Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 8 abril, 2010

A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA

O maior desafio de Dilma Rousseff são os meios de comunicação

Será que a população brasileira vencerá a mídia nas próximas eleições presidenciais no final do ano? Essa é uma grande questão diante dos últimos acontecimentos.

Em 2006, a população “pela primeira vez na história desse país” , diria Lula, venceu setores da grande mídia (Leia-se principalmente Rede Globo, Veja e outros órgãos).  Isso ocorreu mesmo diante de toda a campanha a favor de Geraldo Alckmin (PSDB), inclusive tendo a Rede Globo deixado de noticiar a queda do avião da Gol para mostrar imagens do dinheiro dos “aloprados do PT”   no Jornal Nacional.

Mas em 2010 é outra história.  Nas próximas eleições, o candidato da mídia é José Serra, mais conhecido do que Alckmin e o concorrente não é Lula, mas Dilma Rousseff.

A presidente da ANJ (Associação Nacional dos Jornais) e executiva da Folha de S.Paulo, Maria Judith Brito, afirmou que o PSDB é um partido morto, mas poderá ser ressuscitado pela grande mídia. Textualmente, ela disse: “Obviamente, esses meios de comunicação estão fazendo de fato a posição oposicionista deste país, já que a oposição está profundamente fragilizada”.

Essa declaração junto com um encontro promovido por um tal Instituto Milenium (que é na verdade um  instituto criado pelas próprias empresas de comunicação mais assustadas com a democracia. O objetivo é claro, ou seja, organizar a grande mídia para derrotar Dilma Rousseff nas próximas eleições). Isso porque, provavelmente julgam os executivos dos  meios de comunicação, não conseguiram eleger Geraldo Alckmin em 2006 por falta de um trabalho conjunto e orquestrado.  A reunião do Instituto Milenium foi a oficialização da parceria político-partidária da grande mídia. (o ingresso para participar custava R$ 500!)

Se Dilma Rousseff vencer as próximas eleições será a segunda vitória consecutiva da população brasileira em confronto com a grande mídia. Ou seja: a população se recusaria novamente a aceitar o cabresto midiático.

Ora, isso não implica em grandes mudanças estruturais no país. É apenas uma eleição, mas tem um significado especial para a democracia brasileira. A vitória de Dilma seria o reconhecimento dos limites do poder político dos executivos das  grandes empresas de comunicação e, em tese, o fortalecimento da política tradicional frente à mídia.

Leia mais em Educação Política:
PESQUISA VOX POPULI SOBRE ELEIÇÕES LEVA A CRER QUE DATAFOLHA FORJOU PESQUISA PARA LEVANTAR O ÂNIMO TUCANO
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?
A COLOCAÇÃO DA GRANDE MÍDIA SOB SUSPEIÇÃO PODE SER UMA ESTRATÉGIA EFICAZ PARA LULA ELEGER DILMA ROUSSEFF NO PRIMEIRO TURNO
ESTADÃO: JOSÉ SERRA É UM PERIGO PARA A LIBERDADE DE IMPRENSA; SETOR DE EDUCAÇÃO DO GOVERNO PAULISTA CENSURA ESCOLAS EM GREVE
%d blogueiros gostam disto: