Categorias
BLOGOSFERA

VENEZUELA NÃO VOLTARÁ A SER UMA REPÚBLICA DAS BANANAS COM DITADOR PAGO PELOS EUA E FESTEJADO PELA MEDÍOCRE VEJA

Revista Veja comemorou golpe de Estado em 2002
Revista Veja comemorou golpe de Estado em 2002, contra Chávez

Não é porque Chávez morreu que a Venezuela vai virar Las Vegas

Por Nirlando Beirão, via Com Texto Livre

De volta à República das bananas? Nem pensar.

Seguro que não.

A Venezuela não vai recuar para o papel de quintal dos Estados Unidos e de poleiro para ditadores corruptos.

Se Chávez teve um mérito, foi esse: a Venezuela se livrou da plutocracia. Os magnatas sem escrúpulos se mudaram para Miami. Ele deu um basta nos governos gringos que tratam a América Latina como se a gente ainda vivesse na guerra fria.

A Venezuela de Chávez se impregnou de cheiro de povo. Os índices de miséria desabaram. Os programas sociais da chamada Revolução Bolivariana foram mais radicais e mais abrangentes do que as versões brasileiras do Fome Zero e da Bolsa Família.

Outra virtude sua foi a coragem pessoal.

Chávez jogou pelas regras da democracia (embora os choramingões da imprensa golpista filiada à SIP quisessem dizer o contrário), mas deu um conteúdo excessivamente personalista a seu governo. Esse foi seu pecado.

Mesmo que o chavismo sobreviva, Chávez há de fazer falta. Governos autocráticos se fundam em líderes e correm o risco de sucumbir junto com eles.

Estão soltando fogos em Miami. O intrigante Roger Noriega deve ter aberto uma champanhe. Em vão.

(Noriega foi o sub-secretário de Estado de George Bush para assuntos do quintal, isto é, da América Latina.

Tramou com o rebotalho da direita um golpe contra o presidente eleito, em 2002. Botou no poder, por 48 horas, o líder dos empresários do atraso. A revista Veja comemorou, na capa. Chávez voltou nos braços do povo. Noriega continuou atuando nos bastidores: boatos, intrigas, subornos e notas plantadas em acadêmicas colunas do Globo e assemelhados).

Mas a Venezuela não é mais vassala do Império. Com Chávez, sem Chávez, não há como voltar atrás. O poder é dos descamisados.

Veja mais em Educação Política:

Por glaucocortez

Blog Educação Política

7 respostas em “VENEZUELA NÃO VOLTARÁ A SER UMA REPÚBLICA DAS BANANAS COM DITADOR PAGO PELOS EUA E FESTEJADO PELA MEDÍOCRE VEJA”

Qual a variação do índice de criminalidade e homicídios mesmo?
O abastecimento de supermercados e feiras?
A avaliação de qualidade dos cursos superiores e equivalente aos ensinos médio e fundamental, atualmente, na Venezuela?
As pessoas que alegadamente saíram da linha de miséria, conseguem se manter em tal patamar, ou continuam a receber dinheiro do governo?
Mudaram apenas as moscas. Umas foram para Miami e outras assumiram seus lugares.
Já o povo…

Curtir

Não seja tão pessimista, Rodrigo.
Vão pensar que vc está defendendo os golpistas e a oligarquia que ficava com todo o dinheiro do Petróleo. O desabastecimento do mercado é um bom sinal, sinal que o povo está comendo. A criminalidade precisaria de um estudo melhor. O fato é que o governo foi eleito democraticamente e distribuiu renda. O resto é oposição mal caráter e, por isso, sem voto. O povo já não está tão bobo, meu! Acorda. Olhe para as ruas da Venezuela.

Curtir

Da Silva, “deixe que digam, que pensem, que falem…”.
Meu cuidado em avisar aos navegantes que já votei no PT e lamento não mais ter opção para votar, é apenas para que alguns poucos retirem a “tapa”, a venda dos olhos, a fim de que percebam não haver correlação lógica dentre criticar o atual nível da nossa política e de que se diz “esquerda” e ser tucano, demista etc. É apenas um exercício do direito de expressão, veiculado por um cidadão brasileiro descontente, que é brindado com o ressurgimento do carlismo na BA, da continuidade do Malufismo e do Sarneyzismo. Até o Renanzismo – os de antes fizeram, ao que o PT seguiu fazendo.
Então, não sou bem eu que anda de braços dados com oligarquias e currais eleitorais…
Só espero que ninguém siga seu argumento e diga que, aqui no NE, o desabastacimento de água é sinal de que o povo bebe muita água, rega e irriga muito, assim como toma muito banho.
Quanto à criminalidade, em, aparentemente, você tendo percebido algo de errado, necessitando de confirmação, eu aguardo pelos dados. E, quanto a acordar e olhar para as ruas, infelizmente, todos os dias, ao acordar, logo vejo que o pão e circo ainda é a política que mais traz votos, já sendo esquecida a fala de Luiz Gonzaga, que dizia: “uma esmola a um homem que é são, ou lhe mata de vergonha, ou vicia o cidadão”.
Sempre que atendo em cidades menores, o que mais vejo são pessoas que não querem trabalhar, em busca de uma invalidez, de um benefício ao qual não fazem jus (muitas vezes já sou o terceiro, o quarto Advogado a dizer o mesmo).
Ou, no exemplo de hoje: pessoas que têm casas no entorno de terreno que não lhes pertencem, invadem, loteiam e vendem, ao fim enganando pessoas de baixa renda outras, que ao fim terão de desocupar o terreno.
Assim, é melhor que cuidemos estimular o cidadão brasileiro, pois o ócio, tomar coisas na base do porrete, está se mostrando mais vantajoso que trabalhar e se tornar uma pessoa de bem.

Curtir

Comentários encerrados.