Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 21 dezembro, 2011

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL FEZ ESCOLA: JOVEM DIZ QUE PODE ATÉ MATAR, MAS DEPOIS PAGA PROPOPINA, OU MELHOR, FIANÇA

Português do Brasil: Brasília - O presidente d...

Peluso: contra o CNJ e R$ 700 mil

Justiça, a cínica.

A melhor interpretação da justiça brasileira:

“Como a lei no país é tão frouxa, não tá nem aí, eu também não tô nem aí com o país e com a lei”, diz jovem Luan de 22 anos, que aprendeu muito bem o exemplo dado pelo Supremo e pelos tribunais superiores do Brasil. Veja vídeo abaixo.

O Brasil precisa de uma mãos limpas, como na Itália, para afastar os juízes corruptos e lenientes.

O CNJ (Corregedoria Nacional de Justiça) foi criada justamente para diminuir a corrupção no judiciário. Mas o presidente do Supremo, Cezar Peluso, quer acabar com o poder de investigação do CNJ.

Gilmar Mendes, outro ministro do Supremo, quando presidente da principal corte deu dois habeas corpus para um banqueiro acusado de corrupção em menos de 48 horas.

[videolog 726522]

Veja mais em Educação Política:

GENTE, ATÉ O SBT NÃO AGUENTA MAIS O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL QUE FACILITA A VIDA DOS BANDIDOS DE TOGA
HUMOR: PRIVATARIA TUCANA CHEGA ÀS TELAS DE CINEMA COM ROTEIRO COMPLEXO QUE ENVOLVE MÍDIA E POLÍTICA
PRESIDENTE DO SUPREMO, MINISTRO CEZAR PELUSO, DEVERIA RENUNCIAR APÓS REVELAÇÃO DE QUE RECEBEU R$ 700 MIL
ALGEMAS NO BRASIL SÃO SÓ PARA NEGROS, POBRES… E VOCÊ SABE…. ESTÃO RINDO DA JUSTIÇA BRASILEIRA

PRESIDENTE DO SUPREMO, MINISTRO CEZAR PELUSO, DEVERIA RENUNCIAR APÓS REVELAÇÃO DE QUE RECEBEU R$ 700 MIL

CPI no Supremo?

Português: Cezar Peluso, presidente do Conselh...
O presidente da Suprema Corte do Brasil, Cezar Peluso

A que ponto chegamos? O próprio presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, que está tão interessado em impedir as investigações do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) recebeu R$ 700 mil de indenização legal que foi julgada pelos próprios colegas do tribunal em São Paulo. Peluso orquestrou uma ofensiva contra a ministra Eliana Calmon, que estava investigando justamente benefícios como esses e o enriquecimento ilícito de juízes de São Paulo.

Diante de tal revelação, o presidente do Supremo deveria renunciar. Mas no Brasil temos um histórico de benesses financiadas pelo povo. Tudo é legal, mas não deixa de ser imoral. O presidente do Supremo se sente à vontade para julgar ações em que pode ser parte beneficiada, segundo a Folha. É inacreditável.

Somente o Senado pode tomar uma atitude e chamar o presidente do Supremo às falas.  Ministros do Supremo se sentem acima da lei (ou realmente estão?). Na verdade, eles deveriam dar explicações ao Senado, assim como os ministros de Estado. Sempre que tiver uma atitude atípica, por exemplo, dar dois habeas corpus em menos de 48 horas, como fez Gilmar Mendes, quando presidente, o ministro deveria ser convocado pelo Senado para esclarecer os fatos.

É por essas, e principalmente por essas, que vereadores, prefeitos, deputados, senadores etc se sentem à vontade para usurpar dinheiro do povo brasileiro. Que orgulho da ministra Eliana Calmon, que vergonha do Brasil!

Veja trecho da matéria da Folha

O próprio ministro Peluso, que, como Lewandowski, foi desembargador do TJ paulista, recebeu recursos desse passivo.

Ele recebeu R$ 700 mil, de acordo com a própria assessoria do presidente do Supremo.

Peluso considera que, apesar dos recebimentos, nem ele nem Lewandowski estão impedidos de julgar ações sobre o tema porque os ministros do STF não se sujeitam ao CNJ.

Portanto, não seria possível falar que agem em causa própria ou que estão impedidos quando julgam a legalidade de iniciativas daquele órgão, já que não estão submetidos a ele, e sim o contrário, de acordo com a Constituição e com decisão do próprio STF. (Texto Integral)

Leia mais em Educação Política:

GENTE, ATÉ O SBT NÃO AGUENTA MAIS O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL QUE FACILITA A VIDA DOS BANDIDOS DE TOGA
PRESENTE DE NATAL PARA A CORRUPÇÃO: O GOLPE CONTRA O BRASIL VEM DA MAIS ALTA CORTE DO PAÍS, O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
ALGEMAS NO BRASIL SÃO SÓ PARA NEGROS, POBRES… E VOCÊ SABE…. ESTÃO RINDO DA JUSTIÇA BRASILEIRA
JUSTIÇA BRASILEIRA TIRA O LEITE DAS CRIANÇAS E PAGA SALÁRIO ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL COM O DINHEIRO DO POVO, É A BARBÁRIE

BIOINSETICIDA EM FORMATO DE COMPRIMIDO PROMETE SER MAIS UM ALIADO PARA COMBATER A DENGUE NO PRÓXIMO ANO

Mais um aliado da sociedade na luta contra o Aedes aegypti

Em 2012, a dengue poderá ser combatida utilizando mais um recurso além do que recomenda evitar a água parada. Trata-se de um bioinseticida desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que será produzido na forma de comprimidos para dissolução em caixas d’água e também em apresentações maiores, para utilização em açudes e reservatórios.

O bioinseticida é resultado de quase dez anos de pesquisas coordenadas pela cientista Elizabeth Sanches, que trabalha na Farmanguinhos, unidade da Fiocruz responsável pela produção de medicamentos, como mostra notícia publicada pela Agência Brasil.

O comprimido hidrossolúvel paralisa os músculos da boca e do intestino da larva e causa infecção generalizada, além disso não apresenta qualquer risco para o meio ambiente sendo ideal para uso domiciliar. A produção dos bioinseticidas deve ser iniciada dentro de alguns meses e a previsão de Elizabeth é que no meio do ano que vem eles já estejam no mercado.

Vale lembrar que o bioinseticida é importante por realmente garantir a morte do mosquito já que, muitas vezes, o simples cuidado de não deixar água parada não é garantia de que ele não se multiplicará.

Veja mais informações sobre o assunto:

Brasil terá bioinseticida contra dengue em 2012
Por Vladimir Platonow

Rio de Janeiro – O país contará com um importante aliado para combater a dengue no próximo ano. Um bioinseticida desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e fabricado por uma indústria farmacêutica promete ser divisor de águas na luta contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença.

O bioinseticida é resultado de quase dez anos de pesquisas coordenadas pela cientista Elizabeth Sanches, que trabalha na Farmanguinhos, unidade da Fiocruz responsável pela produção de medicamentos. Criado a partir do Bacillus thuringiensis e do Bacillus sphaericus, ele será produzido na forma de comprimidos, para dissolução em caixas d’água, ou em apresentações maiores, para utilização em açudes e reservatórios.

“No caso da dengue domiciliar, é recomendável a utilização do comprimido hidrossolúvel. O produto tem duas ações concomitantes: paralisa os músculos da boca e do intestino da larva e causa infecção generalizada nela”, explicou Elizabeth, engenheira bioquímica e bióloga.

A pesquisadora garantiu que o bioinseticida não apresenta qualquer risco para o meio ambiente. “Nós fizemos todos os testes referentes a impacto ambiental e toxicologia da formulação em animais de sangue quente, inclusive. Temos a segurança dos produtos que desenvolvemos, justamente por serem aplicados em ambientes domiciliares.

A Farmanguinhos concluiu o treinamento dos funcionários da empresa BR3, vencedora da licitação e que poderá iniciar a produção dentro de alguns meses, segundo Elizabeth. “A empresa acabou de ser treinada e está bem adiantada na implantação do projeto. Eu penso que no meio do ano que vem nós já tenhamos produtos dessa parceria tecnológica”. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

GOVERNO DILMA PRETENDE IMPLANTAR POLÍTICA AMPLA DE COMBATE AO CRACK
SAÚDE DA MULHER: HISTÓRICAS CONDIÇÕES DE DESIGUALDADE INTERFEREM NO ATENDIMENTO DA MULHER PELO SUS
DADOS REVELAM DISPARIDADE REGIONAL NA TRANSMISSÃO DE MÃE PARA FILHO DO VÍRUS HIV
BRASIL OCUPA A 72º POSIÇÃO NO RANKING DA OMS DE GASTO PER CAPITA EM SAÚDE. LÍDERES DO RANKING GASTAM 20 VEZES MAIS
%d blogueiros gostam disto: