Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

AUSÊNCIA DE BIBLIOTECAS NO BRASIL MOSTRA O DESLEIXO E O DESCASO DE ESTADOS E MUNICÍPIOS COM A EDUCAÇÃO

Sala de leitura da biblioteca pública de Nova Yorque

Veja abaixo matéria da Agência Brasil mostrando que o país precisa construir 25 bibliotecas por dia durante 10 anos para ter ao menos uma por escola. (Escola é um local onde pessoas estudam, mas no Brasil não há relação entre biblioteca e estudo!!!).

O problema é que não adianta só erguer um prédio, é preciso ter funcionários capacitados e espaços que atraiam os alunos como informática, espaço de leitura, equipamentos e outros atrativos.

País precisará construir 25 bibliotecas por dia no ensino fundamental para cumprir nova lei

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Municípios e estados terão muito trabalho para cumprir a lei sancionada na semana passada que determina que toda a escola deve ter uma biblioteca. O maior desafio está nos estabelecimentos do ensino fundamental: será necessário construir 25 bibliotecas por dia até 2020, prazo limite para adequação à medida.

O diagnóstico é de um estudo realizado pelo movimento Todos pela Educação, com base em dados do Censo da Educação Básica de 2008. “Essa dificuldade é decorrente da falta de visão do Brasil sobre a importância da biblioteca. No mundo todo as bibliotecas são doadas por mantenedores que têm uma alegria imensa de poder doar um acervo”, compara Luis Norberto, do Comitê Gestor do Todos pela Educação.

O déficit de bibliotecas no ensino fundamental é de 93 mil. Desse total, 89,7 mil são escolas públicas e 3,9 mil, estabelecimentos privados de ensino. Na educação infantil, apenas 30% dos colégios têm acervo e será necessário criar 21 bibliotecas por dia para cumprir o que determina a nova lei. A melhor situação é a do ensino médio, etapa em que o número de escolas sem biblioteca é de 3.471.

Norberto defende que, além da ação dos gestores, será necessário o envolvimento de toda a sociedade no desafio. “A lei é uma direção, mas ela não faz nada. Nós, sociedade, é que devemos fazê-la funcionar. A tarefa não é só dos gestores, imagine se cada empresário doasse um acervo para uma escola, em dois anos o problema estava resolvido”, diz.

Na comparação entre as redes de ensino, a situação é pior nos colégios municipais, que contam com menos bibliotecas do que as escolas estaduais. O estudo do Todos pela Educação chama a atenção para outro fator que pode dificultar o cumprimento da lei: faltarão profissionais qualificados para trabalhar nesses espaços.

A legislação estabelece que as bibliotecas devem ser administradas por especialistas da área – os bibliotecários. Mas, segundo levantamento da entidade, hoje há um total de 21,6 mil profissionais habilitados, enquanto o país conta com aproximadamente 200 mil escolas de educação básica.

Para Norberto, com a entrada obrigatória das crianças na educação infantil aos 4 anos, estabelecida por lei no ano passado, e a implantação das bibliotecas, os alunos vão aprender a ler mais cedo. “É uma mudança radical e positiva. Daqui a dez anos, as crianças vão estar alfabetizadas aos 8 anos, é um futuro muito melhor”, afirma.

Edição: Juliana Andrade

Leia mais em Educação Política:

PROJETO DE SERRA PARA A EDUCAÇÃO ISENTA O ESTADO, JOGA A RESPONSABILIDADE EM CIMA DO PROFESSOR E CRIA O PROFESSOR-VESTIBULANDO
PARA O BRASIL MELHORAR, JOVENS DEVEM ESTUDAR MAIS, ATÉ OS 25 ANOS, E SÓ DEPOIS ENTRAR NO MERCADO DE TRABALHO
FRANÇA BUSCA SOLUÇÃO PARA O ENSINO MÉDIO QUE ESTÁ ANACRÔNICO COMO MOSTRA O FILME “ENTRE OS MUROS DA ESCOLA”
O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE
O MAL-ESTAR DA GRANDE MÍDIA

10 Respostas para “AUSÊNCIA DE BIBLIOTECAS NO BRASIL MOSTRA O DESLEIXO E O DESCASO DE ESTADOS E MUNICÍPIOS COM A EDUCAÇÃO

  1. Anonimo 3 junho, 2010 às 6:42 am

    E quando o movimento estudantil petista soube que o ex-reitor da UFPA Alex tinha recebido uma verba extra polpuda e que iria fazer alojamento estudantil no campus do guamá, invadiram o seu gabinete e exigiram que fosse auditório de luxo, como de fato aconteceu, posto que, alojamento só serviria mais para acoitar vagabundo, Ainda essa semana na UFPA encontrei um bando de petistas fazendo campanha para que uma professora doutora pela França fosse eleita para um cargo, porquanto, se eleita, não ministraria mais aula. Ao indagá-los do por que faziam isso, esses disseram que o bom é ter professor o mais imprestável possível e não falia a pena gastar gente tão qualificada com um bando de imprestáveis. Além disso, o docente que não fizer isso vai morrer de fome.

    Curtir

  2. Eduardo 5 junho, 2010 às 7:41 pm

    Interessante a observação de que “[…] no Brasil não há relação entre biblioteca e estudo!!!).” Diria que no Brasil não há relação entre estudo e leitura, pois a biblioteca é apenas um, dentre outros espaços culturais, que oferecem a possbilidade de leitura. Se de fato existissem políticas públicas voltadas para a educação e a leitura, a realidade das bibliotecas certamente seria outra. E, naturalmente, a realidade dos bibliotecários também. O interessante de notícias como essa é que sempre divulgam o que será feito, e raramente sobre como serão mantidas as obras em questão. No caso, cabe ao bibliotecário manter as bibliotecas funcionando, como timidamente é relatado no final da notícia. Só espero que esse profissional não perca mais essa oportunidade de mostrar o seu valor, que é cada fez mais necessário na atual sociedade.

    Curtir

  3. Pingback: INTERNAUTA: ONDE ESTÁ SANDRA CUREAU? « Educação Política

  4. Pingback: PREFEITURAS TÊM ATÉ 15 DE JULHO PARA TENTAR PEGAR R$ 30 MILHÕES PARA REFORMA E AMPLIAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS « Educação Política

  5. Pingback: EXPERIÊNCIA DO IDEB MOSTRA QUE DIRETOR DE ESCOLA É TÃO IMPORTANTE QUE DEVERIA SER ELEITO PELA COMUNIDADE ESCOLAR « Educação Política

  6. Pingback: INTERNAUTA: O PROFESSOR SOFRE E ESTÁ SEMPRE ERRADO « Educação Política

  7. Pingback: EM TEMPOS DE LIBERDADE NO ACESSO AO CONHECIMENTO E DESCENTRALIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO, USP INOVA AO CRIAR CURSO DE EDUCOMUNICAÇÃO « Educação Política

  8. Pingback: PESQUISA DA UERJ DESMITIFICA MUITAS DAS QUESTÕES LIGADAS ÀS POLÍTICAS AFIRMATIVAS DE ACESSO À UNIVERSIDADE « Educação Política

  9. Pingback: LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL É ÓTIMA IDEIA, MAS PODE TRANSFORMAR A VIDA DOS PROFESSORES EM UM INFERNO « Educação Política

  10. Pingback: NOVO SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SÓ FALTOU DIZER QUE 16 ANOS DE PSDB NO GOVERNO FOI UM DESASTRE PARA OS PROFESSORES E PARA A EDUCAÇÃO « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: