Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

CUBA É O MELHOR PAÍS DA AMÉRICA LATINA PARA SER MÃE E 33º DO MUNDO, ARGENTINA FICOU EM 36º E BRASIL FICOU EM 78º

Cuba é o melhor país da América Latina para ser mãe, diz estudo

No topo da lista, elaborada entre 176 países, está a Finlândia, enquanto a República Democrática do Congo está em último

michael vincent millerCuba é o melhor país da América Latina para a maternidade e o 33º do mundo, segundo um índice da organização britânica Save the Children. No topo está a Finlândia e a República Democrática do Congo em último. Os Estados Unidos estão em 30º lugar e o Brasil em 78º.

A ONG, cuja sede fica em Londres, leva em conta fatores como bem-estar, saúde, educação e situação econômica das mães, assim como a taxa de mortalidade infantil e materna, para definir a tabela.

Levando em conta somente a América Latina e Caribe, Cuba está à frente da Argentina (36), Costa Rica (41), México (49) e Chile (51). O Haiti está no 164º lugar. Também em postos relativamente baixos estão Honduras (111), Paraguai (114) e Guatemala (128). A Venezuela está em 66º.

“Apesar de a América Latina ter conseguido enormes avanços, podemos fazer mais para salvar e melhorar a vida de milhões de mães e bebês recém-nascidos que se encontram na maior situação de pobreza”, afirmou o diretor da Save the Children para a América Latina, Beat Rohr. Ele disse que os maiores avanços foram registrados no Brasil, Peru, México e Nicarágua.

O Índice de Risco do Dia do Parto, elaborado pela primeira vez, revela que 18 % de todas as mortes de crianças menores de 5 anos na América Latina ocorrem durante o dia de nascimento. As principais causas são nascimentos prematuros, infecções graves e complicações durante o parto.

Contudo, a mortalidade neonatal na região diminuiu 58 % nas últimas duas décadas, apesar de ainda existir uma grande diferença na atenção dada às pessoas ricas e às com menos recursos, ressalta o estudo. A Save the Children estima que, a nível mundial, mais de um milhão de recém-nascidos poderiam ser salvos todos os anos caso o acesso à saúde fosse universal.

“Quando as mulheres têm educação, representação política e uma atenção materna e infantil de qualidade, elas e seus bebês têm muito mais probabilidades de sibreviver e prosperar, assim como a sociedade na qual vivem”, sublinhou Rohr.

Veja mais:

10 Respostas para “CUBA É O MELHOR PAÍS DA AMÉRICA LATINA PARA SER MÃE E 33º DO MUNDO, ARGENTINA FICOU EM 36º E BRASIL FICOU EM 78º

  1. Rodrigo 10 maio, 2013 às 11:29 am

    Parabéns a Cuba por esse sucesso. Que a medicina cubana não se preste ao declínio, pois, certamente, possui, como em qualquer país, profissionais valorosos.
    Querendo vir ao Brasil, aprender e ensinar, sejam sempre bem-vindos. Mas respeitem a legislação pátria, os trâmites devidos, de modo honrado demonstrando sua capacidade, sem altivez, buscando a validação de seus diplomas, assim como médicos bolivianos e formados em outros países.
    Quanto à nossa posição, é uma pena ver que já não era boa coisa boa nos 02 mandatos tucanos, sempre piorando nossa colocação, assim como em relação à educação…

    Curtir

    • Edgar Serra 12 maio, 2013 às 11:57 pm

      Caro Rodrigo. Em nenhuma manifestação do governo brasileiro, sobre a vinda de médicos cubanos, aparece que não haverá respeito a legislação brasileira consoante a validação de diplomas de estrangeiros. Parece claro que qualquer profissional, seja ele médico ou não, individualmente, deve sim revalidar seu diploma conforme as leis, para exercer a profissão nesse país. No caso, a vinda está (ou será) atrelada a um projeto que deverá constar todas as atribuições, os objetivos específicos, local, tempo, etc. objeto do convênio a ser firmado entre dois países, com interesses e atribuições que ultrapassam os ditames da Federação Médica Brasileira. Parece-me que a questão da revalidação do diploma, no caso específico da vinda de 6.000 médicos cubanos, para exercer uma função estabelecida em convênio é um argumento menor nessa discussão para desviar o verdadeiro sentido da vinda desses médicos que é qual o modelo de atendimento à saúde de um povo se faz mais eficaz, e o modelo cubano mostra, com índices indicativos de saúde, ser o melhor, pelo menos que o do Brasil.

      Curtir

      • Rodrigo 13 maio, 2013 às 3:36 pm

        A questão é quanto à regularidade do exercício da profissão, Edgar. Assim como eu, para exercer a Advocacia em outro país, precisarei de autorização da competente entidade de classe. E passei a me questionar, sem ironia, o porquê de apenas médicos Cubanos, sendo excluídos os médicos de países outros.
        E, ao final, me assustei e muito com o vídeo que postei, após meu comentário inicial. Ao menos como estão expostos os fatos, para pessoas ligadas ao MST haveria vagas reservadas na faculdade cubana, o que merece um olhar com muita cautela.
        Caso, como disse a jovem, o critério seja pertencer ao MST e por ele ser avaliado (????), juntamente com a Embaixada Cubana (????? – tantas interrogações porque eu esperava a avaliação ser feita por quem tem competência e conhecimento para tanto, ou seja, a própria faculdade/universidade, o que sabidamente, ao menos para o campo da Medicina, a Embaixada e o MST não têm), sendo certo que os estudantes falam em “serem enviados” e “vagas reservadas”.
        Se não estivermos falando, pois, em integrantes do MST que se comprovadamente se prepararam e capacitaram ao ingresso em faculdade, colocaremos a vida de muitos em risco.
        Então consideremos:
        I- em alguns casos, ao contrário do que pensamos, os médicos podem ganhar muito mais dinheiro trabalhando no interior (basta ver os salários, em que pese muitos calotes e a tentativa do governo de diminuir salários);
        II- a falta de estrutura (transportes e demais no interior), que é responsabilidade de todos os governos, até hoje (tenho uma amiga médica em Rendeção-PA, que me conta a dificuldade para chegar em tribos e em comunidades menores), levar muitos médicos a voltarem para as cidades maiores;
        III- PEC 29 e o governo, repetindo os de antes, fugindo à responsabilidade quanto à regulamentação da reserva de despesas da União para a Saúde (ao contrário, fica querendo ressuscitar a CPMF);
        IV- tabela do SUS;

        Assim, temos muitos problemas a resolver, que continuarão por aí, enquanto médicos, exercendo irregularmente a profissão (e de capacidade, ao menos até aqui, em muito questionável, conforme o vídeo), poderão colocar a vida de muitos em risco.
        O PT poderia, pois, seguir fazendo como fez aqui na BA. ao implantar os cursos de Medicina na Universidade do Sudoeste da Bahia, campus de Vitória da Conquista e Jequié, em que pese a irregularidade na grade curricular, em alguns casos.
        Nesse sentido, quanto à qualidade da UESB, seus corpos docente e discente, tenha-se sua recente colocação dos alunos de Direito enquanto segundo curso com maior aprovação no Exame da OAB do país, ficando atrás apenas da USP de Ribeirão Preto (http://blog.portalexamedeordem.com.br/blog/2013/03/confiram-o-desempenho-das-faculdades-de-direito-no-viii-exame-de-ordem/).
        Então procuremos o caminho certo, mas não os atalhos. O PT não precisa insistir nos erros de governos passados.

        Curtir

  2. Rodrigo 10 maio, 2013 às 6:31 pm

    E será esse o “processo seletivo” cubano para aferir a capacidade do estudante?
    Nada contra esta ou aquela pessoa estudar, independentemente de sua origem. Mas fiquei curioso quanto à qualidade do processo seletivo.
    Se eu estiver errado, melhor. Será, pois, apenas a demonstração de que os jovens oriundos de assentamentos estudaram, se qualificaram e, em processo seletivo, demonstraram qualidade para o bacharelado em ciência tão importante.
    Ou seria tudo arranjando, uma forma de repatriarmos amigos de determinado partido, formados de forma ainda pior que aqueles oriundos de determinadas faculdades brasileiras?
    Será?

    Curtir

  3. Pingback: MARILENA CHAUÍ: “QUALQUER COISA QUE SE POSSA DIZER SOBRE A MÍDIA BRASILEIRA SERÁ OBSCENO” | Educação Política

  4. Heitor 11 maio, 2013 às 1:48 pm

    Caro Glauco,
    Só para q fique bem claro e da forma mais honesta: nenhuma autoridade federal e, sobretudo o sr. ministro da saúde, jamais afirmou que haveria uma validação automática dos diplomas cubanos.

    Curtir

  5. Pingback: BESSINHA SENSACIONAL: FELIZ DIA DAS MÃES! | Educação Política

  6. Hebe Amaral 13 maio, 2013 às 12:00 am

    País em que a medicina preventiva, a pesquisa e a educação são realmente prioridades, apesar das restrições econômicas impostas, merece nosso respeito e admiração. Parabéns pelos índices alcançados!

    Curtir

  7. Pingback: INCRÍVEL: GOLFINHO PEDE AJUDA E MERGULHADOR CORTA A LINHA DE PESCA ENROSCADA NA BARBATANA | Educação Política

  8. Pingback: JOSÉ DE ABREU: O SUPREMO TRIBUNAL FEFERAL DÁ MEDO COMO OS GENERAIS DA DITADURA MILITAR | Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: