Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

PARA ANNA DE HOLLANDA, NOVA MINISTRA DA CULTURA, ASCENSÃO SOCIAL DEVE VIR JUNTO COM A CULTURAL

Anna de Hollanda durante a animada cerimômia de posse como ministra da Cultura

No dia de sua posse como ministra da Cultura, a cantora e compositora Anna de Hollanda, irmã do cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda, disse que os brasileiros que cresceram economicamente com o governo Lula estão consumindo mais eletrodomésticos do que cultura e que um de seus principais objetivos na pasta é mudar essa realidade.

Ana acredita que a ascensão social dos brasileiros deve vir acompanhada de uma ascensão cultural em que a população passe a “consumir” mais cultura de modo que esta faça parte do seu cotidiano. Os projetos para que isso aconteça giram em torno da criação do Vale Cultura, um item que falta na cesta básica dos brasileiros, segundo a nova ministra. Além disso, projetos do governo Lula como os Pontos de Cultura e o Mais Cultura serão mantidos e aperfeiçoados.

O tom da nova ministra também é o da continuidade, marcado por uma proposta que resvala na inclusão da cultura como item básico e imprescindível à realidade de todos nós. As propostas caminham na direção correta, no entanto, é importante que a nova ministra não esqueça que a cultura para chegar ao povo precisa de mais investimentos, mais projetos, mas também precisa do próprio povo. Ao falar de cultura o diálogo com a sociedade não pode ser esquecido, pois, em última instância, é ela que cria e inspira as diversas práticas culturais.

Veja trecho de matéria sobre o assunto publicada pela Agência Brasil:

Ana de Hollanda diz que brasileiros precisam consumir mais cultura
Luana Lourenço, da Agência Brasil

Brasília – A nova ministra da Cultura, Ana de Hollanda, assumiu hoje (3) a pasta, na cerimônia de posse mais animada da Esplanada dos Ministérios. Recebida por grupos de cultura popular, na entrada do Museu da República, Ana arriscou passos de samba de roda e coco, dança típica do Maranhão.

Dentro do auditório, com quase mil pessoas, mais música, tocada por uma bateria de escola de samba, que levou o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) a cair no samba com um grupo de passistas.

Ana disse que sua gestão será de “continuidade e avanços” e se comprometeu a manter programas criados nos últimos anos, como os Pontos de Cultura e os projetos do Mais Cultura. “A minha gestão jamais será sinônimo de abandono do que foi ou do que está sendo feito. Não quero a casa arrumada pela metade, as coisas se desfazendo pelo caminho, a pintura deixada no cavalete por falta de tinta”. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

O ANÚNCIO DE CORTE DE GASTOS PELO GOVERNO APONTA PARA A NECESSIDADE DE TOMAR MEDIDAS MAIS OUSADAS E EFICIENTES
LIVROS FICAM MAIS PRÓXIMOS DOS TRABALHADORES COM A INSTALAÇÃO DE MINIBIBLIOTECAS EM FÁBRICAS DA REGIÃO DO ABC
O MISTÉRIO, A TÉCNICA, A SIMPLICIDADE SOFISTICADA DE TOMIE OHTAKE
A DISCUSSÃO SOBRE DIREITOS AUTORAIS NO MINISTÉRIO DA CULTURA ENVOLVE ARTISTAS E SOCIEDADE

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: