Categorias
BLOGOSFERA

O BOM FILHO A CASA TORNA OU PORQUE OS ROQUEIROS REBELDES NA JUVENTUDE SE TORNARAM REAÇAS AOS 50

A volta do filho (de papai) pródigo ou a parábola do roqueiro burguês
Por Cinara Menezes, do Socialista Morena
Será que todo rebelde sem causa vira reaça?
Nem todo direitista é derrotista, mas todo derrotista é direitista. Reparem no capricho do léxico: as duas palavras são quase idênticas. Ambas têm dez letras, soam similares e até rimam. Se você tem dúvida se alguém é de direita observe essas características. Começou a falar mal do Brasil e dos brasileiros, a demonstrar desprezo por tudo daqui, a comparar de forma depreciativa com outros países, é batata. Derrotista/direitista detectado.
Temos hoje no Brasil duas personalidades célebres pelo derrotismo explícito e pelo direitismo não assumido: os roqueiros Lobão e Roger Moreira, do Ultraje a Rigor. Eu ia citar também Leo Jaime, outro direitoso do rock nacional, mas não posso classificá-lo como um derrotista típico –fora isso, no entanto, cabe perfeitamente no figurino que descreverei aqui. Os três são cinquentões: Lobão tem 57, Roger, 56 e Leo, 52.
Da geração dos 80, Lobão sempre foi meu favorito. Eu simplesmente amo suas canções. Para mim, Rádio Blá, Vida Bandida, Vida Louca Vida e Decadence Avec Elegance são clássicos. Além de Corações Psicodélicos, em parceria com Bernardo Vilhena e Julio Barroso, ai, ai… Adoro. E não é porque Lobão se transformou em um reacionário que vou deixar de gostar. Sim, Lobão virou um reaça no último. Alguém que voltasse agora de uma viagem longa ao exterior ia ficar de queixo caído: aquele personagem alucinado, torto, jeitão de poeta romântico, que ficou preso um ano por porte de drogas, se identifica hoje com a direita brasileira mais podre.
Não me importa que Lobão critique o PT ou qualquer outro partido. O que me entristece é ele ter se unido ao conservadorismo hidrófobo para perpetrar barbaridades como a frase, dita ano passado, em tom de pilhéria: “Há um excesso de vitimização na cultura brasileira. Essa tendência esquerdista vem da época da ditadura. Hoje, dão indenização a quem seqüestrou embaixadores e crucificam os torturadores, que arrancaram umas unhazinhas”. No twitter (@lobaoeletrico), se diverte esculhambando o país e os brasileiros, sempre nos colocando para baixo. “Antigamente éramos um país pobre e medíocre… terrível. Hoje em dia somos um país rico e medíocre… pior ainda”, escreveu dia desses.
Os anos não foram mais generosos com Roger Moreira, do Ultraje. O cara que cantava músicas divertidíssimas como Nós Vamos Invadir Sua Praia, Marylou ou Inútil virou um coroa amargo que deplora o Brasil e vive reclamando de absolutamente tudo com a desculpa de ser “contra os corruptos”. É um daqueles manés que vivem com a frase “imagine na Copa” na ponta da língua para criticar o transporte público, por exemplo, sem nem saber o que é pegar um ônibus. Os brasileiros, segundo Roger, são um “povo cego, ignorante, impotente e bunda-mole”. Sofre de um complexo de vira-lata que beira o patológico. Ao ver a apresentação bacana dirigida por Daniela Thomas ao final das Olimpíadas de Londres, tuitou, vaticinando o desastre no Rio em 2014: “Começou o vexame”. Não à toa, sua biografia na rede social (@roxmo) é em inglês.
Muita gente se pergunta como é que isso aconteceu. O que faz um roqueiro virar reaça? No caso de ambos, a resposta é simples. Tanto Roger quanto Lobão são parte de um fenômeno muito comum: o sujeito burguês que, na juventude, se transforma em rebelde para contrariar a família. Mais tarde, com os primeiros cabelos brancos, começa a brotar também a vontade irresistível, inconsciente ou não, de voltar às origens. Aos poucos, o ex-revoltadex vai se metamorfoseando naqueles que criticava quando jovem artista. “Você culpa seus pais por tudo, isso é um absurdo. São crianças como você, é o que você vai ser quando você crescer” –Renato Russo, outro roqueiro dos 80′s, já sabia.
O carioca Lobão, nascido João Luiz Woerdenbag Filho, descendente de holandeses e filhinho mimado da mamãe, estudou a vida toda em colégio de playboy, ele mesmo conta em sua biografia. O paulistano Roger estudou no Liceu Pasteur, na Universidade Mackenzie e nos EUA. Nada mais natural que, à medida que a ira juvenil foi arrefecendo –infelizmente junto com o vigor criativo– o lado burguês, muito mais genuíno, fosse se impondo. Até mesmo por uma estratégia de sobrevivência: se não estivessem causando polêmica com seu direitismo, será que ainda falaríamos de Roger e Lobão? Eu nunca mais ouvi nem sequer uma música nova vinda deles. O Ultraje, inclusive, se rendeu aos imbecis politicamente incorretos e virou a “banda do Jô” do programa de Danilo Gentili.
Enfim, incrível seria se Mano Brown ou Emicida, nascidos na periferia de São Paulo, se tornassem, aos 50, uns reaças de marca maior. Pago para ver. Mas Lobão e Roger? Normal. O bom filho de papai à casa torna. A família deles, agora, deve estar orgulhosíssima.
Veja mais em Educação Política:

 

Por glaucocortez

Blog Educação Política

10 respostas em “O BOM FILHO A CASA TORNA OU PORQUE OS ROQUEIROS REBELDES NA JUVENTUDE SE TORNARAM REAÇAS AOS 50”

Matou a pau, Glauco. O pior é que não foram só eles que voltaram às origens. Conheço um bocado de gente aqui em Londrina que entrou nessa também.

Curtir

O que está acontecendo com os petistas? Na minha juventude, não aceitavam a corrupção, condenando o “rouba, mas faz”, a hipocrisia e defendendo a liberdade e respeito aos direitos humanos, dentre eles a liberdade. E eu admirava isso!
Hoje são contrários à liberdade de expressão. Qualquer um que critique, sugira, peça uma auto-crítica, é prontamente um “reaça” e, assim, plenamente desqualificado para a turba, nada do que falar merecendo atenção, no particular entendimento dos petistas.
Não se pode mais votar em quem não seja do time de Lulla-Dilma-Dirceu-Maluf-Collor. Isso me lembra o voto de cabresto, os governadores biônicos da ditadura militar.
Não podem ser condenados por crimes que tenham cometido, pois aí o Judiciário é golpista e a serviço da mídia direitista.
Enquanto isso, todo e qualquer candidato contrário é acusado de tentar acabar com o bolsa família. E me impressiono como a população dá atenção a tal tema, levando o outro candidato a ter de discutir tal ridícula acusação – foi até divertido ver ACM Neto levantar o assunto no debate com Pelegrino, afirmando que nem mesmo a Presidenta teria poder de negar vigência à lei da bolsa família, quanto mais ele.
No twitter, Joaquim Barbosa recebe a pecha de “capitão do mato”. Isso é compatível com a defesa dos direitos dos negros?
Plínio Arruda, ao pedir que não se vote no PT, é alcunhado de velho gagá e é sugerido seu internamento. Isso é compatível com a defesa dos direitos dos idosos e com o devido respeito à história de vida de Plínio? E com o devido respeito à liberdade de expressão?
Um comportamento tal, não aceitando contrariedades, não aceitando a aplicação da lei, se não se aproximar de um ideal ditatorial, somente pode se aproximar de uma mentalidade imatura, de birra infantil.
O petista nada aprendeu com a época em que era alcunhado de comuna comedor de criancinha ateu? Nada aprendeu com a época em que argumentos ridículos eram usados para tentar desqualificá-lo e calá-lo?
Vai seguir se achando no direito de cometer os mesmos erros de quem o antecedeu no poder?
Espero sinceramente que retorne aos ideais de fundação do partido, pois é triste chegar ao ponto de não se ter uma opção boa para votar.

Curtir

Que aplicação da lei? Com base em que provas foram condenados José Genoíno, João Paulo Cunha, José Dirceu e Henrique Pizzolato?

Curtir

Inicialmente, parabéns, Bruno. Respondeu de forma educada, não vindo me xingar de capitalista, protofacista, tucano.
Quanto à sua pergunta, os empréstimos, fraudulentos que foram, assinados por Genoíno, à época presidente do PT (o presidente do partido é que contratrou os falsos empréstimos), ele concorreu para o crime – a assinatura é a prova de sua participação. E, ainda que fosse o tão bem em coro ensaiado, e prontamente refutado, caixa dois, mesmo esta conduta é ilícia, ou seja, criminosa.
Você já teve a oportunidade de ler que o próprio MInistro da Justiça, José Eduardo Cardozo, já reconheceu a ocorrência do mensalão, em entrevista à Veja, gravada que foi? Confira: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/jose-eduardo-cardozo-ministro-da-justica-teve-pagamento-ilegal-de-recursos-para-politicos-aliados-teve-e-ilegal-e-temos-de-punir-quem-praticou-esses-atos/ (novamente, entrevista gravada e não contestada pelo Ministro, que é jurista de primeira linha e de excelente formação).
Então a conduta criminosa existiu e a lei penal vigente prevê claramente como ilícitas as condutas de formação de quadrilha, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas.
Primeiramente, João Paulo Cunha. Nem mesmo no nosso país é normal, em meio a um esquema confessado pelo Ministro da Justiça petista, é lícito o recebimento de R$ 50.000,00, sacado em banco utilizado pelo operador do Mensalão. Houve a oportunidade de ser demonstrado a quem entregou o dinheiro, quem o recebeu e para quê (nos termos da legal distribuição do ônus da prova, também ao Réu cumpre provar o que alega).
José Dirceu foi condenado pelos mesmos crimes, tendo em vista ter sido o mentor. Em tempo, cumpre destacar entrevista por ele dada à Playboy, na qual, ao contrário do que sempre disse o deus de Rosemary Noronha, Lula sempre soube de tudo (http://3.bp.blogspot.com/-a6kxD8CMkY4/UH9U5xv4IhI/AAAAAAAAeqs/PbzW40ENTzo/s1600/J_+Dirceu+na+Playboy-2.jpg). Faltou, pois, mais um ser condenado.
Pizzolatto, diretor de marketing do banco do brasil, assinou documentos, beneficiando a empresa do Carequinha que fazia chover no PT e hoje é execrado. Foram R$ 73,9 mi do fundo VISANET e mais R$ 2,9 mi do BB; a condenação de todos, pois, encontra suporte nos arts. 288, 312, 317, 333 Código Penal, art. 1 da Lei de Lavagem de Dinheiro, art. 4 e 22 da Lei de Crimes de Colarinho Branco.
E quanto aos demais réus? Por não serem petistas, a condenação deles não te incomoda? Ou só não pode ser aceita a condenação contra petistas?
Sabe, seria mais digno se o petista se conformasse ante a expressa confissão da ocorrência do mensalão, pelo MInistro da Justiça, e a fala de Zé Dirceu, no sentido de que Lula sempre soube de tudo, então passando a cobrar o mesmo rigor no julgamento do mensalão tucano e do DEM. “Dura lex sed lex” para todos (a lei é dura, mas é lei).
Ou o petista prefere que não, que ninguém então seja condenado?
Novamente, o Ministro da Justiça já confirmou a ocorrência do mensalão!

Curtir

Pelo visto, Glauco é mais um socialista utópico.
Você acha mesmo uma deploração por parte do Roger Moreira opinar (direito de todos) sobre fatos ruins do país?
Ninguém tem culpa que o socialismo esconde os problemas debaixo do tapete.
Os políticos (maioria) não tem vergonha na cara, mesmo mostrando o que há de ruim, a tendência continua sendo piorar.
Creio que a veia jornalística que tu tem, esse texto veio com sentido de polemizar. Não quero crer que você tenha a mesma opinião da Cynara sobre Roger e Lobão, e a situação do país. Mas se realmente for essa sua opinião, temos que respeitar.
Cuidado com tanto patriotismo em vão…

Curtir

Nossa, mas a autora do texto pegou meio pesado em algumas partes. Tudo bem que é contraditório que músicos tão revoltados na juventude tenham se tornado conservadores na maturidade, mas não precisa também de tanta agressividade na hora de descrevê-los.
Entretanto, depois do Geraldo Vandré compor uma música para a FAB após ser tão perseguido na época da Ditadura, chegando ao ponto de ter que fugir do país dentro de uma ambulância, eu não duvido de mais nada que aconteça na música popular brasileira.

Curtir

é verdade! mesmo a gente já envelhecendo tb se surpreende com essas transformações nos caras da nossa mesma geração..
é por exemplo chocante ver jornalistas,que estudou na ECA/USP nos anos 70 (época das ditaduras na AL) , assumindo um direitismo irresponsável, sem proposta, nem discurso articulado, apenas acusações e agressões estúpidas, moralismo falso artifícios sub-reptícios e sujos e mesmo a forte vocação pra dedo-durismo como exibiu o jornalista Augusto Nunes bem recentemente.

Curtir

Comentários encerrados.