesses pessoais?

Leia mais em Educação Política:
REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS
VEJA COMO É A REFORMA AGRÁRIA DO PSDB E DO DEM, PARTIDOS DE JOSÉ ROBERTO ARRUDA, KÁTIA ABREU E JOSÉ SERRA: TIRA DO POBRE E DÁ AO RICO
INCRÍVEL, ATÉ OS FAZENDEIROS NÃO AGUENTAM MAIS A PEQUENEZ DE RACIOCÍNIO DA BANCADA RURALISTA
PESQUISA CNA/IBOPE SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR PROVA QUE GOVERNO PRECISA INVESTIR MAIS EM REFORMA AGRÁRIA

O CONCEITO DE DEMOCRACIA NA MÍDIA BRASILEIRA É TÃO SÓLIDO QUANTO PUDIM DE LEITE

A história é realmente uma forma grandiosa de se entender o presente. Esse vídeo abaixo é um documento memorável de quão grande é o valor democrático da imprensa brasileira (!!).

Veja só a postura dos jornais brasileiros após os militares golpistas de 1964 derrubarem um governo eleito pelo povo.  É essa mesma mídia que se diz paladina da democracia. Uma concepção de democracia tão sólida quanto um prego na areia.

Vi o vídeo no blog do Mello, que afirma que essa é a mídia que se diz democrática.

É… a realidade é mais complexa do que a mídia nos faz crer.

Veja mais em Educação Política:
ALTERCOM PODE SER O EMPURRÃO QUE FALTA PARA O INÍCIO DE UM PROCESSO DE DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA NO BRASIL
ESTADÃO SENSACIONAL: INVESTIGAÇÃO DE TORTURADOR, DEMOCRACIA NA MÍDIA E TAXA SOBRE GRANDE FORTUNA É RADICALISMO
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL
PORTAL VERMELHO É O SITE DE PARTIDO POLÍTICO MAIS AVANÇADO NA CONCEPÇÃO DE ESPAÇO DE MEDIAÇÃO CULTURAL

DA SÉRIE OBRA-PRIMA: ALMA NÃO TEM COR, DE ANDRÉ ABUJAMRA, NO KARNAK

PESQUISA VOX POPULI SOBRE ELEIÇÕES LEVA A CRER QUE DATAFOLHA FORJOU PESQUISA PARA LEVANTAR O ÂNIMO TUCANO

Datafolha tenta animar tucanos, mas Vox Populi estraga a festa

A última pesquisa Vox Populi/Band, divulgada esta noite, leva a crer que Datafolha forjou pesquisa para levantar o ânimo da campanha de José Serra, do PSDB.

A Pesquisa Vox Populi/Band mostra a mesma tendência anterior, de estagnação de Serra (34%) e crescimento de Dilma Rousseff (agora com 31%).

A pesquisa Datafolha da semana passada, diferentemente, mostra que havia uma grande mudança nos rumos das intenções de voto, com Dilma em queda e Serra subindo, justamente no momento em que Serra se lançaria como candidato.

Isso só demonstra que o grande adversário de Dilma não é o PSDB, mas as corporações de mídia que apóiam o candidato tucano.

Leia mais em Educação Política:
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?
PAC 2 DEIXA DE FORA INVESTIMENTO DO ESTADO EM INFRAESTRUTURA DA INTERNET BANDA LARGA E ISSO NÃO É NADA BOM PARA A ECONOMIA
REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS
A COLOCAÇÃO DA GRANDE MÍDIA SOB SUSPEIÇÃO PODE SER UMA ESTRATÉGIA EFICAZ PARA LULA ELEGER DILMA ROUSSEFF NO PRIMEIRO TURNO

OFERTA DE BANDA LARGA PELO GOVERNO É LEGÍTIMA E PODE INCENTIVAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

Para ex-presidente da Anatel, oferta de banda larga pela União é legítima

Do Teletime/Mariana Mazza

Plano Nacional de Banda Larga pode ser a grande contribuição de Lula para a democracia brasileira

As dúvidas quanto à legitimidade de a União entrar no mercado de banda larga, atuando diretamente na oferta do serviço, voltou a ser tema de debate no Congresso Nacional. Desta vez, a discussão ocorreu na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara dos Deputados e revelou novas opiniões sobre um dos principais pontos de atrito dentro e fora do governo: o uso da Telebrás como gestora das redes que farão parte do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

O presidente da Informática de Municípios Associados (IMA), Pedro Jaime Ziller, fez uma vasta explanação sobre os princípios legais que legitimariam a oferta direta do serviço de banda larga pela União e a possibilidade de uso, até mais amplo, da Telebrás dentro do PNBL. Ziller, que já foi secretário de telecomunicações do Minicom e presidente da Anatel no governo Lula, assegurou que a Constituição Federal e a Lei Geral de Telecomunicações (LGT) viabilizam a oferta planejada pelo governo “e não há como prosperar qualquer tese contrária à implantação do plano”.

Com relação ao uso da Telebrás como gestora das redes públicas, Ziller disse que a legislação não só permite que a estatal seja revitalizada com o propósito de ser um instrumento público de oferta de banda larga, como também permite que a empresa se associe a projetos locais, ampliando o escopo da política pública. “Ter a Telebrás com sócia em projetos municipais e estaduais é um facilitador. Estou convencido de que ela não só pode como deve ser a responsável pelo plano de banda larga”, afirmou Ziller.

A Informática de Municípios Associados S/A (IMA) é uma empresa que tem como acionista principal a Prefeitura de Campinas e que presta serviços em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Serviços Gráficos.

Catalisador

A mesma postura favorável à existência de uma empresa pública de oferta de banda larga – seja ela a Telebrás ou outra estatal – é visível no discurso dos pequenos provedores de Internet. O presidente da Associação Brasileira de Pequenos Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrappit), Ricardo Sanchez, avaliou que a Telebrás pode servir como um “agente catalisador” de novos negócios na medida em que abre espaço para que pequenas empresas tenham acesso à rede de telecomunicações.

Sanchez apresentou dados sobre os custos cobrados hoje dessas empresas para a entrada nas redes controladas pelas grandes teles. Os valores variam de R$ 400 a R$ 4 mil o link com capacidade de transmissão de 1 Mbps. Em média, os provedores gastam R$ 1,2 mil por 1 Mbps, valor claramente acima dos R$ 200 que o governo poderá cobrar pelo acesso às redes públicas, segundo confirmou o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, que também participou do debate.

Para o presidente da Abrappit, essa nova opção de oferta de rede pode ajudar muito as pequenas empresas a se consolidarem no mercado. “O Brasil precisa, no meu entendimento, das grandes empresas, mas também das pequenas”, afirmou Sanchez, apostando na parceria que as grandes, médias, pequenas e micro empresas do setor poderão fazer com o governo dentro do PNBL.

Leia mais em Educação Política:
PAC 2 DEIXA DE FORA INVESTIMENTO DO ESTADO EM INFRAESTRUTURA DA INTERNET BANDA LARGA E ISSO NÃO É NADA BOM PARA A ECONOMIA
OS R$ 7 BILHÕES DO FUNDO DE TELECOMUNICAÇÕES (FUST) DEVERIAM SER APLICADOS TOTALMENTE NO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA
VEJA SÓ COMO É O LIBERALISMO NAS TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL: CAPITALISTAS NÃO GOSTAM DE CAPITALISMO, PARA ELES
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA
%d blogueiros gostam disto: