Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 4 outubro, 2011

UM PRESENTE PARA OS ESTADOS UNIDOS E PARA QUEM FEZ A GUERRA NO IRAQUE EM BUSCA DO PETRÓLEO BARATO

O que os Estados Unidos fizeram no Iraque

Imagine, apenas.

Um simples programa de televisão. John Lennon para os Estados Unidos, para os republicanos, para os democratas, para o tea party.

Um presente iraquiano. Não havia armas químicas no Iraque, mas havia crianças.

Sem mais comentário.

Veja mais em Educação Política:

LINDA ENTREVISTA DE EDUARDO GALEANO PARA OS INDIGNADOS: O MUNDO ESTÁ GESTANDO UM MUNDO MELHOR
BLOG DO MELLO: A ESTUPIDEZ DA GUERRA NO OLHAR DA MENINA – SEM PALAVRAS
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: ALMA NÃO TEM COR, DE ANDRÉ ABUJAMRA, NO KARNAK
REPÓRTER COM SENSO CRÍTICO LIMITADO OFENDE ENTREVISTADA E TOMA COMO RESPOSTA UM BANHO DE INTELIGÊNCIA E EDUCAÇÃO

GREVE DOS BANCÁRIOS FAZ VER ALGUNS DOS DILEMAS TRABALHISTAS CONTEMPORÂNEOS COMO ALTA ROTATIVIDADE E QUESTÃO DE GÊNERO

O mundo do trabalho moderno...

A estagnação do salário médio pago aos bancários levou tais trabalhadores a entrar em greve na última semana. Entre os fatores que contribuem para tal estagnação está a alta rotatividade do setor que substitui, com cada vez mais frequência, os funcionários com salários mais altos por jovens que ganham em geral a metade; e a questão do gênero que pode ser pecebida ao se deparar com o fato de que os bancos têm contratado muito mais mulheres, a quem costumam pagar menos, do que homens.

A questão da greve dos bancários, mesmo sendo um protesto da categoria, discute questões que afetam grande parte da sociedade brasileira, pois estas mesmas questões estão impregnadas em boa parte das relações de trabalho nas empresas modernas.

Com tudo isso, cria-se a ilusão de que o salário do trabalhador está aumentando, enquanto, na verdade, o que aumentou foi o volume de contratações, com um custo cada vez mais baixo para os patrões e cada vez mais alto para os empregados.

Veja trecho de notícia sobre o assunto publicada pela Carta Maior:

Além dos lucros, alta rotatividade e questão de gênero motivam greve dos bancários
Greve do setor realizada ao longo desta semana também tem origem na insatisfação com a rotatividade do emprego, sobretudo aquela relacionada à troca de funcionários de mais altos salários por jovens com menor remuneração. Em média, bancárias ainda recebem 24% a menos do que os homens.
Por Marcel Gomes

SÃO PAULO – Não são apenas os altos lucros das instituições financeiras que estimulam os bancários a cruzarem os braços em busca de melhores salários.

A greve do setor, que entra em seu terceiro dia nesta quinta-feira (29), também tem origem na insatisfação dos trabalhadores com a rotatividade do emprego, sobretudo aquela relacionada à troca de funcionários de mais altos salários por jovens com menor remuneração.

Um estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-econômicos (Dieese) ajuda a dimensionar esse fenômeno.

No primeiro trimestre de 2011, os bancos desligaram de seus quadros 8.947 trabalhadores, que possuíam um salário médio de R$ 4.086,32, e contrataram 15.798 novos empregados, com remuneração média de R$ 2.330,25.

Apesar do saldo positivo de 6.851 vagas geradas, a diferença salarial entre admitidos e desligados foi de 42,97%, acima do verificado no ano anterior, de 37,57%.

De acordo com o técnico do Dieese Miguel Huertas Neto, um dos responsáveis pela pesquisa divulgada em julho, a rotatividade explica porque, nos últimos seis anos, os bancários empregados acumularam reajuste real de pelo menos 12,2%, mas a média salarial do setor subiu apenas 3,6% – de R$ 4.278, em 2004, para R$ 4.435, em 2010, em valores já corrigidos pela inflação. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

“FAXINA CONTRA A CORRUPÇÃO” É UM DOS FATORES QUE FAZ COM QUE APROVAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA CHEGUE A 71%
EXPLICADA A INDIGNAÇÃO DA CORREGEDORA: SUPREMO VAI DAR CARTA BRANCA PARA A CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA
BELO MONTE DE POLÊMICAS: PREFEITURA DE ALTAMIRA PEDE SUSPENSÃO NAS OBRAS DE CONSTRUÇÃO DA USINA
O MERCADO ESTÁ NU: ENTREVISTA BOMBÁSTICA DE INVESTIDOR ALESSIO RASTANI NA BBC MOSTRA COMO AGE O MERCADO FINANCEIRO
%d blogueiros gostam disto: