Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Mensais: setembro 2012

A BELEZA FEMININA COM PERFIS E CONTORNOS EM PRETO E BRANCO NA EXPOSIÇÃO NUDES, DO FOTÓGRAFO LUIZ GARRIDO

Exposição: NUDES, fotografias de Luiz Garrido
Visitação: 29 de agosto a 27 de outubro de 2012 Galeria Tempo – Rio de Janeiro

Veja mais em Educação Política:

DA SÉRIE OBRA-PRIMA: A GENIALIDADE DE CLEITON ROLO EM MATUTO E ALÉM: QUERIA SER DESLUMBRADO, SEM ME IMPORTAR COM NINGUÉM…

Matuto e Além
(Cleiton Rolo)

Pra se conter e se livrar da agonia
E se desligar do clubinho da minoria.

Transparecer e glorificar a ironia
É papo furado é vacilo é monotonia

Queria ser deslumbrado.
Sem me importar com ninguém.
Queria ser deslumbrado.
Meio matuto e além.

Cabe dizer que eu acordei mais um dia.
E isso é maior que toda filosofia.

Passa-se o tempo e a coisa te desafia
A moderar e a economizar na alegria.

Queria ser deslumbrado.
Sem me importar com ninguém.
Queria ser deslumbrado.
Meio matuto e além.

(Disco pode ser baixado no site do músico)

Leia mais  em Educação Política:

NA GRANDE QUANTIDADE DE PROMESSAS DAS ELEIÇÕES SUBJAZ A UTOPIA DE UMA SOCIEDADE MELHOR A CADA DIA

Promesseiros, de Celso Abreu

É comum ter durante as eleições as promessas mirabolantes e também as promessas realistas. Descrentes, muitas pessoas dizem que o discurso político é só promessa e mais nada. E parte da população tem razão. Muitos políticos apenas prometem porque o seu histórico não permite ultrapassar limites impostos por uma realidade determinada. Mas os grandes políticos são aqueles que desafiam a realidade e desafiam a realidade com promessas.

É bastante fácil dizer que vai melhorar a educação, a saúde, a segurança etc, mas não é só isso que acontece durante as eleições. No pano de fundo das promessas perpassa um pequeno e frágil leito de aspirações sociais, sonhos e utopias. Nos detalhes, nas construções e debates com a população e com outros candidatos, aparecem as promessas que aparentemente parecem utópicas (no sentido de irrealistas), mas durante essas discussões são geradas alternativas e soluções para que se concretizem. É nesse subterrâneo das promessas que são geradas as utopias capazes de se transformar em realidade.

Se hoje temos uma atendimento médico ruim no sistema público, as promessas vão surgir para tentar resolver essa questão e no debate podem surgir grandes ideias que são postas em práticas. Algumas são fáceis de implantar, outras mais complicadas, mas esse teste só é possível de ser feito com os grandes políticos.

Claros que os avanços podem ter retrocessos. Mas a democracia brasileira, ainda que com seus limites, tem dado várias respostas. As eleições de dois em dois anos tornaram-se motores que impulsionam os políticos em cargos públicos. A avaliação tornou-se mais curta e competitiva.

Abaixar os juros dos bancos foi uma promessa e hoje está se tornando realidade, a sensacional ideia do renda mínima, do Brasil sem fome do Betinho, geraram várias políticas públicas sociais. A universalização da educação foi uma utopia, hoje é praticamente realizada. A queda na desigualdade foi uma utopia, e hoje tem se realizado ainda que lentamente. A melhoria da qualidade da educação está sendo perseguida e debates surgirão nas próximas eleições.

Essas mudanças romperam com tabus, discursos prontos e verdades que seriam inquestionáveis. Muita gente pode não acreditar, porque o leito corre muito lentamente para nossas necessidades prementes, mas isso tem mudado o Brasil e mostrado que sob o manto das promessas políticas subjaz  uma força utópica que morosamente insiste em se realizar.

Veja mais em Educação Política:

SEM PLANEJAMENTO HÁ 6 ANOS, CAMPINAS TEM TRÂNSITO CAÓTICO DEVIDO À ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA, DIZ ARLEI MEDEIROS

Na segunda parte da entrevista com o candidato do Psol à prefeitura de Campinas, Arlei Medeiros, o tema é o caos provocado no trânsito com a velha conhecida especulação imobiliária. A liberação de grandes condomínios em bairros já populosos implicam gastos futuros volumosos para que a prefeitura melhore o trânsito, que já é atualmente ruim.

Veja também a primeira parte da entrevista, sobre reciclagem e coleta de lixo.

Veja mais em Educação Política:

RECICLAGEM HOJE ESTRAGA O LIXO E EMPRESA GANHA EM DOBRO ENQUANTO COOPERATIVA FICA SEM APOIO, DIZ ARLEI MEDEIROS

Arlei: prefeitura deve investir em cooperativas de reciclagem

As cooperativas de reciclagem estão à mingua enquanto as prefeituras gastam milhões com a coleta do lixo. Apesar de se ter tecnologia e condições de se reciclar praticamente 100% do lixo das cidades, há uma grande dificuldade porque os contratos de lixo muitas vezes tornaram-se fontes de caixa dois para financiamento de campanhas políticas.

Essa situação é o tema da entrevista com o candidato a prefeito de Campinas (SP) pelo Psol (Partido Socialismo e Liberdade), Arlei Medeiros. Ele defende o investimento em cooperativas de reciclagem e a transformação da Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento de Campinas) em uma empresa que também cuidaria da coleta e reciclagem do lixo em parceria com cooperativas de catadores. Veja abaixo a entrevista:

Veja mais em Educação Política:

AO CONTRÁRIO DO BRASIL, CAMPINAS TEVE UM AUMENTO DE POBRES E MISERÁVEIS NOS ÚLTIMOS DEZ ANOS, DIZ MARCIO POCHMANN

MARCIO POCHMANN AFIRMA QUE MÉTODO DE ENSINO ESTÁ SUPERADO E QUE BRASIL LEVOU 100 ANOS PARA TORNAR REPUBLICANA A ESCOLA

SENADOR JORGE VIANA FAZ APARTE COM SAGACIDADE, EXPLICA O MENSALÃO NA POLÍTICA BRASILEIRA E DIZ QUE PT É CÓPIA, MAS O PSDB É ORIGINAL

HUMOR DE CAMPANHA: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS TUCANAS E DA REVISTA VEJA, PUBLICAÇÃO

CASA GRANDE DO PIG NÃO CONSEGUE ENTENDER O LULISMO, MAS O IPEA EXPLICA: MENOR DESIGUALDADE DA HISTÓRIA

Não é o Lulismo, é a história, Casa Grande

Os analistas de plantão da grande mídia acusam a população de ser lulista, de se ter criado o lulismo. Mas o lulismo é também o petismo. É uma história recente do Brasil, um movimento político e social, que tem transformado o país, apesar dos equívocos e dos diversos problemas.

O Brasil, apesar de ser muito desigual, alcançou com Lula e o PT a menor desigualdade da história. E isso foi conseguido também com a luta de décadas de vários partidos e militantes políticos sem partido.

E é por isso que tentam demonizar Lula e o PT, assim como qualquer outro partido que venha a diminuir a desigualdade social e estabelecer uma democracia mais sólida nessas terras. Veja notícia abaixo:

Em 2011, Brasil atingiu menor índice de desigualdade social da história

Carta Capital

Brasília – Os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2011) confirmam que a primeira década do século 21 no Brasil foi “inclusiva” do ponto de vista social, com robusta diminuição da desigualdade e redução da pobreza, na avaliação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O período guarda os melhores resultados desde quando o país produz estatísticas sobre distribuição de renda. “O Brasil está hoje no menor nível de desigualdade da história documentada”, disse o economista Marcelo Neri, recém-empossado presidente do Ipea. Segundo ele, o índice de Gini (indicador que mede a desigualdade) foi 0,527 em 2011 – o menor desde 1960 (0,535) – quanto mais próximo de zero menor é a desigualdade.

Segundo Neri, a redução tem a ver com o crescimento da renda per capita nos diferentes estratos sociais. Entre 2001 e 2011, o crescimento real da renda dos 10% mais pobres foi 91,2%. Enquanto os 10% mais ricos, o crescimento foi 16,6%. Na opinião de Neri, a melhoria da renda na base da pirâmide relativiza o tímido desempenho das contas nacionais (medido pelo Produto Interno Bruto – PIB). (texto integral)

Leia mais em Educação Política:

LIVRO-REPORTAGEM QUE TRATA DA CORRUPÇÃO DO PSDB E DE JOSÉ SERRA PODE GANHAR IMPORTANTE PRÊMIO NACIONAL

AO CONTRÁRIO DO BRASIL, CAMPINAS TEVE UM AUMENTO DE POBRES E MISERÁVEIS NOS ÚLTIMOS DEZ ANOS, DIZ MARCIO POCHMANN

MARCIO POCHMANN AFIRMA QUE MÉTODO DE ENSINO ESTÁ SUPERADO E QUE BRASIL LEVOU 100 ANOS PARA TORNAR REPUBLICANA A ESCOLA

SENADOR JORGE VIANA FAZ APARTE COM SAGACIDADE, EXPLICA O MENSALÃO NA POLÍTICA BRASILEIRA E DIZ QUE PT É CÓPIA, MAS O PSDB É ORIGINAL

QUANTA DIFERENÇA!! VEJA A ENTREVISTA DE FERNANDO HADDAD E DE CELSO RUSSOMANNO NO SPTV E TIRE SUAS CONCLUSÕES

Tralli faz pergunta que distorce informação

Celso Russomanno começa bem, mas perde o controle na metade da entrevista.

O mais interessante é o medo da Globo em relação à Universal, que significa Rede Record, sua principal concorrente.

César Tralli faz três perguntas seguidas sobre a Universal.

***

Fernando Haddad também recebeu todas as perguntas de forma negativa, algumas com erros de informação, mas não perdeu o controle. O mais interessante é a resposta sobre o buraco do metrô. Haddad mostra como a pergunta do repórter da Globo embute a manipualação da informação. Para a Globo, se alguém furta a sua casa, você é culpado.

Veja mais em Educação Política:

MOVIMENTO REACIONÁRIO CANSEI, PROTAGONIZADO POR CELEBRIDADES, PODE CHEGAR AO PODER EM SÃO PAULO SE CELSO RUSSOMANO VENCER A ELEIÇÃO

FAÇANHA INCRÍVEL DO PSDB: DESBANCOU PMDB, PP, PR E PSB E LIDERA COM VÁRIOS PROCESSOS DE VANTAGEM NO RANKING DA CORRUPÇÃO

REDES SOCIAIS SÃO LINHAS ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO E ENLOUQUECEM A ALMA DAS PESSOAS QUE EXPÕEM SUAS DORES E ALEGRIAS

NO DIA DA INDEPENDÊNCIA, A ANTROPOFAGIA DO SAMBÔ: MUITO SAMBA, MUITO ROCK, MUITO BRASIL E MUITO MUNDO

CAMPINAS SEM SOLUÇÃO: PAULÃO, VICE DE JONAS DONIZETE, ENROSCADO NO FICHA SUJA, PERTENCE AO PARTIDO MAIS FICHA SUJA DO BRASIL

O candidato a vice-prefeito na chapa de Jonas Donizette, Paulo Rodrigues, foi barrado pela justiça eleitoral, segundo informações do blog da Rose, da Band. Paulão pertence ao PSDB, partido campeão de políticos barrados pelo ficha limpa.

Mas essa talvez não seja face mais importante do PSDB, que pode chegar ao poder em Campinas com Jonas Donizete, que tem o apoio explícito de Geraldo Alckmin.  Afinal,  todos os partidos têm fichas sujas. O problema é a incompetência e incapacidade do partido de reduzir a desigualdade social e a violência, mesmo depois de 20 anos no poder no estado de São Paulo.

Esse é um problema muito maior do que ser o partido mais ficha suja do Brasil. O PSDB não tem competência e nem vontade política de fazer o que a política deve fazer, ou seja, reduzir a desigualdade social e incluir pessoas à sociedade. Pelo contrário, ações como a do Pinheirinho em São José dos Campos, os incêndios em Favelas em São Paulo,  a guerra entre a polícia e traficantes expõem um fator estrutural de incapacidade de compreensão da realidade. Para o PSDB, tudo se resolve com repressão e isso tem acabado com o partido. O partido respira pela mídia paulistana. Depois de 20 anos no poder, a Polícia de São Paulo mata mais do que toda a polícia dos EUA. Além disso, policiais são também vítimas de traficantes. É a política da barbárie.  A situação é tão ruim que o candidato à prefetura de São Paulo, Ceso Russomanno, quer criar o “Policial Amigo”, como se a polícia fosse atualmente inimiga da população.

Paulão, como vice de Jonas Donizette, foi a fórmula que o PSDB encontrou para chegar ao poder em Campinas, mas o vice precisa limpar seu nome junto ao TRE. Segundo Rose Guglielminetti, a candidatura de Paulão “ainda continua impugnada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) pela Lei da Ficha Limpa por ter tido as contas negadas pelo Tribunal de Contas da União quando exercia o cargo de diretor-executivo da Funcamp (Fundação de Desenvolvimento da Unicamp)” (texto completo)

Veja mais em Educação Política:

FAÇANHA INCRÍVEL DO PSDB: DESBANCOU PMDB, PP, PR E PSB E LIDERA COM VÁRIOS PROCESSOS DE VANTAGEM NO RANKING DA CORRUPÇÃO
VIOLÊNCIA EM SÃO PAULO ESTÁ TOTALMENTE FORA DE CONTROLE; POLÍCIA DO PSDB MATA MAIS DO QUE TODA A POLÍCIA DOS EUA
SEM PALAVRAS: O METRÔ DE SÃO PAULO COM 20 ANOS DO PSDB NO GOVERNO DO ESTADO E OUTRAS CIDADES DO MUNDO
SITE CAMPINASLEAK TRAZ INFORMAÇÃO DE QUE PEDRO SERAFIM, CANDIDATO A PREFEITO, TEM AO MENOS 7 PROCESSOS NA JUSTIÇA DE CAMPINAS

OS CORPOS EM MOVIMENTO NA ARTE DO PARAIBANO FABIO SMITH

EM ÉPOCA DE ELEIÇÕES, COMO FICA A CONSCIÊNCIA DAS PESSOAS OU SERÁ QUE PODEMOS COMPRAR OU ALUGAR?

LIVRO-REPORTAGEM QUE TRATA DA CORRUPÇÃO DO PSDB E DE JOSÉ SERRA PODE GANHAR IMPORTANTE PRÊMIO NACIONAL

Privataria, de Amaury Ribeiro Jr, entre os melhores livros do Brasil

Da Editora Geração Editorial

O livro-reportagem mais polêmico e vendido do ano, A Privataria Tucana, do jornalista Amaury Ribeiro  Junior, está entre os finalistas do Prêmio Jabuti, na categoria Reportagem. Esse é o prêmio mais prestigiado da literatura brasileira.

Para Geração Editorial, com 20 anos de polêmicas e honrando o seu slogan, uma editora de verdade, este livro-reportagem ou livro-denúncia tem uma satisfação especial: a obra trouxe – com provas robustas e documentos inéditos – à tona para a sociedade brasileira mais um caso emblemático de corrupção e lavagem de dinheiro público que lesou milhares brasileiros, na chamada Era das Privatizações. Os desvios aconteceram durante o governo Fernando Henrique Cardoso, por intermédio de seu ministro do Planejamento, ex-governador de São Paulo, José Serra.

A Geração Editorial acreditou no excepcional trabalho jornalístico do premiado jornalista Amaury Ribeiro Junior, vencedor das maiores honrarias da imprensa brasileira, como por exemplo, três prêmios Esso e quatro prêmios Vladimir Herzog.

O furacão A Privataria Tucana vendeu no dia do seu lançamento; nada menos que 15 mil exemplares, sucesso inquestionável de aceitação. Em dois meses foram mais de 100 mil cópias e permaneceu por mais de quatro meses em diversas listas de livros mais vendidos do país.

“Estar entre os finalistas do Prêmio Jabuti é ver que meu trabalho de mais de 10 anos investigando dezenas de pessoas valeu a pena. O Brasil está em um momento que é necessário investigar, escrever e publicar obras sérias que sirvam para tirar as máscaras de pessoas que usurparam e ainda usurpam o nosso país. A corrupção é um mal, mas com coragem e trabalho sério é possível mostrar quem são os corruptos e corruptores”, conta Amaury.

A Privataria Tucana foi lançado em mais de 10 capitais, entre elas estão São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Belém, Porto Alegre, Curitiba, entre outras. Os eventos ficaram conhecidos como a “Caravana da Privataria Tucana, e em todos os lugares compareceram centenas ou milhares de pessoas.

“Os lançamentos mostraram que fiz uma obra séria e relevante para a população em geral. Em diversas situações fiquei emocionado com os depoimentos das vítimas da Era das Privatizações. São pessoas que perderam o emprego em estatais de um dia para outro, viram as suas vidas se arruinarem e muitas cometeram suicídio ou ficaram depressiva e até hoje não conseguiram se reerguer. A sequela deixada é muita maior do que imaginam. Por isso, espero que a CPI da Privataria siga em frente e mostre a real face desses usurpadores de dinheiro público”, complementa Amaury.

O Prêmio Jabuti é promovido pela CBL (Câmara Brasileira do Livro) e está na 54ª edição. Os três vencedores de cada categoria serão revelados no dia 18 de outubro. Na premiação, em 28 de novembro, serão conhecidos os dois melhores livros publicados em 2011 em Ficção e Não Ficção, cada um ganhará R$ 35 mil.

Concorrem com A Privataria Tucana os seguintes títulos:
Os Últimos Soldados da Guerra Fria – Fernando Morais
Saga Brasileira: a Longa Luta de Um Povo Por Sua Moeda – Miriam Leitão
Cofre do Dr. Rui – Tom Cardoso
Perda Total – Ivan Sant’anna
O Espetáculo Mais Triste da Terra – Mauro Ventura
O Rio: Uma Viagem Pelo Amazonas – Leonencio Nossa
Guerras e Tormentas – Diário de Um Correspondente Internacional – Rodrigo Lopes
Um Escritor No Fim do Mundo: Viagem Com Bichel Houellebecq à Patagônia – Jurenir Machado da Silva
Entretanto, Foi Assim Que Aconteceu: Quando a Notícia É Só o Começo de Uma Boa História – Christian Carvalho Cruz

Entenda o livro A Privataria Tucana:
Com 200 páginas e 16 capítulos que jamais deixam cair seu contundente interesse, A Privataria Tucana é o resultado final de anos de investigações do repórter Amaury Ribeiro Jr. na senda da chamada Era das Privatizações, promovida pelo governo Fernando Henrique Cardoso, por intermédio de seu ministro do Planejamento, ex-governador de São Paulo, José Serra. A expressão “privataria”, cunhada pelo jornalista Elio Gaspari e utilizada por Ribeiro Jr., faz um resumo feliz e engenhoso do que foi a verdadeira pirataria praticada com o dinheiro público em benefício de fortunas privadas, por meio das chamadas “offshores”, empresas de fachada do Caribe, região tradicional e historicamente dominada pela pirataria.

Mais em http://bloggeracaoeditorial.com/2011/12/12/a-privataria-tucana-do-jornalista-amaury-ribeiro-jr

Leia mais em Educação Política:

AO CONTRÁRIO DO BRASIL, CAMPINAS TEVE UM AUMENTO DE POBRES E MISERÁVEIS NOS ÚLTIMOS DEZ ANOS, DIZ MARCIO POCHMANN

MARCIO POCHMANN AFIRMA QUE MÉTODO DE ENSINO ESTÁ SUPERADO E QUE BRASIL LEVOU 100 ANOS PARA TORNAR REPUBLICANA A ESCOLA

SENADOR JORGE VIANA FAZ APARTE COM SAGACIDADE, EXPLICA O MENSALÃO NA POLÍTICA BRASILEIRA E DIZ QUE PT É CÓPIA, MAS O PSDB É ORIGINAL

HUMOR DE CAMPANHA: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS TUCANAS E DA REVISTA VEJA, PUBLICAÇÃO

AO CONTRÁRIO DO BRASIL, CAMPINAS TEVE UM AUMENTO DE POBRES E MISERÁVEIS NOS ÚLTIMOS DEZ ANOS, DIZ MARCIO POCHMANN

Prefeitura virou obstáculo ao desenvolvimento, diz Pochmann

Nesta segunda parte da entrevista com Marcio Pochmann, ele fala sobre a necessidade de informatização da prefeitura para poder dar conta dos problemas econômicos, sociais e ambientais.

A informatização poderá ajudar a ultrapassar o obstáculo que se tornou a própria prefeitura de Campinas, que tem impedido o desenvolvimento da cidade.

Diferente do Brasil, a cidade piorou seus índices sociais nos últimos dez anos. “Regiões de Campinas estão virando áreas dormitórios de outras cidades”, diz.

Veja vídeo:

Veja a Parte 1 da entrevista com Marcio Pochmann sobre educação

Veja mais em Educação Política:

MARCIO POCHMANN AFIRMA QUE MÉTODO DE ENSINO ESTÁ SUPERADO E QUE BRASIL LEVOU 100 ANOS PARA TORNAR REPUBLICANA A ESCOLA

Pochmann: educação se tornou necessária a vida toda

A TV Educação Política estreia hoje com uma entrevista com o candidato a prefeito de Campinas, Marcio Pochmann (PT), que fala sobre educação e informatização.

A TV  Educação Política aproveita a campanha eleitoral municipal para discutir alguns temas importantes para as cidades com os candidatos. Em breve teremos entrevistas com outros candidatos

A entrevista com Marcio Pochmann está dividida em duas partes. Na primeira, ele fala sobre educação em três pequenos vídeos que estão abaixo.
 Veja também a segunda parte da entrevista, sobre informatização

Modelo da educação está superado

***

Brasil levou 100 anos para tornar republicana sua escola

***

Os prédios públicos estão nos piores lugares da cidade

Veja mais em Educação Política:

SENADOR JORGE VIANA FAZ APARTE COM SAGACIDADE, EXPLICA O MENSALÃO NA POLÍTICA BRASILEIRA E DIZ QUE PT É CÓPIA, MAS O PSDB É ORIGINAL

HUMOR DE CAMPANHA: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS TUCANAS E DA REVISTA VEJA, PUBLICAÇÃO ULTRADIREITISTA DA EDITORA ABRIL

LAUDO DESMENTE O SOMBRIO GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN

Rota disparou 61 tiros na invasão à chácara em Várzea Paulista, sendo que apenas dois bandidos revidaram
Os policiais militares da Rota dispararam 61 tiros contra os nove integrantes da facção criminosa PCC mortos durante operação realizada na terça-feira, em Várzea Paulista. Os dados constam no boletim de ocorrência registrado na DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Jundiaí.
O documento aponta também que das armas apreendidas com os criminosos (duas espingardas calibre 12, uma metralhadora, sete pistolas e quatro revólveres) somente duas apresentavam cartuchos deflagrados. Ou seja, apenas dois dos nove mortos atiraram.
Os dados contrariam a afirmação dada pelo governador Geraldo Alckmin, na última quarta-feira, de que “quem não reagiu está vivo”, já que nove pessoas morreram. (texto completo)
Leia mais em Educação Política:

ADVOGADO DE MARCOS VALÉRIO DESMENTE VEJA: MAIS UMA VEZ REVISTA MONTA REPORTAGEM SEM ENTREVISTA

O publicitário Marcos Valério desmentiu hoje (15), por meio de seu advogado, reportagem de capa da revista Veja, segundo a qual ele estaria disposto a revelar supostas histórias que comprometeriam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do chamado “mensalão”. 
 
A matéria é recheada de declarações entre aspas, mas seus pretensos autores são identificados genericamente como amigos e familiares. As declarações são colocadas na boca do próprio Valério, como se ele tivesse concedido entrevista.
 
“O Marcos Valério não dá entrevistas desde 2005 e confirmou para mim hoje que não deu entrevista para a Veja e também não confirma o conteúdo da matéria”, disse o advogado Marcelo Leonardo, que defende Valério no julgamento em curso no STF.
 
“Não sei de onde tiraram isso. Tem que perguntar para o jornalista que escreveu a matéria”, afirmou o advogado. Ele disse não considerar necessário acionar Veja judicialmente. “O próprio perfil da revista torna desnecessário tomar qualquer atitude. O STF, por seus ministros, tem dito que eles julgam de acordo com a prova existente nos autos e não decidem com base em matérias que saem na imprensa. Entendo que essa matéria, que não tem conteúdo relativo a entrevista porque ele não deu nenhuma entrevista, não vai repercutir em nada no julgamento”, argumentou.
Veja mais em Educação Política:
SEM PALAVRAS: O METRÔ DE SÃO PAULO COM 20 ANOS DO PSDB NO GOVERNO DO ESTADO E OUTRAS CIDADES DO MUNDO
SITE CAMPINASLEAK TRAZ INFORMAÇÃO DE QUE PEDRO SERAFIM, CANDIDATO A PREFEITO, TEM AO MENOS 7 PROCESSOS NA JUSTIÇA DE CAMPINAS
REVISTA VEJA COMETE OUTRA BARBARIDADE COM O JORNALISMO: DESTA VEZ PUBLICA ENTREVISTA PINGUE-PONGUE FALSA COM RENATO MAURÍCIO PRADO
PROCURADORES E PROMOTORES DE GOIÁS QUEREM DEMÓSTENES FORA DO MINISTÉRIO PÚBLICO

A MÍDIA QUE APOIA O PSDB FICOU AINDA MAIS MILIONÁRIA COM A PUBLICIDADE DE JOSÉ SERRA E, PASMEM, DE DILMA ROUSSEFF

Veja abaixo duas notícias importantes na área de comunicação. A mídia conservadora tem recebido milhões tanto do governo do PSDB quanto do governo do PT, quase que exclusivamente.  O governo Dilma, por exemplo, teria reduzido o número de empresas que recebem verba publicitária de 8 mil (fim do governo Lula) para apenas 3 mil. Enquanto isso, José Serra e Alckmin deram milhões semanalmente para empresas que os apoiam incondicionalmente.

Serra deu uma mega-sena por mês à mídia demotucana

Carta Maior-Saul Leblon

Globo recebeu milhões de José Serra

Na campanha presidencial de 2010, Serra deu R$17,6 milhões por mês ao dispositivo midiático demotucano para veicular publicidade do governo de São Paulo. É como se o tucano transferisse 980 salários mínimos por dia (40 salários por hora), uma Mega-Sena por mês (a deste sábado é de R$ 17 milhões) aos veículos que o apóiam. 

Durante a gestão Serra em SP (2007/2011), o governo do Estado transferiu R$ 608,9 milhões à mídia ‘isenta’ para comprar espaço publicitário. Significa que Serra, sozinho, repassou aos veículos que formam o dispositivo midiático conservador um valor equivalente a 30% dos gastos totais com publicidade do governo federal no mesmo período. Os valores absolutos foram publicados pela Folha deste sábado.

O auge da generosidade tucana foi no ciclo eleitoral de 2009/2010:R$ 246 milhões. A Globo foi a mais aquinhoada na gestão Serra: R$ 210 milhões, 50% do total destinado a TVs, embora sua fatia na audiência seja declinante no período: caiu de 41% para 38% do total. Serra destinou às TVs religiosas mais recursos do que à TV Cultura, cuja audiência é superior. 

A empresa de publicidade que intermediou a maioria dos contratos, ficando com 20% de comissão –como acontecia com o Valerioduto- foi a ‘Lua’, cujo proprietário é Rodrigo Gonzales. Rodrigo vem a ser filho do publicitário Luiz Gonzales,o marqueteiro de Serra e Alckmin, que fez a campanha presidencial do tucano em 2010 e comanda a atual, à prefeitura de SP. A agencia Lua também tem a conta publicitária da Dersa e do programa Nota Fiscal Paulista.( valores divulgados pela Folha; 15-09)

 

Uma chaga viva na secretaria de Comunicação do governo Dilma

Por  Hiledgard Angel

O critério da ministra Helena Chagas, secretária de Comunicação, não é obrigatoriamente o do conteúdo ou o da qualidade. É aquele do ‘quem tem mais público leva mais’, segundo reclama o Correio do Brasil, queixando-se de que, embora apresente níveis de audiência e de leitura superiores à maioria dos veículos de comunicação, inclusive do Grupo dos 10, não integra nem mesmo a lista do Grupo dos 3 mil veículos beneficiados com os recursos públicos…

Nisso tudo, é importante destacar, que, de modo admirável, essa imprensa independente, embora excluída da relação de órgãos cortejados pela secretaria de Comunicação, tem mantido a mesma coerência em sua linha editorial, não partindo para o ataque ao Governo Dilma nem praticando qualquer tipo de “retaliação”, como seria de se esperar se se tratasse de uma imprensa “de balcão”…

Enquanto, por outro lado, o bem aquinhoado Grupo dos 10, formado pela imprensa conservadora, que esteve unida contra a então candidata Dilma Rousseff, numa oposição exercida de modo rude e violento, agora se mostra simpático à Dilma presidenta, faz-lhe a corte de forma sedutora, não economiza em elogios e gira os olhos como se estivesse diante de gratíssima surpresa, o que só nos faz pensar que praticava um jornalismo de quem não pesquisou direito…

Falando em pesquisa, lendo a Folha de São Paulo de 28 de dezembro de 2010, somos levados a concluir que a ministra Helena Chagas foi generosa ao contrário, reduzindo a três mil os contemplados com a verba publicitária governamental, quando, ao fim do Governo Lula, eram mais de oito mil veículos…

Veja mais em Educação Política:

FINANCIAMENTO PRIVADO DE CAMPANHA É CORRUPÇÃO LEGALIZADA
COMISSÃO DO SENADO APROVA PROJETO QUE TORNA CRIME HEDIONDO O DESVIO DE VERBA DA EDUCAÇÃO E DA SAÚDE
MOVIMENTO REACIONÁRIO CANSEI, PROTAGONIZADO POR CELEBRIDADES, PODE CHEGAR AO PODER EM SÃO PAULO SE CELSO RUSSOMANO VENCER A ELEIÇÃO
FAÇANHA INCRÍVEL DO PSDB: DESBANCOU PMDB, PP, PR E PSB E LIDERA COM VÁRIOS PROCESSOS DE VANTAGEM NO RANKING DA CORRUPÇÃO

 

O OLHAR DO FOTÓGRAFO HORACIO COPPOLA SOBRE AS ESCULTURAS DE ANTÔNIO FRANCISCO LISBOA, O ALEIJADINHO

FINANCIAMENTO PRIVADO DE CAMPANHA É CORRUPÇÃO LEGALIZADA

Sem combate à corrupção legalizada não há combate à corrupção

O financiamento privado das campanhas políticas é uma corrupção legalizada.  Como pode alguém em sã consciência imaginar que algum empresário ou empresa vai dar dinheiro para outra pessoa, em valores astronômicos, de dois em dois anos? As pessoas não dão nem esmola na rua, os empresários sérios contam o dinheiro para investir na própria empresa. E de repente, durante as eleições, é uma cachoeira de dinheiro público (desculpe o trocadilho).

O pior é que algumas empresas dão dinheiro para todos os candidatos, o que comprova a intenção de corrupção do sistema, visto que não há qualquer ideologia na distribuição dos recursos. Doar mais do que mil reais já é suspeito. Imagine R$ 20 mil, R$ 50 mil, R$ 300 mil etc.

De um lado, os políticos precisam de dinheiro para se eleger e saem pedindo para empresários. Isso é uma verdadeira corrupção legalizada. O empresário não doa, ele investe no político.

É nesse sentido que o financiamento público de campanhas políticas seria um grande avanço político para o Brasil. Claro que não vai evitar o caixa dois, mas poderá inibir. É preciso também limitar ainda mais a propaganda e o abuso do poder econômico. O controle da propaganda é fácil de fazer porque os  próprios partidos se controlam e se fiscalizam.

Tem muita gente que se diz contra a corrupção, mas não fala nada contra o financiamento privado de campanha. No fundo, essa gente é a favor da corrupção legalizada para beneficiar determinados grupos econômicos e políticos e manter o país em sua tradição coronelista. Sem combater o financiamento privado de campanha, não tem combate à corrupção.

Leia mais em Educação Política:

JORNAL DA GLOBO “ESQUECEU” DE MOSTRAR A PARTE MAIS QUENTE DO DEPOIMENTO DE PROTÓGENES QUEIROZ À CPI DOS GRAMPOS

KASSAB, PREFEITO DE JOSÉ SERRA (PSDB), PATROCINA DESTRUIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE RÁDIOS COMUNITÁRIAS PELA ANATEL

COINCIDÊNCIA OU INDÍCIO: BANCO OPPORTUNITY ESTÁ REGISTRADO NO BANCO CENTRAL COM NÚMERO 45, EXATAMENTE O NÚMERO DO PSDB

MINISTRO DO SUPREMO JOAQUIM BARBOSA REAGE AO CORONELISMO JUDICIAL DE GILMAR MENDES DIANTE DE POLÍTICOS E DA GRANDE MÍDIA ACOVARDADOS

COMISSÃO DO SENADO APROVA PROJETO QUE TORNA CRIME HEDIONDO O DESVIO DE VERBA DA EDUCAÇÃO E DA SAÚDE

Aprovado projeto que torna crime hediondo desvio de verbas da educação e saúde

Senadores: desvio de verba para educação e saúde pode se tornar crime hediondo

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou agora há pouco o parecer favorável do senador Cristóvam Buarque (PDT-DF) ao projeto de lei que que considera crime hediondo o desvio de verbas destinadas a programas de educação e saúde (PLS 676/2011).

A matéria segue agora para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde receberá decisão terminativa.

A CE, que já aprovou três dos 14 itens da pauta desta terça-feira, continua reunida na sala 15 da Ala Alexandre Costa. (Agência Senado)

Veja mais em Educação Política:

TRABALHADOR DA EMPRESA ULTRASERV PEGA COMIDA NO LIXO NO CENTRO DE PESQUISA DA PETROBRÁS E VAI PARA A CADEIA
FISCALIZAÇÃO RESGATA 56 PESSOAS EM TRABALHO ANÁLOGO À ESCRAVIDÃO EM FAZENDA DE IRMÃO DA SENADORA KÁTIA ABREU
TV EDUCAÇÃO POLÍTICA: BLOG EDUCAÇÃO POLÍTICA TERÁ EM BREVE ENTREVISTAS EM VÍDEO

MOVIMENTO REACIONÁRIO CANSEI, PROTAGONIZADO POR CELEBRIDADES, PODE CHEGAR AO PODER EM SÃO PAULO SE CELSO RUSSOMANO VENCER A ELEIÇÃO

D’Urso, organizador dos interesses da elite paulistana, é vice de Russomanno

O movimento reacionário Cansei da elite paulistana, que surgiu após a Folha de S.Paulo publicar um texto de um articulista, que não me lembro o nome (não vale a pena), acusando o ex-presidente Lula de ter derrubado o avião da TAM em 2007, pode chegar ao poder com uma eventual vitória de Celso Russomanno.

O candidato a vice-prefeito de Celso Russomanno é nada menos do que Luiz Flávio Borges D`Urso, um dos organizadores do movimento Cansei. Prot(agonizado) por celebridades, o movimento era uma reação da elite que estava descontente com a incapacidade do PSDB de fazer oposição e com o governo do ex-presidente Lula que trazia avanços sociais em várias áreas, inclusive levando o povão a andar de avião.

No fundo no fundo, a lotação dos aeroportos parece ter sido a principal causa do movimento, que se caracterizou por questionar o ‘caos aéreo’, a corrupção e pagamento de impostos. E foi ironizado até por Fernando Henrique Cardoso. Veja abaixo entrevista de Conceição Lemes sobre D’urso e o Cansei.

Mas, em entrevista à repórter Conceição Lemes, o presidente do Cremesp desmentiu o Cansei e o que foi publicado no site da OAB-SP. Em 13 de agosto, ele enviou ao presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’ Urso, uma carta solicitando a correção do “mal entendido”. O pedido foi ignorado. Até o dia 25 de setembro, véspera da publicação da entrevista abaixo, o nome do Conselho Regional de Medicina continuava lá.
Segue a entrevista da repórter:

Conceição Lemes — Afinal de contas, o Cremesp apóia ou não o “Cansei”?
Henrique Carlos Gonçalves – Absolutamente não apóia.

Conceição Lemes — Mas o senhor posou para fotos. É quem segura o cartaz que mostra o único negro que participa da campanha, além do cantor e compositor Seu Jorge.  Em release à imprensa, constava o Cremesp como apoiador…

Regina (Com Medo) Duarte e outras politizadas celebridades

Henrique Carlos Gonçalves — O que aconteceu foi o seguinte. O doutor D’Urso, presidente da OAB, convidou o presidente do Cremesp para o lançamento de uma campanha cívica que ocorreria na Ordem dos Advogados do Brasil, na sede da Praça da Sé. Numa retribuição de gentileza, fui a essa reunião. Só que, na verdade, era uma coletiva de imprensa e não uma reunião. Imagine a situação. Eu te convido para um evento no Cremesp. Você comparece. E, aí, de repente, sem a tua autorização, eu solto um release, dizendo que você apóia o meu movimento. Isso não se faz. Primeiro, eu nem sabia o que era o tal movimento cívico. Segundo, a adesão do Conselho enquanto instituição a qualquer tipo de movimento se dá por decisão da Diretoria e da Plenária. Se quisessem o nosso apoio, teriam que fazer isso de maneira formal. Até porque advogado faz tudo de maneira formal. Isso não foi feito. Portanto, houve por parte dos organizadores do “Cansei” certa imprudência, para não usar outros termos, de colocarem o nome do Cremesp como apoiador. É um direito da Fiesp [Federação das Indústrias do Estado de São Paulo], da Associação Comercial de São Paulo, da Ordem, dos publicitários fazerem uma campanha. Mas não se alinha às posições que o Cremesp tem adotado. (texto integral)

Leia mais em Educação Política:

CANDIDATO A PREFEITO DE SP, CELSO RUSSOMANNO, TENTOU ANULAR PROJETO FICHA LIMPA RETIRANDO O PERÍODO EM QUE O POLÍTICO FICARIA INELEGÍVEL
VOTE EM OSWALD: GRANDES INTELECTUAIS NÃO NEGLIGENCIAM A IMPORTÂNCIA DA POLÍTICA PARA A ARTE E PARA A VIDA
NOTÍCIA RUIM PARA O POVO BRASILEIRO: MINISTRA ELIANA CALMON DEIXA HOJE O CARGO DE CORREGEDORA-GERAL DE JUSTIÇA DO CNJ
GERAÇÃO TÉCNICA: DILMA, FERNANDO HADDAD E MÁRCIO POCHMAN MOSTRAM QUE PERFIL TÉCNICO DO PT GANHA ESPAÇO POLÍTICO DENTRO DO PARTIDO
JOVEM CELSO RUSSOMANNO BEM À VONTADE DURANTE COBERTURA DO CARNAVAL: ELE QUERIA SER UMA UVINHA

FAÇANHA INCRÍVEL DO PSDB: DESBANCOU PMDB, PP, PR E PSB E LIDERA COM VÁRIOS PROCESSOS DE VANTAGEM NO RANKING DA CORRUPÇÃO

REDES SOCIAIS SÃO LINHAS ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO E ENLOUQUECEM A ALMA DAS PESSOAS QUE EXPÕEM SUAS DORES E ALEGRIAS

As redes sociais estão no sangue e na veia das pessoas, seja na política, na arte, no afeto. É uma linha tênue entre o público e o privado. As pessoas falam das suas vidas, mandam recados, gritam, se expõem. Como se estivessem na cozinha das suas casas. Elas podem reclamar de namorados, maridos, mulheres, namoradas, podem expor sua solidão, sua covardia, seus interesses, seus discursos indiretos.

As redes sociais são o paradoxo que une o baixo e a iluminação. Ao mesmo tempo em que a razão insensata e o humor chulo dá suas caras, o desprezível sentimento se manifesta, há o lado da genialidade de um comentário, o humor refinado, a angústia literária,  o esclarecimento genial. Tudo ali em poucas palavras.

As pessoas compartilham o que desejam que apenas uma pessoa soubesse, apenas uma pessoa entendesse, mas elas expõem para todos, como se todos pudessem ser seus confidentes, seus conselheiros, psicólogos, solidários. E quem quiser que vista a carapuça, a burca e a tosse. Por que as pessoas estão desesperadas. Não há mais ninguém. Não há mais ninguém, somente as redes sociais e uma plateia de 300 pessoas dentro de quatro paredes.

Veja mais em Educação Política:

SEM PALAVRAS: O METRÔ DE SÃO PAULO COM 20 ANOS DO PSDB NO GOVERNO DO ESTADO E OUTRAS CIDADES DO MUNDO
SITE CAMPINASLEAK TRAZ INFORMAÇÃO DE QUE PEDRO SERAFIM, CANDIDATO A PREFEITO, TEM AO MENOS 7 PROCESSOS NA JUSTIÇA DE CAMPINAS
REVISTA VEJA COMETE OUTRA BARBARIDADE COM O JORNALISMO: DESTA VEZ PUBLICA ENTREVISTA PINGUE-PONGUE FALSA COM RENATO MAURÍCIO PRADO
PROCURADORES E PROMOTORES DE GOIÁS QUEREM DEMÓSTENES FORA DO MINISTÉRIO PÚBLICO

NO DIA DA INDEPENDÊNCIA, A ANTROPOFAGIA DO SAMBÔ: MUITO SAMBA, MUITO ROCK, MUITO BRASIL E MUITO MUNDO

CANDIDATO A PREFEITO DE SP, CELSO RUSSOMANNO, TENTOU ANULAR PROJETO FICHA LIMPA RETIRANDO O PERÍODO EM QUE O POLÍTICO FICARIA INELEGÍVEL

A lista (veja abaixo) é encabeçada pelo PMDB, com 18 deputados, e pelo PP, com 16. Em seguida, vêm o PR, com seis nomes, e o PTB, com três.

Russomanno: votou contra o ficha limpa e lidera pesquisas em São Paulo

Dos 12 destaques, nove ficaram para ser analisados na próxima terça-feira (11). Dois dos três derrubados ontem afetavam profundamente a aplicação do projeto, cujo texo-base foi aprovado anteontem (4).

Primeiro, os deputados derrubaram (362 votos a 41) a possibilidade de retirar do projeto o período em que um político se tornaria inelegível por compra de votos ou abuso de poder econômico. Na visão de deputados favoráveis ao ficha limpa, como Flávio Dino (PCdoB-MA), essa manobra poderia fazer com que a matéria viesse a ser questionada futuramente em relação à sua constitucionalidade.

Afinal, uma das máximas do direito diz que toda conduta reprovável precisa ter uma pena determinada. Essa alteração foi proposta pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Depois, os parlamentares rejeitaram (377 votos a favor, dois contra e duas abstenções) a retirada da principal característica do projeto: tornar inelegível o candidato condenado por órgão colegiado judicial (tribunal de justiça estadual ou federal). Atualmente, o político só fica impedido de se candidatar quando é condenado em última instância na Justiça, ou seja, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A corte constitucional jamais condenou um político. Esse destaque foi proposto pelo líder do PTB, Jovair Arantes (GO), que não participou da votação.

veja a relação dos deputados que tentaram inviabilizar a proposta:

Tentaram retirar o período pelo qual um político se tornaria inelegível por compra de votos ou abuso de poder econômico:

Alagoas 
Joaquim Beltrão  (PMDB)

Bahia
José Rocha (PR)
Marcelo Guimarães Filho (PMDB)
Maurício Trindade (PR)
Veloso  (PMDB)

Ceará
Aníbal Gomes (PMDB)
Arnon Bezerra (PTB)
Zé Gerardo (PMDB)

Espírito Santo
Camilo Cola  (PMDB)

Maranhão
Davi Alves Silva Júnior (PR)
Waldir Maranhão  (PP)

Minas Gerais
João Magalhães  (PMDB)
Marcos Lima  (PMDB)

Mato Grosso
Eliene Lima (PP)

Mato Grosso do Sul
Antonio Cruz  (PP)

Paraná 
Chico da Princesa (PR)
Dilceu Sperafico  (PP)
Giacobo  (PR)
Nelson Meurer  (PP)
Odílio Balbinotti  (PMDB)
Ricardo Barros  (PP)

Pará
Asdrubal Bentes  (PMDB)
Gerson Peres  (PP)
Wladimir Costa  (PMDB)

Rio de Janeiro
Alexandre Santos (PMDB)
Dr. Paulo César  (PR)
Eduardo Cunha  (PMDB) – autor do destaque
Leonardo Picciani  (PMDB)
Nelson Bornier  (PMDB)
Solange Almeida  (PMDB)

Rondônia
Marinha Raupp (PMDB)

Roraima
Neudo Campos  (PP)

Rio Grande do Sul
Afonso Hamm  (PP)
Paulo Roberto Pereira (PTB)
Vilson Covatti  (PP)

São Paulo  
Aline Corrêa  (PP)      
Beto Mansur  (PP)      
Celso Russomanno  (PP)      
Paulo Maluf  (PP)      
Vadão Gomes  (PP)
     
Tocantins
Lázaro Botelho  (PP)

Votaram pela manutenção do segundo destaque da noite, que, na prática, acabava com a proposta do ficha limpa:
Beto Mansur (PP-SP)
Edinho Bez (PMDB-SC)
Abstiveram-se:
Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
Leonardo Piccianni (PMDB-RJ)
Autor do destaque: Jovair Arantes (PTB-GO) – não votou (Texto integral no Congresso em Foco)

Veja mais em Educação Política:

VOTE EM OSWALD: GRANDES INTELECTUAIS NÃO NEGLIGENCIAM A IMPORTÂNCIA DA POLÍTICA PARA A ARTE E PARA A VIDA
NOTÍCIA RUIM PARA O POVO BRASILEIRO: MINISTRA ELIANA CALMON DEIXA HOJE O CARGO DE CORREGEDORA-GERAL DE JUSTIÇA DO CNJ
GERAÇÃO TÉCNICA: DILMA, FERNANDO HADDAD E MÁRCIO POCHMAN MOSTRAM QUE PERFIL TÉCNICO DO PT GANHA ESPAÇO POLÍTICO DENTRO DO PARTIDO
JOVEM CELSO RUSSOMANNO BEM À VONTADE DURANTE COBERTURA DO CARNAVAL: ELE QUERIA SER UMA UVINHA

VOTE EM OSWALD: GRANDES INTELECTUAIS NÃO NEGLIGENCIAM A IMPORTÂNCIA DA POLÍTICA PARA A ARTE E PARA A VIDA

Campanha de 1950

“(Oswald de Andrade) Casou-se muitas vezes. Dentre suas esposas figuram Tarsila do Amaral, com quem lança em 1926 o movimento “Antropofagia”. Também Pagu e Maria Antonieta D’Alkimin Bastos.

Participou da criação e da redação de vários jornais ao longo de sua vida. Em 1918 começa a compor “O perfeito cozinheiro das almas desse mundo…”, um diário escrito coletivamente em colaboração com vários amigos, dentre eles, Guilherme de Almeida e Monteiro Lobato.

O que não se pode deixar de realçar é que Oswald foi um dos promotores da Semana de Arte Moderna, ocorrida em 1922 em São Paulo, tornando-se um dos grandes nomes do modernismo literário brasileiro. Foi considerado como o elemento mais rebelde do grupo, sendo o mais inovador entre estes. Como demanda particular, em seu “Pau-Brasil” (1925), junta o nacionalismo às idéias estéticas da Semana de 22. Em 1928 radicaliza o movimento nativista e o seu “Manifesto Antropofágico” propõe que o Brasil devore a cultura estrangeira e crie uma cultura revolucionária própria. É nessa época que rompe com Mário de Andrade.

Desde 1931 milita no Partido Comunista Brasileiro (PCB), afastando-se em 1945. Candidata-se a deputado federal pelo PRT, em 1950, com o seguinte slogan: “Pão – Teto – Roupa – Saúde – Instrução” (Texto Integral)

Veja mais em Educação Política:

BARTLEBY, UM ESCRITURÁRIO QUE PREFERE NÃO FAZER, EM UM BELO TEXTO DO ESCRITOR NORTE-AMERICANO HERMAN MELVILLE
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: EU SEI, DE RENATO GODÁ, EM QUE A VIDA INTEIRA É CURTA, PASSADO NÃO TEM CURVA E O TEMPO AINDA É PIOR
TRABALHADOR DA EMPRESA ULTRASERV PEGA COMIDA NO LIXO NO CENTRO DE PESQUISA DA PETROBRÁS E VAI PARA A CADEIA
FISCALIZAÇÃO RESGATA 56 PESSOAS EM TRABALHO ANÁLOGO À ESCRAVIDÃO EM FAZENDA DE IRMÃO DA SENADORA KÁTIA ABREU

 

 

NOTÍCIA RUIM PARA O POVO BRASILEIRO: MINISTRA ELIANA CALMON DEIXA HOJE O CARGO DE CORREGEDORA-GERAL DE JUSTIÇA DO CNJ

Com a saída do ministro Cesar Peluso, Dilma Rousseff tem um nome forte para ocupar uma cadeira no STF, que é a ministra Eliana Calmon.

Eliana Calmon lavou a honra do Brasil e da Justiça no CNJ

DA EBC

Brasília – Depois de dois anos de um mandato intenso, a ministra Eliana Calmon deixa hoje (4) o cargo de corregedora-geral de Justiça. O término de sua gestão foi lembrado nesta terça-feira à noite, no final da sessão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Eliana Calmon ganhou projeção nacional quando disse que era preciso ter cuidado com os “bandidos de toga”. A declaração foi divulgada em entrevista no ano passado, pouco antes de o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir até onde o CNJ poderia ir na investigação de magistrados. Na época, a corregedora foi criticada por grande parcela da magistratura nacional e, em especial, pelo então presidente do CNJ e do STF, Cezar Peluso, que classificou as declarações da corregedora de “levianas”.

Outro episódio polêmico relacionado à Eliana Calmon foi a decisão de investigar indícios de irregularidades no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). Maior corte do país, por onde circulam cerca de 60% dos processos, o tribunal é conhecido pelo perfil conservador e avesso a interferências externas.

“Entendi que era preciso calçar as botas de soldado alemão e fazer inspeção, mesmo que eles não quisessem. E todos viram o que aconteceu”, disse, ao relembrar o episódio. Na época, Eliana Calmon foi acusada de quebrar ilegalmente o sigilo de milhares de pessoas ligadas ao tribunal, o que não ficou provado.

A corregedora disse que foi muito rigorosa com a corrupção porque os juízes não têm direito de transigir eticamente e admitiu que seu estilo “verdadeiro” e “sem limites” causou problemas. “Minha vida nesses anos foi extremamente incômoda, mas eu me dispus a ser assim para ser inteira, para fazer o que estava ao meu alcance”, observou Eliana Calmon, garantindo não guardar mágoas.

Ela tentou concluir hoje o julgamento de quase 30 processos que estavam sob sua responsabilidade, mas houve pedidos de vista na maioria dos casos, como o que apura se houve negligência na direção do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro no episódio que culminou com o assassinato da juíza Patrícia Acioli. Com a saída da corregedora, a conclusão desses processos deve demorar ainda mais porque eles serão distribuídos a um novo relator.

Eliana Calmon voltará a dar expediente no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e só deve deixar a magistratura daqui a três anos, quando se aposenta compulsoriamente. O cargo de corregedor-geral será assumido pelo ministro Francisco Falcão, também do STJ.  Edição: Lana Cristina

Veja mais em Educação Política:

GERAÇÃO TÉCNICA: DILMA, FERNANDO HADDAD E MÁRCIO POCHMAN MOSTRAM QUE PERFIL TÉCNICO DO PT GANHA ESPAÇO POLÍTICO DENTRO DO PARTIDO

Economista e ex-presidente do Ipea, Pochmann é candidato em Campinas

A ascensão do Partido dos Trabalhadores nos últimos anos trouxe consigo não só uma política de enfoque mais social e a projeção de vários nomes de políticos tradicionais que fundaram o PT.
A presença de Dilma Rousseff na presidência e as candidaturas de Fernando Haddad em São Paulo e de Márcio Pochman em Campinas mostram que o primeiro escalão técnico de governos petistas ganha espaço dentro do partido e assume um lugar que tradicionalmente é privilégio de detentores de máquinas partidárias.
Pode-se dizer que o ex-presidente Lula também teve papel definitivo nessa situação. Ajudou a eleger Dilma Rousseff e agora, após o início da Campanha, já ajuda no rápido crescimento de Fernando Haddad em São Paulo e de Márcio Pochmann, em Campinas.

Haddad, candidato em São Paulo, tem formação multidisciplinar

Mas esse perfil técnico surge graças ao bom desempenho desses profissionais nas administrações, o que projetou seus nomes, como no caso de Márcio Pochmann na prefeitura de São Paulo e no Ipea, Fernando Haddad no Ministério da Educação, e de Dilma Rousseff em vários ministérios do governo Lula. Esse perfil também ajuda a evitar o desgaste dos políticos tradicionais com brigas internas e com escândalos e acusações de práticas de métodos não recomendáveis.

Os técnicos tendem a profissionalizar ainda mais a gestão pública e, mas poder ter dificuldade na administração política. No entanto, ao ver a avaliação popular de Dilma, essa mudança pode ser o início de uma transformação no partido: a geração dos técnicos.

Veja mais em Educação Política:

JOVEM CELSO RUSSOMANNO BEM À VONTADE DURANTE COBERTURA DO CARNAVAL: ELE QUERIA SER UMA UVINHA

%d blogueiros gostam disto: