Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 11 setembro, 2010

ANALFABETISMO FUNCIONAL ATINGE 20% DOS BRASILEIROS, DIZ IBGE, E O PROFESSOR É APONTADO COMO UMA DAS SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA

Professor: essencial para a educação

Da Agência Educação Política

Segundo um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 20% dos brasileiros não conseguem compreender textos, enunciados matemáticos e estabelecer relações entre assuntos, apesar de saberem ler e escrever, ou seja, são analfabetos funcionais.

O problema do analfabetismo funcional tem se tornado cada vez mais grave no Brasil e a saída para resolver essa questão passa por dois eixos principais segundo a pesquisadora da UNESP (Universidade Estadual Paulista) Onaide Correa de Mendonça: a revisão e reformulação dos métodos de aprendizagem ainda na fase inicial da escolarização e a valorização e capacitação dos professores.

O último item é ainda mais importante que o primeiro, já que de professores bem capacitados decorre a boa aplicação e a descoberta de eficazes métodos de ensino. O problema da educação no Brasil, seja ele em qualquer um dos níveis, não será resolvido sem bons professores. Uma escola se faz com bons professores. De nada adianta ter uma ótima infraestrutura, computadores, equipamentos de ponta, mil e uma atividades extracurriculares se o professor não for bom.

O professor tem um papel chave não só na educação escolar, como também na educação para a vida. Um professor forma não só um aluno, como também um ser humano. Em muitos casos, ensina como o aluno pode pensar, olhar a realidade, como pode construir seu papel no mundo e na sociedade.

O Brasil precisa redescobrir essa figura tão importante e crucial que é a do professor. Encontra-se nele, e apenas nele, a capacidade de fazer com que outros possam escrever, entender e pensar o mundo!

Analfabetismo funcional alto mostra fracassos na educação, diz pesquisadora
Rede Brasil Atual
Suzana Vier

São Paulo – O alto índice de analfabetismo funcional no Brasil detectado pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2009), divulgada na quarta-feira (8), é resultado de problemas no início da escolarização. A análise é da professora Onaide Schwartz Correa de Mendonça, coordenadora do curso de pedagogia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Presidente Prudente (SP).

Segundo o estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 20% dos brasileiros não conseguem compreender textos, enunciados matemáticos e estabelecer relações entre assuntos, apesar de conhecerem letras e números.

A Pnad também detectou que a taxa de analfabetismo está em queda no país, especialmente na região Nordeste. Desde 2004, a taxa caiu 1,8% em todo Brasil e 3,7% nos estados nordestinos. Entretanto, 14,1 milhões de brasileiros com 15 anos ou mais permanecem sem saber ler e escrever. Os números da pesquisa demonstram que a educação básica, de responsabilidade de estados e municípios, não anda bem. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

PRESIDENTE LULA TEM 30 ANOS DE HISTÓRIA POLÍTICA E A VELHA MÍDIA QUER QUE ELE JOGUE FORA PARA BENEFICIAR O CANDIDATO TUCANO
ACABOU A FARSA DO PAULISTA PAU-DE-ARARA; SERRA AGORA TEM QUE ENFRENTAR LULA NA TV
MARIO PRATA: ESTADÃO, FOLHA, GLOBO, VEJA E JORNAL NACIONAL ESTÃO PODRES
EXPERIÊNCIA DO IDEB MOSTRA QUE DIRETOR DE ESCOLA É TÃO IMPORTANTE QUE DEVERIA SER ELEITO PELA COMUNIDADE ESCOLAR

JOSÉ SERRA DEVERIA EXPLICAR EMPRESA DA FILHA VERÔNICA QUE ASSESSORAVA COMPRAS GOVERNAMENTAIS QUANDO ELE ERA MINISTRO

Arapongagem das Verônicas

Matéria da Carta Capital desta semana traz algumas questões para Serra.

O que José Serra precisa explicar:

1. É correto a filha (Verônica Serra) de um alto integrante do governo, no caso Ministro da Saúde, (José Serra) ter uma empresa para assessorar compras governamentais, inclusive no ministério comandado pelo pai?

2. Qual a opinião de José Serra sobre o fato de a sua filha, Verônica, ter sociedade com a irmã e braço direito de um banqueiro condenado a 10 anos de prisão?

3. O que Serra tem a dizer sobre o vazamento de informações provocados pela empresa da sua filha Verônica Serra, quando ele era ministro?

Veja trecho da matéria da Carta Capital:

Carta Capital: filha de Serra expôs sigilo de milhões de pessoas

A revista CartaCapital que está nas bancas nesta semana traz reportagem de Leandro Fortes que vai colocar em apuros o tucano José Serra. Segundo a reportagem, baseada em documentos oficiais, por 15 dias no ano de 2001, no governo FHC/Serra a empresa Decidir.com abriu o sigilo bancário de 60 milhões de brasileiros. A Decidir.com é o resultado da sociedade, em Miami, da filha de Serra, Verônica Serra, com a irmã de Daniel Dantas. Veja abaixo a reportagem de CartaCapital.

Extinta empresa de Verônica Serra expôs os dados bancários de 60 milhões de brasileiros obtidos em acordo questionável com o governo FHC

30 de janeiro de 2001, o peemedebista Michel Temer, então presidente da Câmara dos Deputados, enviou um ofício ao Banco Central, comandado à época pelo economista Armínio Fraga. Queria explicações sobre um caso escabroso. Naquele mesmo mês, por cerca de 20 dias, os dados de quase 60 milhões de correntistas brasileiros haviam ficado expostos à visitação pública na internet, no que é, provavelmente uma das maiores quebras de sigilo bancário da história do País. O site responsável pelo crime, filial brasileira de uma empresa argentina, se chamava Decidir.com e, curiosamente, tinha registro em Miami, nos Estados Unidos, em nome de seis sócios. Dois deles eram empresárias brasileiras: Verônica Allende Serra e Verônica Dantas Rodenburg.

Ironia do destino, a advogada Verônica Serra, 41 anos, é hoje a principal estrela da campanha política do pai, José Serra, justamente por ser vítima de uma ainda mal explicada quebra de sigilo fiscal cometida por funcionários da Receita Federal. A violação dos dados de Verônica tem sido extensamente explorada na campanha eleitoral. Serra acusou diretamente Dilma Rousseff de responsabilidade pelo crime, embora tenha abrandado o discurso nos últimos dias.

Naquele começo de 2001, ainda durante o segundo mandato do presidente FHC, Temer não haveria de receber uma reposta de Fraga. Esta, se enviada algum dia, nunca foi registrada no protocolo da presidência da Casa. O deputado deixou o cargo menos de um mês depois de enviar o ofício ao Banco Central e foi sucedido pelo tucano Aécio Neves, ex-governador de Minas Gerais, hoje candidato ao Senado. Passados nove anos, o hoje candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff garante que nunca mais teve qualquer informação sobre o assunto, nem do Banco Central nem de autoridade federal alguma. Nem ele nem ninguém.

Graças à leniência do governo FHC e à então boa vontade da mídia, que não enxergou, como agora, nenhum indício de um grave atentado contra os direitos dos cidadãos, a história ficou reduzida a um escândalo de emissão de cheques sem fundos por parte de deputados federais. (Texto Integral no Nassif)

Leia mais em Educação Política:

LAVANDERIA SEM CHAVE: JOSÉ SERRA TENTA GANHAR VOTO COM TEMA QUE INTERESSA PRINCIPALMENTE AOS CORRUPTOS

COINCIDÊNCIA OU SINTONIA: ENCONTRO DOS BLOGUEIROS ACONTECEU NO MOMENTO EM QUE SERRA DESPENCOU NAS PESQUISAS
PSDB ESTÁ ENTRINCHEIRADO EM QUATRO ESTADOS E PARTIDO DEVE ACABAR SE PERDER EM SÃO PAULO, PARANÁ, MINAS E GOIÁS

SERRA MOSTRA LULA NO HORÁRIO POLÍTICO E PROVA QUE PSDB NÃO TEM PROJETO POLÍTICO

GOVERNO LULA SOFRE COM A OPOSIÇÃO OLIGOPOLIZADA DA MÍDIA, MAS NÃO É EFICIENTE NA DEMOCRATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO

Telebrás pode alavancar internet

O governo do presidente Lula sofre há 8 anos com a oposição travestida de mídia. É uma espécie de ditadura da versão única.

Veja o caso do sigilo fiscal da Filha do Serra, é vergonhoso o papel da imprensa, principalmente paulista.

O renascimento da Telebrás foi uma esperança no sentido de avançar a internet, facilitando a multiplicação de idéias em blogs e sites.

É na Telebrás que apostamos as fichas da democratização e não em uma regulamentação das leis de radiodifusão, como na Argentina, via Congresso Nacional. Muito mais difícil de ser aprovada.

Nesse sentido, o governo deveria usar os recursos do Fistel para suprir toda a Telebrás, no sentido de agilizar uma grande rede de internet de alta velocidade no país. E assim, permitir acesso à Internet como se tem hoje com a  televisão, em quase 100% dos lares.

Mas, pela proposta orçamentária de 2011, só destinou R$ 400 milhões. O resto, pela matéria abaixo, terá de ser em briga no Congresso. Por que já não dar R$ 1,4 bilhão para a empresa, que é a previsão de orçamento?

Do Teletime

A proposta orçamentária destina R$ 400 milhões à estatal. O dinheiro sai da taxa de fiscalização paga pelo usuário de telecom.

O orçamento da Telebrás para o ano de 2011, enviado pelo poder Executivo para a aprovação do Congresso Nacional, inferior às necessidades estimadas, será custeado pelas taxas recolhidas pelas operadoras privadas para o Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (o Fistel). Conforme a proposta orçamentária, o governo está destinando R$ 400 milhões à estatal em 2011 e esses recursos virão do Fistel, fundo que é formado pelas taxas recolhidas em grande parte pelas operadoras de celular (para cada aparelho novo habilitado, as operadoras celulares pagam R$ 26,00 para o Fistel e, a cada ano, pagam R$ 13,00 para cada celular em serviço) e pelas demais empresas de telecomunicações, que pagam pelo número de usuários em cada central de telefonia ou de TV a cabo o de comunicação de dados.

O dinheiro do fundo, a princípio, deveria ser destinado a custear as atividades de fiscalização e de regulamentação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mas a maioria dos recursos é desviada para o Tesouro Nacional arcar com seus compromissos da dívida pública e demais programas de governo. A estimativa do Executivo é de que serão arrecadados quase R$ 5 bilhões este ano com essas taxas, das quais R$ 400 milhões vão para a Telebrás, R$ 326 milhões irão para a Anatel e no mínimo R$ 3,46 bilhões arrecadados com as duas taxas irão para os cofres do Leão. Em 2009, a arrecadação do Fistel extrapolou as estimativas, e chegou a R$ 5,3 bilhões.

A verba total da Anatel para o próximo ano será de R$ 467 milhões, 4,52% maior do que a deste ano (de R$ 448 milhões), sem considerar os recursos para o pagamento com a previdência e pessoal.

O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, informou que pretende conseguir, ainda este ano, outros R$ 600 milhões em créditos suplementares – que precisam ser aprovados pelo Congresso Nacional – e outros R$ 400 milhões no próximo ano, para alcançar as projeções de investimento de R$ 1,4 bilhão para este e próximo anos.

Leia mais em Educação Política:

ACABOU A FARSA DO PAULISTA PAU-DE-ARARA; SERRA AGORA TEM QUE ENFRENTAR LULA NA TV

O PRESIDENTE LULA FOI NO PONTO CRUCIAL: CADÊ O SIGILO DE VERÔNICA SERRA? CADÊ O SIGILO DE EDUARDO JORGE?
JOSÉ SERRA, QUE SE REÚNE À PORTA FECHADA COM MILITARES, QUERIA QUE LULA CENSURASSE A INTERNET

SERRA: GOLPISMO INCONSEQUENTE CONTRA A DEMOCRACIA E COM ACUSAÇÕES SEM PROVA

PARA FIDEL CASTRO, MODELO CUBANO JÁ NÃO FUNCIONA NEM PARA ELES MESMOS

Viva la revolución!

Da Agência Educação Política

Apesar da inegável importânica de Cuba para a história das revoluções e das conquistas humanas, de forma geral, o próprio líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, reconhece que o modelo de socialismo implantado no país é falho e, no contexto atual, não serve sequer para eles mesmos, quanto mais para o restante do mundo. A exportação da revolução cubana que outrora foi um sonho do líder revolucionário, agora é vista com mais cautela.

O modelo cubano tem, de fato, algumas falhas, como aliás as tem qualquer outro sistema de governo. O principal problema de Cuba sempre foi a falta de itens básicos que garantissem o bem-estar da população, enquanto a sáude, a educação e os outros serviços públicos sempre receberam muitos investimentos, destacando-se entre os melhores do mundo.

Talvez, o reconhecimento dessas lacunas tenha feito Fidel Castro dar uma declaração como essa, menos revolucionária e mais refletida na própria realidade. No entanto, como dito, há defeitos em todos os modelos de governo e Cuba deve ser respeitada por ter tido a coragem de ser revolucionária, por ter acreditado em uma outra realidade, de mais igualdade e convívio social, e por ter tentado colocá-la em prática.

Não há sistemas perfeitos, mas é preciso manter vivo o espírito de luta e sonho por uma realidade mais justa, neste sentido, a revolução sempre é válida!

Fidel: O modelo cubano já não funciona nem para nós
Revista Fórum
David Brooks

Fidel Castro, ao responder a pergunta sobre se ainda valia exportar o modelo cubano, afirmou: “o modelo cubano já não funciona nem para nós”.

Na segunda parte da entrevista concedida a Jeffrey Goldberg, correspondente da revista The Atlantic, Castro surpreende o jornalista com a afirmação, igual a quando convidou o mesmo para ver os golfinhos no aquário com ele. Goldberg convidou uma das especialistas sobre Cuba e América Latina mais reconhecidas, Julia Sweig, do Conselho de Relações Exteriores, para acompanhá-lo na entrevista com Castro, e conta que pediu a ela que interpretasse a afirmação.

Sweig considerou que Castro “não estava negando as ideias da Revolução. Eu tomei isso como um reconhecimento de que, sob o ‘modelo cubano’, o Estado tem um papel de muita importância na vida econômica do país”, e também, talvez, para abrir espaço para seu irmão Raúl implementar reformas econômicas.

Goldberg reforça que agora que Cuba começa a adotar algumas das ideias que os Estados Unidos propagaram durante um bom tempo, ou seja, um setor privado mais amplo, a piada é que os estadunidenses não poderiam participar da abertura por causa da política hipócrita e estupidamente destrutiva do embargo. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

MAIS UM CAPÍTULO DA CRÔNICA DA VELHA MÍDIA: AS 21 EDIÇÕES PERFEITAS DO JORNAL NACIONAL
PRESIDENTE LULA TEM 30 ANOS DE HISTÓRIA POLÍTICA E A VELHA MÍDIA QUER QUE ELE JOGUE FORA PARA BENEFICIAR O CANDIDATO TUCANO
ARTE URBANA: TRANSFERÊNCIA E TRANSFORMAÇÃO PARA ALÉM DO GRAFITE
ACABOU A FARSA DO PAULISTA PAU-DE-ARARA; SERRA AGORA TEM QUE ENFRENTAR LULA NA TV


%d blogueiros gostam disto: