Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

MUITA IMAGINAÇÃO, POUCA EFICIÊNCIA: LEGISLATIVO CARIOCA ENCHEU O ANO DE HOMENAGENS, MAS TRABALHAR QUE É BOM…

Pelo dia da Integridade, para legislativo, executivo e judiciário!

O legislativo carioca anda com toda criatividade. Os 365 dias do ano já não comportam tantas homenagens definidas pela Casa. Tem-se o dia do contínuo, do office-boy, do urologista, da atenção à saúde sexual do homem, dia do surdo, dia do ascensorista, da babá, da esposa, do folclorista luso-brasileiro, do dançarino de dança de salão e até o dia do nascituro, 25 de março, que comemora o dia dos que ainda nem nasceram.

Com essa imaginação toda, o legislativo parece que tem se esquecido de sua principal função, a de fiscalizar o poder executivo que, no caso do Rio de Janeiro, anda com os cofres abarrotados prestes a se esvaziarem nas próximas eleições municipais.

Aproveitando as manifestações contra a corrupção que aconteceram no último dia 12 de outubro, o dia de Nossa Senhora Aparecida, em muitas cidades brasileiras, seria bom definir uma data também como o dia da Integridade, como sugere a reportagem de Carta Capital, ou simplesmente o dia da democracia, da faxina, que cairia muito bem no 7 de outubro de 2012, data das eleições municipais do ano que vem.

Afinal, cá entre nós, é muita folga!!

Veja trecho de notícia sobre o assunto publicada pela Carta Capital:

Dia de fiscalizar o executivo
Por Edgard Catoira

No feriado da última quarta-feira, dia 12 de outubro, dedicado a Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, em muitas cidades do país aconteceram as marchas contra a corrupção.

O dia foi escolhido por organizações apolíticas para conscientizar os cidadãos no descanso do feriado.

No Rio, o sucesso foi positivo. Provocou boa movimentação e muita visualização na tarde da Avenida Atlântica, em Copacabana, inclusive ganhando o apoio do pessoal que bebia nos quiosques da orla.

Estas marchas, porém, não marcaram uma data para ser, todo ano, o Dia Contra a Corrupção, o que é uma pena.

A começar pelo Legislativo Municipal, pelo menos do Rio de Janeiro, principalmente se observarmos o que está disposto na Lei municipal nº 5.146/2010 e o número de projetos que tramitam na Câmara Municipal, selecionando datas para homenagear determinada categoria profissional, bairro, religião ou personalidade. Pelo andar da carruagem, a próxima providência do Legislativo carioca seguramente será a de revogar o calendário gregoriano e ganhar mais espaço no ano para tantos merecidos reconhecimentos que os vereadores descolam. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

A MAIS-VALIA DAS HORAS EXTRAS: TRABALHADOR DEIXA DE RECEBER R$ 20 BILHÕES DE REAIS POR ANO EM HORAS EXTRAS
OTIMISMO DOS BRASILEIROS COM RELAÇÃO À SITUAÇÃO SOCIOECONÔMICA DO PAÍS CRESCE E MAIS DE 70% DAS FAMÍLIAS ADMITE ASCENSÃO FINANCEIRA
SÓ A DEMOCRACIA PERMITE MANIFESTAÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO
A MENOS DE DUAS SEMANAS DO ENEM, MINISTRO DA EDUCAÇÃO VOLTA A DEFENDER O EXAME COMO SUBSTITUTO DO VESTIBULAR

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: