Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 30 agosto, 2011

GILMAR MENDES DEVERIA IR EMBORA DO STF: NOS ESTADOS UNIDOS ATÉ A BELA DARYL HANNAH É ALGEMADA

Justiça, a cínica

Nos Estados Unidos, algema não é só para pobre

No Brasil, ladrão de galinha tem o rigor da lei. Já os bandidos que assaltam os cofres públicos são tratados como VIPs.

Gilmar Mendes, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) levantou a bandeira do tratamento de princesa para assaltantes de colarinho branco.

Basta a Polícia Federal botar na cadeia alguns graúdos que fazem o serviço sujo da política, a corrupção, para que se levantem vozes contra as algemas.

Bandido rico não pode receber algemas. É aquela coisa: “machuca a mãozinha que rouba tão bem”,  “Estraga as unhas”, “humilha”. “Quer suquinho?”

É assim que tem de tratar quem literalmente rouba o dinheiro público e deixa milhares de pessoas morrendo sem atendimento de saúde no Brasil.

Bem dito, aqui no Brasil, já nos Estados Unidos é um pouco diferente.

Veja a foto da maravilhosa Daryl Hannah sendo presa, algemada, após participar de um protesto. É certo que Daryl Hannah nem deveria ser presa por se manifestar. Ainda mais algemada. Protesto nos EUA, país da liberdade, dá algemas.

Viva o Brasil! Viva Gilmar Mendes!

Leia mais em Educação Política:

MORTE DA JUÍZA PATRÍCIA ACIOLI MOSTRA QUE BRASIL PRECISARÁ DE 100 ANOS PARA SE LIVRAR DO DANO CAUSADO PELA DITADURA
CARDOZO É UM NOVO GILMAR MENDES, NÃO QUER ALGEMAS PARA BANDIDO RICO QUE ROUBA A POPULAÇÃO BRASILEIRA
CASTELO DE AREIA: A JUSTIÇA NÃO É CEGA, É CÍNICA
A REAL AMEAÇA À DEMOCRACIA: ACUSADOS DE CORRUPÇÃO DA ELITE SE DÃO BEM NA JUSTIÇA COM FRESCURAS PROCESSUAIS

SANEAMENTO BÁSICO E COLETA DE LIXO CRESCEM NO PAÍS, MAS SERVIÇO DE ESGOTO NÃO CHEGA A CERCA DE 20% DA POPULAÇÃO

Segundo dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), o abastecimento de água já chega a 97,2% da população nacional, já o sistema de esgotamento sanitário não chega a cerca de 20% da população

Da Agência Brasil

Crescem índices de distribuição de água, tratamento de esgoto e coleta de lixo nas cidades
Por Lourenço Canuto

Brasília – As ligações de distribuição de água, os sistemas de esgotamento sanitário e a coleta de lixo cresceram no país entre 2008 e 2009. Baseado em coleta de dados do Ministério das Cidades, o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) identificou 1,6 milhão novos usuários do serviço de abastecimento de água, o que corresponde a um aumento de 16,6 mil quilômetros nas redes de distribuição em todo o país.

O esgotamento sanitário teve 1,1 milhão de novas ligações no período, quando foram instalados 16,5 mil quilômetros de novas redes de escoamento. O volume de esgoto tratado no país, atualmente, chega a 237 milhões de metros cúbicos.

Houve, no período avaliado, elevação de 215 milhões de metros cúbicos na produção de água, mas o consumo ficou em apenas 25% desse potencial, equivalente a 53,9 milhões de metros cúbicos.

Em 2009, o abastecimento de água beneficiou 4.891 municípios e o sistema de esgotamento sanitário, 2.409 municípios. Os números correspondem a 97,2% e a 81,5% do total da população urbana do país, respectivamente em relação à rede de abastecimento de água e à de esgoto.

Houve também aumento da cobertura do serviço regular de coleta domiciliar de resíduos sólidos, equivalente a 93,4%. A destinação final totalizou o montante de 24,9 milhões de toneladas de resíduos domiciliares e públicos. Foram despejados em aterros sanitários 16,2 milhões de toneladas, mais 5,9 milhões de toneladas para aterros controlados, 1 milhão de toneladas para unidades de triagem e de compostagem e 1,8 milhões de toneladas foram depositadas em lixões.

O maior índice de atendimento total com abastecimento de água encontrado foi encontrado em Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, no Paraná e no Distrito Federal. Nenhuma unidade da Federação ficou na faixa de menor índice, ou seja, com índice menor que 40% de atendimento total de água. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

EM UM ANO, 600 MILHÕES DE SACOLAS PLÁSTICAS DEIXARAM DE SER CONSUMIDAS PELA POPULAÇÃO NO RIO DE JANEIRO
MALEITA MOBILIZA CIENTISTAS NA AMAZÔNIA EM BUSCA DE RESPOSTAS PARA O ENIGMA DO MOSQUITO TRANSMISSOR
AUMENTA O NÚMERO DE DESASTRES NATURAIS E A POPULAÇÃO POBRE CONTINUA NO EPICENTRO DA QUESTÃO
NA SOCIEDADE DO CULTO AO DESCARTÁVEL, QUANTIDADE DE LIXO AUMENTA MAIS QUE CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO
%d blogueiros gostam disto: