Categorias
NOTÍCIA

TRUCULÊNCIA DA REVISTA VEJA PODE AJUDAR A ELEGER DILMA ROUSSEFF DO PT NO PRIMEIRO TURNO

Toninho, venceu com a ajuda da mídia que o combatia

A revista Veja pode ajudar a eleger Dilma Rousseff no primeiro turno.  Isso porque durante o período eleitoral, a grande mídia precisa ter maior rigor na publicação para evitar o direito de resposta em igual proporção.  O partidarismo assustado e paranoico presente na revista Veja pode render ao PT inúmeros direitos de resposta se a Justiça agir com rigor.

O PT já entrou com dois direitos de respostas. O mais novo é sobre acusações da revista de que a campanha teria uma equipe para fazer dossiê contra o candidato tucano.

Um fato semelhante aconteceu em Campinas, interior de São Paulo, durante as eleições municipais que elegeram o prefeito Antônio da Costa Santos em 2000. Toninho do PT, como era conhecido, ficou no cargo até setembro de 2001, quando foi assassinado. Um crime até hoje sem solução. Detalhe é que a incompetência da polícia de São Paulo, que não conseguiu desvendar o crime, era e continua comandada pelo PSDB.

Mas o fato interessante que aconteceu nas eleições é que o Jornal Correio Popular, principal jornal da cidade, publicou um editorial de capa na sexta-feira, antevéspera das eleições, contra o Toninho. A Justiça Eleitoral agiu rápido e deu direito de resposta que saiu no domingo, dia da eleição, no mesmo espaço da capa do jornal.

É por isso que a Veja tem muito a contribuir para a eleição de Dilma Rousseff no primeiro turno.

Leia mais em Educação Política:

REVISTA VEJA SE INSPIRA NA DIREITA NORTE-AMERICANA, VEJA O NÍVEL DA BAIXARIA QUE ACONTECE POR LÁ
ASCENSÃO DE DILMA NO PLANO NACIONAL COLOCA A DISPUTA EM SÃO PAULO NO OLHO DO FURACÃO
REVISTA VEJA MENTE, DETURPA, INVENTA, DESRESPEITA E SERVE DE LOBBY PARA EMPRESAS, MOSTRA NOTA DA ASSOCIAÇÃO DE ANTROPÓLOGOS
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA VOCÊ FAZ ESTADO DA ARTE

O CASO BRUNO NO CORDEL

O CASO ‘ELIZA SAMUDIO’
E O MACHISMO TOTAL

Por Salete Maria

O caso Eliza Samudio
Que tem chocado o Brasil
Emerge como prelúdio
De um grande desafio:
Exortar nossa Justiça
Pra deixar de ser omissa
Ante o machismo tão vil!

Trata-se de um momento
De grande reflexão
Pois não basta só lamento
Ou alguma oração
É hora de provocar
Propondo um outro olhar
Sobre processo e ação

Saiu na televisão
Rádio, internet e jornal
Notícia em primeira mão
Toda manchete é igual:
Ex-amante de goleiro
(Aquele cheio de dinheiro!)
Sumiu sem deixar sinal

Muita especulação
– discurso de autoridade-
Uns dizem que é armação
Outros dizem que é verdade
Polícia e delegacia
Justiça e promotoria:
Fogueira de vaidades!

Mei-mundo de advogados
Investigação global
Cada um no seu quadrado
Falando em todo canal
Subjacente a tudo
Um peixe muito graúdo:
Androcentrismo total!

A mídia fala em Bruno
Eliza e gravidez
Flamengo, orgia e fumo
-esta é a bola da vez!-
Tem muito ‘especialista’
Em busca de alguma pista
Pra ser o herói do mês

E a história se repetindo
Mudando apenas o nome
Outra mulher sucumbindo
Sob ameaça dum homem
Uma vida abreviada
Cuja morte anunciada
A estatística consome

Assim é a violência
Lançada sobre a mulher
Ela pede providência
E cara faz o que quer
Mas a Justiça, que é lerda,
Machista, ‘fazendo merda’
Vem com papo de mané

E oito meses depois
Da ‘denúncia’ inicial
Que é o feijão com arroz
Do distinto tribunal
Nadica de nada existe
Mas autoridade insiste
Que isto, sim, é normal

Leia mais em Educação Política:

DEPOIS DA GENIAL ‘INÚTIL’, SÍMBOLO DAS DIRETAS-JÁ, ULTRAJE A RIGOR VOLTA À CENA POLÍTICA COM ‘EU GOSTO DE MULHER’
A ARTE DO CONVENCIMENTO OU A FILOSOFIA DA COBERTURA POLÍTICA DA VELHA MÍDIA
VIOLENTAMENTE PACÍFICO, VÍDEO DE GABRIEL TEIXEIRA, MOSTRA O ABISMO ENTRE A POLÍTICA E A SOCIEDADE NA VOZ DE MC LEO CARLOS
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: TODOS OS VERBOS, DE ZÉLIA DUNCAN, PORQUE AMAR É PROFUNDO…