Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 15 outubro, 2010

EXPOSIÇÃO NO MASP REÚNE EXEMPLOS DA PINTURA ALEMÃ PRODUZIDA NOS ÚLTIMOS 20 ANOS

Perambulando" (Wandering/Wandern; 2008; óleo sobre tela; 605 x 283 x 5 cm), de Franz Ackermann

Da Agência Educação Política

A exposição ‘Se Não Neste Tempo – Pintura Alemã Contemporânea: 1989-2010’ traz 83 obras de 26 artistas produzidas em diversas cidades da Alemanha. A exposição tem dois objetivos principais: mostrar a arte produzida na Alemanha depois da unificação (pós-Muro de Berlim) e valorizar a pintura como uma das formas de arte por excelência.

Sobre o último objetivo da exposição, vale dizer que a pintura vem ganhando cada vez mais espaço e sendo valorizada no que diz respeito à sua estética e realidade própria, mesmo em um contexto onde o virtual parece ser quase onipresente. Embora a pintura tenha sido condenada por muitos ao desaparecimento em razão da vinda da era digital e das imagens em infinitas dimensões, a mais espiritual e imaterial das artes, como diz Hegel, soube usar dessa avalanche de modernidade sem perder suas características próprias. Ela integrou-se sem desintegrar-se e, com isso, conseguiu mais popularidade e visibilidade do que tinha antes.

Entre os artistas que têm trabalhos expostos na mostra estão alguns já consagrados, como Gerhard Richter e A. R. Penck, e talentos de gerações mais jovens, como Jonathan Meese, Tim Eitel, Albert Oehlen e Werner Büttner.

Figura Danificada" (Damaged Figure/Angeschlagene Figur; 2004; óleo sobre tela; 240 x 190 cm), de Werner Büttner

Olhando as obras que estão reunidas na exposição que fica no MASP até janeiro de 2011, o que se percebe é de fato como a pintura contemporânea tem se apropriado dos símblos da modernidade, do capitalismo, da sociedade globalizada e midiatizada, para produzir uma arte moderna que não busca romper com um passado e sim compor juntamente com ele.

"Um Belo Domingo" (A beautiful Sunday/Ein schöner Sonntag; 1967; óleo sobre eucatex; 94,5 x 118,7 cm), de Wolfgang Mattheuer

A pintura alemã e a pintura no mundo, como um todo, vem esboçando um movimento interessante no qual os pincéis olham para o mundo ao seu redor e depois redescobrem-se na história das artes plásticas ou dentro de si mesmos!!

Aviso aos navegantes:
Se Não Neste Tempo – Pintura Alemã Contemporânea: 1989-2010
Onde: Masp, Av. Paulista, 1.578, São Paulo (SP)
Quanto: R$ 15 e grátis às terças para todos os visitantes
Quando: até 9/1/2011

Leia mais em Educação Política:

QUANDO A VASSOURA É UM INSTRUMENTO MUSICAL
BALÉ E NATUREZA, DANÇA E TEATRO, LUZ E MOVIMENTO, A ARTÍSTICA DUALIDADE DE UM DIRETOR E SEU ESPETÁCULO
CONCERTO EM RÉ MAIOR PARA TROMPETE, LEOPOLD MOZART
O BRASIL PELO OLHAR ESTRANGEIRO

SERRA MIL CARAS: ELEITORES DE DILMA ROUSSEFF TENTAM REVERTER BAIXARIA DA CAMPANHA DE SERRA NA INTERNET COM VÍDEOS POSITIVOS

Do Blog do Rovai

Conversando com alguns tuiteiros há pouco tive uma idéia que queria compartilhar com vocês.

Ninguém agüenta mais essa onda de spams atacando a candidatura Dilma das formas mais torpes possíveis. Aliás, o Rodrigo Vianna desmascarou um desses esquemas bandidos no seu blogue.

Mas não é fácil lidar com isso.

Porque não dá para fazer o mesmo e sair por aí espalhando ataques pessoais contra o candidato Serra. Isso transformaria a campanha num lamaçal. E na lama, quem leva são os que estão acostumados com ela.

Poderíamos inverter esse jogo.

Contra um email bandido, muitos emails sinceros a favor do Brasil.

Cada um gravaria um depoimento em vídeo explicando os motivos que o levam a querer que o Brasil siga o rumo que se iniciou com Lula em 2002. O ideal seria vídeo, porque isso levaria a pessoa te ver, te ouvir…mas se não der pode ser texto.

Os vídeos seriam curtos. Feitos ou com câmeras fotografias ou mesmo com a câmera do computador.

O depoimento seria postado no youtube e enviado para a sua lista de amigos.

Depois se você recebesse um depoimento bonito e legal de outra pessoa, também repassaria.

Essa corrente iria sendo alimentada e você teria vários depoimentos pra passar pra frente. De repente recebe um baita depoimento de um jovem, passa pra sua lista de amigos jovens. Se rola de um idoso, prioriza as pessoas mais velhas.

Isso serviria tanto pra responder esses emails canalhas, quanto para convencer um amigo.

Legal seria se a campanha da Dilma gravasse uns 50, 100 depoimentos desses de gente que vive nos extremos do país e ajudasse na construção dessa corrente.

Mas isso é outra história.

Quem topa participar bota o dedo aqui e faz um comentário aí embaixo.

Vamos virar esse jogo dos emails na internet.

Fazendo exatamente o jogo que eles não estão acostumados.

O jogo limpo.

Atualizando:
1) Segue o primeiro depoimento sugerido. Esse você já pode passar pra frente.

2) Quem tiver gravado os seus vai postando o link aí nos comentários que até o fim do dia eu vou fazer um post com eles.

3) A campanha da Dilma me procurou e está pensando em tornar essa idéia em algo da campanha. “Dilma é muitos, Serra Mil Caras”.

Leia mais em Educação Política:

1989-2010: VINTE ANOS SE PASSARAM, MAS A VELHA MÍDIA CONTINUA A MESMA
BRASIL, MOSTRA A TUA CARA: ESTADÃO ASSUME CANDIDATURA SERRA A UMA SEMANA DA ELEIÇÃO
JORNALISMO NO FUNDO DO POÇO: FOLHA DE S.PAULO, A ESCANDALOSA
FOLHA DE S.PAULO FAZ JORNALISMO BOA NOITE CINDERELA: FILIADO AO PSDB, EX-PRESIDIÁRIO VIRA CONSULTOR E EMPRESÁRIO

ARMADILHA DO ABORTO É IDEAL PARA A VELHA MÍDIA E MUITO RUIM PARA O BRASIL

Vista essa camisa!

Agência Educação Política

O aborto tem servido perfeitamente às pretensões conservadoras e manipulativas da velha mídia brasileira. O tema tem dominado as discussões eleitorais, sendo explorado até a última gota e, enquanto isso, questões importantes para o Brasilque envolvem a real discussão de projetos e programas de governo, têm sido deixadas de lado. Mais uma vez, a lógica que vale é a do interesse privado e partidário em prejuízo do interesse público.

A velha mídia usa o aborto como forma de atingir de forma negativa a candidata petista à presidência da república Dilma Rousseff e o faz sem o menor escrúpulo. Sobre o aborto e Dilma a questão é uma só: a candidata prefere ver o tema como um problema de saúde pública que de fato atinge uma em cada cinco mulheres brasileiras. Ou seja, o aborto é uma realidade que vai além de proselitismo religioso ou político. Dilma sintetizou muito bem a questão no último debate exibido na Rede Bandeirantes entre os presidenciáveis. Ela disse: “Entre prender e atender a mulher que faz um aborto, eu fico com atender”.

A fala de Dilma é suficiente, ela sustenta e define muito bem a questão, no entanto, há uma velha mídia que insiste em mostrar a realidade à sua maneira, em criar coisas que não existem de fato. O mais impressionante é que, em matéria de ser favorável ao aborto, Serra sai bem à frente de Dilma, poderia, portanto, ser o mais atingido por esse tipo de preconceito que a sociedade fabrica. No entanto, não sai uma linha sobre Serra e o aborto na velha mídia. Já sobre Dilma…

Aborto é armadilha da direita

A mídia evita tratar dos grandes temas para impor uma pauta carregada de ignorância, preconceitos e dogmas religiosos

Brasil de Fato

Por Altamiro Borges

Nas manchetes dos jornalões e nos monólogos da televisão, a direita tenta forçar a candidatura Dilma Rousseff a discutir unicamente o tema do aborto. A mídia evita tratar dos grandes temas nacionais, das diferenças abissais de projetos entre os dois concorrentes no segundo turno e se esforça para impor uma pauta carregada de ignorância, preconceitos e dogmas religiosos.

A armadilha é visível. Na campanha, Dilma tratou o tema como uma questão de saúde pública, evitando visões simplistas. Já o demotucano Serra até poderia ser mais facilmente prejudicado pelos preconceitos. Como ministro da Saúde de FHC, ele liberou o uso da “pílula do dia seguinte”. Em 1998, ele também foi demonizado pela cúpula da Igreja Católica por normatizar a realização do aborto nos casos previstos em lei. Agora, ele simplesmente foi poupado pela direita e sua mídia.

A demonização de Dilma

Entre as baixarias da campanha da direita, muitos avaliam que este tema foi um dos responsáveis pelas surpresas nos últimos dias do primeiro turno – queda de Dilma Rousseff, identificada com as lutas  feministas, e crescimento de Marina Silva, evangélica e conservadora. Serra, blindado pela mídia, acabou se beneficiando da polêmica travada entre as duas candidatas mulheres. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

VÍDEO: REDE GLOBO OMITE ESCÂNDALO TUCANO, MAS RECORD FAZ JORNALISMO
SERRA NA MIRA DA FICHA SUJA: O TUCANO TEM 17 PROCESSOS ENQUANTO DILMA NÃO POSSUI NENHUM
DUAS HISTÓRIAS SOBRE O VOTO CONSCIENTE EM JOSÉ SERRA, DO PSDB
MÁRIO COVAS E BRIZOLA NÃO VACILARAM; APOIARAM LULA E O PT CONTRA O CANDIDATO CONSERVADOR; E AGORA MARINA?

%d blogueiros gostam disto: