Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 3 novembro, 2010

FULANINHA, MAIS UM SOM DE LUÍSA MAITA

Luísa Maita, o nome atual da MPB brasileira, sucesso de crítica e público, já marcou presença aqui no Educação Política em post recente, deixando como marca seu som suave, de ritmo contagiante, original, regado por uma quase imperceptível sensualidade urbana, como dissemos na época.

As impressões sobre a qualidade de Luísa Maita vão se confirmando a cada nova música. Ao ouvi-la é impossível não sentir-se modificado de alguma forma. Seu som traz um swing, uma empolgação, um delírio por meio de acordes bem marcados e pela sua voz gostosa de ouvir.

Por tudo isso, o Educação Política repete a dose de Luísa Maita.

Para ouvir e fazer ouvir!

Ouça mais em Educação Política:

CHEGA DISSO NA VOZ DE ALZIRA ESPÍNDOLA
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: O SOM VELA ABERTA DE WALTER FRANCO
MÚSICA, HUMOR E ALEGRIA. É A TRUPE CHÁ DE BOLDO
DEPOIS DA GENIAL ‘INÚTIL’, SÍMBOLO DAS DIRETAS-JÁ, ULTRAJE A RIGOR VOLTA À CENA POLÍTICA COM ‘EU GOSTO DE MULHER’

ÚLTIMOS DIAS DA 34ª MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA

Cartaz com ilustração de Kurosawa

Da Agência Educação Política

A Mostra Internacional de Cinema começou dia 22 de outubro em São Paulo e segue até o próximo dia 4 de novembro. Em parceria com o Instituto Tomie Ohtake e o Museu de Arte de São Paulo (Masp) a mostra traz mais de 450 filmes e exibe exposições em homenagem ao centenário de Akira Kurosawa, um dos homenageados da Mostra, e foto inéditas do cineasta alemão Win Wenders.

Akira Kurosawa é, sem dúvida, um dos grandes nomes da Mostra esse ano. Um de seus desenhos ilustra um cartaz de divulgação do evento e seu clássico “Rashomon” (1950) será exibido em versão restaurada para delírio dos cinéfilos de plantão. Além do incrível cineasta japonês e das novidades trazidas com O Festival da Juventude em sua 11ª edição, a Mostra esse ano resvala no território do expressionismo no cinema por meio da exibição de nova cópia restaurada de Metrópolis (1927), clássico do alemão Fritz Lang.

A programação completa da Mostra está disponível no site oficial do evento. Pra quem gosta de cinema, das fascinações e sutilezas que embalam a sétima arte, vale a pena aproveitar esses últimos dias. Com certeza, a Mostra participa de tudo aquilo que o cinema tem de lúdico, de inteligente, de sensível, de humano, de belo, de eterno…

Segue trecho de Metrópolis, de Fritz Lang, com toda a liberdade, deformação da realidade com o objetivo de resgatá-la em sua essência mais crua e humana, com toda a alma no seu sentido mais grotesco e sublime, com tudo aquilo que faz do expressionismo um gênero difícil e cada vez mais sedutor para o cinema.

Vi no site da Rede Brasil Atual

Leia mais em Educação Política:

SHOW DE ANIMAÇÃO NOS MUROS DA CIDADE
A MISSÃO DAS FOLHAS, RUY BELO
EU QUE SE REALIZA NA OBRA: EXPOSIÇÃO DE IBERÊ CAMARGO DEIXA VER ARTISTA POR TRÁS DA TELA
OFF BIENAL REÚNE OBRAS DE 62 ARTISTAS ENTRE PINTURAS, ESCULTURAS, FOTOGRAFIAS E INSTALAÇÕES
%d blogueiros gostam disto: