Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos Diários: 18 junho, 2013

HILARIANTE: DATENA TOMA INVERTIDA DA POPULAÇÃO COM SEU JORNALISMO DEPRIMENTE

Pode tirá!!! 

Essa ficou para a história. É muito engraçado. Vale a pena quem ainda não viu. Como a mídia mudou o discurso.

Veja mais:

NÃO TENHA MEDO, ESSES VÂNDALOS NÃO VÃO MATAR SEU FILHO POR UM CELULAR

9071158927_18b7a09b20Não tenha medo dos protestos, mesmo os mais violentos, com confrontos e quebra-quebra.

Esses vândalos não vão matar seu filho por um celular ou por um par de tênis.

Esses vândalos são de outra ordem, não escolheram o crime individualista e dentro da lógica da acumulação.

Esses vândalos estão aí porque as coisas precisam mudar e numa velocidade maior.

Esses vândalos podem salvar seu filho dos futuros crimes que essa desigualdade enorme produz.

Ninguém é a favor de depredações, destruição, confronto, mas também não dá para aguentar esse discurso patético na televisão de que são uma minoria de vândalos.

Não dá para ter uma manifestação de carneirinhos, seguindo os caminhos e as orientações de quem controla o poder e de seu aparelho repressor.

Um protesto de carneirinhos e nada é a mesma coisa.

As depredações e conflitos muitas vezes são revolta, não crime.

Exceto se tiverem policiais infiltrados como se suspeita em São Paulo.

Veja mais:

ATÉ CACO BARCELLOS, UM DOS MELHORES PROFISSIONAIS DA REDE GLOBO, É EXPULSO SEM TRÉGUA DA MANIFESTAÇÃO

LÍDERES DO MOVIMENTO PASSE LIVRE DIZEM NO RODA VIVA QUE ESTÃO NO CAMPO DA ESQUERDA E QUEREM UMA SOCIEDADE IGUALITÁRIA

Captura de tela de 2013-06-18 11:23:42A entrevista com dois dos líderes do Movimento Passe Livre (MPL) no Roda Viva da TV Cultura foi marcada por uma postura comedida dos entrevistados. O programa entrevistou a estudante de direito Nina Cappello e o professor de História Lucas Monteiro de Oliveira. Lucas deixou claro que o MPL está no campo das esquerdas e que o movimento busca uma sociedade igualitária.  Para Nina, o MPL é um movimento social que luta pelo transporte público. Semelhante à estrutura de organização do MST (Movimento dos Sem Terra), eles dizem que não tem liderança e procuram atuar de forma horizontal.

Apesar de muitas perguntas sofríveis por parte dos jornalistas da grande mídia, foi possível perceber que os integrantes estavam bastante cautelosos e bem preparados com algumas perguntas mal intencionadas. Eles também afirmaram que a cidade precisa de uma transformação, para que não impeça a circulação das pessoas da periferia. O movimento tem um projeto de lei, de iniciativa popular, propondo o transporte público com tarifa zero, para que as pessoas (da periferia) possam se apropriar da cidade.

Veja vídeo abaixo:

MANIFESTANTES GRITAM: ‘GLOBO FASCISTA, SENSACIONALISTA!’ NA PRÓPRIA REDE GLOBO

RICARDO BOECHAT: ‘VANDALISMO É O CACETE! VANDALISMO É MATAR MEU FILHO NUM HOSPITAL PÚBLICO’

REDE GLOBO RETIRA LOGO DA EMPRESA DE MICROFONES COM MEDO DE HOSTILIZAÇÕES DURANTE PROTESTOS PELO BRASIL

Do Vi o Mundo/ dica do Gustavo Costa

O Jornal Nacional noticiou nesta segunda-feira que os manifestantes gritaram palavras de ordem contra a TV Globo ao longo da marcha.

Eles se concentraram na ponte estaiada, sobre a marginal do rio Pinheiros, frequentemente mostrada nos estúdios da Globo localizados nas proximidades.

Aparentemente por precaução, repórteres da emissora não usaram o cubo que identifica a TV quando estavam próximos dos manifestantes.

A transmissão ao vivo foi feita a partir de um helicóptero.

Veja explicações de Patrícia Poeta no JN aos protestos contra a Globo:

Veja mais:

 

 

REPÓRTER DA REDE GLOBO TEM DE IR EMBORA, APÓS MAIS PROTESTOS CONTRA A EMISSORA

%d blogueiros gostam disto: