Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Mensais: dezembro 2010

A DISCUSSÃO SOBRE DIREITOS AUTORAIS NO MINISTÉRIO DA CULTURA ENVOLVE ARTISTAS E SOCIEDADE

A relação mutualística entre sociedade e artista está no centro da discussão sobre direito autoral

A questão dos direitos autorais é bastante polêmica e gera muitas discussões seja no âmbito político, seja na cena cultural. Os artistas querem que o direito autoral seja assegurado e preservado da melhor forma possível para que o valor de seu trabalho seja reconhecido e respeitado. Mas, por outro lado, também se pode pensar que o artista para criar, produzir, sempre se apropria da realidade social, da cultura de um povo, enfim, de elementos universais que, à priori, pertencem a todos.

Isso gera muita discussão. No entanto, é necessário proteger o direito de criação, o direito intelectual, embora este, em tempos de internet, habite uma fronteira cada vez mais tênue. A discussão sobre os direitos autorais está no centro dos debates no Ministério da Cultura. A nova ministra, Ana de Hollanda, irmã do músico e compositor Chico Buarque de Hollanda, afirmou que a questão de fato é polêmica e precisa respeitar os acordos internacionais, como mostra notícia publicada pela Agência Brasil.

A necessidade de rever tudo que diz respeito à lei de direitos autorais e de consultar a sociedade e também juristas, não é descartada pela nova ministra. Além disso, ela já antecipou que não pretende subordinar o órgão responsável pela arrecadação dos direitos autorais, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) ao governo, mas que também não vê a cultura como algo à parte dentro da administração pública, existindo, portanto, a necessidade de diáologo constante com o governo Dilma.

O importante é não perder de vista que a discussão sobre direitos autorais envolve duas pontas principais: os artistas e a sociedade. Essa dualidade é justamente o que alimenta o movimento artístico. Não há arte sem aquele que produz e cria a arte, mas também não há arte e cultura sem aquilo que inspira alguém a criar, e a grande inspiradora da arte é, e continuará sendo, a sociedade. Portanto, os dois lados devem ser contemplados quando se fala em direitos autorais, caso contrário quem sairá perdendo será a própria criação artística.

Leia mais em Educação Política:

LIVROS FICAM MAIS PRÓXIMOS DOS TRABALHADORES COM A INSTALAÇÃO DE MINIBIBLIOTECAS EM FÁBRICAS DA REGIÃO DO ABC
LUGARES ESTRANHOS E QUIETOS, EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS DO CINEASTA WIM WENDERS NO MASP
CONVERGÊNCIAS, A POESIA CONCRETA DE TCHELLO D’BARROS
QUESTIONADOR, IRREVERENTE, IRÔNICO, UM POUCO DA ARTE MULTIMÍDIA DE PAULO BRUSCKY


SUCESSO DE ROBERTO CARLOS EM VOZ E RITMO DE MARISA MONTE

Neste vídeo, a cantora Marisa Monte faz uma deliciosa releitura de uma das grandes composições de Roberto Carlos. Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo ganha na voz de uma das cantoras mais celebradas pela MPB brasileira e no arranjo mais arrojado, forte, muito bem executado, uma interpretação bela, graciosa e contagiante. É como se estivéssemos ouvindo a música pela primeira vez ou redescobrindo suas particularidades.

Para ouvir e fazer ouvir!

Ouça mais em Educação Política:

MOZART GROUP E TODO SEU SHOW
MANU SANTOS, BELA VOZ DA MPB BRASILEIRA
ANIMAÇÃO PARA TELEGRAMA, DE ZECA BALEIRO
UM GIRASSOL DA COR DE SEU CABELO, SOM DE LÔ BORGES

ALCACHOFRA É SINÔNIMO DE QUALIDADE DE VIDA E CRESCIMENTO ECONÔMICO EM CIDADES DO INTERIOR DE SÃO PAULO

Bela, saudável e rentável!

A flor de alcachofra, além de bela, tem propriedades nutritivas e medicinais. Rica em fibras, tem efeito diurético, é ótima para os rins e o chá de suas folhas tem efeito emagrecedor. Ela foi trazida por imigrantes europeus para a região de Sorocaba, interior de São Paulo, onde encontrou solo e clima adequados para o seu desenvolvimento. Desde então, a região é responsável por 90% da produção nacional da flor.

A maior produtora da flor é a cidade de Piedade, mas São Roque é quem leva a fama já que soube utilizar os benefícios trazidos pela alcachofra para potencializar o turismo na região. A cidade promove eventos, festas, feiras, tudo inspirado na flor e em seus benefícios para a saúde e o bem estar de forma geral.

A região passou a ser conhecida como Roteiro do Vinho, Gastronomia e Lazer e recebe em fins de semana normais de 8 mil a 10 mil turistas. São Roque soube unir duas paixões quase universais: o vinho, tradicional da cidade, e uma boa comida, trazida com as plantações de alcachofra.

É interessante perceber como a cultura local passa a ser marcada pela planta em todos os sentidos, desde o desenvolvimento econômico com crescimento do turismo, até a preocupação com a saúde e a melhoria da qualidade de vida da população. Em tempos em que vive-se mais, é importante pensar em viver melhor e essa região conhecida pelos vinhos e alcachofras parece já ter descoberto a receita de uma vida saudável e saborosa!

Veja trecho de texto sobre o assunto publicado no site da Rede Brasil Atual e produzido pela Agência Brasil:

Do jardim para a mesa
Piedade (SP) é a maior produtora de alcachofra do Brasil. Mas São Roque, ao organizar a agenda turística da flor – boa para a saúde e a economia local – é que leva a fama
Por Adriano Ávila, da Agência Brasil

Parente distante das margaridas e dos girassóis, a flor saiu do jardim e foi parar na mesa das pessoas já na época do Império Romano, quando suas propriedades nutritivas e medicinais foram descobertas. Nativa das regiões mediterrâneas do sul da Europa e norte da África, a alcachofra chegou ao Brasil há um século. Foi trazida pelos imigrantes europeus, especialmente italianos, instalados em alguns municípios da região de Sorocaba (SP). O clima ameno e o solo fértil revelaram condições ideais para o plantio.

Atualmente a flor é o principal produto da região, responsável por 90% do total nacional. A maior produtora é Piedade, seguida por Ibiúna e São Roque. Mas, como diz o ditado, quem faz a fama deita na cama. E São Roque fez a fama ao divulgar o potencial turístico da cidade, a alcachofra roxa e os vinhos locais. Em outubro passado, a 18ª Expo São Roque recebeu 75 mil visitantes, segundo a divisão de turismo.

O Roteiro do Vinho, Gastronomia e Lazer nasceu em 2006. A região da Estrada do Vinho concentra os cerca de 30 estabelecimentos que fazem parte do projeto e está distante apenas dez quilômetros do centro da cidade. São vinícolas (algumas oferecem degustação), plantações de alcachofra, ranchos, fazendinhas, restaurantes, pousadas e lojas de produtos típicos. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

PESQUISADORES DERRUBAM MITOS EM TORNO DA PROIBIÇÃO DO USO DO AMIANTO E MOSTRAM OS BENEFÍCIOS QUE ELA PODE TRAZER
HUMOR COM BOA DOSE DE VERDADE SOBRE A TRAJETÓRIA QUE FAZEM OS ESPECIALISTAS
PESQUISA MOSTRA QUE LODO DE ESGOTO AUMENTA A PRODUTIVIDADE DA CANA-DE-AÇÚCAR EM 12%
MÉTODO USADO PARA BLOQUEAR SPAM PODE AJUDAR EM TRATAMENTO PARA COMBATER O HIV, VÍRUS CAUSADOR DA AIDS

O MISTÉRIO, A TÉCNICA, A SIMPLICIDADE SOFISTICADA DE TOMIE OHTAKE


Círculo. Eternidade. Repetição. Sair e voltar para o mesmo lugar. Essa ideia está no centro da obra da japonesa naturalizada brasileira Tomie Ohtake. Com 97 anos, a artista segue produzindo a todo vapor uma obra delicada, dotada de um conciso abstracionismo que, segundo os críticos, sintetiza sua herança cultural e também a linguagem artística contemporânea que é cada vez mais a das formas, das cores, dos significados.

A obra de Tomie além de trazer um mistério que parece existir em cada um dos seus círculos, também surpreende pelos detalhes estéticos. Ela se preocupa com cada contorno, cada detalhe, cada lugar que pode interferir no produto final e essa preocupação técnica faz a diferença ao trazer à tona uma obra simples e, ao mesmo tempo, sutilmente sofisticada.

Para os que se interessaram, uma individual com 25 pinturas da artista está em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, até o dia 20 de fevereiro de 2011.

Leia mais em Educação Política:

LUGARES ESTRANHOS E QUIETOS, EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS DO CINEASTA WIM WENDERS NO MASP
CONVERGÊNCIAS, A POESIA CONCRETA DE TCHELLO D’BARROS
QUESTIONADOR, IRREVERENTE, IRÔNICO, UM POUCO DA ARTE MULTIMÍDIA DE PAULO BRUSCKY
UMA VIAGEM EM GRÃOS DE AREIA PELA PRIMAVERA DE VIVALDI

AS IDEIAS DE DIREITA E ESQUERDA MERECEM REFLEXÃO QUASE AO FIM DA PRIMEIRA DÉCADA DO SÉC XXI

Nas revoluções que marcaram a era moderna, nobre era direita e burguês esquerda. Será que assim continua?

A ideia de esquerda e direita surgiu no contexto da organização do parlamento inglês, logo após uma das mais importantes revoluções da história moderna, a Revolução Gloriosa na qual a burguesia derrotava a nobreza e efetivamente chegava ao poder. Tais conceitos foram aprofundados na Revolução Francesa e direita passou a ser sinônimo de conservadorismo, situação, enquanto que esquerda designava a revolução, a oposição à ordem vigente, o desejo de mudança.

Passado mais de um século, esses conceitos ainda rondam a cena política, compõem discursos, enfatizam divisões e servem de pretexto para muitas críticas e análises equivocadas. Na realidade, o que existe não é uma esquerda ou uma direita e sim posições e diferentes formas de ver a realidade política de um país e seu povo.

Há a forma conservadora e desigual, que mascara suas intenções concentradoras por meio de discursos eficientes e sedutores. E há a forma progressista e que busca a igualdade por meio de distribuição de renda e políticas sociais. Uns olham para o futuro de todos, outros pensam em manter um passado de poucos.

Uma interessante análise da esquerda e da direita no contexto político brasileiro atual é feita pelo advogado e professor universitário Pedro Benedito Maciel Neto na Coluna do Leitor da revista Carta Capital. Ele analisa esses conceitos à luz de recente artigo do professor Alberto Carlos, publicado no Caderno “Eu & Fim de Semana” do jornal Valor, criticado por ele em alguns aspectos e reconhecido em outros.

Vale a pena ler e entender como de fato o PSDB representa aquilo que há de mais conservador na sociedade brasileira, ocupando uma posição de direita liberal, e o PT evoluiu para uma espécie de centro-esquerda a exemplo do que aconteceu com muitos partidos da Europa que começaram pequenos e radicais e à medida que cresceram foram se tornando mais moderados, sem abandonar a preocupação com a distribuição de renda e o aumento de consumo dos pobres, além da maior presença do estado na economia.

Em seu comentário, no entanto, Pedro mostra que o PT é mais do que um partido que apenas se preocupa em aumentar o consumo dos pobres. Ele mostra que o PT vem mudando o Brasil pela esfera da cidadania, ganhando eleições não apenas nas regiões mais pobres do país, como também nas mais ricas.

Veja trecho do texto publicado na página de Carta Capital:

Direita e esquerda. Isso ainda faz sentido?

Por Pedro Benedito Maciel Neto

Afinal o que é “direita” e o que é “esquerda” no final da primeira década do século XXI? Essas categorias políticas ainda tem significado? Ainda fazem sentido hoje em dia?

Penso que “direita” e “esquerda” são categorias universais da política e que fazem parte de conceitos básicos que informam “genericamente o funcionamento das sociedades contemporâneas” , por isso emprestam significado genuíno e necessário à compreensão e o sentido.

Em sendo assim o artigo do Professor Alberto Carlos, publicado no Caderno “Eu & Fim de Semana” do jornal Valor é bastante oportuno, especialmente quando ele afirma que o “PT se transformou em típico partido social-democrata europeu, guarda enormes semelhanças com partidos de centro esquerda da Europa: (…)”e afirma também que o PSDB tem a sua prática política próxima à dos partidos mais conservadores do mundo. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

O PALHAÇO TIRIRICA É DIPLOMADO E ELEIÇÃO MOSTROU QUE MINISTÉRIO PÚBLICO DE SÃO PAULO FEZ UMA PALHAÇADA
FATO HISTÓRICO: LULA RECONHECE ESTADO DA PALESTINA E DEMONSTRA CARÁTER HUMANITÁRIO DE SUA POLÍTICA EXTERNA
GRÁFICOS, UMA BOA FORMA FORMA DE SE ENTENDER O DESMATAMENTO, A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E OS PARTIDOS POLÍTICOS
PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL: LULA DEU O PRIMEIRO PASSO DE UMA REVOLUÇÃO NA COMUNICAÇÃO, BASTA DILMA APROFUNDAR

NATAL BEM HUMORADO AO SOM DO GRUPO SOPRO BRASILEIRO

Neste vídeo, o grupo Sopro Brasileiro, formado por três trompetes, dois trombones, uma tuba e duas percussões, apresenta, em belíssimo e expressivo som, a sua versão bem humorada do Natal.

Além das cenas engraçadas e situações inusitadas, o vídeo vale pela deliciosa música produzida pelos instrumentos de sopro e de percussão. O tom peculiar do trompete, além de combinar com o clima do Natal, traz, escondida em sua leve melancolia, uma alegria com gosto de esperança e renovação, ou seja, um pouco da essência do espírito natalino.

Para ver, ouvir, rir e fazer sentir!

Ouça mais em Educação Política:

UM GIRASSOL DA COR DE SEU CABELO, SOM DE LÔ BORGES
BATUCADA DE BAMBA, CADÊNCIA BONITA DOS NOVOS BAIANOS
RELÍQUIA: VÍDEO TRAZ ‘PELO TELEFONE’ NA VOZ DE CHICO BUARQUE, PIXINGUINHA, DONGA, DENTRE OUTROS
O POP REGIONAL COM SWING NACIONAL DE MARCELO JENECI

PRESENTE DE NATAL: COMO FAZER UM IMPEACHMENT DE GILMAR MENDES? GRAMPO SEM ÁUDIO EQUIVALE A TORTURA NA ÉPOCA DA DITADURA

A revista Veja mostra em reportagem seus métodos jornalísticos

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, foi um desastre como presidente do Supremo. Ele deixou evidente quando o presidiu que o problema da democracia não está no Legislativo nem no Executivo, mas no judiciário (letra minúscula). É o judiciário que está emperrando o desenvolvimento do Brasil, a justiça, a igualdade e o limite razoável de paz social.

Para evitar esses avanços na sociedade brasileira, todo e qualquer recursos são usados.

A farsa do grampo, promovida pela revista Veja, é um dos maiores escândalos da redemocratização.

Isso porque ela afeta diretamente duas trincheiras do atraso: o empolado judiciário e o monopólio familiar da grande mídia. O episódio do falso grampo, no qual a A POLÍCIA FEDERAL teria concluído que não houve grampo ilegal nos telefones do então presidente do STF, Gilmar Mendes, no episódio em que foi divulgado diálogo com o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) (Veja no Nassif), expõe a associação espúria entre o judiciário e o sistema das organizações de mídia, que atuaram em conjunto dando ar de veracidade em uma história falsa.

O grampo sem áudio é um grito de desespero de um judiciário que não pode mais se sustentar e de uma mídia que parece ter perdido uma fatia do monopólio da fala.

O grampo sem áudio equivale à tortura na ditadura porque trabalha sobre o desconhecimento da população, no submundo, na ilegalidade, na animalidade mais torpe do ser humano; ele funciona na cabeça dos que o cometeram da mesma forma que a tortura foi para a ditadura: “o trabalho sujo precisa ser feito para manter nossos privilégios”.

Leia mais em Educação Política:

VÍDEO HILARIANTE: A FALHA DA FOLHA DE S.PAULO
DEPUTADO FAZ PROJETO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A POPULARIZAÇÃO DA INTERNET NO BRASIL
PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL: LULA DEU O PRIMEIRO PASSO DE UMA REVOLUÇÃO NA COMUNICAÇÃO, BASTA DILMA APROFUNDAR
FALA SÉRIO OU É PIADA? VEJA MARCELO ADNET COMO UM TUCANO DE MIAMI E O MEDONHO COMENTÁRIO NA RETRANSMISSORA DA GLOBO

72% DOS PROJETOS RELACIONADOS AO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA FORAM EXECUTADOS EM 2010, DIZ ANATEL

No Natal todo mundo conectado!

Este já é o Natal da inclusão digital e é necessário que os próximos continuem avançando em direção a um país onde o acesso a internet rápida seja universalizado e faça parte da realidade de todos. Assegurar o acesso à internet banda larga é dar aos jovens, adultos, crianças e idosos a oportunidade de se inserir em um mundo onde o conhecimento é vasto, onde as possibilidades são infinitas, onde o homem sintonizado com a tecnologia pode reconhecer a si mesmo dentro de um nova plataforma.

Natal é época de solidariedade, de amor ao próximo, sentimentos difundidos por uma tradição cristã que devem existir o ano todo. O fato é que, além da arrecadação de alimentos, roupas, e da série de ajudas que costumam ganhar força nessa época do ano, agora, mais do que nunca, é preciso ofertas informação, conhecimento, oportunidades, coisas que vêm com o acesso à internet.

Por tudo isso, é muito boa a notícia trazida pela Anatel de que, neste ano de 2010, 72% dos projetos ligados ao Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) foram executados e a prioridade se deu nas áreas relacionadas à internet banda larga como forma de garantir a inclusão social, elevação de produtividade e inovação tecnológica na população.

Em texto publicado no site do Fórum Nacional pela Democratização da Informação (FNDC) ainda há outros dados de conquistas positivas ligadas à informação e à massificação da banda larga no Brasil.

Veja trecho:

Mais de 70% dos projetos ligados à ampliação da banda larga foram implementados
Redação

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou que 72% dos 28 projetos de curto prazo relacionados ao PNBL (Plano Nacional de Banda Larga) foram executados em 2010.
De acordo com a agência, houve prioridade na implementação das pastas ligadas à internet banda larga como forma de fomentar a inclusão social, elevação de produtividade e inovação tecnológica na população.
O PNBL, publicado em maio deste ano, consta no PGR (Plano Geral de Atualização da Regulamentação das Telecomunicações no Brasil).
Telecomunicações
O saldo do PGR também foi positivo, de acordo com balanço da agência. Em dois anos de existência, 65% das metas de curto prazo foram implementadas. O plano nacional contempla ações para execução em dois, cinco e dez anos.
Segundo a Anatel, 52% dos projetos estão em fase avançada de deliberação e 18% ainda não foram submetidos à consulta pública. Ao todo, 30% dos projetos foram concluídos. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

DEPUTADO FAZ PROJETO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A POPULARIZAÇÃO DA INTERNET NO BRASIL
GOVERNO LULA SOFRE COM A OPOSIÇÃO OLIGOPOLIZADA DA MÍDIA, MAS NÃO É EFICIENTE NA DEMOCRATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO
DILMA DEFENDE PNBL E PREVÊ AUMENTO DE PRODUTIVIDADE ALIADO A UM BARATEAMENTO DOS CUSTOS
BRASILEIRO PAGA DEZ VEZES MAIS POR BANDA LARGA E O DEM, PARTIDO DO VICE DE JOSÉ SERRA, FAZ O TRABALHO SUJO QUE NEM AS TELES OUSARAM FAZER


VÍDEO HILARIANTE: A FALHA DA FOLHA DE S.PAULO

O vídeo abaixo traz o depoimento de Lino Bocchini, um dos criadores do blog Falha de S.Paulo, que parodiava a Folha”ditabranda” de S.Paulo.

A Folha moveu uma ação de 88 páginas contra o blog porque não achou graça e, com isso, estabeleceu uma censura jurídica ao retirar o blog do ar. A Folha, que considerou a nossa ditadura um regime político de suaves assassinatos, não acha graça na liberdade de expressão.

Da mesma forma que Fernando Sarney, filho do senador José Sarney, processou o Estado de S.Paulo impedindo-o de divulgar matéria sobre seu processo na justiça, a Falha (desculpe, Folha) fez o mesmo contra dois humorista.

Mas pelo jeito, eles não perderam a graça. Nesse depoimento há coisas bem engraçadas. Além disso, os dois já criaram um novo blog: Desculpem a nossa FAlha.

Veja também outros depoimentos mostrando a intolerância da Folha de S.Paulo. Esse tipo de processo ainda será muito comum no Brasil. Há uma cultura coronelista no país difícil de combater. Há uma sensação nas classes mais abastadas, que percorre o seio da classe média saudosa do autoritarismo, de que cada macaco deve ficar no seu galho. Ou seja, liberdade de expressão e de imprensa é só para alguns. Mas aos poucos eles se acostumam…esperamos…

Veja outros depoimentos sobre o caso Falha de S. Paulo.

Veja mais em Educação Política:

DEPUTADO FAZ PROJETO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A POPULARIZAÇÃO DA INTERNET NO BRASIL
PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL: LULA DEU O PRIMEIRO PASSO DE UMA REVOLUÇÃO NA COMUNICAÇÃO, BASTA DILMA APROFUNDAR
FALA SÉRIO OU É PIADA? VEJA MARCELO ADNET COMO UM TUCANO DE MIAMI E O MEDONHO COMENTÁRIO NA RETRANSMISSORA DA GLOBO
IMPRESSIONANTE: MINISTRO DA EDUCAÇÃO, FERNANDO HADDAD, CONVIDA REDE GLOBO A FAZER JORNALISMO SÉRIO

PROUST E A PAIXÃO POR UMA FRASE MUSICAL


No início, não apreciara senão a qualidade material dos sons emitidos pelos instrumentos. E isso já era um grande prazer quando, sob a pequena linha do violino, leve, resistente, densa e diretriz, ele percebera tentar se elevar repentinamente, numa ondulação líquida, a massa da parte do piano, multiforme, indivisível, plana e entrechocada como a malva agitação das ondas que o luar encanta e bemoliza. Mas num dado momento, sem claramente conseguir distinguir um contorno, dar um nome ao que o agradava, de repente encantado, ele tentara captar a frase ou a harmonia – ele mesmo não sabia – que passava e que lhe havia aberto ainda mais a alma, como certos odores de rosas circulando no ar úmido da noite têm a propriedade de dilatar nossas narinas. Talvez por não conhecer a música tenha podido vivenciar uma sensação tão confusa, uma dessas sensações como talvez sejam apenas as puramente musicais, inextensas, inteiramente originais, irredutíveis a qualquer outra espécie de sensação. Uma impressão desse tipo, por um instante, é por assim dizer sine materia. […] Dessa vez, distinguira claramente uma frase elevando-se por alguns instantes acima das ondas sonoras. Ela de imediato lhe sugeria volúpias especiais, das quais nunca suspeitara antes de ouvir, que não poderia vir a conhecer senão através dela, e sentira por ela uma espécie de amor desconhecido.
Proust, Um amor de Swann

Que neste Natal, a exemplo do que acontece com o personagem do escritor ícone do romantismo francês Marcel Proust, cada um de nós possa ser tomado por diferentes frases musicais, apaixonados por melodias, por palavras, pela poesia que nasce e corre em nossa realidade todos os dias. Que possamos notar os detalhes, ser felizes no presente, fazer o que pudermos pelos nossos sonhos e acreditar que cada um deles é tão possível e pleno quanto a beleza apreendida por qualquer obra de arte!
Nesta véspera de Natal, o Educação Política deseja a todos consciência sobre nossa realidade política, econômica e social, postura crítica e de vigilância e um espírito aberto para as infinitas e mágicas possibilidades de nossa existência!

Leia mais em Educação Política:

CONVERGÊNCIAS, A POESIA CONCRETA DE TCHELLO D’BARROS
EM UM CONTEXTO ONDE A CULTURA ESTÁ DISTANTE DA POPULAÇÃO, SUMARÉ CONCENTRA INVESTIMENTOS EM BIBLIOTECAS E EM PROJETOS DE INCENTIVO À LEITURA
UM POUCO DA PROSA REGIONAL E MODERNA DE A BAGACEIRA, DE JOSÉ AMÉRICO DE ALMEIDA
ADAPTAÇÃO DE KAFKA PARA O TEATRO APOSTA NO SILÊNCIO E NA ILUSÃO DAS MÁSCARAS PARA RETRATAR O SER HUMANO



MOZART GROUP E TODO SEU SHOW

Esse quarteto dá o que falar e marca presença, não só pelo indiscutível talento para a música, como também pela naturalidade e criatividade com que executam as melodias e tocam seus instrumentos. Eles parecem brincar com as cordas, os arcos, as madeiras, com quase tudo que pode produzir um som e fazer nascer uma melodia.

O grupo é capaz de dar um novo tom aos clássicos e de tornar erudito o moderno. Inventando um estilo, eles surpreendem a cada nova nota e fazem um som só seu, com talento, criatividade e uma sutil diversão que faz rir toda uma plateia, literalmente, transformada pela música, tomada pela arte!

Veja mais em Educação Política:
UMA VIAGEM EM GRÃOS DE AREIA PELA PRIMAVERA DE VIVALDI
UM VIOLINISTA PARA SE OUVIR COM A FINA PONTA DA ALMA
HUMOR E MÚSICA: A HILÁRIA CONDUÇÃO DE UMA ORQUESTRA DE NATAL
POPULAR E CLÁSSICO: GAROTA DE IPANEMA EM UMA BELA EXECUÇÃO

DILMA ACERTA AO MANTER O FOCO NA INFÂNCIA PARA ACABAR COM A MISÉRIA NO BRASIL, DIZ ECONOMISTA

O governo Lula já avançou de forma considerável no combate à miséria no Brasil. Um problema tão delicado, tão profundo, tão difícil que Lula enfrentou de frente, ao contrário de outros governantes que, assim como faz a maior parte da população, preferiam fingir que o problema não existia. Sempre é bom lembrar que a miséria ainda persiste em grande parte do nosso país, reduzindo o ser humano à situações de total falta de dignidade.

No entanto, algo já começou a ser feito e o governo Dilma sinaliza que o combate à miséria vai continuar sendo uma das principais bandeiras e com mais um ponto positivo. Dilma quer concentrar o combate à miséria na infância, voltando as atenções para aqueles que representam o futuro. Nada mais importante e essencial, uma atitude elogiada pela economista Sônia Rocha, autora do livro Pobreza no Brasil: Afinal, de Que Se Trata?, que considera o ato de cuidar das crianças como “o melhor caminho para romper o círculo vicioso da pobreza”.

Dilma quer combater a miséria com foco na criança

Uma atitude, ao mesmo tempo, difícil que revela a segurança de Dilma e a certeza de seus objetivos. Cuidar da infância faz parte das medidas antipobreza mais eficientes, como lembra a economista em entrevista concedida à Agência Brasil, e por ser mais eficaz leva mais tempo, não é tão popular, pois tem custos mais altos, não rende tantos retornos políticos e tem uma operacionalização mais delicada.

A infância há muito vem sendo abandonada pelos sucessivos governos. Fala-se muito em previdência, oportunidades para os jovens, impostos, dentre outros temas que são extremamente importantes, no entanto, as crianças, as imagens do futuro, são frequentemente esquecidas.

Esse esquecimento tem se dado em todas as áreas, não só quando se trata de pobreza, mas também quando se fala em publicidade, conteúdo televisivo, direitos, educação, etc. Ao trazer a infância para o centro do debate em torno do combate à miséria, Dilma recupera a importância da criança e lembra que se elas tiverem oportunidades, educação, acesso à cultura e toda uma proteção legal que lhes é devida, o futuro terá cidadãos mais conscientes, aptos a conseguir um bom emprego, maduros para estruturar uma boa família, dignos para ajudar a construir um país melhor.

Para alguns pode parecer até óbvio falar que para combater a miséria é preciso ter a infância como foco, o fato é que esse tipo de senso comum dificilmente é colocado em prática e as crianças seguem sendo, para muitos governantes de plantão, mais propaganda do que conteúdo!

Veja texto da entrevista publicada no site da Agência Brasil com a economista Sônia Rocha.

Leia mais em Educação Política:

INVESTIMENTOS EM EDUCAÇÃO CRESCEM APENAS 0,2% AO ANO E O VALOR DESTINADO AO SETOR PARA 2011 É INSUFICIENTE, DIZ CNTE
LIVROS FICAM MAIS PRÓXIMOS DOS TRABALHADORES COM A INSTALAÇÃO DE MINIBIBLIOTECAS EM FÁBRICAS DA REGIÃO DO ABC
LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL É ÓTIMA IDEIA, MAS PODE TRANSFORMAR A VIDA DOS PROFESSORES EM UM INFERNO
EM UM CONTEXTO ONDE A CULTURA ESTÁ DISTANTE DA POPULAÇÃO, SUMARÉ CONCENTRA INVESTIMENTOS EM BIBLIOTECAS E EM PROJETOS DE INCENTIVO À LEITURA


INVESTIMENTOS EM EDUCAÇÃO CRESCEM APENAS 0,2% AO ANO E O VALOR DESTINADO AO SETOR PARA 2011 É INSUFICIENTE, DIZ CNTE

Educação: é preciso investir!

A educação sem dúvida é um dos temas que mais dominam os debates e as campanhas eleitorais. No entanto, uma vez passada a disputa, o assunto é tratado da mesma forma de sempre. Para o ano de 2011, prevê-se cerca de 7% do PIB (Produto Interno Bruto) para serem investidos em educação, ou seja, manteve-se o tradicional aumento de 0,2% ao ano nos investimentos no setor.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) já fez um alerta para a insuficiência do valor, que segundo o presidente da organização, não é capaz de suprir a demanda atual. Os resultados são os de sempre: professores mal pagos, infraestrutura precária, alunos desmotivados, professores e demais funcionários estressados e todos os outros indicadores de um ensino que cada vez mais vai se distanciando da oferta de conhecimento com qualidade.

O problema da educação pública no Brasil não é simples, mas a solução começa aumentando os investimentos para o setor, pois, infelizmente, a realidade mostra que para resolver certos problemas não basta boa vontade!

Veja matéria publicada no site da Rede Brasil Atual:

7% do PIB para o setor é insuficiente, alerta CNTE
Valor foi proposto no Plano Nacional de Educação (PNE), que será votado em 2011

Jorge Américo

Nesta quarta-feira (16), o governo entregou ao Congresso Nacional o Plano Nacional de Educação (PNE), que prevê o investimento de 7% do PIB (Produto Interno Bruto) no setor. A verba do orçamento destinada à educação sobe apenas 0,2% ao ano desde 2005. O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Franklin de Leão, considera a nova meta insuficiente para atender a demanda atual.

“Esse ritmo precisa ser aumentado se o país quiser, em um curto espaço de tempo, atingir o nível de outros países desenvolvidos quando se fala em educação. Eu considero bom, importante, mas a perspectiva do movimento social e dos trabalhadores em educação no Brasil é de um aumento para 10% do PIB e os 50% do fundo do pré-sal para a educação.”

O PNE será votado em 2011 e as metas deverão ser cumpridas em 10 anos. O Ministério da Educação, responsável pela elaboração do Plano, anunciou que a valorização dos professores será a prioridade para o próximo período. Para Roberto, as propostas de melhorias devem ser ampliadas. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

DEPOIMENTO DE ALUNO DO PROUNI MOSTRA ORGULHO E SATISFAÇÃO EM FAZER PARTE DO PROGRAMA
LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL É ÓTIMA IDEIA, MAS PODE TRANSFORMAR A VIDA DOS PROFESSORES EM UM INFERNO
BOA NOTÍCIA PARA A PESQUISA NO BRASIL: CNPq ANUNCIA AUMENTO DE 10% NO NÚMERO DE BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO PARA 2011
EM UM CONTEXTO ONDE A CULTURA ESTÁ DISTANTE DA POPULAÇÃO, SUMARÉ CONCENTRA INVESTIMENTOS EM BIBLIOTECAS E EM PROJETOS DE INCENTIVO À LEITURA

MANU SANTOS, BELA VOZ DA MPB BRASILEIRA

A voz delicada, suave e afinada da cantora carioca Manu Santos já conquistou boa parte do cenário musical quando se trata de música popular brasileira. Conhecida pelo canto expressivo, feminino e regado por um discreto swing, Manu também tem uma forte presença no palco, uma alegria e um carisma bastante peculiar que fazem de cada apresentação sua uma verdadeira experiência acústica e artística em todos os sentidos.

Vencedora da II Mostra de Talentos do Carioca da Gema em 2007, referência entre as casas de show da Lapa, no Rio de Janeiro, a cantora Manu Santos tem em seu repertório diferentes estilos de samba, baião e côco, além de interpretar clássicos de Noel Rosa, Cartola, Nei Lopes, Dona Ivone Lara, Zé Kéti e Ivan Lins. Já dividiu o palco com artistas como Oswaldo Montenegro, João Roberto Kelly, Moacyr Luz, Edu Krieger, Cambada Mineira, Ana Costa, João Pinheiro entre muitos outros.

Neste vídeo, a bela e suave “Canto pro Mar”, de Rodrigo Santiago na voz de Manu Santos:

Ouça mais em Educação Política:

BATUCADA DE BAMBA, CADÊNCIA BONITA DOS NOVOS BAIANOS
O POP REGIONAL COM SWING NACIONAL DE MARCELO JENECI
PIETÁ, DE MILTON NASCIMENTO É SINÔNIMO DE UM BELO DISCO COM GOSTO DE JUVENTUDE
CLÁSSICO DE PIXINGUINHA PELO GRUPO MÃO NA RODA

DEPUTADO FAZ PROJETO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A POPULARIZAÇÃO DA INTERNET NO BRASIL

Bala Rocha: dinheiro do Fust para popularizar a banda larga

O deputado Sebastião Bala Rocha (PDB-AP) apresentou um projeto da maior importância para a blogosfera e para o desenvolvimento da internet no Brasil.

O projeto prevê qu o dinheiro do FUST (Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações) seja usado também para projetos de disseminação da internet em banda larga em todos os municípios brasileiros.

O projeto, que é muito bom porque direciona para a banda larga dinheiro que já existe nos cofres públicos,  deve ser defendido por todos que atuam na internet e que querem o Brasil com maior igualdade no acesso a comunicação.

A proposta do deputado já vem sendo defendida pelo blog Educação Política. É um projeto que pode democratizar de forma ágil a comunicação no Brasil.

Veja abaixo matéria da Câmara Federal:

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6878/10, do deputado Sebastião Bala Rocha (PDT-AP), que destina recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações foi instituído pela Lei 9.998/00 com o objetivo de proporcionar recursos para cobrir a parcela de custo relativa ao cumprimento das obrigações de universalização de serviços de telecomunicações que não possa ser recuperada com a exploração do serviço. Cabe ao Ministério das Comunicações formular as políticas, as diretrizes gerais e as prioridades que orientarão as aplicações do Fust e definir os programas, projetos e atividades financiados com recursos do fundo.) para projetos de disseminação da internet em banda larga em todos os municípios brasileiros.

A proposta altera a Lei do Fust (9.998/00), que hoje não destina recursos para essa finalidade. Entre outros fins, as verbas do fundo contemplam programas de implantação de serviço telefônico e de internet em escolas, bibliotecas e instituições de saúde.

Bala Rocha afirma que, no Brasil, apenas pessoas de maior poder aquisitivo têm acesso à internet de alta velocidade. “A universalização do acesso dos cidadãos de todos os municípios brasileiros ao serviço de internet em banda larga exige a alocação de recursos públicos em grande volume”, afirma o deputado.

Tramitação
A proposta tramita em regime de urgência em conjunto com o Projeto de Lei 1481/07. Os textos aguardam votação pelo Plenário.

Leia mais em Educação Política:

GOVERNO LULA SOFRE COM A OPOSIÇÃO OLIGOPOLIZADA DA MÍDIA, MAS NÃO É EFICIENTE NA DEMOCRATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO
BRASILEIRO PAGA DEZ VEZES MAIS POR BANDA LARGA E O DEM, PARTIDO DO VICE DE JOSÉ SERRA, FAZ O TRABALHO SUJO QUE NEM AS TELES OUSARAM FAZER
BANDA LARGA NA UTI E EMPRESAS DE TELEFONIA QUEREM BOICOTAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA
INTERNET BANDA LARGA É O GRANDE NÓ DA INFRAESTRUTURA E DA DEMOCRACIA DO BRASIL

LIVROS FICAM MAIS PRÓXIMOS DOS TRABALHADORES COM A INSTALAÇÃO DE MINIBIBLIOTECAS EM FÁBRICAS DA REGIÃO DO ABC

O trabalho mecânico agora tem a chance de conviver com o trabalho intelectual!

O brasileiro lê em média dois livros por ano, um índice bastante baixo para a média dos países desenvolvidos. Não resta dúvida de que é preciso aumentar esse índice, fazendo com que os livros façam parte do cotidiano da população. Pensando nisso um programa do Ministério da Cultura pretende instalar 25 pontos de leitura em fábricas da região do ABC, na Grande São Paulo.

As minibibliotecas terão em média 650 livros, além de mesas, cadeiras e todo um ambiente próprio para a leitura. O espaço fica à disposição dos funcionários e de seus familiares nos horários de folga e os livros também podem ser retirados e levados para casa, como aocntece nas bibliotecas comuns.

Uma ótima iniciativa que aproxima os livros de trabalhadores que dificilmente têm contato com eles. Para os jovens é muito mais fácil ter acesso aos livros e ao conhecimento, basta ir atrás, fazer as escolhas certas e ter oportunidade. Em quase todas as escolas ou universidade há bibliotecas, portanto, livros à disposição. Mas, quando se fala em pessoas mais velhas que já viveram parte da vida e fizeram algumas escolhas, o desafio é ainda maior em inserir a realidade da literatura no seu cotidiano. Isso torna ainda mais importante a iniciativa do Ministério da Cultura.

Chaplin adoraria ver livros em fábricas!! O operário podendo descansar em uma biblioteca é uma espécie de revolução comportamental, social e cultural! Que os espaços sejam bem aproveitados.

Vi no site da Rede Brasil Atual

Leia mais em Educação Política:

BOA NOTÍCIA PARA A PESQUISA NO BRASIL: CNPq ANUNCIA AUMENTO DE 10% NO NÚMERO DE BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO PARA 2011
EM UM CONTEXTO ONDE A CULTURA ESTÁ DISTANTE DA POPULAÇÃO, SUMARÉ CONCENTRA INVESTIMENTOS EM BIBLIOTECAS E EM PROJETOS DE INCENTIVO À LEITURA
GARGALO DA EDUCAÇÃO: METADE DOS PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS EM SÃO PAULO SOFRE DE ESTRESSE, DIZ APEOESP
POR TRÁS DAS ESTATÍSTICAS, DESIGUALDADE SOCIAL E AUSÊNCIA DO ESTADO SÃO EVIDENTES NAS FAVELAS CARIOCAS

ANIMAÇÃO PARA TELEGRAMA, DE ZECA BALEIRO

A simplicidade dos desenhos talvez seja a melhor forma de traduzir um Zeca com suas letras sempre irreverentes, criativas, sociais e para embalar a sua deliciosa e característica voz.

Veja mais em Educação Política:

BATUCADA DE BAMBA, CADÊNCIA BONITA DOS NOVOS BAIANOS
FALSA BAIANA PRA DEIXAR A MOÇADA COM ÁGUA NA BOCA
RELÍQUIA: VÍDEO TRAZ ‘PELO TELEFONE’ NA VOZ DE CHICO BUARQUE, PIXINGUINHA, DONGA, DENTRE OUTROS
CLAREOU, POR SOCORRO LIRA

LUGARES ESTRANHOS E QUIETOS, EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS DO CINEASTA WIM WENDERS NO MASP


O Masp (Museu de Arte de São Paulo) traz até o dia nove de janeiro de 2011 uma série de 23 fotografias tiradas em diferentes partes do mundo pelo cineasta alemão Wim Wenders. As fotos tiradas em Israel, na Armênia, no Japão, nos Estados Unidos e até no Brasil lembram muito as cenas dos fimes dirigidos pelo cineasta. Entre eles estão Buena Vista Social Club, Asas do Desejo e Paris, Texas, premiado no Festival de Cannes em 1984 com a Palma de Ouro.

São fotos silenciosas, misteriosas, que carregam certo ar de estranhamento e exploram os detalhes nem sempre vistos das paisagens urbanas e das estradas, ou seja, o instante fotográfico de Wenders tem muito em comum com seu instante cinematográfico, a mesma estética que marca suas cenas é preservada em cada uma de suas fotos.

Um ótima oportunidade para conhecer um pouco mais da sensibilidade do cineasta alemão diante das cenas da realidade, agora por meio de outro suporte que dialoga muito com o cinema: a fotografia. Além disso, uma ótima chance de refletir sobre espaços e lugares, silêncios e olhares, uma oportunidade de refletir sobre o lugar do homem na paisagem, e sobre o lugar da paisagem no homem.

Leia mais em Educação Política:

KASSAB PROÍBE DOAÇÕES DO PÚBLICO A ARTISTAS DE RUA, É O PÚBLICO CAMINHANDO EM DIREÇÃO AO PRIVADO
CENAS INESPERADAS SURGEM NA PAISAGEM DA CIDADE DE SÃO PAULO PELAS LENTES DE UM GRUPO DE FOTÓGRAFAS
O LÚDICO EM KANDINSKY, O ABSTRATO NA ARTE
ADAPTAÇÃO DE KAFKA PARA O TEATRO APOSTA NO SILÊNCIO E NA ILUSÃO DAS MÁSCARAS PARA RETRATAR O SER HUMANO

CONVERGÊNCIAS, A POESIA CONCRETA DE TCHELLO D’BARROS

QUESTIONADOR, IRREVERENTE, IRÔNICO, UM POUCO DA ARTE MULTIMÍDIA DE PAULO BRUSCKY


As obras do artista pernambucano Paulo Bruscky são uma fascinante viagem em todos os sentidos. Seja pela forma, pela criatividade, originalidade, pelo tom explosivo, barulhento e, ao mesmo tempo, reflexivo, seja pelo caráter social e pela facilidade com que elas transitam pelas mais diferentes mídias e plataformas. Seus trabalhos proporcionam uma experiência digna das obras de arte. Experiência que se dá pela surpresa, pelo choque ou pelo incrível movimento de uma arte que diz muito em pouco e também sabe dizer muito em muito, sempre inspirada em um transbordamento de mídias, palavra de ordem quando se fala em Bruscky.

É com elementos presentes no nosso cotidiano, em um jogo de palavras, sentido e percepção que o artista cria suas obras de arte. Ele não hesita em plantar no meio do festival de letrinhas que compõem os tradicionais classificados de todos os dias, algumas palavras que fogem do esperado para classificados. Palavras que não ofertam emprego, mas distribuem alma, reflexão, tempo…

Da mesma forma, ele desafia os eletroencefalogramas, subverte a lógica dessas incríveis fotografias do que vai pelo interior de nossa mente e traz imagens coloridas, livres, movimentadas pelo contínuo e vertiginoso fluxo das obras de arte e de seus criadores. Faz da palavra poesia algo próximo de azia, uma poazia, e ainda usa a imagem de um Eno para aliviar a má digestão da palavra mal formalmente construída. Ao mesmo tempo, a construção pode dar a entender uma espécie de reclamação diante da azia, algo do tipo (pô azia!).


E as imagens do cotidiano vão ainda mais longe. Bruscky propõe averiguar se o conteúdo de uma amostra de certo produto químico é de fato arte. Afinal, não seria a química uma forma de arte? Com elementos muito bem interligados em uma cadeia de inspiração e fugacidade? E quanto à validade da arte? Onde está sua firma reconhecida em cartório com aqueles milhares de carimbos, etiquetas, assinaturas, rúbricas feitas a esmo para dar a impressão de letra documentada, das vestes robustas da burocracia infernal. Pois eis que nosso artista fez ter a arte também sua firma reconhecida, com muitos carimbos para não restar dúvida. É o tom irônico, irreverente e questionador de seu trabalho.

As criações continuam. Lembra de quando você estava esperando pelo metrô, cercado por todas aquelas pessoas que se espremem despesperadas? E, de repente, os olhos pousaram em um desses milhares de avisos impressos no chão: “faça isso, não faça aquilo, tome cuidado com isso, preste atenção naquilo”. Pois é, no metrô geralmente o que se lê é “tome cuidado com o vão entre o trem e a plataforma”. Nada mais sugestino para um artista como Paulo vir e dizer: “Tome cuidado com o vão entre o trem e a palavra”

Por essas e por outras, Paulo Bruscky é um artista incrível, dos modernos, com tendência pop, ele é um dos que conseguem de forma mais natural e bem sucedida chamar a atenção pela ousadia e pela infinita criativdade. A modernidade, com toda sua rapidez, seu frenesi, seus dramas e suas vontades, encontra as melhores respostas para seus mais profundos questionamentos em atitudes artísticas como a de Bruscky. É preciso fazer barulho, é preciso fazer silêncio dentro do barulho!

Para quem curtiu o trabalho do artista pernambucano, uma mostra com 15 obras suas entre desenhos, gravuras e instalações, está em cartaz na Escola de Artes Visuais do Parque Lage no Rio de Janeiro até 20 de fevereiro de 2011. E para os que acharem longe, o Educação Política deixa aqui um pouco do trabalho desse talentoso artista.

Leia mais em Educação Política:

UMA VIAGEM EM GRÃOS DE AREIA PELA PRIMAVERA DE VIVALDI
KASSAB PROÍBE DOAÇÕES DO PÚBLICO A ARTISTAS DE RUA, É O PÚBLICO CAMINHANDO EM DIREÇÃO AO PRIVADO
UM POUCO DA PROSA REGIONAL E MODERNA DE A BAGACEIRA, DE JOSÉ AMÉRICO DE ALMEIDA
CENAS INESPERADAS SURGEM NA PAISAGEM DA CIDADE DE SÃO PAULO PELAS LENTES DE UM GRUPO DE FOTÓGRAFAS

UM GIRASSOL DA COR DE SEU CABELO, SOM DE LÔ BORGES

O mineiro Salomão Borges Filho, conhecido como Lô Borges, é um cantor e compositor brasileiro que com seu talento e originalidade marcou presença na música popular dos anos 70 e 80 no Brasil por meio do Clube da Esquina que reunia um grupo de artistas mineiros, do qual Lô Borges foi um dos fundadores.

Gravado por nomes como Elis Regina, Milton Nascimento, Flávio Venturini e até por ídolos do pop-rock, como Nenhum de Nós, Ira!, Skank e Nando Reis, o compositor da belíssima Paisagem da Janela, Para Lennon e McCartney, Clube da Esquina n.º 2 e O Trem Azul, entre outras melodias cheias de sonhos e poesia, entrou para a história da música popular brasileira e alguns de seus discos estão entre os melhores da história de nossa música.

Neste vídeo, uma imagem rara, guardada pelo tempo, de uma canção sincera e apaixonada tocada ao vivo!

Para ouvir e fazer ouvir!

Ouça mais em Educação Política:

BATUCADA DE BAMBA, CADÊNCIA BONITA DOS NOVOS BAIANOS
RELÍQUIA: VÍDEO TRAZ ‘PELO TELEFONE’ NA VOZ DE CHICO BUARQUE, PIXINGUINHA, DONGA, DENTRE OUTROS
CLAREOU, POR SOCORRO LIRA
O SOM BRASILEIRO DOS BEATLES

O PALHAÇO TIRIRICA É DIPLOMADO E ELEIÇÃO MOSTROU QUE MINISTÉRIO PÚBLICO DE SÃO PAULO FEZ UMA PALHAÇADA

O deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), o Tiririca, foi diplomado na manhã desta sexta-feira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Slogan deu certo: "vote Tiririca, pior do que está não fica"

O palhaço Tiririca, como é conhecido, acabou por levar o Ministério Público de São Paulo a fazer uma palhaçada. Com tantos casos de corrupção no estado governado há 16 anos pelo PSDB, o MP resolveu entrar com ação contra uma pessoa que foi prejudicada pela própria omissão do Estado brasileiro.

É evidente que não se pode culpar uma criança por não ir à escola. E se Tiririca fosse analfabeto, a culpa não seria dele, mas do Estado que foi incapaz de proporcionar educação a seu povo, como prevê a Constituição.

O possível semi-analfabetismo de Tiririca é uma ilegalidade do Estado por não ter dado às crianças acesso à educação. O Ministério Público deveria entrar com uma ação contra o Estado brasileiro que não foi capaz de dar letramento a todos os brasileiros. Punir um indivíduo que sofreu omissão do Estado na infância é uma verdadeira palhaçada, se não fosse uma crueldade.

Tiririca nem de longe é um ideal de deputado. Acho que não vai fazer grande coisa como deputado. Mas isso não impede de ser legitimamente eleito por parte da população brasileira.  É preciso respeitar a vontade popular. Tiririca recebeu 1,3 milhão de votos, mostrou que o país precisa investir em educação e que falta serviço no Ministério Público de São Paulo.

Leia mais em Educação Política:

LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL É ÓTIMA IDEIA, MAS PODE TRANSFORMAR A VIDA DOS PROFESSORES EM UM INFERNO
CORTE INTERAMERICANA MOSTRA CLARAMENTE QUE O PROBLEMA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA ESTÁ NO JUDICIÁRIO, NA MAIS ALTA CORTE
WIKILEAKS: QUAL A DIFERENÇA ENTRE OS ESTADOS UNIDOS E OS ESTADOS TEOCRÁTICOS DOS AIATOLÁS?
GRÁFICOS, UMA BOA FORMA FORMA DE SE ENTENDER O DESMATAMENTO, A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E OS PARTIDOS POLÍTICOS

EM 310 KM O MOTORISTA ENCONTRA OITO PEDÁGIOS E SENTE NA PELE A POLÍTICA DOS USINEIROS E CONCESSIONÁRIAS


Os pedágios no estado de São Paulo são uma imagem constante e bastante familiar. Eles marcam presença em pontos variados e cada vez mais numerosos de nossas rodovias perfeitas e bem conservadas a custo de muitas obras caras, superfaturadas e de muitos pedágios desnecessários, excessivos para não dizer de outra forma.

A questão dos pedágios e também o modelo de concessão estabelecido nas rodovias paulistas sempre é tema de discussão aqui no Educação Política. São os aspectos mais visíveis de um tipo de política conservadora e marcadamente liberal que, cada vez mais, faz com que o cidadão tenha que pagar caro por serviços que deveriam ser garantidos pelo estado e não por empresas privadas que lucram sozinhas.

O discurso é de que São Paulo tem muitos pedágios, mas as melhores estradas do país. Sabe-se que não é bem por aí. Ter boas estradas é o mínimo que deve existir em um país que escolheu como principal meio de transporte de bens, pessoas e mercadorias as rodovias. Além disso, Minas Gerais tem ótimos trechos de estrada, bastante conservados e não possui o mesmo número abusivo de pedágios.

O blogueiro Paulinho, como cidadão e usuário do sistema de transporte paulista, fez uma interessante e criativa análise no seu blog, o Blog do Paulinho, mostrando por meio de dados e informações da realidade como é abusurda a conta dos pedágios no estado de São Paulo em comparação com o restante do país e como se dá o processo em que empresas e empresários lucram sozinhas! Uma diferença e uma injustiça gritante que serve para denunciar como algo de fato vai errado na política rodoviária paulista.

Confira um trecho do post publicado no Blog do Paulinho:

Eu, reles blogueiro, especialista em nada, estive durante esta semana, visitando amigos e parentes em Ribeirão Preto – SP, trouxe algumas impressões “técnicas” – que insisto em compartilhar com os leitores deste blog.

Começo esclarecendo que a distância que separa a Capital de S.Paulo, de Ribeirão Preto, são somente, 310 kms. Curiosamente, dentro deste percurso, o motorista paga nada menos, que oito pedágios – ou seja: a cada 38,7kms, você paga um novo pedágio, não tendo tempo sequer tempo de engatar uma 5ª marcha no seu automóvel.

Fechadas as contas, feitas as comparações, ficamos assim:

De São Paulo à Ribeirão Preto, pela Rodovia Bandeirantes/Anhanguera (Estaduais): 16 pedágios (ida e volta) para 620 km. A concessionária (leia-se tucanos)- mordeu uma grana considerável (R$ 87,20). Paguei R$ 0,1406/km), para transitar pelas estradas, uma grana que dava para colocar 50 litros de etanol no tanque, suficientes para rodar 600km – quase o percurso até Ribeirão.

Fui para Belo Horizonte recentemente, pela Rodovia Fernão Dias (Federal), 16 pedágios – 600 kms de distância (1.200kms ida e volta) – valor: R$ 1,10/cada – ou seja, paguei ida e volta, a bagatela de R$ 17,60 – ou R$ 0,01466/Km – uma diferença gritante em relação às rodovias paulistas – sem buracos, pistas excelentes, bem sinalizadas, sem ondulações. Qual o milagre????

O comparativo entre valores de pedágios nas rodovias federais, com os pedágios da Anhanguera/Bandeirantes – fica assim:

* 16 pedágios – Anhanguera/Bandeirantes – (620Kms) = R$ 87,20 (média: R$ 5,45/cada);
* 16 pedágios – Fernão Dias – (1.200kms) = R$ 17,60 (média: R$ 1,10);
* Diferença percentual entre um e outro: 395,45% a mais na Anhanguera/Bandeirantes. (Texto Completo)

 

Leia mais em Educação Política:

OBRAS DE SERRA PARA MELHORAR O TRÂNSITO PAULISTA SÓ SERVIRAM PARA JOGAR DINHEIRO FORA
MODELO DE CONCESSÃO DE RODOVIAS EM SP PERMITE QUE AS CONCESSIONÁRIAS TENHAM LUCRO MAIOR QUE OS BANCOS
VEJA A MELÔ SERTANEJA DO PEDÁGIO, QUE JOSÉ SERRA DIZ QUE NÃO É CARO
ESTUDO FEITO PELA BANCADA DO PT NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA MOSTRA QUE PSDB DE SÃO PAULO CONTINUA COM A MESMA POLÍTICA DE FHC

DEPOIMENTO DE ALUNO DO PROUNI MOSTRA ORGULHO E SATISFAÇÃO EM FAZER PARTE DO PROGRAMA

Um programa que valoriza o jovem e promove conhecimento

EDUCAÇÃO POLÍTICA VOCÊ FAZ

Por Caio Fernandes

Olha eu sou bolsista do PROUNI e sinto muito orgulho de ser um estudante de Direito pelo programa, onde a uns tempos atrás esse nível de educação era para poucos e hoje esse quadro vem se modificando graças as medidas bem planejadas do governo federal para dar oportunidades e crescimento para as pessoas que demonstrem interesse de progredir na vida, são medidas como essas que o governo tem que tomar para desenvolver o nosso país.

Leia mais em Educação Política:

BOA NOTÍCIA PARA A PESQUISA NO BRASIL: CNPq ANUNCIA AUMENTO DE 10% NO NÚMERO DE BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO PARA 2011
EM UM CONTEXTO ONDE A CULTURA ESTÁ DISTANTE DA POPULAÇÃO, SUMARÉ CONCENTRA INVESTIMENTOS EM BIBLIOTECAS E EM PROJETOS DE INCENTIVO À LEITURA
GARGALO DA EDUCAÇÃO: METADE DOS PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS EM SÃO PAULO SOFRE DE ESTRESSE, DIZ APEOESP
VIOLÊNCIA NO RIO DE JANEIRO: A CARA DE UM PAÍS QUE PRECISA INVESTIR PESADO EM EDUCAÇÃO

LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL É ÓTIMA IDEIA, MAS PODE TRANSFORMAR A VIDA DOS PROFESSORES EM UM INFERNO

Foto: governo da Bahia

É hora de investir em educação

A Lei de Reponsabilidade Educacional que o governo pretende apresentar na semana que vem é uma excelente ideia porque passa a responsabilizar os prefeitos e governantes por não cumprirem metas educacionais. Se temos metas de inflação, por que não termos metas educacionais? Na verdade, as metas educacionais precisam ser rigorosamente cumpridas.

No entanto, essa metas educacionais para a administração devem estar baseadas em projetos, dados e investimentos e não em resultados de testes e avaliações.  Senão, corremos o risco de sufocarmos os educadores. Prefeituras podem simplesmente botar pressão em cima dos trabalhadores da educação e o tiro sair pela culatra.

O problema de responsabilizar o governante em caso de resultados ruins pode fazer com que prefeituras transformem a vida do professor em um inferno, sem investimento necessário para transformar a educação. Esse é o modelo do PSDB paulista.  Inclui metas e joga tudo nas costas do professores com provas e testes sem o respaldo no investimento do capital humano.

O governante deve ser responsabilizado por não investir, não oferecer bolsas de estudo, não aumentar as matrículas, não aumentar as ofertas de vagas, não investir em tecnologia,  não estabelecer carreira, não promover a troca de experiência etc.

Os resultados com o bom aprendizado dos alunos deve ser o retorno desse investimento e não o índice desse investimento. Senão, a Lei de Responsabilidade da Educação pode se transformar na Lei de Responsabilidade do Professsor.

Leia mais em Educação Política:

GARGALO DA EDUCAÇÃO: METADE DOS PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS EM SÃO PAULO SOFRE DE ESTRESSE, DIZ APEOESP
VIOLÊNCIA NO RIO DE JANEIRO: A CARA DE UM PAÍS QUE PRECISA INVESTIR PESADO EM EDUCAÇÃO
AUSÊNCIA DE BIBLIOTECAS NO BRASIL MOSTRA O DESLEIXO E O DESCASO DE ESTADOS E MUNICÍPIOS COM A EDUCAÇÃO
PROJETO DE SERRA PARA A EDUCAÇÃO ISENTA O ESTADO, JOGA A RESPONSABILIDADE EM CIMA DO PROFESSOR E CRIA O PROFESSOR-VESTIBULANDO

BOA NOTÍCIA PARA A PESQUISA NO BRASIL: CNPq ANUNCIA AUMENTO DE 10% NO NÚMERO DE BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO PARA 2011

Investindo em conhecimento

Para os jovens que querem estudar e para aqueles que zelam pelo incentivo e apoio ao conhecimento em um país que frequentemente deixa o saber de lado e valoriza apenas o trabalho físico, considerando o intelectual como algo menor, o CNPq vem com uma ótima notícia para 2011.

No próximo ano serão  2 mil bolsas a mais de mestrado e doutorado em comparação com o ano passado em um valor que varia de R$1,2 mil a R$ 2 mil reais, válidas somente para estudantes que não mantenham qualquer outro vínculo empregatício.

A novidade representa um aumento de cerca de 10% no número de bolsas nessas modalidades, já que atualmente 19.765 estudantes são beneficiados no total. O CNPq concede mais de 93 mil bolsas em diversos cursos, apoiando desde jovens pesquisadadores até pesquisadores altamente qualificados.

Sem dúvida, é uma forma de valorizar aqueles que escolhem estudar para, futuramente, no exercício da docência universitária, formarem outros profissionais capacitados e conscientes da sua função no mundo e na sociedade.

Que em 2012 sejam concedidas ainda mais bolsas, pois o caminho para que a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico cheguem no lugar por eles merecido ainda é bastante longo no Brasil.

Veja notícia publicada pela Agência Brasil:

CNPq ofertará 2 mil bolsas de mestrado e doutorado em 2011

Carolina Pimentel

Brasília – A partir de março de 2011, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) ofertará 2 mil bolsas de mestrado e doutorado. Os interessados devem solicitar a bolsa de estudos à coordenação do curso na universidade onde estuda.

O prazo de validade das bolsas é de dois anos para o mestrado, e de quatro anos para o doutorado, sem direito a prorrogação. O valor da ajuda financeira varia de R$ 1,2 mil a R$ 2 mil mensais, além do pagamento das taxas escolares.

Para solicitar a bolsa de estudo, o candidato precisa atender aos requisitos exigidos pelo CNPq, como estar matriculado em curso de pós-graduação e não ter vínculo de emprego.

Do total das novas bolsas, 30% foram reservados aos candidatos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Atualmente, o CNPq tem 19.765 bolsistas de mestrado e doutorado. As informações sobre as bolsas podem ser obtidas na página do CNPq na internet.

Leia mais em Educação Política:

KASSAB PROÍBE DOAÇÕES DO PÚBLICO A ARTISTAS DE RUA, É O PÚBLICO CAMINHANDO EM DIREÇÃO AO PRIVADO
SÃO PAULO: A CIDADE DOS MORADORES DE RUA E DAS CASAS VAZIAS
CENAS INESPERADAS SURGEM NA PAISAGEM DA CIDADE DE SÃO PAULO PELAS LENTES DE UM GRUPO DE FOTÓGRAFAS
GARGALO DA EDUCAÇÃO: METADE DOS PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS EM SÃO PAULO SOFRE DE ESTRESSE, DIZ APEOESP

UMA VIAGEM EM GRÃOS DE AREIA PELA PRIMAVERA DE VIVALDI

Os acordes iniciais de Primavera, do compositor e músico italiano Vivaldi, que faz parte da série de concertos para violino e orquestra, As Quatro Estações, são familiares aos ouvidos de quase todos nós. Mesmo para aqueles que não têm o hábito de ouvir música clássica, eles soam como incrivelmente familiares, pois adquiriram aquele status em que a arte torna-se parte do imaginário das pessoas e representação do espírito de uma época.

Alguns quadros, composições, obras literárias são mais coletivas e menos individuais e nesse ponto tornam-se arquétipos, integram um todo maior, um substrato comum às experiências humanas, o que sinaliza também seu próprio processo de criação, nesses casos, inconsciente. Quando tudo que se cria surge das extensão do inconsciente humano, vive-se um instante em que a obra é maior, anterior ao criador.

Este vídeo, além da belíssima e expressiva melodia de Vivaldi, traz uma viagem estética em movimentos que vão contornando grãos de areia e esculpindo imagens, criando formas, esboçando silêncios, tateando brancos, ultrapassando sombras, fazendo ver o negro. Tão criativo, tão lindo! Sutil e doce como as eternas obras de arte!

Veja mais em Educação Política:

UM VIOLINISTA PARA SE OUVIR COM A FINA PONTA DA ALMA
O BARBEIRO DE SEVILHA PELA COMPANHIA BRASILEIRA DE ÓPERA
CLÁSSICO DE PIXINGUINHA PELO GRUPO MÃO NA RODA
HUMOR E MÚSICA: A HILÁRIA CONDUÇÃO DE UMA ORQUESTRA DE NATAL

CORTE INTERAMERICANA MOSTRA CLARAMENTE QUE O PROBLEMA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA ESTÁ NO JUDICIÁRIO, NA MAIS ALTA CORTE

O Brasil é um país da cordialidade como estereótipo e tortura como prática e ideologia. A condenação do Estado Brasileiro pela Corte Interamericana em relação aos crimes da ditadura é uma condenação da justiça brasileira: cara, irresponsável, arrogante, empolada, injusta, parte corrupta e atrelada a setores conservadores. O Supremo recentemente legitimou a tortura herdada na ditadura. A Corte Interamericana tenta reverter essa injustiça.

Até hoje o Brasil é o único país sulamericano que não apurou e verificou a fundo os crimes cometidos durante a ditadura, um regime apoiado por meios de comunicação em defesa de seus interesses econômicos, que violentou a soberania do povo brasileiro e saiu do controle da sociedade civil.

A ditadura brasileira se transformou em poucos anos em um regime de extermínio e tortura, legitimado pelo Estado e por parte da sociedade civil que depois se arrependeu.

Na última eleição, no entanto, voltaram à tona. A extrema-direita e setores mais conservadores da sociedade brasileira, os mesmos setores que legitimaram a tortura e um Estado criminoso, saíram do armário durante a campanha hedionda de José Serra. A campanha do PSDB conseguiu tirar do armário o que há de pior na sociedade brasileira, o que persiste como pilar de privilégios e violência há 500 anos. A xenofobia contra nordestinos e outras vilanias.

Veja abaixo os vídeos da OAB-RJ a favor da apuração dos fatos criminosos ocorridos na ditadura militar. É preciso saber a verdade.

Leia mais em Educação Política:

A REAL AMEAÇA À DEMOCRACIA: ACUSADOS DE CORRUPÇÃO DA ELITE SE DÃO BEM NA JUSTIÇA COM FRESCURAS PROCESSUAIS
UM VERDADEIRO HORROR NA JUSTIÇA BRASILEIRA: APENAS 10% DOS HOMICIDAS VÃO A JULGAMENTO
GILMAR MENDES: UMA DAS PIORES HERANÇAS DO PSDB PORQUE É UM LEGADO NA CÚPULA DO PODER JUDICIÁRIO E VITALÍCIO
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL

SE O MUNDO TEM JULIAN ASSANGE, A BLOGOSFERA TEM O SEU CLOACALEAKS

Enquanto não se decide pela libertação do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, e a democracia e liberdade de informação seguem ameaçadas, aqui no Brasil eis que surge uma espécie de eco ou reflexo do espírito informativo e corajoso que embalou o site WikiLeaks nos últimos dias.

Uma imagem que em tudo se distancia dos grandes impérios e da grande mídia, incorporando os ares de seus inimigos, no primeiro caso, e fazendo ver a parcialidade de seu partidarismo, no segundo. Tudo na mais sensacional ironia, com um tom humorístico e engajado.

A “aparição” faz ver que um interessante paralelo pode ser traçado entre o WikiLeaks e a Blogosfera, afinal, se o primeiro revela verdades inconvenientes ao mundo doa a quem doer e exerce o direito pleno da liberdade de informação, a segunda também revela aquilo que a velha mídia insiste em esconder debaixo de seus panos partidários e conservadores.

Veja a semelhança no ótimo vídeo que segue abaixo. Afinal, se o mundo tem um Julian Assange, a blogosfera tem o seu CloacaLeaks!!

Vi no Conversa Afiada

Veja mais em Educação Política:

FALA SÉRIO OU É PIADA? VEJA MARCELO ADNET COMO UM TUCANO DE MIAMI E O MEDONHO COMENTÁRIO NA RETRANSMISSORA DA GLOBO
ENTREVISTA HISTÓRICA: PELA PRIMEIRA VEZ BLOGUEIROS SÃO RECEBIDOS POR UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA
IMAGEM E REFLEXÃO: PARA PENSAR A VIDA, OS DIREITOS HUMANOS
NA CORRERIA DA CIDADE, AS CORES E AS FORMAS ORIGINAIS DE ‘OSGEMEOS’

BATUCADA DE BAMBA, CADÊNCIA BONITA DOS NOVOS BAIANOS

Impossível não ficar de alma lavada ou de corpo virado diante do ritmo, do swing, da alegria e da pulsante harmonia que sai de qualquer uma das músicas do conjunto musical da Bahia, conhecido como Novos Baianos. Ativo no período de 1969 até 1979, o grupo marcou a música popular brasileira e até o rock dos anos 70, passeando com naturalidade e charme por diversos ritmos brasileiros desde Bossa Nova, frevo, choro, baião, afoxé até as batidas do rock n’ roll.

Dessa mistura brasileira e diversificada nasceu uma melodia afinada, sofisticada e, para ficar nas rimas, eternizada. Os Novos Baianos foram influenciados tanto pela contracultura, quanto pela tropicália, dois dos mais importantes movimentos que marcaram os anos 60 e 70, e entraram para a história da música e da sociedade brasileira no que diz respeito aos seus estilos, condutas, modos de pensar, comportamento, estéticas, invenções, rupturas, crenças e o que mais dissesse respeito ao homem, à arte e ao mundo ao seu redor.

Nomes como Moraes Moreira, Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor, dentre outros, fizeram a história do Grupo e garantiram presença entre os grandes nomes da MPB. Vale lembrar que o segundo disco da banda, Acabou Chorare, que combina guitarra elétrica com cavaquinho foi eleito em 2009 pela Revista Rolling Stones como o maior disco da história da música brasileira.

Sem dúvida, Os Novos Baianos têm a cara do Brasil. A cara de um Brasil múltiplo, diverso, cheio de cores, ritmos, vozes, ares e lugares. Do samba ao rock, de norte a sul, com belas melodias e vertiginosas vozes eles cantam o Brasil! E segura que o som é de bamba!

Neste vídeo, A Cadência do Samba:

Ouça mais em Educação Política:

FALSA BAIANA PRA DEIXAR A MOÇADA COM ÁGUA NA BOCA
RELÍQUIA: VÍDEO TRAZ ‘PELO TELEFONE’ NA VOZ DE CHICO BUARQUE, PIXINGUINHA, DONGA, DENTRE OUTROS
CLAREOU, POR SOCORRO LIRA
A BOSSA DELICIOSA
%d blogueiros gostam disto: