Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

EI, REAÇA, VAZA DESSA MARCHA!

Ei, reaça, vaza dessa marcha!

Não, reaça, eu não estou do seu lado. Não vem transformar esse protesto legítimo em uma ação despolitizante contra a corrupção. Não vem usar nariz de palhaço, não tem palhaço nenhum aqui. Agora que a mídia comprou a manifestação tu vem dizer que acordou?
O povo já está na rua há muito tempo, movimentos sociais estão mobilizados apanhando da polícia faz muito tempo. São eles os baderneiros, os vândalos, os que atrapalham o trânsito. Movimento pelo transporte, Movimento Feminista, Movimento Gay, Movimento pela Terra, Movimento Estudantil… Ninguém tava dormindo! Essa violência que espanta todo mundo não é novidade, não é coisa de agora. Acontece TODOS os dias nas periferias brasileiras, onde não tem câmera pra registrar ou repórter para se machucar e modificar o discurso da mídia.
Não podemos admitir que nossa luta seja convertida pela direita numa passeata contra a corrupção. Não é uma causa de neoliberais. Não é uma causa pelos valores e pela família. Não estamos pedindo o fim do Estado – pelo contrário! – Esse “Acorda, Brasil” não tem absolutamente NADA a ver com a mobilização das últimas semanas.
Então se tu realmente acredita que a mídia tá do nosso lado, abre os olhos! São muitas as maneiras de se acabar com um levante: força policial, mídia oportunista, adoção e desconstrução do discurso…

Veja mais:

15 Respostas para “EI, REAÇA, VAZA DESSA MARCHA!

  1. Pingback: REPÓRTER DA REDE GLOBO TEM DE IR EMBORA, APÓS MAIS PROTESTOS CONTRA A EMISSORA | Educação Política

  2. Pingback: REDE GLOBO RETIRA LOGO DA EMPRESA DE MICROFONES COM MEDO DE HOSTILIZAÇÕES DURANTE PROTESTOS PELO BRASIL | Educação Política

  3. João H. Venturini (@BETOPIRA) 18 junho, 2013 às 12:39 am

    Perfeito! Disse o q eu queria! Sou professor estadual aqui em SP e estamos acordados faz tempo tb e muitos desses q só hj “acordaram” eram os mesmos q antes aplaudiram a mesma ação truculenta e covarde da polícia qdo reprimiu as inúmeras manifestações de professores nos últimos anos aqui em SP. Participei de uma perto do Palácio dos Bandeirantes onde o Choque, a mando do Serra na época, jogou bombas, atirou balas de borrachas e desceu o porrete em cima d professoras e professores de meia idade q tentavam chegar perto dos Bandeirantes pra tentar diálogo c/ Serra. Na época, 2010, a mídia ignorou isso e endossou a ação da PM e do Serra em não negociar com a nossa categoria. Quero ver se a partir de agora todos vão começar a apoiar professores, sem-terra, indígenas e refutarem ações violentas da PM em desocupações como ocorreu no Pinheirinho em SP.

    Curtir

  4. Rodrigo 18 junho, 2013 às 1:02 am

    Nem reaças, nem revoluças. Globo vaiada e quem ostentava bandeira do PSTU também. Alckmin, assim como Dilma, vaiados.
    No Congresso, após tucanalhas e petralhas tentam partidarizar a reclamação, vemos a ocupação pacífica do verdadeiro latifúndio improdutivo; baixada a poeira, afastados os vândalos, podemos ver ser geral a insatisfação.
    Povo sem saúde e educação, mas, agora, com vários elefantes brancos?
    Povo cansado da roubalheira, da canalhice. De lobos em pele de cordeiro se alternando no poder, de tanto panis et circensis.
    Finalmente o povo renuncia à condição de mero estandarte ambulante apático, não dando ouvidos ao comando de esquerda volver ou direita volver!
    A vaia, finalmente, é geral! Sem hipocrisia, sem corporativismo.
    Então, revoluça, saia pela mesma porta que o reaça. Ou melhor, não saiam!
    Vocês também podem cobrar! Devem, aliás!
    “Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé,
    Manda essa tristeza embora.
    Basta acreditar que um novo dia vai raiar
    E a sua hora vai chegar!”
    “Get up, stand up: stand up for your rights!”

    Curtir

  5. Rodrigo 18 junho, 2013 às 10:18 am

    Informar é preciso:
    ‘A cada vez que os militantes partidários levantavam suas bandeiras eram vaiados pelos demais com gritos e palavrões. PT, PSTU, PSOL, PC do B e PCO estão entre as legendas “homenageadas” pelos manifestantes.’ ( http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2013-06-18/militantes-rechacam-partidos-politicos-em-protesto-por-reducao-da-passagem-em-sp.html)

    Curtir

    • glaucocortez 18 junho, 2013 às 11:10 am

      É isso. Esses sãos os reaças, condenam a politização da política.

      Curtir

      • Rodrigo 18 junho, 2013 às 1:51 pm

        Não a politização, mas a tentativa incessante de rotular, de impor uma sigla, de dizer “Luke, eu sou seu pai!” – a insatisfação torna-se mais gritante por ser dirigida a todos os partidos; se são da esquerda, de centro, de direita, ou se acham que cada um destes tem parte da razão, pouco me importa, desde que não sejam tendentes a se curvarem à corrupção endêmica e oportunismo de nossos partidos.
        De outro lado, o radicalismo de alguns dos “politizados” leva à nova tentativa de homicídio contra policiais, agora no RJ.
        Não tente, pois, pintar de anjo este ou aquele partido político. Já vimos aonde o corporativismo nos levou: http://m.youtube.com/#/watch?v=VE93pPlwP-c&desktop_uri=%2Fwatch%3Fv%3DVE93pPlwP-c
        Politização, você sabe até melhor eu, difere em muito de partidarização…

        Curtir

  6. Pingback: RICARDO BOECHAT: ‘VANDALISMO É O CACETE! VANDALISMO É MATAR MEU FILHO NUM HOSPITAL PÚBLICO’ | Educação Política

  7. Pingback: MANIFESTANTES GRITAM: ‘GLOBO FASCISTA, SENSACIONALISTA!’ NA PRÓPRIA REDE GLOBO | Educação Política

  8. Pingback: LÍDERES DO MOVIMENTO PASSE LIVRE DIZEM NO RODA VIVA QUE ESTÃO NO CAMPO DA ESQUERDA E QUEREM UMA SOCIEDADE IGUALITÁRIA | Educação Política

  9. marielfernandes 18 junho, 2013 às 2:17 pm

    Tomara que eu tenha entendido errado o que o Glauco escreveu. Estou acima de suspeitas, já que gosto das coisas que ele registra, a ponto de segui-lo. Então. Dizia torcer por equívoco no entendimento, falta de alcance, qualquer coisa. Sempre tive uma bronca com esse papo (por exemplo) de ditadura do proletáriado e seus genéricos. Ditadura é ruim, ponto. De minha parte, o movimento não tem dono e cabe inclusive reclamação contra a falta de canetas BIC no mercado. Precisamos de participação, carecemos de discursos que tragam ideias e de práticas que as implementem. Não dá pra entrar no perigoso barco do ame-o ou deixe-o. Nem estabelecer crachás comportamentais, isso é tão truculento quanto pancada da polícia. Aliás, não há estado no mundo sem aparato policial. É preciso transformá-la, não combinar que ela é bonitinha se atirar em nossos adversários. Pessoalmente, acho que é sim uma causa da família, é sim uma causa que mostrou ignorar, desprezar e desconhecer importâncias à esquerda ou direita, de pronto um conceito em si ultrapassado: o que se ouvia é queremos um país novo. Pelo menos, foi o que entendi. Um país de todos, inclusive dos reaças, que receberão sempre a minha vaia. Mesmo quando o reaça tenha cores parecidas com as minhas.

    Curtir

    • glaucocortez 18 junho, 2013 às 4:09 pm

      Mariel, obrigado por seguir o blog.
      O texto não é meu, conforme pode ser ver na assinatura com o link. Mas o texto, com título um pouco agressivo, traz uma reflexão importantíssima. A tentativa de apropriação da marcha por setores da sociedade que fazem de tudo para as coisas continuarem como estão. Pedem desculpas, escondem o logo da emissora de teve, pedem o impeachment de Dilma e assim vai. Se deixar, se faz uma marcha para piorar o país e manter a desigualdade.

      Curtir

  10. Heitor 21 junho, 2013 às 12:17 pm

    Bom dia!
    É livre a manifestação, mas vedado o anonimato, portanto: mauricinhos mascarados e incendiários que depredam o que é de todos precisam ser responsabilizados na medida dos crimes que cometem. O movimento ruim expulsou o bom: MPL abandonou as manifestações e sobraram palavras de ordem de cunho genérico e vazio, quando não nazista. Os mauricinhos de férias ou estudando na Eurolândia aplaudem. Já pensou se a OTAN resolve armar “nossos rebeldes”? Contudo os incêndios promovidos pelos apartidários não nos salvarão da corrupção do político, do juiz supremo e tampouco do empresário respeitado e bem sucedido.

    Curtir

    • Rodrigo 21 junho, 2013 às 1:33 pm

      Agora o esquerdista, o falso diga-se de passagem, mostra sua face ditatorial, impondo quem pode e sobre o que se pode protestar.
      Como um amigo disse e complementei:
      “O gigante acordou! E era um troll!”
      R: e aí os Gollums saem à rua, gritando: MY PRECIOUS! MY PRECIOUS!”

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: