Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

FALA DE DILMA SOBRE ORLANDO SILVA DEVERIA SERVIR DE INSPIRAÇÃO PARA MÍDIA QUE FAZ JORNALISMO SEM APURAÇÃO

Será que a mídia ainda se lembra do "princípio civilizatório da presunção da inocência"

A presidente Dilma Rousseff disse, após reunião com o ministro do Esporte, Orlando Silva, na última sexta-feira, que o governo “não condena ninguém sem provas e parte do princípio civilizatório da presunção da inocência”. Uma frase que, no mínimo, deveria servir de inspiração ou provocar reflexão na mídia brasileira.

As denúncias contra Orlando Silva vieram de uma reportagem da revista Veja, cujos métodos de investigação e “apuração jornalística” já se mostraram bastante duvidosos. Aliás, falar em apuração soa até um pouco forçado para o histórico bastante criativo e ousado de Veja.

Como bem disse Dilma, não se trata de defender o ministro dos esportes e já isentá-lo de qualquer culpa, no entanto, não há provas e, se não há provas, nada pode ser feito contra ele. É por isso que o bom jornalismo, quando denuncia, sabe muito bem o que está denunciando, pode provar a denúncia e responder a qualquer crítica que diga respeito à sua apuração. Mas, não é esse o caso da revista em questão.

Veja trecho de notícia sobre o assunto republicada pela Rede Brasil Atual:

Dilma diz que não aceitará condenação sumária de Orlando Silva
Por Luciana Lima da Agência Brasil

Brasília – Após a reunião na noite da sexta-feira (21) com o ministro do Esporte, Orlando Silva, a presidenta Dilma Rousseff disse que o governo “não condena ninguém sem provas e parte do princípio civilizatório da presunção da inocência”. A informação está na nota divulgada pelo Palácio do Planalto. “Não lutamos inutilmente para acabar com o arbítrio e não vamos aceitar que alguém seja condenado sumariamente”, disse a presidenta.

De acordo com a nota, na reunião, o ministro informou à presidenta que tomou todas as medidas para corrigir e punir malfeitos, ressarcir os cofres públicos e aperfeiçoar os mecanismos de controle do Ministério do Esporte.

A reunião de Dilma com Orlando Silva durou cerca de uma hora e meia. O ministro disse que apresentou um relatório contestando ponto a ponto as denúncias feitas pelo policial militar João Dias Ferreira em reportagem da revista Veja.

O ministro relatou ainda para a presidenta que ofereceu a quebra do sigilo bancário, fiscal e telefônico, segundo ele, “porque quer a transparência máxima”. De acordo com Orlando Silva, Dilma sugeriu serenidade e paciência e reafirmou “confiança e solidariedade”. A parte final da reunião, segundo o ministro, foi dedicada a assuntos do ministério. A reunião foi o primeiro encontro de Dilma com o ministro após a publicação das denúncias da revista. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

VEJA A DIFERENÇA ENTRE BRASIL E SUÉCIA: VIDA DE PRÍNCIPE DE VEREADOR NESTA TERRA E VIDA DO PRIMEIRO MINISTRO DA SUÉCIA
GRANDE MÍDIA DORME EM BERÇO ESPLÊNDIDO ENQUANTO A CORRUPÇÃO ROLA SOLTA NO QUARTEL E NO JUDICIÁRIO
RODA VIVA VIROU UMA SALA DA HEBE APARELHADA PELO PSDB; AGORA É RODA MORTA
MINISTROS DO STJ NÃO QUEREM SE EXPOR EM TEMAS POLÊMICOS E RESISTEM À TRANSMISSÃO DAS SESSÕES AO VIVO PELA INTERNET

2 Respostas para “FALA DE DILMA SOBRE ORLANDO SILVA DEVERIA SERVIR DE INSPIRAÇÃO PARA MÍDIA QUE FAZ JORNALISMO SEM APURAÇÃO

  1. Pingback: DEMORA NA DEMARCAÇÃO DE TERRAS INDÍGENAS AUMENTA NÚMERO DE ACAMPAMENTOS E GERA INSEGURANÇA EM MATO GROSSO DO SUL « Educação Política

  2. Pingback: JUIZ CRITICA JORNAL ZERO HORA QUE OMITIU DEBATE SOBRE OS MONOPÓLIOS NA COMUNICAÇÃO EM SEMINÁRIO DA ANJ « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: