Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

O INSUSTENTÁVEL PESO DA DEMOCRACIA PARA A MÍDIA CARTELIZADA ESTÁ NO EDITORIAL DO JORNAL O GLOBO

O difícil aprendizado do diálogo quando se tem o microfone

O editorial do jornal O Globo de ontem foi muito mais significativo do que uma aparente defesa corporativa de uma outra empresa de mídia. O editorial  revela representações importantes para a democracia brasileira e, por incrível que pareça, estamos avançando. Isso se não for uma defesa da própria pele, visto que muita coisa pode aparecer na CPI.

A primeira delas é a própria exposição do grupo de mídia diante de uma posição inegável.  Desde o início da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito),  do Carlinhos Cachoeira, as organizações Globo se postaram de uma forma bastante comum aos meios de comunicação e o que é um pouco natural, ou seja: dá como notícia o que interessa e oculta o que não interessa. Mas isso parece não ter bastado. A Globo, por meio do jornal, teve de se posicionar e o fez em defesa das práticas mais abomináveis do jornalismo, que é a associação ao crime organizado.

Uma segunda é o reconhecimento da blogosfera e de outras empresas de comunicação. O Globo faz o editorial para o leitor, mas reconhece, mesmo criticando, a existência da blogosfera e de outros concorrentes. Bons tempos aqueles em que era fácil ignorar totalmente o que não interessava. O que não saía nas organizações Globo não era notícia ou, simplesmente, não era um acontecimento, então não havia a necessidade nem de se posicionar.

Agora está um pouco diferente. Se a Globo não deu, algum motivo tem e aí a necessidade de um editorial, porque todo mundo tá sabendo e a Globo não deu uma linha. Na verdade, o editorial é uma forma de poder continuar omitindo as informações que não interessa ao grupo.

Nesse sentido, surge uma terceira representação, que é colocar a Globo e outras empresas que cartelizam a informação, denominadas de PIG (Partido da Imprensa Golpista) pela blogosfera, em uma defensiva muito semelhante às situações vividas por essa mídia durante o processo eleitoral nos últimos anos. Tem havido uma contra-informação muito forte nos períodos eleitorais sobre a manipulação ou a partidarização da informação promovida pelos grandes grupos de mídia, de modo que são até forçados a manifestar explicitamente uma preferência partidária, como fez o Estadão nas últimas eleições presidenciais.  A CPMI de Carlinhos Cachoeira parece eternizar esse período de contra-informação, tornando a mídia cartelizada em uma situação desconfortável fora do período eleitoral também. Essa talvez seja a mais interessante representação do editorial.

Uma última representação é o que tudo isso nos indica, ou seja, parece que já vivemos uma relativa democracia da comunicação, ainda que muito favorável à mídia cartelizada. No entanto, não é tão fácil como antigamente ignorar solenemente algumas informações ou outros meios de comunicação.

Há muito ainda que se fazer para se avançar na democracia da comunicação brasileira, mas o peso da democracia pluripartidária torna-se a cada dia mais insustentável para a mídia cartelizada.

Leia mais em Educação Política:

CORPORATIVISMO OU MÁFIA? ESTADÃO DIZ QUE FALA TUDO SOBRE O CASO CACHOEIRA, MAS OMITE A RELAÇÃO COM REVISTA VEJA, DIVULGADA PELO DOMINGO ESPETACULAR DA RECORD
CAPA HISTÓRICA: PELA PRIMEIRA VEZ NESTE PAÍS, UMA PUBLICAÇÃO NACIONAL DESAFIA O CARTEL DA MÍDIA PARA INFORMAR O LEITOR
SERÁ QUE O SENADOR DEMÓSTENES TORRES FALAVA EM NOME DE CARLINHOS CACHOEIRA NESTE TÍTULO DA REVISTA VEJA?
AULA DE JORNALISMO: ESTADÃO MANIPULA REPORTAGEM PARA LIVRAR A CARA DO MINISTRO DO SUPREMO, GILMAR MENDES

6 Respostas para “O INSUSTENTÁVEL PESO DA DEMOCRACIA PARA A MÍDIA CARTELIZADA ESTÁ NO EDITORIAL DO JORNAL O GLOBO

  1. otaviano carvalho 9 maio, 2012 às 5:18 pm

    Excelentissima Presidenta Dilma Rousseff
    Excelentíssimo
    Sr. Garibaldi Alves Filho
    Ministro da Previdência Social
    Excelentíssimos Senadores

    Prezados

    Prezados, Quero deixar registrado, através dessa correspondência o sentimento deindignação, decepção e frustação; não só o meu, como o da maioria dosaposentados, pensionistas, e demais assegurados do INSS, com otratamento que nós estamos recebendo por porte desse Órgão, que foicriado para garantir o RESPEITO E O COMPRIMENTO DOS DIREITOS,DOSTRABALHADORES E FAMÍLIARES ;E que nós, conquistamos com o nossotrabalho , ajudando diretamente com o crescimento do nosso BRASIL.Sendo um Órgão, que tem crescido e vem sendo visto no mundo comoexemplo, deveria se preocupar mais em solucionar os problemasencontrados por nós dependentes da previdência.É uma falta de RESPEITO o tratamento que recebemos, NÓS CIDADÕES,TRABALHADORES, PAIS E MÃE DE FAMILIAS, que dependemos desse auxilio,que eu repito, é um DIREITO nosso, que trabalhamos e contribuímos,para ter a tranquilidade na nossa velhice ou doença.Vou citar meu problema para que seja revisto e resolvido.Recolhi minha documentação e dei entrada na previ dência em 2006,solicitando auxilio doença. Fiz pelo menos umas cinco (5) vezestentativas; somente uma foi deferida as outras 4 indeferidas. Nãoconcordando com essa situação, fui tentar de outra forma e retorneipara meu medico, refazendo vários exames, que novamente ficouatestando minha incapacidade profissional. Reunir pelo menos unstrês(3) laudos em especialista , mesmo assim indeferiram. Foi quandoresolvi entrar com uma ação contra a previdência. Fui encaminhado pelojuiz ,que determinou uma avaliação de um perito da Previdência, ouseja indicado pelo Estado e foi deferido minha incapacidadeprofissional e o juiz ,deu causa ganha pra mim em primeira instanciaeles recorreram.Pergunto ao Senhor:É justo tanto DESCASO?É justo tanta BURROCRACIA?Um CIDADÃO, TRABALHADOR, HONESTO e RESPONSÁVEL PELA FAMÍLIA; HOJEINVALIDO ter que esperar a TRÊS (3) ANOS por UMA SOLUÇÃO para colher,o que A VIDA TODA ele plantou?Porque de tanta demora pra pagar, mesmo quando se ganha na justiça,cadê OS D IREITOS DOS CIDADÕES BRASILEIROS, Onde anda nossaconstituição?Como Nós BRASILEIROS podemos ter ORGULHO?O descaso começa assim que nós TRABALHADORES ficamos doentes; e vemseguindo uma série de constrangimentos, desde os FUNCIONARIOS eMÉDICOS PERITOS, que quase sempre não tem a sensibilidade de lidar comesses assegurados. Sem preparo para conduzir e orientar essesTRABALHADORES INVALIDOS; como nós somos chamados.Nós somos vistos como ENCOSTADOS ou DESCARTADOS.Porque se Nós TRABALHAMOS a vida inteira, FIZEMOS A NOSSA PARTE!Cabem agora vocês, nos dá de DIREITO, O DIREITO que TEMOS; não dado,ADQUIRIDO, com TRABALHO e CONTRIBUIÇÂO!!!!Peço em nome da dignidade que vocês avaliem meu processo e em nome daFAMÍLIA resolvam minha situação.Não é justo um CIDADÃO, TRABALHADOR, HONESTO E RESPONSAVEL POR UMAFAMÍLIA VIVER A MARGEM DA SOCIEDADE, dependendo de favores, parasobreviver e ter direito a cuidar de uma doença.Espero que meu pedido e de todos que estão na mesma situação, sejamsolucio nados antes que a morte se adiante ou que a criminalidaderesgate esses TRABALHADORES para o crime; Pois a fome e a doença nãoesperam e nem tem BUROCRACA! Que Brasil é esse de tão poucos O POVO GRITA POR SOCORRO!
    Não tenho dinheiro pra comprar meus remdios porque esse o sus não fornece,só gostaria que a previdencia pague o que me deve pra eu dar continuação na minha vida ja estou com 56 anos.

    1-tenho ernia de disco outros problemas na coluna
    2- tenho que fazer duas cirurgias nos joelhos sou de numero 158 hosp.opera um por semana.
    3 oftalmo constatou que estou com catarata nos dois olhos mandou retornar em 5 meses
    4-minha fisioterapia peciso esperar 6 meses estou na fila
    6a.economia do mundo !
    Pessoas morrendo de fome!

    quero deixar claro que so estou tentando fazer valer meu direito de cidadão Brasileiro que trabalhou desde seus 12 anos hoje com 56 paguei inss por mais de 3 anos hoje sinto vergonha em cobrar meus direitos e não ser reconhecido quando assisto a TV justça fico atento quando se fala em direitos art.5 constituição e lindo no papel niguem cumpre e quando procuramos diretos somos massacrados e emperrada pelo sistema talvel quando eu morrer minha familia receba o que a previdencia me deve .
    Ps. Srs peço desculpas por me expressar minha realidade esse mesmo e-mail já enviei para todos os politicos até para pres.Dilma,que encaminhou para previdencia nem se quer responderam .
    só precisamos de oportunidade nada mais chega de esmola do governo

    Curtir

  2. Leo Nogueira 10 maio, 2012 às 2:07 am

    Os Três Midiopatéticos

    Roberto Civita não é Rupert Murdoch, claro que não. Ele é mais provinciano, tosco e arrogante ao pensar que sua imagem construída como impoluta, empresário de moral ilibada passaria incólume sem ser desmascarada à medida que se discute, e amplia a discussão da democratização dos meios de comunicação, o marco regulatório do setor. Vai na mesma linha as empresas Globo. O Roberto Marinho não é ou era o Rupert Murdoch.

    Roberto, Rupert, Roberto, são todos mesmo é farinha do mesmo saco dos donos das mídias em decadência. Três Midiopatéticos.

    Muito boa a análise do Glauco Cortez.

    Curtir

  3. Pingback: TEM UMA MOSCA NA SOPA DO JORNALISMO: CQC IRRITA POLÍTICOS E JORNALISTAS PORQUE FAZ O QUE O JORNALISMO DEVERIA FAZER « Educação Política

  4. Pingback: PHOTOSHOP E BLOGOSFERA SE TORNARAM UMA MISTURA EXPLOSIVA PARA A REVISTA VEJA « Educação Política

  5. Pingback: PATRICINHA VAI À DELEGACIA: REPORTAGEM DA BAND CHEGA AO NÍVEL MAIS BAIXO DO JORNALISMO, O ESCÁRNIO « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: