Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

O OUTRO LADO DAS COISAS: PESQUISA REVELA CASOS EM QUE O BOLSA FAMÍLIA É MAIS DO QUE SIMPLES TRANSFERÊNCIA DE RENDA

Professora da Unicamp e cientista social, Walquiria Domingues Leão pesquisa o Bolsa Família há cinco anos e aprova o programa

Os programas de transferência de renda, qualquer um deles e em qualquer parte do mundo, sempre têm dois lados. De um lado, eles podem ser vistos como medidas puramente paliativas, que não resolvem o problema e geram dependência. Em muitos casos é isso mesmo que acontece, o dinheiro vira uma espécie de muleta e o costume é certo como a renda todo mês.

No entanto, em outros casos, e estes também acontecem, o dinheiro ajuda a realizar alguns sonhos, a preparar o futuro e a pensar sim em formas de a partir daquela mesada mensal poder melhorar a condição de vida e, como dizem, andar com as próprias pernas.

Esse ponto das políticas assistencialistas também é discutido no debate entre funcionalistas e frankfurtianos, por exemplo, no que diz respeito à comunicação e cultura de massa. Os primeiros defendem que a comunicação de massa é um fenômeno positivo, pois mesmo assistindo a produtos da indústria cultural, as pessoas já estão lendo, vendo, sendo expostas a algo e, a partir daí, poderiam evoluir para outros patamares. Já os frankfurtianos não veem saída e apontam a cultura de massa como fechada em si mesmo, sem oferecer subsídios para que as pessoas se libertem dela.

Gaurdadas as devidas proporções é mais ou menos o que acontece com o Bolsa Família. O fato é que na esteira das teorias, o mundo sempre oferece algumas exceções, como esta apresentada em texto publicado no Blog do Nassif:

Da série: ai se o Kamel souber…
Por Luis Nassif

Ontem gravamos uma entrevista especial, em vídeo – a ser disponibilizada aqui em breve – com a professora da Unicamp e cientista social Walquiria Domingues Leão Rego que há cinco anos pesquisa a Bolsa Família.Walquiria tem ido anualmente às regiões mais pobres do nordeste tomando depoimentos dos beneficiários, não questionários frios, mas longas conversas para apreender as mudanças ocorridas.

Um dos episódios narrados é fantástico.

Na casa de uma senhora em Alagoas, outro pesquisador que a acompanhava, italiano, maravilhou-se com alguns quadros, pinturas na parede, sem moldura. Indagaram da senhora o que era aquilo.

Inicialmente, ela relutou em responder. Walquiria contou que no país do seu amigo valorizavam-se muito as pinturas, daí a razão do interesse dele.

A senhora venceu, então, o temor e contou que um de seus netos tem uma grande vocação para a pintura. Na escola, a professora recomendou que recebesse aulas.

Ela reuniu, então, a família e, juntos, discutiram se poderia desviar parte do dinheiro da comida para as aulas de pintura do menino. Todos concordaram. O resultado foram as pinturas que maravilharam o italiano.

Se Ali Kamel souber, haverá denúncias em O Globo sobre o esbanjamento de recursos do Bolsa Familia. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL TEM IMPACTO NEGATIVO SOBRE IDH FAZENDO COM QUE O ÍNDICE FIQUE CERCA DE 30% MENOR
NO BRASIL, BOLSA FAMÍLIA É UMA COMPENSAÇÃO PORQUE POBRE PAGA IMPOSTO E RICO NADA DE BRAÇADA
PROGRAMAS SOCIAIS DO GOVERNO SERÃO AMPLIADOS PARA DIMINUIR ALCANÇE DO TRABALHO INFANTIL NO BRASIL
SENADOR ÁLVARO DIAS FICA À VONTADE EM TV TUCANA E SOLTA UMA PÉROLA: “BOLSA FAMÍLIA ESTIMULA A PREGUIÇA”
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: