Categorias
O JORNALISMO

GATO: VEJA ENTREVISTA DELEGADO LIGADO À ESQUEMA DE ESPIONAGEM DE JOSÉ SERRA PARA ACUSAR CAMPANHA PETISTA

Novo jornalismo: gato é a única fonte

Os dias não são mais os mesmos para a grande mídia, principalmente para a revista Veja. A cada dia é mais rápido o desmonte da manipulação da informação.

No final de semana, a revista Veja entrevistou um delegado que trabalhou num esquema de espionagem montado por José Serra quando era ministro da Saúde do governo FHC.

A reportagem da Veja não informa isso para o leitor e mostra o delegado Onézimo Sousa como um araponga independente, que se reuniu com jornalista que trabalha para o PT.  A reunião supostamente tratou de um serviço de espionagem para a campanha petista. Mas o mais provável é que o jornalista que prestava serviço na campanha da Dilma Rousseff tenha caído em uma armadilha montada pelo delegado, a fim de beneficiar a campanha de José Serra. Veja alguns fatos:

Trecho da matéria do Correio Brasiliense de março de 2002 (em negrito) em que mostra o delegado como auxiliar do esquema montado por José Serra no Ministério da Saúde.

O coronel chegou a comandar um grupo que desenvolveu aparelhos de escutas com tecnologia nacional em substituição aos importados. Depois de aposentado, especializou-se em combater os grampos. Entre os clientes da Fence, estão o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e a hidrelétrica de Itaipu. A empresa é respeitada no mercado pela competência tecnológica e discrição.

Nos últimos meses, Fontenelle esteve várias vezes no Ministério da Saúde, onde encontrou-se com Serra. Hoje, cerca de 600 telefones e ambientes (salas de reunião e gabinetes) são monitorados pela Fence no ministério.

A empresa rastreia, principalmente, a existência de grampos ou emissores de rádio clandestinos, com capacidade de transmitir conversas para um interceptador posicionado a até 100 metros de distância.

O coronel tem outro conhecido comum com Serra: o delegado da Polícia Federal Marcelo Itajiba. O delegado foi assessor do candidato tucano em Brasília. Mas, antes de desempenhar essa função burocrática, era chefe do Centro de Inteligência da PF, a mais produtiva instaladora de grampos legais a serviço do governo. No ministério, Itajiba montou uma mini-central de inteligência, que contou com a participação dos delegados da PF Onésimo e Hercídio.

Itajiba é da copa e cozinha do ex-ministro. Serra tentou, sem sucesso, fazê-lo diretor-geral da Polícia Federal, em 1999. Hoje, o delegado está no Rio, assim como Fontenelle. ‘‘Conheço o delegado, mas apenas de contatos superficiais’’, disse Fontenelle ao Correio. (Matéria do Correio Brasiliense)

Entrevista com Amaury Ribeiro Jr na Folha, jornalista que teria participado da reunião com o delegado Onézimo e que está escrevendo um livro sobre a privatização no governo FHC. Ele  confirma que o esquema de espionagem de Serra:

Por que ocorreu a reunião?
Não era só vazamento, começaram a roubar coisas lá dentro. Sabotagem. […] O Onézimo chegou nessa reunião dizendo que ele tinha condições de destruir isso porque ele havia trabalhado antigamente, e que tinha brigado com o pessoal, da inteligência do Itagiba. […] Quando o Serra assumiu o Ministério da Saúde, ele montou –com o pretexto de investigar laboratórios– uma central de espionagem, que era formado por quem? É só você ver quem estava cadastrado. Era um agente do SNI, o “agente Jardim”, que até pouco tempo estava no gabinete [de Itagiba na Câmara], um ex-delegado… Isso quem falou foi o próprio Onézimo. (Folha)

Por último, algo incrível. Em matéria do Estadão, delegado araponga entrevistado pela revista Veja faz análise política. Veja o que pensa o delegado que foi a fonte da revista da editora Abril.

Ele (Onézimo Sousa) disse que recusou a proposta (…) porque considerou o comitê petista uma bagunça, sem controle e dirigido por irresponsáveis. “O PT é um serpentário, que não está preparado para fazer uma campanha e muito menos para governar o País“, disse (delegado Onézimo)  (Estadão)

Leia mais em Educação Política:

RUSSELL CROWE JÁ SABE QUE NA BLOGOSFERA HÁ UM EXÉRCITO DE ROBIN HOOD CONTRA A DITADURA DO PENSAMENTO ÚNICO DA MÍDIA
REVISTA VEJA MENTE, DETURPA, INVENTA, DESRESPEITA E SERVE DE LOBBY PARA EMPRESAS, MOSTRA NOTA DA ASSOCIAÇÃO DE ANTROPÓLOGOS
GRANDE MÍDIA QUER BOTAR A MÃO NO DINHEIRO QUE HOJE VAI PARA INFRAESTRUTURA E NO COMBATE A DESIGUALDADE SOCIAL
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA

Por glaucocortez

Blog Educação Política

2 respostas em “GATO: VEJA ENTREVISTA DELEGADO LIGADO À ESQUEMA DE ESPIONAGEM DE JOSÉ SERRA PARA ACUSAR CAMPANHA PETISTA”

Gostei muito das materias aqui veiculadas ,sem sombra de duvidas merecedoras de um premio pela explanação sobria e alertadoras a opinião publica .Um blog bem democratico ..
Parabéns aos idealisadores e criadores…

Curtir

Comentários encerrados.