Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

RECEITA TUCANA: DEPOIS DE 17 ANOS DE GOVERNO DO PSDB, HOMICÍDIO CRESCE 15% NO INÍCIO DO ANO NO ESTADO DE SÃO PAULO

São Paulo sem lei

São Paulo sem lei

Incompetência, falta de capacidade e sensibilidade para os problemas socais (Veja Pinheirinho!) fazem São Paulo colher os frutos da política tucana que governa o estado há 17 anos. Incrível que em pleno século 21, a direita brasileira insista que o problema da segurança é uma questão a ser tratada exclusivamente com a polícia. Alckmin enxuga gelo em São Paulo.

Ano começou com aumento de 15% dos homicídios no estado de São Paulo

São Paulo – O número de homicídios no estado de São Paulo cresceu 15,05% no primeiro bimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2012. De acordo com o balanço mensal da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), divulgado hoje (25), foram registrados 787 homicídios dolosos este ano, ante 684 no ano anterior. Em relação a janeiro, no entanto, a taxa apresentou decréscimo, passando de 416 para 371 casos em fevereiro.

O número de vítimas também cresceu cerca de 15% na comparação anual (cada registro de homicídio pode ter mais de uma pessoa). Foram 846 mortes em 2013, ante 732, nos dois primeiros meses do ano passado. Em relação a janeiro – quando foram registradas 455 mortes, houve redução da taxa. Foram 64 mortes a menos no segundo mês do ano.

Na capital, a taxa de homicídio caiu em relação a janeiro, passando de 98 para 89 casos. A mesma tendência foi registrada na taxa de mortes violentas. O número de vítimas passou de 109 em janeiro para 91 no último mês. Na comparação com o mesmo bimestre do ano passado, no entanto, houve aumento tanto dos casos, quanto do número de vítimas. Em 2012, foram 162 casos de homicídio com 175 vítimas; em 2013, foram 187 ocorrências com 200 mortes.(Texto Integral)

Veja mais em Educação Política:

10 Respostas para “RECEITA TUCANA: DEPOIS DE 17 ANOS DE GOVERNO DO PSDB, HOMICÍDIO CRESCE 15% NO INÍCIO DO ANO NO ESTADO DE SÃO PAULO

  1. Rodrigo 25 março, 2013 às 5:15 pm

    Sempre salutar é a apresentação dos erros alheios, ainda mais em matéria de direitos humanos fundamentais, em especial a vida, o mais importante de todos. Mais salutar ainda expandir o campo de análise, vendo o que se passa no resto do Brasil, em especial nos Estados governados pela turma do Lula.
    Realmente há erros governamentais, aliados a questões como tráfico de drogas, crime organizado (seja por parte dos bandos de Alfaville, seja por parte dos bandos da “Alfavella” – sim, a maldade, a falta de caráter, não distingue cor, nível de escolaridade ou econômico etc.).
    Assim como na minha Bahia, administrada pelo PT. Mas ou o blog recebe informações muito seletivas, ou busca fechar os olhos à realidade reinante no país.
    Levando em conta a primeira possibilidade e a sua boa-fé, Glauco, pois você já me deu provas disso, informo a você a receita petista que, junto com a receita tucana, vira a receita desumana (importa salientar que os dados são do Ministério da Justiça):
    “O Mapa da Violência 2013, divulgado nesta quarta-feira (6) pelo Instituto Sangari/Ministério da Justiça, aponta quatro municípios baianos entre os dez com as mais altas taxas de homicídios do Brasil até 2010. Com índice de 141,5 assassinatos para cada 100 mil habitantes, Simões Filho figura em primeiro lugar no ranking dos municípios com mais de 20 mil habitantes. Lauro de Freitas aparece em terceiro, com 106,6 mortes; Porto Seguro está na sexta posição, com 91,4; e Eunápolis em oitavo lugar, com 87,4 homicídios. Na comparação entre os estados, a Bahia aparece na quarta posição, com 34,4 assassinatos por 100 mil habitantes, atrás apenas do Pará (34,6), Espírito Santo (39,4) e Alagoas (55,3). Em 2012, a Bahia aparecia na pesquisa com a taxa mais alta (37,7 homicídios), mas ocupava a sétima colocação, o que representa este ano uma melhora do índice nos estados da Paraíba, Amapá e Pernambuco, que apareciam à frente. A Bahia também está em quarto lugar entre os estados com maiores taxas de crescimento de mortes por arma de fogo entre 2000 e 2010: 195%. Entre as capitais, Salvador está também em quarto, com 59,6 mortes por arma de fogo para cada 100 mil habitantes. Informações do A Tarde.”

    http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/132704-mapa-da-violencia-aponta-crescimento-de-homicidios-na-bahia.html

    Curtir

  2. Evandro Castro 26 março, 2013 às 12:17 am

    KKKK. Faz 100 anos que o clã dos coronéis de ACM e etceteras governam a Bahia e agora a Culpa é do governo do PT. Conta outra piada.

    Curtir

    • Rodrigo 26 março, 2013 às 4:18 pm

      Evandro, inicialmente nada contra a crítica aos tucanos. Só acho injusto fechar os olhos para o que acontece no próprio terreno, calar e apenas apontar os erros alheios, como se os nossos próprios não merecessem correção – nada é dito sobre a situação dos jornalistas da Caros Amigos, que não tinham seus direitos trabalhistas respeitados e, face à greve, foram demitidos sumariamente… Nada é dito sobre a “minha casa, minha ruína” no Rio (quanto dos nossos tributos também é jogado no ralo, além dos tucanos, pelos petistas?)… Pelo veto presidencial a projeto tucano sobre a desoneração da cesta básica, reapresentado logo após por petista e somente então aprovado (a bondade poderia estar vigendo há mais tempo, pois)… Nada é dito sobre PROTEC e PRONATEC… A crítica é bem vinda, sempre, mas não pode ser tão seletiva, sendo ainda certo que a troca de acusações não revela contestação, mas unicamente a demonstração de que temos políticos desinteressados, mero reflexo do eleitorado.
      Já quanto ao seu argumento, ainda pensei que alguém poderia usá-lo, mas depois pensei ser insustentável haja vista a lógica ser a criminalidade estagnar ou diminuir, mas não aumentar exponencialmente. Mas é mais fácil usar a muleta do “tem tucano há 500 anos no Brasil”, “tem carlista há 100 anos na Bahia” e é tudo culpa dos outros, da herança maldita. Nada é responsabilidade do PT, não? Só é assumido o bom filho, mas não o pródigo…
      E, com tal descaso para com o Estado, a maior vitória do PT foi fazer ressurgir o carlismo (infelizmente, penso eu).
      Posto, então, outra notícia, no sentido da liderança da Bahia no aumento do homicídio de jovens, em 2012 – pode ficar à vontade para dizer que é tudo culpa da herança maldita, da turma do contra, nestes 06 anos o PT não tendo condição de fazer coisa alguma para amenizar a situação, mesmo quando o homicídio de jovens negros cresce mais de 300% (http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/nordeste/noticia/2012/11/29/numero-de-homicidios-de-jovens-negros-da-bahia-aumentou-318_porcento-aponta-estudo-384147.php).

      Curtir

  3. Evandro Castro 27 março, 2013 às 2:53 pm

    Isso é que é indignação seletiva!

    Por HugoCarvalhos
    Um ex-presidente brasileiro está rodando o mundo, em viagens patrocinadas por empresas e corporações que cresceram e ganharam muito dinheiro em seu período de governo. Nestas viagens, a presença do ex-presidente ajuda as empresas patrocinadoras a captar investimentos e ganhar mercados.

    As empresas amigas também patrocinam palestras deste líder político no Brasil e contribuem com fundos milionários para o Instituto que leva seu nome e destina-se a preservar sua memória.

    Se este ex-presidente se chamasse Luiz Inácio, suas atividades no exterior seriam manchete da Folha de S. Paulo, colocando-o sob suspeita de atuar como lobista de empresas sujas.

    Mas estamos falando de Fernando Henrique Cardoso, que também viaja fazendo palestras, a convite de empresas, ONGs e instituições diversas. A diferença mais notável entre eles (há muitas outras) é que FHC vai lá fora para falar mal do Brasil.

    Nas asas do Itaú, seu patrocinador master, Fernando Henrique esteve no Paraguai em 2010 , no dia em que o banco inaugurou a operação para tomar o mercado no país vizinho.

    O Itaú também o levou a Doha e aos Emirados Árabes ano passado, como informou a imprensa financeira, com a intenção de morder parte dos 100 milhões de dólares que o Barwa Bank tem para investir no mercado imobiliário brasileiro.

    Itaú Unibanco and Fernando Henrique Cardoso visiting Qatar and the UAE

    A Folha estava lá (mas não diz quem pagou a viagem da colunista Maria Cristina Frias) “FHC vai ao Oriente Médio com Itaú para atrair investimento”, ela escreveu. Zero de suspeição ou malícia. O jornal não se preocupou em saber se a embaixada brasileira alugou impressoras para apoiar o ex-presidente em sua missão, mas registrou direitinho o que ele disse lá sobre o governo brasileiro atual: Corrupção cresceu em relação a meu governo, diz FHC. Com esse papo, o ex deve ter atraído investimentos para o Chile.

    FHC também falou mal do Brasil quando foi à China, em maio passado, de novo pelas asas do Itaú (nem parece que é um banco, deve ser uma agência de viagens). Reclamou do ajuste do câmbio, da falta de planejamento, e fez o comercial do patrocinador: “Baixar a taxa de juros (no Brasil) é importante, mas tem que olhar as consequências”, ele disse aos chineses. O Estadão resumiu no título a visão de Brasil que FH passou em Pequim: “Não se pode crescer a qualquer a custo, diz FHC”.

    Em novembro do ano passado, a casa americana JP Morgan pagou FHC para falar do Brasil sem sair de casa: “O Brasil está pagando o preço por não ter dado continuidade aos avanços implementados”, ele disse, numa palestra para investidores estrangeiros em São Paulo.

    Na edição deste sábado, a Folha sugere ao Ministério Público que promova uma ação para alguém devolver “gastos indevidos” com horas extras de motoristas e deslocamento de funcionários, nas embaixadas por onde Lula passou. Mas não se comove com o fato de a estatal paulista Sabesp ter pingado R$ 500 mil na caixinha do Instituto FHC (ah se fosse o Visanet…).

    Fernando Henrique ainda era presidente da República, em 2002, quando chamou ao Palácio da Alvorada os donos de meia dúzia empresas para alavancar o instituto que ainda ia criar: Odebrecht, Camargo Corrêa, Bradesco, Itaú, CSN, Klabin e Suzano. A elas se juntaria a Ambev. Juntas, pingaram 7 milhões no chapéu de FH. Mas foi o Tesouro que pagou o jantar, descrito em detalhes nesta reportagem da revista Época.

    Todos à mesa eram gratos à FHC pelo Plano Real e não se duvide de que alguns tenham coçado o bolso por idealismo. Mas se a Folha utilizasse o mesmo relho com que trata Lula, teria registrado que os Itaú e Bradesco eram gratos pela maior taxa de juros do mundo; a Ambev deve seu monopólio ao CADE dos tucanos; a CSN é a primogênita da privataria e quase todos ali deviam algum ao BNDES.

    FHC e seu instituto prosperaram. No primeiro ano como ex-presidente ele faturou R$ 3 milhões em palestras (“o critério é cobrar metade do que cobra o Bill Clinton”, explicou, modestamente, um assessor de FHC). A primeira palestra, de US$ 150 mil de cachê, que serviu de parâmetro para as demais, foi bancada pela Ambev. O IFHC já tinha R$ 15 milhões em caixa e planejava gastar o dobro disso nas instalações.

    O IFHC abriga o projeto Memória das Telecomunicações (esqueçam o que ele escreveu, mas não o que ele privatizou), patrocinado naturalmente pela Telefónica de Espanha.

    Todas as empresas citadas neste relato são anunciantes da Folha de S. Paulo e estão acima de qualquer suspeita enquanto anunciantes. Apodrecem, aos olhos do jornal, quando se aproximam de Lula.

    Eis aí o segundo recado da série de manchetes: afastem-se dele os homens de bem. O primeiro recado, está claro, é: mãos ao alto, Lula!

    A Folha também se considera acima de qualquer suspeita. Só não consegue mais disfarçar o ódio pessoal que move sua campanha contra o ex-presidente Lula.

    Curtir

    • Rodrigo 27 março, 2013 às 6:51 pm

      Estou indignado com ambos, prezado Evandro, sem seletividade.
      E você? Acha que só porque um faz, o outro pode fazer? “500 anos de tucano roubando” implicam necessariamente em subsequentes “500 anos de petista roubando”?
      Eu já prefiro a justa e severa aplicação da lei a ambos. A justa e severa crítica a ambos, sem corporativismos.
      FHC não é melhor que Lula e vice-versa, nenhum tendo salvo-conduto para irregularidades que venham a cometer. Combinamos assim?

      Curtir

  4. Pingback: PARA PEDRO TOURINHO, BRASIL NÃO FEZ REFORMA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CAPAZ GARANTIR ATENDIMENTO PÚBLICO DE QUALIDADE | Educação Política

  5. Pingback: PROFESSOR DE MEDICINA, GASTÃO WAGNER, DEFENDE SEIS DESAFIOS PARA MELHORAR O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) | Educação Política

  6. Pingback: PORTO ALEGRE TERÁ O AEROMÓVEL, COM TECNOLOGIA BRASILEIRA, NO SEGUNDO SEMESTRE, 24 ANOS APÓS INSTALAÇÃO NA INDONÉSIA | Educação Política

  7. Pingback: VÍDEO DA POLÍCIA MOSTRA PRISÃO DE SUSPEITO DE SER NEONAZISTA MINEIRO, QUE APARECE EM FOTO AGREDINDO MORADOR DE RUA | Educação Política

  8. Pingback: FUTEBOL INTELIGENTE: MARGARETH THATCHER TINHA UM PENSAMENTO MUITO NOCIVO: “NÃO EXISTE SOCIEDADE” | Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: