Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

A NATUREZA DO ‘MAL A EVITAR’

Massa viva! Povo livre!

Da Agência Educação Política

O Jornal O Estado de S. Paulo, como grande parte dos leitores já deve saber, e como o Educação Política noticiou em post recente , decidiu admitir o apoio editorial do Jornal à candidatura do tucano José Serra. As circunstâncias do episódio, como se deu a tomada de consciência por parte do veículo, tudo isso já está sendo discutido.

No entanto, há um ponto no editorial histórico publicado pelo Jornal que merece especial atenção e análise, pois ele revela a real natureza da intenção da velha mídia nestas eleições e também sintetiza muito bem seu legado histórico e social. O Estado de S.Paulo justifica o apoio a Serra dizendo fazer isso para evitar um mal maior.

Permanece nessa expressão um tom generalizante, nebuloso e ao mesmo tempo redentor que o Jornal pretende associar a si mesmo. Quando se analisa o papel desempenhado pela grande mídia brasileira em momentos importantes da nossa história, percebe-se claramente que ela sempre apoiou aquilo que existe de mais conservador e distante do verdeiro espírito popular.

A grande mídia sempre se manteve distante do povo, sempre acreditou na minoria intelectualizada e elitizada, sempre quis um governo de minorias. Revolução popular, povo no poder, povo consciente e com força econômica e política, tudo isso sempre empalideceu a grande mídia.

Essas características todas, a dissociação com o povo, o apoio a governos e governantes autoritários, tudo isso leva a crer que esse mal a evitar não seja outra coisa que não a própria democracia. A grande mídia não quer a democracia que Lula e Dilma representam, ela não quer um governo do povo, nunca quis, ela quer um Brasil de minorias e não de multidões, ela teme a força das multidões e prefere chamar a popularidade do presidente Lula de reedição das piores ditaduras do planeta que mantinham sob controle uma ‘massa hipnotizada’.

Freud explica a velha mídia! Nada mais nada menos do que uma sutil e imperceptível projeção. A velha mídia transfere para Lula a responsabilidade por um autoritarismo que na verdade ela quer para si. Ela quer controlar as coisas e as pessoas através do que existe de mais conservador e antidemocrático. Lula é tudo aquilo que a grande mídia gostaria de ser, mas no sentido inverso.

Afinal, o que a grande mídia não percebe é que a grande diferença entre ditadura e democracia é que na democracia um líder se faz popular por conquistar e governar para o povo e na ditadura, ele se faz temido por controlar e comandar o povo. Nas ditaduras é que existe “massa hipnotizada”, como eles querem dizer, na democracia existe um povo consciente, que apenas reconhece, livre, as mudanças sentidas na sua própria vida. Isso não é hipnotizar, é viver!

O que existe com Lula é uma massa viva, e é essa massa viva o mal a evitar, em outras palavras, é essa massa viva a própria democracia!

Sobre isso, vale a pena ler texto publicado na Carta Maior:

MÍDIA DEMOTUCANA SAI DO ARMÁRIO E ASSUME:
O MAL a EVITAR É A DEMOCRACIA

Leia mais em Educação Política:

BRASIL, MOSTRA A TUA CARA: ESTADÃO ASSUME CANDIDATURA SERRA A UMA SEMANA DA ELEIÇÃO
CONCENTRAÇÃO DA MÍDIA NO BRASIL É INCOMPATÍVEL COM QUALQUER IDEIA DE DEMOCRACIA EFETIVA E INTERESSE PÚBLICO
INTELECTUAIS PARTICIPAM DE ABAIXO-ASSINADO CONTRA A PARTIDARIZAÇÃO DA VELHA MÍDIA
EM OPORTUNO ARTIGO, LEONARDO BOFF DIZ TUDO QUE VAI PELA EXISTÊNCIA OCA DA VELHA MÍDIA BRASILEIRA

4 Respostas para “A NATUREZA DO ‘MAL A EVITAR’

  1. Chico Cerrito 27 setembro, 2010 às 4:11 pm

    A imprensa majoritária, a do oligopólio, não disfarça sua ideologia neoliberal e de condenação a priori de qualquer ação oriunda de um governo popular, de ações que tragam ou proponham a distribuição justa das riquezas, ou bem estar para o conjunto da população.
    Até um âncora do canal de televisão que ainda é o de maior audiência, também articulista e apresentador de programas de entrevistas e debates na TV a cabo, por sinal em programas cujos convidados são exclusivamente admiradores do governo anterior ou pontas de lança do neoliberalismo, várias vezes já fez no ar, em seus programas da TV por assinatura, perguntas do tipo “E se todos passarem a consumir, como será?”, ou referências semelhantes, com o semblante de preocupação, daquela preocupação dos se arvoram no direito do consumo apenas para alguns, bem ao gosto da direita excludente, daquela que em vez de se preocupar em distribuir consumo e bem estar para toda população, se preocupa se vai poder manter privilégios exclusivos injustificados.
    Isto dentro de uma concessão pública dessas que meros concessionários se consideram proprietários por direito e de fato.
    O padrão de nossa imprensa, é o de exigir concorrência para os outros, principalmente em setores sob administração do estado, mas nunca em seus quintais, nesse lugar não admitem presença de “estranhos”, o poder e a opinião a ser divulgada é a deles e ponto final, qualquer tentativa de democratização da informação, da exigência de divulgação da diversidade e do contraditório de opiniões é vista como um “atentado a liberdade da imprensa”.
    Ora, o “atentado a liberdade de imprensa” é dado, já foi perpetrado e petrificado, por eles mesmos, a imprensa majoritária e oligopolista.
    Essa liberdade está morta no Brasil, ou ao menos em estado de vida suspensa.
    A respeito dessa liberdade de imprensa, das manchetes expostas nas bancas, foi publicado nesta data um artigo interessante, de título “A banca dos horrores” de Marcelo Migliaccio, que considero interessante a leitura, no endereço:
    http://www.jblog.com.br/rioacima.php?itemid=23767

    Curtir

  2. Pingback: MUITO BOM: NOVA VERSÃO PARA “E AGORA, JOSÉ?”, DE DRUMMOND, POR ADILSON FILHO « Educação Política

  3. Pingback: IMPRENSA INTERNACIONAL RETRATA MELHOR A REALIDADE POLÍTICA BRASILEIRA DO QUE A IMPRENSA NACIONAL « Educação Política

  4. Pingback: FOLHA DE S.PAULO CENSURA SITE INDEPENDENTE « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: