Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 7 junho, 2012

#ctrlCctrlVeja PODE SER A PROVA DE QUE ROBERTO CIVITA DEU TOTAL AVAL PARA A PARCERIA DA REVISTA COM CARLINHOS CACHOEIRA

Civita já não pode dizer que não sabia de nada

A atuação da revista Veja não mudou nada desde a prisão de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, acusado de comandar a exploração do jogo ilegal em Goiás, no dia 29 de fevereiro de 2012, durante a operação Monte Carlo.

O #ctrlCctrlVeja, descoberto por Cynara Menezes,  indica que o presidente da Abril, Roberto Civita, sustentou e sabia plenamente das atividades dos integrantes da redação que mantinham estreita relação com a quadrilha de Carlinhos Cachoeira, segundo a Polícia Federal.

A sola do sapato de Roberto Civita

Mesmo depois de 90 dias da prisão de Cachoeira e de toda a divulgação de que a redação da revista tinha amplas ligações com as escutas ilegais e com o crime organizado, Civita continua a investir na mesma linha de acusações e falsidades como demonstra a edição que fez colagens de textos para enganar os leitores.

O #ctrlCctrlVeja é a prova de que Roberto Civita não fez nada para apurar atitudes irregulares dentro da sua própria empresa. E pior, se não o fez, a comprovação pela Polícia Federal ou pela CPI do Cachoeira de que houve o comprometimento da revista com escutas ilegais e com a quadrilha de Cachoeira, implica, a partir de agora, diretamente a direção da empresa e seu principal executivo.

Roberto Civita parece apostar todas as fichas de que estará blindado pela Globo e por outras empresas de comunicação, assim como pelo dinheiro, pelo PSDB e por bons advogados. Ele continua entrando com a sola do sapato, como mostra a última capa da Veja.

Mas em uma democracia há sempre um risco, ainda que vivamos um oligopólio no controle da informação no Brasil.  Se a Veja quebrar, a revista Época da Globo ou a IstoÉ, da editora Três, podem tomar esse lugar de principal revista do país.  Será que a blindagem corporativista de Civita pode ser quebrada pela concorrência caso a revisa se afunde ainda mais? Civita aposta que não.

Leia mais em Educação Política:

PHOTOSHOP E BLOGOSFERA SE TORNARAM UMA MISTURA EXPLOSIVA PARA A REVISTA VEJA
23 ANOS DEPOIS QUE A REVISTA VEJA ZOMBOU DE CAZUZA, É ELA QUEM PARECE AGONIZAR EM PRAÇA PÚBLICA
INACEITÁVEL: REVISTA VEJA PROMOVEU UM CRIMINOSO COMO SENADOR DA REPÚBLICA, CONFIRMA DELEGADO DA POLÍCIA FEDERAL
HUMOR: EDITORA ABRIL VAI FUNDIR A REVISTA VEJA COM A EXAME E CRIAR NOVA PUBLICAÇÃO

EDUCAÇÃO EM GREVE: PROFESSORES DE 48 INSTITUIÇÕES ESTÃO PARALISADOS E PEDEM REVISÃO DO PLANO DE CARREIRAS

Da Agência Brasil

Greve dos professores das universidades federais já atinge 48 instituições
Por Roberta Lopes

Brasília – A greve das instituições federais de ensino já atinge 46 universidades federais e mais dois institutos de ensino tecnológico, segundo levantamento do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes).

A principal reivindicação dos docentes é a revisão do plano de carreiras. O sindicato defende que o atual modelo não permite uma evolução satisfatória do professor ao longo da profissão. A greve já dura mais de 15 dias.

No ano passado, o governo fechou um acordo com a categoria. Ele previa a revisão do plano de carreiras para 2013, além de um aumento de 4%, a partir de março, e a incorporação de gratificações. Os dois últimos pontos já foram concedidos, mas o novo plano continua pendente.

Na última semana, o comando de greve tinha uma reunião de negociação marcada no Ministério do Planejamento, mas o encontro foi adiado pelo próprio governo. O sindicato diz que não recebeu nenhuma justificativa para o cancelamento da reunião. O ministério informou, por meio da assessoria de imprensa, que o encontro foi apenas adiado por razões de “agenda” e será remarcado. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

PROFESSORES, ESTUDANTES E FUNCIONÁRIOS QUEREM COMISSÃO DA VERDADE NA USP, ONDE RESQUÍCIOS AUTORITÁRIOS DA DITADURA PERMANECEM
PAULO FREIRE: SOU PROFESSOR A FAVOR DA LUTA CONSTANTE CONTRA QUALQUER FORMA DE DISCRIMINAÇÃO E CONTRA A DOMINAÇÃO ECONÔMICA
ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO PROTESTARAM NA ÚLTIMA QUINTA-FEIRA CONTRA A FALTA DE REAJUSTE DAS BOLSAS
AMEAÇAS CONTRA ALUNOS PUBLICADAS NA INTERNET GERAM CLIMA DE TENSÃO E INSEGURANÇA NA UNB
%d blogueiros gostam disto: