Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

CATADORES SÃO ESSENCIAIS PARA A RECICLAGEM NA CIDADE DE SÃO PAULO, MAS MAIORIA NÃO É RECONHECIDA PELA PREFEITURA

Tão essenciais e tão invisíveis ao poder público

Em uma metrópole como São Paulo é desnecessário dizer que o volume de lixo produzido é bastante alto e que, por consequência, seu destino é sempre um problema. A reciclagem, como alternativa sustentável ao modelo dos aterros, é uma atividade que se mostra também rentável ao poder público. No entanto, a atenção à reciclagem ainda não acontece da forma como deveria.

Os milhares de catadores que se vê pelas ruas da cidade de São Paulo, por exemplo, desempenham um papel importantíssimo no processo de reciclagem ao reunir o material e depois realizar a triagem nas cooperativas da cidade. Como mostra notícia publicada pela Rede Brasil Atual, o número de cooperativas da cidade de São Paulo é desconhecido, mas há somente 20 conveniadas com a prefeitura, em todas as outras, a coleta é feita por carroceiros e pelos próprios catadores, que tambem fazem a triagem.

A maioria dos catadores contribui assim para a reciclagem, mas não é reconhecida pelo poder público e também não recebe nada por isso, passando a depender da venda dos materiais para sobreviver. Vale lembrar, como diz a notícia, que “muitos carroceiros vivem em condições de subemprego, segundo o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), que estima em 2 mil o número de pessoas atuando nesta atividade”.

A falta de reconhecimento dos catadores pelo poder público mostra que a política do lixo em São Paulo deixa muito a desejar. E a situação seria ainda pior se os catadores, hoje invisíveis, não existissem.

Veja trecho da notícia sobre o assunto com mais informações:

Catadores têm papel central na reciclagem em São Paulo, dizem especialistas
Sem remuneração da prefeitura, cooperativas de catadores de materiais recicláveis são as responsáveis pela triagem dos resíduos sólidos, e, por vezes, pela coleta
Por Estevan Elli Muniz

São Paulo – Os catadores de materiais recicláveis cumprem papel fundamental na reciclagem na cidade de São Paulo. Em cooperativas, eles operam centrais de triagem da prefeitura, onde os materiais são separados para reciclagem. O número total de cooperativas na cidade é desconhecido, mas há somente 20 conveniadas com a prefeitura. O convênio prevê que as cooperativas tenham a ajuda de caminhões para coletar o lixo, um espaço para exercer a atividade e os equipamentos necessários. Mas nem sempre esses benefícios são garantidos, e os catadores que nelas trabalham não recebem remuneração alguma da prefeitura, dependendo da venda dos materiais.

Nas cooperativas não conveniadas, não há nada disso, e a coleta é feita por carroceiros e pelos próprios catadores, que fazem a triagem. Muitos carroceiros vivem condições de subemprego, segundo o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), que estima em 2 mil o número de pessoas atuando nesta atividade.

“Se há alguma reciclagem em São Paulo é por conta dos catadores”, disse a coordenadora executiva do Instituto Pólis, Elisabeth Grinberg. Somente 1% do lixo produzido na cidade é reciclado formalmente. Entretanto, sem os catadores, esse percentual seria menor. Na prática, a quantidade reciclada é maior, já que a quantificação é feita pelos materiais que chegam às centrais conveniadas à prefeitura. Ficam de fora do cálculo o que chega às outras centrais e o material coletado por carroceiros.

“Sem eles, em uma cidade onde a política de administração do lixo é ineficaz, não haveria quem separasse os materiais recicláveis e toneladas de lixo seriam destinadas a aterros sanitários”, disse Elisabeth. Para ela, os catadores não têm reconhecimento pelo serviço prestado à cidade e o número de centrais conveniadas é absolutamente insuficiente para atender a toda a cidade.

Para a arquiteta e urbanista Nina Orlow, do Instituto Pólis, integrante do grupo de trabalho da implementação da Agenda 21 em São Paulo, os catadores deveriam ser remunerados pelo prefeitura já que prestam um serviço público. “Eles não deveriam viver simplesmente da possibilidade da venda de um produto, que às vezes tem mercado, às vezes não. É muito sazonal,” afirmou.(Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

DEPOIS DA ARMADILHA DA VOTAÇÃO DO CÓDIGO FLORESTAL NA CÂMARA, AUMENTA PRESSÃO PARA QUE DILMA VETE OS TERMOS QUE BENEFICIAM A BANCADA RURALISTA
ASSENTAMENTO EM SANTARÉM, NO PARÁ, SE TRANSFORMOU NUM VERDADEIRO PALCO DA EXTRAÇÃO ILEGAL DE MADEIRA NA REGIÃO
RECICLAGEM DE LIXO DOMICILIAR PODE GERAR BENEFÍCIOS DE ATÉ US$ 10 BILHÕES DE DÓLARES POR ANO AO BRASIL
EM POUCO MAIS DE CINCO MINUTOS, UMA MENINA DISCURSA NA ONU E DIZ AOS ADULTOS: “SE VOCÊS NÃO PODEM FAZER NADA EM DEFESA DO MEIO AMBIENTE, ENTÃO, PAREM DE DESTRUÍ-LO”

5 Respostas para “CATADORES SÃO ESSENCIAIS PARA A RECICLAGEM NA CIDADE DE SÃO PAULO, MAS MAIORIA NÃO É RECONHECIDA PELA PREFEITURA

  1. Pingback: REFORMA NO CÓDIGO PENAL PODE PENALIZAR A CORRUPÇÃO NO BRASIL SEM DISTINÇÃO ENTRE CORRUPÇÃO ATIVA E PASSIVA « Educação Política

  2. Pingback: DILMA VETA PARCIALMENTE NOVO CÓDIGO FLORESTAL, MAS CONTINUA PRESSÃO PELO “VETA TUDO DILMA VEZ” « Educação Política

  3. Pingback: DEPOIS DA LIBERAÇÃO DA MARCHA DA MACONHA PELO STF, MANIFESTANTES OCUAM A ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS PEDINDO A LEGALIZAÇÃO DA CANNABIS « Educação Política

  4. Pingback: CARTA MAIOR: DIREITA E RURALISTAS ESTÃO POR TRÁS DO GOLPE BRANCO CONTRA O PRESIDENTE PARAGUAIO FERNANDO LUGO « Educação Política

  5. Pingback: RIO+20 DEIXA TEMAS POLÊMICOS PARA PRÓXIMA CÚPULA E DESTACA ASPECTOS SOCIAIS COMO ERRADICAÇÃO DA POBREZA « Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: