Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

DELEGADO QUE TRABALHA PARA FAZER VALER A LEI NO PARÁ TEME SOFRER AMEAÇAS POR PARTE DOS MADEIREIROS DA REGIÃO

A luta por mudanças continua...

Como informamos em post recente, a situação em boa parte da região norte do país cortada pela floresta amazônica é marcada por insegurança jurídica e impunidade. Os madeireiros ilegais mandam e desmandam no local, eles é que fazem as leis e decidem quem vive ou morre. Os conflitos entre eles e os agricultores assentados na região que lutam pela preservação da floresta seguem a todo vapor, mascarados e até justificados pela floresta.

A questão a ser notada é que quando chega alguém disposto a fazer valer a lei em uma terra onde ela já não vale quase nada, as coisas mudam de figura e esse alguém certamente converte-se no preferido alvo. É exatamente isso que vem acontecendo no Pará com a chegada do delegado Melquesedeque da Silva Ribeiro. Desde que começou a atuar na região, o delegado já prendeu muitos madeireiros e comerciantes ilegais, coisa rara de se ver no local, e teme sofrer um atentado ou qualquer outro tipo de ameaça simplesmente por tentar fazer valer a legalidade.

Tal situação de completa insegurança fez com que Ribeiro pedisse pela volta da atuação da Polícia Federal na região que, se não resolvesse, pelo menos poderia atenuar o caos atual. Tudo isso porque pela primeira vez as cadeias do estado estão ficando cheias, realidade que incomoda e muito os “poderosos do local”.

Veja trecho de texto sobre o assunto publicado pela Agência Brasil:

Depois de prender madeireiro, delegado teme sofrer atentado e pede que PF volte a Anapu
Por Ivan Richard

Brasília – Responsável pela prisão do comerciante José Avelino Siqueira, por roubo de 10 metros cúbicos de madeira no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Esperança, na zona rural do município de Anapu, no sudoeste do Pará, o delegado Melquesedeque da Silva Ribeiro teme sofrer um atentado e pede que a Polícia Federal (PF) volte a atuar na região.

Conhecido como Junior da Semente, o comerciante é acusado como um dos principais responsáveis por extração ilegal de madeira na regiã. Ele está preso em Anapu desde o dia 26 de junho, quando foi flagrado transportando madeira extraída de forma ilegal.

Marcado por constantes conflitos entre agricultores assentados e madeireiros, o município de Anapu ficou conhecido mundialmente depois do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang, em fevereiro de 2005.

“Prendemos [Junior Semente] por roubo, não apenas como anteriormente se fez, de tratar o caso como crime ambiental e transporte ilegal de madeira”, explicou Ribeiro. Segundo ele, Junior da Semente já havia sido notificado outras vezes pelo mesmo crime, mas pagava multa e não chegava a ser preso. “Como reiteradamente ele é dado por essa prática aqui no município, decidi por bem fazer uma tipificação que conferisse maior rigor de penalização”, explicou. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

TERRA DE NINGUÉM: REGIÃO AMAZÔNICA VIROU PALCO DE CONFLITOS NO CAMPO, AMEAÇAS E MORTES JÁ SÃO FREQUENTES
BANDEIRAS CONTEMPORÂNEAS: DESMATAMENTO ILEGAL ATINJE COMUNIDADES INDÍGENAS ISOLADAS NO INTERIOR DA FLORESTA AMAZÔNICA
POLUIÇÃO NÃO É VISTA COMO PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA MAS FAZ COM QUE 4 MIL PAULISTANOS PERCAM A VIDA A CADA ANO
GREVE DOS PROFESSORES ATINGE CINCO ESTADOS BRASILEIROS PEDINDO REAJUSTE SALARIAL E REVISÃO DO PLANO DE CARREIRA

2 Respostas para “DELEGADO QUE TRABALHA PARA FAZER VALER A LEI NO PARÁ TEME SOFRER AMEAÇAS POR PARTE DOS MADEIREIROS DA REGIÃO

  1. Pingback: OS FATOS RECENTES E OS QUE ESTÃO POR VIR REVELAM QUE DILMA AINDA BUSCA O FORMATO DA SUA ADMINISTRAÇÃO « Educação Política

  2. Pingback: EM UM ANO, 600 MILHÕES DE SACOLAS PLÁSTICAS DEIXARAM DE SER CONSUMIDAS PELA POPULAÇÃO NO RIO DE JANEIRO « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: