Categorias
BLOGOSFERA

ALUNOS DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UnB) RESPONDEM COM VÍDEO AOS ATORES DA GLOBO E PEDEM: VERIFIQUE OS FATOS

Veja abaixo o vídeo dos alunos da UnB (Universidade de Brasília) em reposta aos artistas da Globo.

Vi no Esquerdopata

Veja mais em Educação Política:

EMPRESAS DE TELEFONIA NÃO QUEREM PAGAR TRIBUTO E BOICOTAM A TEVÊ BRASIL
LUCIANO COUTINHO, DO BNDES, PRECISA VER O FILME TRABALHO INTERNO (Inside job), DE CHARLES FERGUSON, SOBRE A CRISE DE 2008
VEJA OS ESTADOS QUE CUMPREM E OS QUE DESCUMPREM O MÍNIMO EXIGIDO POR LEI PARA PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS DO BRASIL
ATORES DA GLOBO FAZEM VÍDEO MACAQUEADO CONTRA USINA HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE, MAS NÃO SE COMOVEM COM O ASSASSINATO DE INDÍGENAS NO MATO GROSSO DO SUL

 

Por glaucocortez

Blog Educação Política

6 respostas em “ALUNOS DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UnB) RESPONDEM COM VÍDEO AOS ATORES DA GLOBO E PEDEM: VERIFIQUE OS FATOS”

Pronto!
Era pedir demais que fossem abordados os argumentos, mas não apenas ficar bradando “criancinha indígenas!” (não estou menosprezando-as) e “atores da globo!”? Os alunos da UNB provaram que não!
Levantaram as “bundinhas” das cadeiras, abandonaram a inércia e lançaram-se à pesquisa, buscando refutar os argumentos do vídeo com outros.
Ainda continuo a favor do investimento em outras fontes de energia (toda tecnologia, no início, é mais cara e continuará a sê-lo, se não houver investimento em pesquisa), que não a nuclear, claro, mas parabenizo a atitude dos alunos que não foram depredar e fumar maconha, comportando-se como cidadãos e democraticamente.
De meu lado, evitando argumentos de Veja e congêneres, do mesmo modo que da Caros Amigos e congêneres (buscando evitar a tentativa de desqualificar o interlocutor, mas não o argumento), encontrei trabalho oriundo da Unicamp (nem “velha mídia”, nem “nova mídia”, nem “nova velha mídia”), que vale a pena ler: http://www.fem.unicamp.br/~seva/Tenota-Mo_caps4a6_pag172.pdf
Em especial, me preocupa o seguinte trecho:
“A estratégia mudou por completo. Nossas lideranças foram continuamente convidadas para reuniões com grupos de técnicos das empresas do governo que, é óbvio, usaram de todos os meios para mostrar o lado positivo do empreendimento. Outro alvo foram os jovens. Patrocinando festas e promovendo excursões à região da UHE Tucuruí procurava-se conquistá-los para idéia de que a hidrelétrica será um bem enorme para a região. Com volumosos presentes o governo aliciou descaradamente as comunidades indígenas. De antemão evitavam-se reuniões com grandes grupos para impedir que a sociedade se organizasse
e discutisse abertamente os prós e contras do projeto. Políticos estaduais e municipais de pouca
cultura e muita fanfarrice encheram a boca proclamando a UHE Belo Monte a salvação do oeste do Pará e pregando que o Brasil necessita deste impulso energético para evitar o colapso de sua economia.”

Curtir

VALEU AMIGOS ESSE BANDO DE GENTE CHEIO DE FRESCURA, NÃO SABE MESMO OQUE DIZ, UM DESSES ATORES PARA VIR AQUI NO XINGU COBRA UM CACHÊ ALTÍSSIMO E NEM SE DÁ AO TRABALHO DE ESTUDAR UM POUCO SOBRE A REGIÃO.

Curtir

Comentários encerrados.