Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 9 setembro, 2011

JUSTIÇA BRASILEIRA TIRA O LEITE DAS CRIANÇAS E PAGA SALÁRIO ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL COM O DINHEIRO DO POVO, É A BARBÁRIE

Justiça, a cínica

Depois de tirar o leite das crianças na semana passada ao exigir do governo federal um aumento de salário que gerará um rombo de R$ 7,7 bilhões no orçamento, a Justiça desta vez decidiu manter uma tradição brasileira: desrespeitar a constituição e colocar o interesse privado acima do interesse público. É o momento de barbárie da vida republicana.

Em nova decisão, Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª região, liberou o pagamento dos supersalários acima do teto constitucional (an!!! teto constitucional). Assim, a justiça faz a sua parte a favor da desigualdade ao colocar o interesse privado de alguns brasileiros que, sabe-se como, recebem salários acima do teto constitucional.

Se a própria justiça de um país coloca o interesse privado acima do público, a situação é realmente grave. Falta espírito de justiça.

A justiça deveria evitar que o Estado oprimisse cidadãos e que impedisse suas liberdades, o que é diferente de conceder privilégios inaceitáveis em nome de uma legalidade instrumental.

Na outra ponta, juízes que fazem justiça, como a juíza Patrícia Acioli, são assassinados e, tambeḿ, ricos não podem ser investigados, como no caso da Satiagraha. É a barbárie legalizada.

Veja trecho da matéria do Estadão:

O presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Olindo Menezes, suspendeu nesta sexta-feira, 9, a liminar que impedia o pagamento de salários acima do teto constitucional de R$ 26,7 mil para servidores da Câmara dos Deputados. A decisão, anunciada na última segunda-feira, 5, foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário da Justiça, passando a valer a partir de hoje. (Texto completo).

Leia mais em Educação Política:

GILMAR MENDES DEVERIA IR EMBORA DO STF: NOS ESTADOS UNIDOS ATÉ A BELA DARYL HANNAH É ALGEMADA

MORTE DA JUÍZA PATRÍCIA ACIOLI MOSTRA QUE BRASIL PRECISARÁ DE 100 ANOS PARA SE LIVRAR DO DANO CAUSADO PELA DITADURA

CARDOZO É UM NOVO GILMAR MENDES, NÃO QUER ALGEMAS PARA BANDIDO RICO QUE ROUBA A POPULAÇÃO BRASILEIRA

CASOS DO JOGADOR EDMUNDO E DO JORNALISTA PIMENTA NEVES MOSTRAM QUE POPULAÇÃO PAGA CARO PELA ESTUPIDEZ DO PODER JUDICIÁRIO

CUBA É O PAÍS DA AMÉRICA LATINA COM MELHOR ATENDIMENTO MÉDICO INFANTIL, DIZ RANKING DA ONG SAVE THE CHILDREN

Atendimento médico adequado continua sendo prioritário: “A crise de profissionais da saúde no mundo está custando a vida de crianças todos os dias", diz a ONG Save the Children

Para a ONG Save the Children, organização internacional com o sede nos EUA, o principal problema que existe em relação ao atendimento médico às crianças no mundo é a falta de profissionais qualificados para fazê-lo. Nos países que ocupam as piores posições no ranking elaborado pela entidade, a relação de médicos é de no máximo sete profissionais para cada dez mil habitantes, enquanto o mínimo adequado seria de 23 segundo a Organização Mundial da Saúde.

No topo da lista estão Suíça e Finlândia. Cuba, que ficou com a 8º colocação, aparece à frente dos Estados Unidos, que ocupam a 15º posição, e dos demais países latino-americanos. O Brasil ficou em 35º lugar. O último colocado é o país africano Chade.

Veja texto sobre o assunto publicado pela Carta Maior:

Atendimento médico infantil no mundo: Cuba tem o 8º melhor sistema, EUA o 15º e Brasil, o 35º
Da Redação

SÃO PAULO – A ONG Save the Children, organização internacional com sede nos EUA que luta pelos direitos das crianças, divulgou nesta semana um novo estudo em que mensura o grau de qualidade dos países no atendimento médico infantil.

De acordo com o ranking produzido pela entidade, entre os 161 países avaliados, Chade e Somália ocupam as duas últimas posições e Suíça e Finlândia, as duas primeiras. Cuba foi a primeira nação latino-americana listada, na 8ª posição, à frente de Alemanha (10ª), França (12ª), Reino Unido (14ª) e Estados Unidos (15ª).

Entre os latino-americanos, o Uruguai ocupa a segunda colocação, na 31ª posição geral, seguido pelo Brasil, na 35ª. O México alcançou apenas o 65º lugar no ranking, e a Argentina, o 77º.

A lista da Save the Children mensura o número de profissionais da área da saúde disponíveis em um país, o alcance de sistema de vacinação pública e o atendimento a gestantes e parturientes. De acordo com os cálculos da organização, a Suíça, no primeiro posto, atingiu índice 0,983, enquanto o Chade, último colocado, não passou de 0,130.

Os países mais mal avaliados não possuem mais do que sete médicos e enfermeiros para cada dez mil habitantes, enquanto a mínimo adequado sugerido pela Organização Mundial de Saúde é de 23 profissionais.

“A crise de profissionais da saúde no mundo está custando a vida de crianças todos os dias. Programas de vacinação, medicamentos e cuidados preventivos dão em nada se não houver profissionais capacitados para oferecê-los a quem mais precisa”, disse Mary Beth Powers, uma das coordenadoras da Save the Children, em comunicado divulgado pela organização na última terça-feira (6). (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

NA SOCIEDADE ATUAL O “ESTAR SÓ” É VISTO COMO DOENÇA OU EPIDEMIA DISFARÇANDO OS REAIS MALES DA CONTEMPORANEIDADE
DESENVOLVIMENTO EM QUESTÃO: MORADORES SÃO VÍTIMAS DA POLUIÇÃO CAUSADA POR SIDERÚRGICA NA BAÍA DE SEPETIBA (RJ)
MORADORES DE RUA DE SP DENUNCIAM O DESCASO DO PODER PÚBLICO QUE OS TRATA COM VIOLÊNCIA, NEGLIGÊNCIA E DEBOCHE
GOVERNO DE SÃO PAULO RESERVA 25% DOS LEITOS DE HOSPITAIS DA REDE PÚBLICA PARA PLANOS DE SAÚDE PRIVADOS
%d blogueiros gostam disto: