Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

ESTADÃO E FOLHA DE S. PAULO PEDIRAM VIOLÊNCIA PARA O GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN E PARA A POLÍCIA MILITAR

Jornalistas são presos e feridos em protestos de SP

Mídia

manifestaçãoO repórter Piero Locatelli, de CartaCapital, foi detido e depois solto. Seis jornalistas da Folha ficaram feridos. De forma irresponsável, Estadão e Folha incitaram a violência da PM em editorial

Por Lino Bocchini/Carta Capital

Durante o quarto protesto por conta do aumento da tarifa de ônibus hoje em São Paulo, seis repórteres do grupo Folha foram alvejados à queima-roupa por um policial da Rota, na rua Augusta, em São Paulo. A bala era de borracha, mas os estilhaços feriram 6 profissionais. Dois deles, nos olhos. Essa foi apenas uma das dezenas de cenas de violência protagonizadas pela Polícia Militar do Estado de São Paulo nesta quinta-feira na capital paulista. As prisões, muitas com indícios de arbitrariedade, contam-se às dezenas. Poucas horas antes, pela manhã, os dois maiores jornais do Estado chegavam às bancas e às casas dos assinantes com editoriais defendendo uma ação mais dura da PM. O Estadão incitou a violência dos policiais claramente. A Folha, por sua vez, colocou a desocupação da avenida Paulista como ponto de honra, desde o título. Ambos foram atendidos:

“Chegou a hora do basta”, O Estado de S. Paulo:

“A PM agiu com moderação, ao contrário do que disseram os manifestantes, que a acusaram de truculência para justificar os seus atos de vandalismo (…) A atitude excessivamente moderada do governador já cansava a população. Não importa se ele estava convencido de que a moderação era a atitude mais adequada, ou se, por cálculo político, evitou parecer truculento. O fato é que a população quer o fim da baderna – e isso depende do rigor das autoridades (…) De Paris, onde se encontra para defender a candidatura de São Paulo à sede da Exposição Universal de 2020, o governador disse que “é intolerável a ação de baderneiros e vândalos. Isso extrapola o direito de expressão. É absoluta violência, inaceitável”. Espera-se que ele passe dessas palavras aos atos e determine que a PM aja com o máximo rigor para conter a fúria dos manifestantes, antes que ela tome conta da cidade.”

“Retomar a Paulista”, Folha de S. Paulo:

“É hora de pôr um ponto final nisso. Prefeitura e Polícia Militar precisam fazer valer as restrições já existentes para protestos na avenida Paulista (…) No que toca ao vandalismo, só há um meio de combatê-lo: a força da lei”.

Veja mais:

6 Respostas para “ESTADÃO E FOLHA DE S. PAULO PEDIRAM VIOLÊNCIA PARA O GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN E PARA A POLÍCIA MILITAR

  1. Rodrigo 14 junho, 2013 às 10:20 am

    Ato contínuo e pelo mesmo raciocínio, quem gritou “PEGA, MATA, LINCHA, TOMA A ARMA DELE” para o policial apedrejado, ou seja, que sofreu tentativa de homicídio, foi incitado pelo “EU ODEIO A CLASSE MÉDIA” de Chauí?
    A filósofa é reconhecidamente inteligente, de capacidade comprovada, mas anda necessitando “trocar idéias” com Mario Sérgio Cortella, a fim de se acalmar e não contaminar ainda mais seu discurso: https://www.youtube.com/watch?v=cB5krsmVtHE

    Curtir

  2. Rodrigo 14 junho, 2013 às 10:44 am

    Um “âpidêiti”, com Gilberto Carvalho convocando o povo às ruas em 2013 (http://oglobo.globo.com/pais/em-video-gilberto-carvalho-diz-que-2013-sera-brabo-que-bicho-vai-pegar-7067782), alegando que seria um ano “brabo” e o “presidente” (ex-?) Lula tem de ser defendido com o povo nas ruas (esqueceram de avisar que aumento de passagem de ônibus é com Haddad, em SP, assim como com ACM Neto em Salvador, Eduardo Paes no RJ e assim por diante, Haddad tendo repudiado a balbúrdia hoje pela manhã – http://jovempan.uol.com.br/noticias/saopaulo/2013/06/haddad-repudia-violencia-e-garante-que-tarifa-do-transporte-nao-sera-reduzida.html).

    Curtir

  3. Pingback: DITADURA SEM LEI EM SÃO PAULO: REPÓRTER É DETIDO POR PORTAR VINAGRE | Educação Política

  4. Pingback: HÁ CLAROS INDÍCIOS DE QUE ORDEM PARA ATAQUE POLICIAL CONTRA MANIFESTANTES E POPULAÇÃO SAIU DO GOVERNO DE SÃO PAULO | Educação Política

  5. Pingback: 13 DE JUNHO DE 2013: O DIA QUE O GOVERNO GERALDO ALCKMIN IMPLANTOU O TERROR EM SÃO PAULO | Educação Política

  6. Pingback: ACORDA GOVERNISTA: HADDAD SEGURA BATATA QUENTE PORQUE QUER; ÁLVARO DIAS APROVEITA PARA VAIAR E ALCKMIN, PARA BATER | Educação Política

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: