Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 20 outubro, 2010

BELO E ATUAL: FILME “INTERVOZES- LEVANTE SUA VOZ”, DE PEDRO EKMAN E EQUIPE

Da Agência Educação Política

Para pensar a liberdade,
humana,
de imprensa
e de expressão.
Para pensar a realidade,
a vida,
as coisas,
a sociedade!
Para pensar o país,
os próximos anos,
o futuro que imaginamos no coração.
Para pensar a beleza,
a igualdade,
ouvir a voz da natureza…
Para defender a mudança,
o público,
a pluralidade,
a democracia que avança,
o sonho que não descansa…

O filme, sugestão de Chico Cerrito, segue em duas partes:

Veja e leia mais em Educação Política:

FOLHA: SHEILA RIBEIRO, QUE É FILHA DE MILITANTE DO PSDB, DIZ QUE SUA EX-PROFESSORA, MÔNICA SERRA, FEZ ABORTO NO CHILE
VÍDEO: REDE GLOBO OMITE ESCÂNDALO TUCANO, MAS RECORD FAZ JORNALISMO
A VERTIGEM PARISIENSE DE ÉDOUARD MANET
CONCERTO EM RÉ MAIOR PARA TROMPETE, LEOPOLD MOZART

CAFÉ COM LEITE: PSDB DE AÉCIO QUEBROU O SIGILO FISCAL DE EDUARDO JORGE, DO PSDB DE SERRA

Caiu a máscara pela segunda vez.

A política do café com leite e pão de queijo recheado com quebra de sigilo

A primeira foi a história do aborto, que não se fala mais. Agora é a vez do sigilo fiscal.

As informações vazadas até o momento dão conta de que Amauri Jr foi o mandante da quebra de sigilo de Eduardo Jorge do PSDB. O repórter afirmou que pediu a quebra de sigilo para proteger Aécio Neves de José Serra. Se até o Aécio precisa de proteção de José Serra, imagina seus adversários.

A quebra do sigilo aconteceu quando ele trabalhava no Jornal Estado de Minas, ligado ao governador mineiro Aécio Neves. Na época da quebra, setembro de 2009,  Aécio e Serra viviam em guerra pela candidatura à presidência.

As evidências são fortíssimas de que o PSDB mineiro está por trás da quebra de sigilo do PSDB paulista. Para Nassif, isso já é uma certeza da Polícia Federal.

“A conclusão final do inquérito foi a de que Amaury trabalhou no dossiê a serviço do Estado de Minas e do governador Aécio Neves – como uma forma de se defender de esperados ataques de José Serra”, diz Nassiff.  (Texto completo)

O candidato José Serra provavelmente já sabia disso, mas acusou sem provas a candidata Dilma Rousseff de estar ligada à quebra de sigilo e deve continuar a fazer isso com o apoio da grande mídia.

A reportagem da Folha, publicada na Folha on line também nos faz crer de que foi uma guerra interna do PSDB. Veja trecho:

“O repórter disse que iniciou seu trabalho de investigação quando era funcionário do jornal “Estado de Minas”, para “proteger” o ex-governador tucano Aécio Neves –que à época disputava internamente no PSDB a candidatura à Presidência.

Amaury não admitiu que pagou pelos dados nem que pediu a quebra de sigilo fiscal dos tucanos. O despachante Dirceu Rodrigues Garcia, porém, declarou à PF que o jornalista desembolsou R$ 12 mil em dinheiro vivo e que entregou a ele as informações protegidas por lei.

Amaury não disse à polícia se recebeu ou não orientação de Aécio ou de outros políticos de PSDB de Minas para levar adiante a pesquisa. Afirmou que iniciou a apuração após ter tomado conhecimento de que uma equipe de inteligência liderada pelo deputado Marcelo Itagiba (PSDB-RJ), ligado a Serra, estaria reunindo munição contra Aécio.” (Texto completo )

Leia mais em Educação Política:

QUANDO JOSÉ SERRA ATACA O PT COMO INSTITUIÇÃO ESTÁ ATACANDO MARINA SILVA TAMBÉM
FOLHA: SHEILA RIBEIRO, QUE É FILHA DE MILITANTE DO PSDB, DIZ QUE SUA EX-PROFESSORA, MÔNICA SERRA, FEZ ABORTO NO CHILE
DUAS HISTÓRIAS SOBRE O VOTO CONSCIENTE EM JOSÉ SERRA, DO PSDB
MÁRIO COVAS E BRIZOLA NÃO VACILARAM; APOIARAM LULA E O PT CONTRA O CANDIDATO CONSERVADOR; E AGORA MARINA?

DE COMO A GRANDE IMPRENSA SE TORNOU O QUE ELA É: REDUTO IDEOLÓGICO, OLIGOPÓLIO MANIPULADOR E VOZ ANTI-DEMOCRÁTICA

A mão de ferro da grande imprensa assinala o controle, afasta a liberdade!

EDUCAÇÃO POLÍTICA VOCÊ FAZ

Por Chico Cerrito

Lamentável o uso que se faz da imprensa no Brasil.
Um instrumento nobre que deveria ser usado, com toda ética e cuidado, para informar a realidade à população, para narrar o cotidiano, para análises que espelhassem a diversidade de idéias e opiniões, para fomento da cultura, da arte, da educação e para a discussão de temas importantes, vem sendo usado sistematicamente para manipulação política eleitoral para perpetuação de um estado de profunda injustiça social, para exacerbação desenfreada do consumo dos bens de anunciantes da mídia lucrativa, muitas vezes produtos sem qualidade e até mesmo nefastos a saúde.

E quem faz isto e a quem interessa esse modo de ação?
Ao oligopólio midiático que prega o mercado inteiramente livre, apenas fraca e meramente regulado, mas não admite qualquer concorrência em seu quintal, nem sequer regulação.
Este mesmo oligopólio, de meia dúzia de famílias, possuidoras de dezenas de propriedades cruzadas, entre jornais, revistas, canais de televisão abertas e por assinatura, rádios AM e FM, provedores de internet,canais de telecomunicações etc, fato inadmissível em países democráticos.

Esse cartel perverso ao povo brasileiro, que desinforma, deforma, reduz a qualidade ao impensável de maneira a maximizar seus lucros de oligopólio também publicitário.
Os empregados desse oligopólio, de formação e cultura cada vez mais baixo, hoje quase focas amestradas ou pessoas sem moral, escrevem para agradar seus patrões, nem podem ser chamadas de jornalistas, restam poucos jornalistas de alto nível atuantes nessa mídia corporativa patronal.
E agora querem a qualquer preço, retornar ao poder, voltar a concentrar renda, ceder ao mercado internacional o Pré-sal em troco de algumas migalhas, evitando que seus lucros sejam aplicados em educação, ciência e tecnologia, saneamento, saúde. Saiba mais

%d blogueiros gostam disto: