Categorias
NOTÍCIA

MÍDIA E TUCANOS LANÇAM AÉCIO NEVES E ELE COMEÇA DEFENDENDO ACIONISTAS DAS ELÉTRICAS CONTRA O POVO E OS EMPRESÁRIOS

Empresários denunciam Aécio por sabotar redução na conta de luz

Tem gente jogando contra
Tem gente jogando contra

A FIESP (Federação da Indústrias de São Paulo) finalmente iniciou uma campanha publicitária na imprensa para cobrar de senadores e deputados a aprovação da Medida Provisória da presidenta Dilma para diminuir a conta de luz.

Apesar de não citar nomes, o alvo principal do anúncio tem nome e endereço: o senador Aécio Neves (PSDB/MG). Lançado esta semana como candidato do partido à presidência da República em 2014.

O tucano é o principal lobista contra a redução na conta de luz, porque diminui os lucros distribuídos pela CEMIG aos acionistas privados com quem ele tem o rabo preso por compromissos.

A campanha publicitária iniciou após a presidenta Dilma chamar as falas a FIESP. Os empresários reclamavam que o custo da energia elétrica no Brasil estava prejudicando a competitividade da indústria nacional. Dilma montou o marco regulatório da renovação antecipada da concessão das usinas hidrelétricas que estão vencendo, de forma a reduzir a tarifa. Passou a enfrentar resistência de parlamentares ligados as empresas geradoras de eletricidade, a maioria estatais sob controle de governadores tucanos. Os empresários da indústria, os maiores beneficiados, estavam quietos, diferente do que fizeram na época da CPMF. Com a pressão da Presidenta, se mexeram. (Vi no Amigos do Presidente)

Veja mais em Educação Política:

Por glaucocortez

Blog Educação Política

7 respostas em “MÍDIA E TUCANOS LANÇAM AÉCIO NEVES E ELE COMEÇA DEFENDENDO ACIONISTAS DAS ELÉTRICAS CONTRA O POVO E OS EMPRESÁRIOS”

Mas essa redução é algo real ou apenas uma tentativa de maquiar o “erro” nos cálculos de reajustes tarifários, desde 2002, descoberto pelo TCU?
Como fica a questão dos tributos cobrados e pagos tendo por base um valor indevido? Haverá devolução para tantos brasileiros, sejam de alta, sejam de baixa renda?
Há algum interesse em tratar desta questão, dos 7 bilhões indevidamente angariados? Ou ela tem de ser radical e convenientemente omitida dos brasileiros?
Ou tudo isso, em que pese a investigação e decisão do TCU, não passa de uma tentativa antidemocrática de protofacistas de extrema direita tucanos e da mídia, junto a empresários capitalistas (tais quais o Lulinha fenômeno empresarial) de atentar contra os mais pobres (estes que também pagavam valores indevidos), como que, após Rosemary, numa verdadeira cruzada discriminatória “Operação Mensalão 3”?
Ê, “nova velha mídia” cumpanhêra, ainda vai demorar muito até eu conseguir votar no PT novamente…

Curtir

Comentários encerrados.