Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA

LÍDERES DO MOVIMENTO PASSE LIVRE DIZEM NO RODA VIVA QUE ESTÃO NO CAMPO DA ESQUERDA E QUEREM UMA SOCIEDADE IGUALITÁRIA

Captura de tela de 2013-06-18 11:23:42A entrevista com dois dos líderes do Movimento Passe Livre (MPL) no Roda Viva da TV Cultura foi marcada por uma postura comedida dos entrevistados. O programa entrevistou a estudante de direito Nina Cappello e o professor de História Lucas Monteiro de Oliveira. Lucas deixou claro que o MPL está no campo das esquerdas e que o movimento busca uma sociedade igualitária.  Para Nina, o MPL é um movimento social que luta pelo transporte público. Semelhante à estrutura de organização do MST (Movimento dos Sem Terra), eles dizem que não tem liderança e procuram atuar de forma horizontal.

Apesar de muitas perguntas sofríveis por parte dos jornalistas da grande mídia, foi possível perceber que os integrantes estavam bastante cautelosos e bem preparados com algumas perguntas mal intencionadas. Eles também afirmaram que a cidade precisa de uma transformação, para que não impeça a circulação das pessoas da periferia. O movimento tem um projeto de lei, de iniciativa popular, propondo o transporte público com tarifa zero, para que as pessoas (da periferia) possam se apropriar da cidade.

Veja vídeo abaixo:

10 respostas em “LÍDERES DO MOVIMENTO PASSE LIVRE DIZEM NO RODA VIVA QUE ESTÃO NO CAMPO DA ESQUERDA E QUEREM UMA SOCIEDADE IGUALITÁRIA”

Ninguém tem dívidas de tanto. Que continuem a ter suas preferências, sempre com senso crítico, com parcimônia e com essa excelente capacidade de mobilização, alijando não pessoas e suas preferência político-partidária-ideológica, mas quem seja criminoso, tente assassinar policiais e apenas desvie o foco.
No mais, também não se curvaram à imposição de qualquer partido, o povo em marcha vaiando oportunistas e suas bandeiras, proclamando o movimento como do povo brasileiro; não sejamos radicais, não tentemos expulsar pessoas, não rumemos para o autoritarismo, pois a cidadania brasileira nos é inalienável!

Curtir

vamos aproveitar o prostesto que já está feito, vamos pedir uma reforma política. não adianta tirar a dilma, não adianta trocar todos os politicos por outros e a politica de robalheira ser a mesma. reforma política já

Curtir

Devemos rever os salários dos políticos nesse país, eles ganham muito para muito pouco, quando um policial , professor ganham muito pouco, precisamos reverter isso, se quer ser politico tem que lutar pelo país ganhando 1 salário mínimo , aposto que ningum vai se candidatar

Curtir

Comentários encerrados.