Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 21 outubro, 2011

GRANDE MÍDIA DORME EM BERÇO ESPLÊNDIDO ENQUANTO A CORRUPÇÃO ROLA SOLTA NO QUARTEL E NO JUDICIÁRIO

Com essa mídia, democracia afunda rápido

mídia, a covarde

É mais fácil entender os meios de comunicação pelo que eles omitem do que pelo que eles dizem. Esse é o grande poder dos espaços de comunicação (jornais, revistas, redes de tv e rádio).

A corrupção está afogando o Brasil no judiciário e no quartel, mas isso raramente aparece nos grandes meios de comunicação, principalmente de São Paulo. Se aparecerem, soam como registros, sempre devidamente enquadrados e apenas para não jogar ainda mais para o ralo a capacidade de comunicação dessas empresas.

Salvo Carta Capital, eles não apuram, não investigam, não levantam qualquer informação sobre a corrupção no poder judiciário, assim como nos quartéis.  Como disse o deputado Nazareno Fonteles (PT-PI), a mídia está acovardada. Essa covardia se traduz no pior do jornalismo. Temem o poder judiciário e os quartéis, seus aliados de 64.

Outro dia o Estadão deu manchete do “El País” no seu próprio site para atacar o Executivo. É o complexo de vira-lata da grande mídia. Dá a manchete de um outro jornal, europeu.  Pode!? Os jornais ultimamente disponibilizaram repórteres e editorias para investigar o ministro dos Esportes,  Orlando Silva (PC do B), a partir da denúncia de um policial que é processado pelo próprio Ministério dos Esportes. Isso é bastante salutar.

A grande mídia tem todo o direito de investigar o Executivo e que o faça a cada dia mais, mas é sempre um sistema orquestrado, agem em conjunto, como um matilha, como se fossem um partido da oposição. E são, como bem anotou a presidente da ANJ, Judith Brito, durante a última campanha presidencial. Ao mesmo tempo se “esquecem” propositamente de problemas muito mais graves e profundos da nossa democracia; problemas esses que facilitam a corrupção no Legislativo e Executivo, que são os “bandidos de toga”, como bem anotou Eliana Calmon, corregedora do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e a bandalheira nos quartéis.

Isso demonstra que a grande mídia brasileira, como historicamente tem sido demonstrado, não tem qualquer apreço pela democracia, mas sim pelos seus próprios interesses econômicos, facilitados por partidos como o PSDB, vide o contrato de Geraldo Alckmin, com os jornais Folha, Estadão e Veja.

Falta um pouco mais de dignidade e valores democráticos para as empresas de mídia do Brasil.

Leia mais em Educação Política:

JUSTIÇA, A CÍNICA, É POP: ATÉ NO ROCK IN RIO NINGUÉM AGUENTA MAIS A IMPUNIDADE PRODUZIDA PELO JUDICIÁRIO BRASILEIRO
EXPLICADA A INDIGNAÇÃO DA CORREGEDORA: SUPREMO VAI DAR CARTA BRANCA PARA A CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA
ESTADÃO CRUCIFICA JUÍZA ELIANA CALMON QUE QUER BOTAR NA CADEIA BANDIDOS DE TOGA
SENSACIONAL: DEPUTADO PEDE QUE STJ SE EXPLIQUE NA CÂMARA E PODE DAR INÍCIO À CPI DA IMPUNIDADE NO JUDICIÁRIO
Anúncios

MORTE DE KADDAFI ALERTA PARA O MOMENTO DELICADO DE TRANSIÇÃO NA LÍBIA E INTERROGA O PAÍS QUANTO AO FUTURO

Como dizem os árabes: maktub (estava escrito)

Durante todo o período de conflito atravessado pela Líbia nos últimos meses, o ditador Muammar Kaddafi sempre afirmou que só sairia de seu governo morto. E, realmente, é só assim que ele deixa sua ditadura de mais de 40 anos e entrega o país aos seus próprios conflitos internos e aos interesses internacionais.

Mais do que nunca, a realidade na Líbia é de uma delicada transição, esperemos que democrática. O país pede a ajuda da comunidade internacional, inclusive do Brasil, para retirar as minas terrestres espalhadas em vários locais por ordem de Kaddafi, e que continuam fazendo estragos em diversas cidades.

Mas as minas são apenas mais um indício da instabilidade em que se encontra o país. A celebração da morte do ditador acontece na Líbia, mas, ao mesmo tempo, essa mesma morte, por alguns festejada, interroga o país em relação ao seu futuro.

Veja texto sobre o assunto publicado pela Carta Capital:

Kaddafi está morto, diz cônsul líbio
Redação Carta Capital

O Conselho Nacional de Transição (CNT) e a emissora de televisão Líbia Livre afirmaram nesta quinta-feira 20 que o ditador do país, Muammar Kaddafi, foi capturado esta manhã junto com seu filho Mouatassim, antigo chefe dos serviços de segurança Mansour Daou e o ex-chefe dos serviços secretos Abdallah Senoussi. Segundo informações iniciais, ele estaria com as duas pernas feridas por tiros. Uma televisão pró-Kaddafi desmentiu no seu site a informação de que o ex-líder teria sido capturado.

No Brasil, cônsul-geral da Líbia, Mohammed Ninfat, disse à Agência Brasil que obteve informações confirmando a morte do presidente líbio, Muammar Khadafi. Mas ele disse que está com dificuldades de falar com integrantes do Conselho Nacional de Transição (CNT). Ninfat é o chefe da Embaixada da Líbia em Brasília, pois a representação está sem embaixador. O clima na representação diplomática é de comemoração e festa. A bandeira da oposição a Khadafi está hasteada no local.

“O momento é de celebração. Mas precisaremos da ajuda da comunidade internacional. O Brasil, por exemplo, pode nos ajudar para a retirada de minas terrestres, colocadas por ordem de Khadafi em vários locais da Líbia”, disse o cônsul, lembrando que as cidades que mais sofrem por causa das minas são Brega e Zliten.

Nem Estados Unidos nem a OTAN confirmam ou negam a captura do coronel. Mas em conversa ao telefone com a agência de notícias Reuters, o líder do CNT Mustafa Abdel Jalil teria confirmado a captura.

Kaddafi estava desaparecido desde que o CNT assumiu o comando da capital, Trípoli, e das principais cidades líbias. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

NA LÍBIA, REBELDES ASSUMEM CONTROLE DA CAPITAL DO PAÍS COM APOIO DA OTAN E AUMENTAM PRESSÃO SOBRE KADDAFI
A REVOLUÇÃO AGORA É TUITADA
A REVOLUÇÃO NO MUNDO ÁRABE ESTÁ SÓ COMEÇANDO, DEPOIS DOS PROTESTOS É HORA DE MATERIALIZAR A MUDANÇA
SÓ A DEMOCRACIA PERMITE MANIFESTAÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO
%d blogueiros gostam disto: