Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

GOVERNADOR ALCKMIN, O SR. COLOCARIA SEU FILHO EM UMA ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO DEPOIS DE 17 ANOS DE GOVERNO DO PSDB?

Político em mandato deve ser atendido no SUS (Sistema Único de Saúde) e colocar o filho na escola pública. Só assim, educação e saúde devem melhorar.  Imagina

Veja no vídeo abaixo o caso do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que em breve completará 8 anos como governador, dos quase 20 do PSDB em São Paulo.  É exemplar.

Veja mais em Educação Política:

5 Respostas para “GOVERNADOR ALCKMIN, O SR. COLOCARIA SEU FILHO EM UMA ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO DEPOIS DE 17 ANOS DE GOVERNO DO PSDB?

  1. Rodrigo 29 abril, 2013 às 12:40 pm

    Wagner colocaria seus filhos em escola pública baiana?
    Não, assim como nenhum outro governador. E, também, todos não se valeriam de qualquer dos serviços públicos essenciais de seus Estados, em podendo contar com a iniciativa privada.
    Mas a fixação pela tucanada, segue solta… E a fixação da tucanada pela ptzada segue também solta, ambos fechando os olhos para os “amigos” e abrindo-os para os “inimigos”.
    “Vamos escondendo o rabinho e apontando o do outro
    O inferno são os outros
    E nossa parcela na conta?
    R: o inferno são os outros!
    Quanto a nós, cantamos: “quem é o gostosão daqui? Sou eu, sou eu, sou eu…” O tucano canta, o petista canta e o povo brasileiro dança!

    Curtir

    • Heitor 30 abril, 2013 às 1:17 pm

      A situação em q o Gov. ficou é bem clara: desconversou, engasgou, fugiu da questão e dessa forma ficou bem evidente q após tanto tempo no poder até ele sabe q a educação pública paulista não está a altura do Estado de SP. Trazer Wagner da Bahia é só mais uma forma de desviar o foco: o sr. governador Alckmin precisa fazer mais e melhor, acordar cedo trabalhar.

      Curtir

      • Rodrigo 30 abril, 2013 às 5:34 pm

        Tendo eu afirmado “Não, assim como nenhum outro governador. E, também, todos não se valeriam de qualquer dos serviços públicos essenciais de seus Estados, em podendo contar com a iniciativa privada.”, estendi a justa crítica do blog aos demais partidos. Ou seja, não fugi do tema “crítica à educação”, ao revés sendo abrangente ao ponto de reclamar atenção à qualidade do ensino nos demais Estados da Federação, exemplificando aquele em que resido, cuja realidade conheço, e que é governado pelo PT – não devemos esconder o rabo e apontar o do outro, mas buscar soluções para o Brasil.
        Estamos, na política, nos aproximando da postura de determinados seguimentos religiosos, que fecham os olhos para pedofilia, atacando a ânsia capitalista de outros e vice-versa. Não é buscada uma solução conjunta, mas apenas feita uma denúncia que, inicialmente válida, fecha nossos olhos aos próprios erros.
        Não precisamos de “redomas de falsa pureza”, com demonização dos demais.
        Mas, de qualquer sorte, desculpe se você não entendeu minha fala e se ofendeu, por qualquer motivo. Talvez não tenha me expressado bem, mas foi no intuito de cobrar a todos, sem corporativismos, sem falso moralismo: justa e devida a crítica a Alckmin, mas não podemos fingir que não vemos, fazer ouvidos moucos à situação também grave da Bahia e dos demais Estados; gostaria que nosso ensino público fosse uma maravilha, mas não é muito diferente do ensino tucano.
        Não seriam abrangência e isenção o norte de uma assim quista “nova mídia”? Não posso crer que, como já comentei outrora, apenas teremos uma “nova velha mídia”, agora a “esquerda” trocando de papéis com a “direita”, sentando em cima de seus podres e apontando os de seus desafetos.

        Curtir

    • Cristina S Aguilera 2 maio, 2013 às 1:15 pm

      Nossa, para com isso Alckmin. 17 anos sem solução. Pede para sair! O Rodrigo ainda compara com a Bahia dos Magalhães. Alckmin está assessorado pela direita mais reacionária do Brasil, a direita que passa trator em cima do povo, como no Pinheirinho. Alckmin e o PSDB paulista não têm solução. Os criminosos que têm 15 anos hoje já nasceram no governo do PSDB, estudaram em escolas administradas pelo PSDB e deram o fruto que o PSDB plantou em São Paulo. Alckmin peder para sair!

      Curtir

      • Rodrigo 2 maio, 2013 às 3:28 pm

        Como sempre digo, críticas são sempre válidas, mas devemos pensar duas vezes no que falamos.
        Quer dizer que, agora, o criminoso paulista aprendeu seu “ofício” na escola? Espero ter entendido errado, pois como ficará a situação dos criminosos dos demais Estados?
        E aqueles que estudaram apenas em escolas municipais? Tenha-se que, em Vitória da Conquista-BA, onde resido, o Executivo local é chefiado pelo PT há 16 anos, sendo que, reeleito, ficará 20 anos no poder – todos os criminosos locais, que não passaram pela rede particular ou estadual, então, também aprenderam seu “ofício” nas escolas municipais?
        Cabe salientar que, segundo dados do IDEB, ou seja, órgão integrante do Governo ora comandado pelo PT, Vitória da Conquista-BA teria, proporcionalmente quanto ao número de um dos piores desempenhos da Educação básica do Brasil, tendo apresentado piora em sua avaliação (http://www.aratuonline.com.br/noticia/72758,vitoria-da-conquista-tem-a-pior-nota-do-ideb.html).
        Então o PT é extrema esquerda, radicalista e terrorista? O PT quer destruir a educação básica, enganando o povo ao repetir a vergonhosa progressão continuada tucana, tendo de criar cotas para esconder o péssimo desempenho da educação (http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2013/04/1269984-cotistas-tem-desempenho-inferior-entre-universitarios.shtml)?
        Creio que não, mesmo porque eu me lembro de todos os prêmios que a prefeitura petista local ganhou nestes 16 anos, inclusive o Prêmio Mário Covas (http://www.al.ba.gov.br/deputados/Deputados-Interna.php?id=114 – perfil do atual prefeito, reeleito, Guilherme Menezes).
        Ainda, ano passado e neste ano, enfrentamos racionamento de água (http://www.tribunadaconquista.com.br/v1/tag/barragem/). Chover ou não chover não depende de determinação do Prefeito, a seca não sendo culpa dele. Mas apenas após 16 anos é que resolveram propor a construção de nova barragem, cabendo ainda relembrar que o racionamento foi suspenso antes da eleição e após voltou – se fosse um tucano, um demista, um qualquer “ista” no poder, prontamente falariam em manobra…
        Então creio, sim, que a acomodação, a situação de conforto, gera uma falsa sensação de segurança, como se todos os problemas estivessem resolvidos.
        Devemos nos levatar de nossas cadeiras, sair de nossos gabinetes, bibliotecas, escritórios, ver o mundo e compreender que problemas como o ora em discussão comportam uma solução conjunta, nacional, em vez de ficarmos apenas a cantar maravilhas que, em verdade, não existem. Em vez de o Petista ficar a demonizar o Tucano e vice-versa, devem, ambos, cobrar “o outro lado” e o “seu lado”, pois ambos lidam com tributos pagos por todos os cidadãos, bem como gerem o patrimônio público e serviços essenciais.
        Em certos momentos, até paro para refletir se tudo isso não é arranjado. Se não é conveniente para políticos petistas e tucanos que fiquemos a torcer para um partido, tal qual para um time, ou ainda como um religioso extremista (independentemente de seu credo), sem auto-crítica, fechando os olhos para as mazelas existentes “em nosso lado da força”; o tucano não cobraria Alckmin, Aécio, Serra etc., ao que o petista não cobraria Dilma, Wagner, Tarso etc.
        Por fim, Cristina, pode não ter sido sua intenção, mas não fique bradando “a Bahia dos Magalhães”. É uma afirmação tão triste como dizer “o São Paulo de Maluf”, cabendo lembrar que hoje, parafraseando você, teríamos a “Bahia do Wagner”, com as mesmas mazelas de antes, a exemplo do “Covágio”, que agora prolifera nas estradas da Bahia como “PTágio”.

        Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: