Categorias
ESTADO DA ARTE

TELHADOS DE PARIS, NEI LISBOA

Uma gostosa reunião de imagens para ilustrar esta bela e imortal canção de Nei Lisboa.

Canção de uma poesia absurda, de uma letra muda, de um som do mundo! Para dizer a quem se ama, a quem se tem saudade, a quem chama a memória, a quem faz bem a palavra ou a melodia de uma história!

Para ouvir e fazer ouvir!

Venta
Ali se vê
Onde o arvoredo inventa um ballet
Enquanto invento aqui pra mim
Um silêncio sem fim
Deixando a rima assim
Sem mágoas, sem nada
Só uma janela em cruz
E uma paisagem tão comum
Telhados de Paris
Em casas velhas, mudas
Em blocos que o engano fez aqui
Mas tem no outono uma luz
Que acaricia essa dureza cor de giz
Que mora ao lado e mais parece outro país
Que me estranha mas não sabe se é feliz
E não entende quando eu grito

O tempo se foi
Há tempos que eu já desisti
Dos planos daquele assalto
E de versos retos, corretos
O resto da paixão, reguei
Vai servir pra nós
O doce da loucura é teu, é meu
Pra usar à sós
Eu tenho os olhos doidos, doidos, já vi
Meus olhos doidos, doidos, são doidos por ti

Ouça mais em Educação Política:

POPULAR E CLÁSSICO: GAROTA DE IPANEMA EM UMA BELA EXECUÇÃO
FADO TROPICAL, CHICO BUARQUE E RUY GUERRA
A VITALIDADE CRIADORA DA MPB, CADA VEZ MAIS ENTRE A ARTE E O TRONO DO MERCADO MUSICAL
CONCERTO EM RÉ MAIOR PARA TROMPETE, LEOPOLD MOZART
Categorias
AGÊNCIA EP ESTADO DA ARTE

BIENAL DE ARTE NAÏF EM SUA 10ª EDIÇÃO MOSTRA UMA ARTE PARA ALÉM DOS RÓTULOS E DEFINIÇÕES

Beija Flor

Da Agência Educação Política

Arte Naïf é conhecida como a arte primitiva contemporânea, produzida por artistas que não necessariamente tenham formação nessa área e que, portanto, deixam de lado alguns aspectos acadêmicos, bem como alguns rigores formais que acompanham as artes plásticas de forma geral.

No entato, para além dessas divisões, a arte naif, também chamada de ingênua, vem construindo um estilo próprio marcado justamente pela simplicidade da representação, pelo desequilíbrio no uso das formas, pelo uso das cores primárias e fortes, pela obra feita sem muitas nuances ou sutilezas que se aproxima de um retrato mais livre da realidade que, nem por isso, faz-se de qualidade inferior. Pelo contrário, as obras são de uma beleza plástica surpreendente. Trazem uma delicadeza misturada a uma estética expressiva que lembra a graça peculiar ao produto artesanal.

Conversa de Compadre

A Bienal Naïfs do Brasil, promovida pelo SESC Piracicaba, chega à sua 10ª edição e apresenta 111 obras de 80 artistas diferentes que privilegiam a poética do popular e suas possíveis significações, valorizando as representações que caracterizam aspectos naïfs.

Resistindo a modernidade

O evento, sem dúvida alguma, contribui para mostrar um outro estilo de se fazer arte que mistura a liberdade impressionista com a simplicidade do concretismo, criando algo completamente diferente de ambos os estilos a partir de uma forma de fazer arte que, sem muito compromisso com a forma, acabou por criar sua própria forma.

E assim é o mundo da arte. Nele as coisas se inspiram e se criam, mesmo sem sabê-lo. Faz parte do ser artístico e como o popular o completa de forma tão democrática e bela!

BIENAL NAÏFS DO BRASIL 2010
SESC Piracicaba
Quando: 19/08 a 12/12.
Terça a sexta, das 13h30 às 21h30. Sábado, domingo e feriados, 9h30 às 17h30.
Mais informações: Portal do SESC – Bienal Naif

Bíblia
Tatu

Veja mais em Educação Política:

PUNKS NO BRASIL: ELES QUERIAM ABRAÇAR A LIBERDADE!
ALGUNS VERSOS DE DORA FERREIRA DA SILVA
EXPOSIÇÃO NO MASP REÚNE EXEMPLOS DA PINTURA ALEMÃ PRODUZIDA NOS ÚLTIMOS 20 ANOS
NOS LIMITES DO PROSAICO, NA ARTE DO COTIDIANO